Fiocruz vai liberar Aedes aegypti com bactéria no Rio para combater dengue

Pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) vão soltar 10 mil mosquitosAedes aegypti toda semana durante três ou quatro meses no bairro de Tubiacanga, na Ilha do Governador, no Rio de Janeiro. Os mosquitos contêm a bactéria Wolbachia, que os impede de transmitir o vírus da dengue. O objetivo é substituir toda a população de mosquitos da região para reduzir os casos de infecção por dengue.

A liberação dos primeiros mosquitos aconteceu nesta quarta-feira (24). Desde 2012, a Fiocruz trabalha no projeto estudando bairros para a aplicação do método, avaliando a população de mosquitos desses bairros e promovendo cruzamentos dos mosquitos com Wolbachia com os mosquitos do Brasil em laboratório.

Os ovos de mosquito com a bactéria foram importados da Austrália, com autorização do Ibama.

A partir da seleção do bairro de Tubiacanga, a Fiocruz também começou a fazer um trabalho junto à população de esclarecimento sobre o projeto. Moreira conta que uma pesquisa foi feita com 30% da população de cerca de 3 mil habitantes do bairro para verificar o conhecimento que as pessoas tinham sobre a dengue e a opinião que faziam do projeto. 90% dos entrevistados disseram estar de acordo com a soltura dos mosquitos com Wolbachia na região.

Moreira explica que 10 mil mosquitos serão soltos a cada semana durante cerca de 3 a 4 meses. Como as fêmeas infectadas passam a bactéria para os ovos, a expectativa é que depois de um tempo, toda a população esteja infectada pela Wolbachia. “Toda semana, vamos soltar os mosquitos e fazer a coleta na região para verificar se estão infectados ou não, até atingir cerca de 100%. A partir disso, não precisa soltar mais”, diz o pesquisador.

A bactéria Wolbachia não traz nenhum risco às pessoas, segundo os pesquisadores. Moreira explica que as pessoas já estão expostas a ela no dia a dia: 70% dos pernilongos, por exemplo, têm essa bactéria no organismo.

A iniciativa faz parte de um projeto internacional lançado pela Austrália chamado “Eliminate Dengue: Our Chalange” (ou Eliminar a Dengue: Nosso Desafio). Foi na Universidade de Monash que uma equipe de pesquisadores conseguiu retirar a bactéria Wolbachia das moscas-das-frutas e passá-la para os mosquitos Aedes aegypti, injetando-a nos ovos dos mosquitos.

Outros estudos demonstraram que a bactéria era capaz de bloquear o vírus da dengue noAedes aegypti, impedindo que o mosquito transmitisse a doença ao picar alguém. Mosquitos com a bactéria já foram liberados em algumas cidades no nordeste da Austrália e também no Vietnã e Indonésia.

No Brasil, o projeto se chama “Eliminar a Dengue: Desafio Brasil”. Nos próximos anos, outros três bairros devem receber os mosquitos com bactéria, segundo Moreira: Urca e Vila Valqueire, no Rio de Janeiro, e Jurujuba, em Niterói.

Fonte: Portal G1

AEB negocia para lançar o segundo nanossatélite brasileiro

A Agência Espacial Brasileira (AEB/MCTI) negocia com uma companhia norte-americana o lançamento do segundo nanossatelite brasileiro. A ideia é que o Itasat-1 seja lançado no segundo semestre 2014 no veículo Falcon-9 da empresa SpaceX.

Após ser readequado sob coordenação da AEB, o Itasat-1teve agregado experimentos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe/MCTI), do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), das universidades do Vale dos Sinos (Unisinos), Federal do Rio Grande do Nortre (UFRN) e do Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE).

Entre os novos experimentos estão o GPS Orion e uma placa microcontrolada com sensores de radiação ionizante, que terá seus dados processados em conjunto com o laboratório de estudos do clima espacial (Embrace) no Inpe.

A conclusão da integração do modelo de engenharia e realização de testes funcionais está prevista para até o fim de dezembro próximo. A integração do modelo de voo, com testes de aceitação funcionais e de requisitos de lançamento a cargo do Laboratório de Integração e Testes (LIT), no Inpe, serão realizados entre janeiro e abril de 2015.

Nanosatc-Br1

O primeiro cubesat brasileiro completou em setembro três meses em órbita. O NanosatC-Br1 está operacional e transmite dados para estações localizadas em Santa Maria (RS) e São José dos Campos (SP). O equipamento leva a bordo instrumentos para o estudo de distúrbios na magnetosfera, principalmente na região da Anomalia Magnética do Atlântico Sul, e do setor brasileiro do Eletrojato Equatorial Ionosférico.

Fonte: Portal Brasil

Meta fiscal do Governo Central fica em 7,8% da expectativa

O secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin, descarta, no momento, revisar a meta de superavit primário do Governo Central (Tesouro Nacional, Banco Central e Previdência Social), de R$ 80,8 bilhões. Hoje (30), o governo divulgou que, em agosto último, o deficit primário ficou em R$ 10,4 bilhões, o pior resultado desde 1997.

A meta fiscal do Governo Central estabelecida pela equipe econômica para o segundo quadrimestre é R$ 39 bilhões, mas o realizado, informou o Tesouro Nacional, ficou longe: R$ 3,1 bilhões, ou 7,8% da expectativa.

Arno Augustin destaca que a sistemática do governo é estabelecer metas para o ano, com revisões bimestrais que transformam a programação anual em algo mais próximo do que ocorre a cada mês. “Nós elaboramos um relatório divulgado agora em setembro que mantém a meta original do ano. Temos ainda um outro relatório a ser elaborado em novembro, quando nós vamos avaliar como estão crescendo as receitas e também o comportamento das despesas”, disse.

O secretário lembra que 2014 tem sido um ano difícil. “Em função de uma atividade econômica menor, produto da crise internacional, [que] fez com que o governo fosse obrigado a fazer ajustes para compensar perdas, utilizando instrumentos, como a permissão para que as empresas pudessem voltar a renegociar dívidas com impostos. Outras alternativas foram as receitas extraordinárias com concessões, como o leilão da Tecnologia 4G realizado nesta terça-feira.

Para Augustin, o mais importante além da discussão das metas é que o governo tem conseguido reduzir a relação entre a dívida pública e o Produto Interno Bruto (PIB). “Somos um dos poucos países que conseguiu isso, apesar de todos os problemas econômicos que o mundo vem vivendo. Muitos tiveram um crescimento desta relação. Acho isso importante de ser reiterado. O Brasil, embora as dificuldades do ano, vem mantendo uma dívida em queda”, concluiu.

Fonte: Agência Brasil

MPF apresenta nova denúncia contra Micarla e outros 14 envolvidos

O Ministério Público Federal no Rio Grande do Norte (MPF/RN) apresentou uma nova denúncia relativa às irregularidades descobertas pela Operação Assepsia, que investigou ilegalidades cometidas na contratação da Associação Marca pela Prefeitura do Natal, durante a gestão de Micarla de Souza. Na denúncia, a ex-prefeita e outros 14 envolvidos são apontados como responsáveis por crimes como fraude e dispensa indevida de licitação, além de falsidade ideológica.

O esquema desbaratado pela Operação Assepsia funcionou de meados de 2010 até 2012 e, além das fraudes em procedimentos licitatórios, foram registradas diversos outros crimes que resultaram em quatro outras denúncias já apresentadas pelo MPF à Justiça Federal.

A nova ação inclui entre os denunciados o marido da ex-prefeita, Miguel Weber; o ex-secretário de Saúde Thiago Trindade; o procurador do Município Alexandre Magno de Souza; e o empresário Tufi Soares Meres, citado como líder do “braço empresarial” do esquema.

A denúncia assinada pelo procurador da República Fernando Rocha descreve que as negociações entre o grupo ligado à Prefeitura e os envolvidos ligados a Tufi Meres tiveram início antes mesmo da contratação da Marca, selecionada pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) para administrar os ambulatórios médicos especializados (AMEs) de Nova Natal, Brasília Teimosa e Planalto, além da unidade de pronto-atendimento (UPA) de Pajuçara.


Os dois processos de escolha, tanto para administração dos AMEs quanto da UPA, apresentaram diversas irregularidades e foram direcionados para a seleção da Marca, que repassava recursos do poder público a vários envolvidos, através da subcontratação de empresas, e ainda preenchia vagas de trabalho nas unidades de saúde com indicados da ex-prefeita, de secretários e de políticos.

Terceirização 
Antes da seleção da Marca, a Prefeitura contratou a Fundação Getúlio Vargas (FGV) para elaborar um “trabalho técnico” que resultou na indicação de um modelo de gestão terceirizada de unidades de saúde. Leonardo Carap, coordenador encarregado pela FGV dos trabalhos desenvolvidos em Natal, tornou-se o principal elo entre Tufi Meres e o Município.

Carap chegava a enviar a Tufi Meres conteúdo de documentos e estudos de caráter confidencial. Ele foi, ainda, o responsável pela ida de Thiago Trindade, Alexandre Magno e Carlos Fernando Bacelar ao Rio de Janeiro, em agosto de 2010, quando os representantes da SMS conheceram de perto o trabalho da organização social e os demais integrantes do esquema, ligados ao grupo de Tufi Meres.

Leonardo Carap era remunerado por seus serviços de “intermediação de negócios” através de repasses da Salute Sociale (empresa do grupo de Tufi Meres) para suas contas e de sua empresa: Qualimed Planejamento. De maio a novembro de 2011 foram feitos repasses de R$ 321.099,43.

De acordo com o MPF, todo o trâmite do chamamento público que resultou na contratação da Marca foi definido por Micarla de Souza e Miguel Weber pelos menos dois meses antes da deflagração formal do processo e antecipadamente noticiado a servidores (Thiago Trindade, Alexandre Magno, Thobias Bruno e Carlos Bacelar) e particulares (Tufi Meres, Rosimar “Rose” Bravo, Antônio Carlos Júnior, Jonei Lunkes e Leonardo Carap).

Contratação – As negociações se concretizaram em outubro de 2010, com o processo de seleção de uma organização para gerenciar os AMEs. Os termos do edital, bem como a formação da comissão julgadora (composta por Carlos Fernando, Maria do Perpétuo e Elizama Batista) foram definidos por Alexandre Magno e Jonei Lunkes, este um “consultor” que trabalhava clandestinamente na SMS, sem vínculo formal, recebendo R$ 22 mil mensais através de subcontratação à Marca.

Em e-mail enviado ao ex-secretário e a Annie Azevedo, Carlos Bacelar e Rose Bravo, Alexandre Magno deixa claro o cronograma da seleção que irá “oficializar” a contratação da Marca. Em 3 de setembro, mais de um mês antes, ele já explica aos destinatários quais passos serão dados e detalha o procedimento, chegando a esclarecer que “O pessoal do RJ seguiu para visitar as unidades acima e deve retomar com relatório de custos”. No item “Outras providências”, o procurador é ainda mais específico quanto às tarefas a serem adotadas: “b. Qualificar a Marca”

A qualificação da Marca como organização social foi publicada em 14 de outubro de 2010. A ata da sessão que declarou a entidade vencedora da chamada foi publicada dia 22, cinco dias úteis depois. Para o MPF, o prazo reduzido só reforça o “jogo de cartas marcadas”. Maria do Perpétuo Socorro e a servidora Elizama Batista, membros da comissão julgadora ao lado de Carlos Fernando Bacelar, subscreverem a ata da sessão de 18 de outubro de 2010, que nunca aconteceu.

Cerca de uma mês após ganhar o contrato dos AMEs, a SMS lançou novo processo seletivo para entregar a uma OS a gestão da UPA de Pajuçara. O edital e o termo de referência , publicados em novembro de 2010, foram elaborados por Jonei, Alexandre e Thobias Gurgel. O Ipas “sagrou-se vencedor”, mas decidiu “por motivos de força maior” desistir do contrato, cedendo espaço à Marca.

“Não há como deixar de reconhecer que os agentes públicos encarregados da condução da seleção (…) e os representantes da Marca combinaram previamente o resultado do certame, inclusive ajustaram a desistência do primeiro licitante convocado”, ressalta a ação do MPF.

Micarla de Souza 
Em mensagens trocados por Tufi Meres com seu “braço direito” Rose Bravo, o empresário reconhece a necessidade de levar ao conhecimento do “marido”, forma pela qual se referia a Miguel Weber, a ocorrência de atrasos nos pagamentos à Marca. Na mensagem, ele afirma ser necessário Miguel saber que “as coisas não andam conforme combinado por lá” e que os dois “comandados (Francisco de Assis Rocha Viana e Antônio Luna, então gestores financeiros da SMS e da Secretaria de Planejamento) estavam atrapalhando”.

A denúncia do MPF reforça que Micarla de Souza “ostentou efetiva participação em todas as etapas da cadeia delitiva”, incluindo a contratação da FGV; a indicação de apadrinhados políticos para ocupar postos de trabalho nas unidades de saúde geridas pela Marca; até a negociação e definição de valores do contrato de gestão hospitalar.

Para o MPF, na primeira fase do esquema a participação de Micarla e Miguel Weber ocorreu de forma mais discreta, enquanto Thiago Trindade e Alexandre Magno deliberavam na “linha de frente” com os representantes do grupo chefiado por Tufi Meres. Porém, após a exoneração do secretário, em 2011, o casal assumiu “as rédeas do negócio” e convocou Francisco de Assis Viana e Antônio Carlos Luna para auxiliarem na continuidade do esquema instalado na SMS.

Em uma troca de e-mais com Miguel Weber, que sequer pertencia aos quadros da Prefeitura, Tufi Meres envia a ele uma lista de pessoas contratadas nas unidades administradas pela Marca, com o registro dos respectivos “padrinhos” (políticos e secretários municipais em sua maioria) e a listagem das vagas ainda abertas.

Miguel Weber explica que “gostaria que pudessemos participar desse processo”, referindo-se a contratações e demissões nas unidades, e acrescenta: “Inclusive eu preciso de mais uma vaga de enfermeira e dentista”. Já em mensagem a Rose Bravo, Tufi Meres afirma sobre Miguel Weber: “Estamos lidando com um crápula”.

As investigações apontaram que todas as negociações envolvendo a contratação e os pagamentos da Marca passaram pelo crivo do casal Micarla e Miguel Weber. O marido da ex-prefeita, em troca de mensagens, chega a indicar valores e percentuais de ajuste dos contratos.

Envolvidos 
Além de tornar-se elo entre integrantes do esquema, Alexandre Magno elaborou a lei permitindo a “qualificação de entidades sem fins lucrativos como organizações sociais” e “pavimentou caminhos e conferiu blindagem jurídica para que empresas privadas, utilizando-se da roupagem de organização social, firmassem contratos de gestão (…)e efetuassem desvio de verbas”.

O procurador do Município e Thiago Trindade indicaram Thobias Bruno Gurgel; Carlos Fernando Bacelar e Annie Azevedo Cunha para cargos de chefia da SMS, para poderem auxiliar na montagem e funcionamento do esquema. Eles deram suporte operacional, administrativo e gerencial. Do grupo de apoio a Tufi Meres, além de Rose Bravo estão incluídos Mônica Nardelli e Antônio Carlos Oliveira Júnior, o Maninho, esposo de Rose Bravo.

Além das penas referentes aos crimes específicos (ver lista abaixo), o MPF requer para todos os denunciados a inabilitação para o exercício de cargo ou função pública, eletivo ou de nomeação, pelo prazo de cinco anos. A ação penal tramita na Justiça Federal sob o número 0003238-80.2014.4.05.8400.


Detalhamento das denúncias
Dispensa indevida de licitação (art 89 da Lei 8.666), fraude ao caráter competitivo de procedimento licitatório (art 90 da Lei 8.666); e falsidade ideológica (art 299 do Código Penal)

Micarla Araújo de Souza Weber; Miguel Henrique Oliveira Weber; Thiago Barbosa Trindade; Alexandre Magno Alves de Souza; Thobias Bruno Tavares Gurgel; Carlos Fernando Pimentel Bacelar Viana; Annie Azevedo Cunha Lima; Tufi Soares Meres; Rosimar Gomes Bravo de Oliveira; Antônio Carlos de Oliveira Júnior, “Maninho”; Leonardo Justin Carap; e Jonei Anderson Lunkes.

Dispensa indevida de licitação e falsidade ideológica:

Mônica Simões Araújo e Nardelli.

Falsidade ideológica:

Maria do Perpétuo Socorro Lima Nogueira; e Elizama Batista da Costa.

Fonte:  Tribuna do Norte

Urbana publica edital do lixo até o dia 24 de outubro; valor será de R$ 361 milhões

A Companhia de Serviços Urbanos de Natal (Urbana) realizou, nesta terça-feira (30), a segunda audiência pública prevista no processo de construção do edital de licitação da para a coleta dos resíduos sólidos em Natal. A empresa recebeu sugestões e propostas das partes interessadas, respondeu a questionamentos e confirmou a data limite para publicação do edital: o dia 24 de outubro.

De acordo com o presidente da Companhia, Jonny Costa, a audiência de hoje serviu, também, para o aperfeiçoamento e a consolidação do edital. Ele informou que até o dia 22 de outubro, a equipe técnica da Urbana receberá sugestões ao edital, desde que apresentem quesitos que reúnam economicidade, qualidade do serviço e transparência. 

Após o dia 22, a Companhia consolidará o texto final do edital e o publicará no Diário Oficial do Município (DOM), ainda em outubro. “O edital consolidado será publicado no Diário Oficial do Município e em um jornal de circulação nacional entre os dias 22 e 24 de outubro, e as empresas têm 30 dias para retirar as propostas”, informou.

A etapa seguinte é a abertura dos envelopes para habilitação das empresas que vão participar da licitação. Para essa fase, a Urbana reservou o dia 28 de novembro. No dia 19 de dezembro, a Companhia abrirá as propostas orçamentárias apresentadas pelas empresas, e a homologação das novas prestadoras dos serviços de limpeza pública em Natal deverá ocorrer no dia 7 de janeiro de 2015.

De acordo com Jonny Costa, o edital foi dividido em três lotes. O primeiro contempla os serviços nas zonas Norte e Oeste, e tem o valor estimado de R$ 166 milhões. O segundo cobre as zonas Sul e Leste e tem o valor de R$ 137 milhões. O terceiro, no valor de R$ 57 milhões, diz respeito à aquisição de equipamentos e a administração da estação de transbordo, totalizando R$ 361 milhões, com os contratos tendo um período de vigência de 60 meses (5 anos).

Fonte: Tribuna do Norte

Thomas Griesa considera ilegal pagamento de parcela da dívida argentina

O governo argentino depositou US$ 161 milhões em Buenos Aires, para pagar parcela da dívida reestruturada que vence hoje (30). O depósito foi efetivado, apesar da advertência do juiz Thomas Griesa, de Nova York, que considerou a medida ilegal. Por isso, declarou o pais em “desacato”.

O dinheiro destina-se ao pagamento de 93% dos detentores de títulos da dívida argentina. Eles aderiram aos planos de reestruturação, depois do calote de 2001. Com isso, aceitaram receber em 30 anos, com descontos de até 65%, e reembolsos regulares até julho passado.

O último depósito, feito em julho, no Banco de Nova York, para pagar credores da dívida reestruturada, foi bloqueado por ordem de Griesa. O bloqueio só será levantado quando a Argentina cumprir a sentença do juiz, favorável a um grupo dos chamados fundos “abutres”, que, após o calote, compraram títulos da dívida a preços baixos e entraram na Justiça para cobrar o valor nominal dos papéis, sem qualquer desconto

Um grupo desses fundos, que representa 1% dos detentores de títulos da dívida argentina, ganhou processo no tribunal de Griesa, consequentemente o direito de cobrar US$  1,6 bilhão (valor nominal dos papéis, mais juros acumulados).  O governo da Argentina apelou, mas perdeu em segunda instancia. A Suprema Corte dos Estados Unidos não aceitou o caso, confirmando, indiretamente, a sentença do juiz de Nova York.

Apesar de ter dito que acataria a decisão da Justiça norte-americana, o governo argentino alega que não pode cumprir a sentença este ano. Os acordos de reestruturação têm uma cláusula impedindo o país de oferecer condições melhores à minoria de credores (7%) que não aceitaram renegociar a divida.

Ess cláusula vence no fim de 2014, mas tanto o juiz quanto os investidores que ganharam o processo não estão dispostos a esperar. Manifestaram desconfiança com as intenções do governo argentino, de cumprir a sentença, baseando-se em declarações da presidenta Cristina Kirchner e de seus funcionários. Eles acusaram Griesa de estar a serviço dos fundos e de seus interesses especulativos.

Nos últimos meses, a batalha judicial continuou nos principais jornais da Argentina e dos Estados Unidos (com avisos publicados pelo governo argentino e pelos fundos, cada um defendendo suas posições) e nos fóruns internacionais. A Argentina obteve apoio nas Nações Unidas para discutir novas regras de reestruturação das dívidas. A intenção é impedir que uma minoria de credores coloque em risco acordos negociados com a maioria.

A decisão de Griesa, de bloquear os depósitos argentinos, levaram o país a um segundo calote em 13 anos. Dessa vez, ao contrario de 2001, a Argentina quer e pode pagar credores. Para demonstrar a vontade de honrar compromissos, o governo enviou projeto ao Congresso, mudando para Buenos Aires a sede de pagamento aos credores.

Apesar de ter sido aprovada, a nova lei só pode ser colocada em prática se os credores aceitarem receber o dinheiro no Banco Nacion da Argentina. Ainda assim, a Argentina fez um deposito de US$ 161 milhões. Griesa considerou a decisão ilegal, porque, segundo ele, é uma estratégia para driblar sua posição.

Fonte: Agência Brasil

Cerca da metade dos idosos no mundo não recebe aposentadoria, aponta OIT

Genebra – Cerca de metade das pessoas na idade de se aposentar no mundo não recebe nenhum tipo de pensão, e esta é deficitária no caso de 52% que a recebem, alerta um documento da Organização Mundial do Trabalho (OIT) publicado nesta terça-feira (30/9). A maioria das pessoas idosas não têm renda garantida e são obrigadas a seguir trabalhando, com frequência em condições precárias, com baixos salários, segundo a OIT, que estudou 178 países para a elaboração deste documento.

No total, 45 países alcançaram uma taxa de cobertura de 90% e mais de 20 países em desenvolvimento conquistaram regimes de aposentadoria universais ou quase. “Vários países em desenvolvimento ampliaram muito seus regimes de aposentadoria”, lembra Isabel Ortiz, diretora do Departamento de Proteção Social da OIT, para quem é uma tendência muito positiva.

“Mas a garantia de que receberão aposentadorias suficientes é tão importante quanto a ampliação da cobertura. Os homens e mulheres idosos têm o direito de se aposentar com dignidade, sem cair na pobreza. É um problema que afeta a todos”, adverte. Na Europa, o corte das ajudas sociais no âmbito das políticas de austeridade orçamentária “contribuiu para aumentar a pobreza e a exclusão social”, afirma o documento.

Na União Europeia, atualmente 123 milhões de pessoas são afetadas por estes cortes, 24% da população. “Os avanços registrados pelo modelo social europeu (…) foram minados pelas reformas de ajuste a curto prazo”, denuncia o documento. Por sua vez, ressalta os avanços realizados na China, onde a cobertura de aposentadoria passou de 25% da população a mais de 70% entre 2000 e 2012. A parte do gasto público consagrado à aposentadoria representa de 0% a 2% do PIB nos países de baixa renda, enquanto chega a 11% nos países da Europa Ocidental.

Fonte: Correio Braziliense

Ônibus e opcionais circulam com frota normal no dia das Eleições

Quem precisar se deslocar para votar no domingo (5) contará com os serviços de ônibus e opcionais operando com a frota normal. Além das linhas convencionais, o Circular Campus da UFRN (Linha 588), estará operando normalmente. Quem preferir também poderá usar o sistema de táxis.

A medida foi anunciada na manhã desta terça-feira (30) pela Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU) e tem como o objetivo principal garantir o direito de votar dos milhares eleitores que utilizam o Sistema de Transporte Público da cidade.
Outra determinação da STTU será a aplicação da tarifa social de transporte. Com a medida, as operadoras operarão com desconto de 50% na tarifa de transporte urbano.

Além da operação de transporte, agentes de mobilidade estarão percorrendo com viaturas e motos as diversas regiões da cidade durante todo o período de votação, observando e disciplinando os pontos de maior concentração de veículos e impedindo engarrafamentos, formação de filas duplas, estacionamento irregular nos acessos aos locais de votação.

Fonte: Prefeitura do Natal

Sine oferece 575 vagas de emprego em Natal e interior; confira

O Sistema Nacional de Emprego no Rio Grande do Norte (Sine-RN) oferece 570 empregos, entre temporários e efetivos, para Natal e interior do estado nesta terça-feira (30). Para conseguir as vagas, os candidatos interessados precisam levar Carteira de Trabalho, Nº do PIS, RG, CPF e comprovantes de residência e escolaridade às unidades do Sine nas Centrais do Cidadão.

Confira as oportunidades:

Vagas para pessoas com deficiência
Natal e Grande Natal

AUXILIAR DE COZINHA 1
GARI 1

Total 2

Vagas permanentes
Natal e Grande Natal

AGENTE DE SEGURANÇA 5
AJUDANTE DE CARGA E DESCARGA DE MERCADORIA 6
ASSISTENTE ADMINISTRATIVO 1
ATENDENTE DE FARMÁCIA – BALCONISTA 5
AUXILIAR DE COZINHA 32
AUXILIAR DE LIMPEZA 6
AUXILIAR DE LINHA DE PRODUÇÃO 2
AUXILIAR DE MARCENEIRO 1
BARMAN 2
CONFERENTE DE MERCADORIA 4
COPEIRO 6
COSTUREIRA DE MÁQUINA OVERLOQUE 1
COZINHEIRO DE RESTAURANTE 4
CUMIM 17
ENCARREGADO DE MANUTENÇÃO 1
GARÇOM 25
GARI 1
GERENTE COMERCIAL 1
GERENTE COMERCIAL 1
GESSEIRO 2
JARDINEIRO 1
MARCENEIRO 1
MECÂNICO DE SUSPENSÃO 1
MOTORISTA DE AUTOMÓVEIS 2
MOTORISTA DE CAMINHÃO 1
OPERADOR DE CAIXA 12
PROMOTOR DE VENDAS 1
RECEPCIONISTA ATENDENTE 4
SERRALHEIRO DE ALUMÍNIO 2
SUPERVISOR DE MANUTENÇÃO ELETROMECÂNICA INDUSTRIAL, COMERCIAL E PREDIAL 2
TÉCNICO MECÂNICO 20
TORNEIRO MECÂNICO 1
VENDEDOR INTERNO 3
VENDEDOR PRACISTA 4
VIDRACEIRO 2

Total 180

Vagas Temporárias
Natal e Grande Natal

AGENTE DE SEGURANÇA 50
AUXILIAR DE LIMPEZA 50
COZINHEIRO DE RESTAURANTE 28
ESTOQUISTA 58
GARÇOM 48
PADEIRO 8
PIZZAIOLO 4
RECEPCIONISTA ATENDENTE 50
VIGILANTE 50

Total 346

Vagas Mossoró e Região

APONTADOR DE OBRAS 1
ASSISTENTE ADMINISTRATIVO 3
CAIXA NO COMÉRCIO 1
CARPINTEIRO 2
CHAPEIRO 1
COPEIRO 1
COZINHEIRO GERAL 2
DESENHISTA DE PÁGINAS DA INTERNET (WEB DESIGNER) 1
EMPREGADO DOMÉSTICO NOS SERVIÇOS GERAIS 1
FISCAL DE LOJA 1
GARÇOM 1
JARDINEIRO 1
MARCENEIRO 1
MECÂNICO DE MANUTENÇÃO DE MÁQUINA INDUSTRIAL 1
MECÂNICO DE REFRIGERAÇÃO 1
MESTRE DE OBRAS 1
MOTORISTA DE CAMINHÃO-GUINCHO PESADO COM MUNK 1
OFICIAL DE SERVIÇOS GERAIS NA MANUTENÇÃO DE EDIFICAÇÕES 5
OPERADOR DE RETRO-ESCAVADEIRA 1
PORTEIRO 1
PROPAGANDISTA 2
TELEFONISTA 1
VENDEDOR DE COMERCIO VAREJISTA 3
VENDEDOR PRACISTA 4
VIDRACEIRO 1

Total 39

Vagas para Currais Novos e Região

ATENDENTE DE LANCHONETE 1
COZINHEIRO DE RESTAURANTE 1
OPERADOR DE CAIXA 1
VENDEDOR PRACISTA 5

Total 8

Fonte: Tribuna do Norte

Bandidos explodem caixa eletrônico em Senador Elói de Souza

Criminosos explodiram um caixa eletrônico no município de Senador Elói de Souza, na região Agreste do Estado, durante a madrugada desta terça-feira (30). De acordo com a Polícia Militar, pelo menos oito suspeitos participaram da ação. A quantia levada pelos bandidos não foi divulgada.

Ainda segundo a PM, o grupo estava armado com fuzis. Eles também utilizaram três cargas de dinamite para explodir o terminal bancário e destruir o estabelecimento. O impacto chamou a atenção dos moradores da região, que tentaram se aproximar do banco, mas, foram recebidos à bala. Apesar disso, ninguém ficou ferido.

Após a ação, os bandidos, em uma caminhonete não identificada, empreenderam fuga. A Polícia Militar realizou diligências, mas, ninguém foi preso. 

Fonte: Tribuna do Norte

Dilma visita Santos e pede votos de eleitores da Baixada Santista

A presidenta da República e candidata à reeleição, Dilma Rousseff, esteve hoje (30), em Santos, na região metropolitana da Baixada Santista, onde fez caminhada de aproximadamente 400 metros, partindo da Praça da República, até a Praça Mauá – onde fica a prefeitura. Durante a caminhada, Dilma distribuiu rosas, tirou fotos, deu autógrafos e recebeu presentes da população.

Com a voz muito rouca, a candidata, discursou sobre os investimentos do governo federal em obras na Baixada Santista, como a do veículo leve sobre trilhos (VLT), do governo estadual com recursos da União. Segundo Dilma, sem o dinheiro do governo federal não seria possível a construção do VLT.

“O governo federal olhou para a Baixada Santista. Investiu no Porto de Santos, com a obra da perimetral da margem direita e esquerda e a dragagem do canal do porto, porque Santos é importante para a região, para São Paulo, mas é importante para o Brasil inteiro”, destacou.

Dilma ressaltou que o governo não se esqueceu do trabalhador e, quando fez a Lei dos Portos, manteve todos os direitos trabalhistas. A presidenta enfatizou ainda que o governo federal também enviou recursos para as obras do túnel que liga a zona noroeste da cidade às praias.

“Investimos também naquilo que ninguém quer investir, porque não aparece, que é o esgotamento sanitário e tratamento de água nesta região. Também trouxemos médicos que hoje atendem mais de 500 mil pessoas na região. E trouxemos o Minha Casa, Minha Vida”, acrescentou.

A candidata pediu o voto dos eleitores de Santos e região para consolidar o que já foi feito e melhorar o que precisa. “Tenho certeza de que o povo brasileiro sabe escolher com consciência, razão e coração. Tenho certeza de que vocês farão a melhor escolha e peço humildemente o voto de vocês”.

De Santos Dilma partiu para São Paulo, de onde para o Rio de Janeiro.

Fonte: Agência Brasil

Presidente da OAB-DF nega registro da carteira de advogado de Barbosa

Por supostamente não possuir “idoneidade moral”, o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa teve seu pedido de registro de advogado negado pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) do Distrito Federal. A entidade informou ao Correio, na tarde desta terça-feira (30/9), que os motivos incluem críticas críticas do então ministro à categoria profissional dos advogados.

A negativa foi dada pelo presidente da OAB-DF, Ibaneis Rocha Barros Junior, na sexta-feira passada (26/9). Joaquim Barbosa ainda pode tornar-se advogado. Ele pode recorrer à Comissão de Seleção da OAB local.

A relação de Barbosa com os advogados é tensa há muito tempo. Foram vários episódios em que a OAB se indispôs com o ex-ministro. A decisão de Ibaneis começca com uma declaração feita uma sessão de desagravo contra ele em 10 de junho passado.  “O desapreço do Excelentíssimo Sr. Ministro Presidente do Supremo Tribunal Federal pela advocacia já foi externado diversas vezes e é de conhecimento público e notório”, afirmou o ex-ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos, no texto reproduzido na decisão.

Ao final, Ibaneis cita a lei que criou o Estatuto da Advocacia como motivo para negar registro a Joaquim Barbosa. Segundo ele, é necessário rejeitar o pedido de inscrição do ex-presidente do STF porque ele “não atende aos ditames do art. 8º da Lei nº 8.906/94 (Estatuto da Advocacia e OAB), notadamente a seu inciso VI”. O texto citado diz que, “para inscrição como advogado, é necessário (…) idoneidade moral”, entre outros requisitos.

Procurado pelo Correio, Joaquim Barbosa preferiu não comentar o assunto, pelo menos até o meio da tarde de hoje.

Fonte: Correio Braziliense

Aécio diz que “não vai dar facilidade” para países produtores de drogas

O candidato à Presidência da República pelo PSDB, Aécio Neves, disse hoje (30) que, se for eleito, cobrará de países produtores de drogas políticas de enfrentamento ao tráfico. O Brasil é vizinho de três países onde a cocaína é produzida em larga escala (Bolívia, Peru e Colômbia).

“Nós vamos ter uma outra relação com os países produtores. Não vamos dar facilidade para quem permite, com vista grossa, em seu território, a produção de drogas que vêm matar gente aqui no Brasil. Vamos controlar as nossas fronteiras com a Polícia Federal mais equipada e valorizada e as Forças Armadas também, da mesma forma, atuando em conjunto”, disse Aécio, durante visita ao Mercadão de Madureira, na zona norte da cidade do Rio de Janeiro.

Durante corpo a corpo no mercado popular, o candidato também destacou que pretende enviar, ao Congresso Nacional, uma proposta de simplificação do sistema tributário do país ainda na primeira semana de seu governo. “Nosso sistema tributário é oneroso não apenas no nível de impostos que cobra, mas também na complexidade do pagamento desses impostos. As empresas hoje gastam R$ 40 bilhões anualmente apenas para a manutenção da máquina pagadora. Quero caminhar na direção da unificação dos impostos, na direção de um imposto de valor agregado”, disse.

O candidato também voltou a afirmar que pretende atrair investidores com “credibilidade e previsibilidade”. Ele também disse que o Estado não vai “atrapalhar” pessoas que querem começar seus negócios e que terá tolerância zero com a inflação.

Aécio disse que acredita na vitória nas eleições. Ele destacou que sua candidatura é a que mais cresce nas pesquisas de intenção de voto, nesta reta final de campanha.

Fonte: Agência Brasil

Japão suspende operações de resgate por risco de nova erupção de vulcão

As operações para resgatar 24 pessoas que tiveram parada cardíaca e respiratória e estão perto do cume do vulcão que fica no Monte Ontake, na Região Central do Japão, voltaram a ser suspensas hoje (30) devido ao risco de novas erupções. Cerca de 800 homens da polícia, dos bombeiros e do Exército estão envolvidos nas operações de resgate

Até o momento, a polícia confirmou a morte de 12 pessoas em decorrência da erupção do vulcão no sábado (27). Sessenta e nove pessoas ficaram feridas.

O vulcão – segundo maior do país, com 3.067 metros de altura – começou a expelir fumaça, cinzas e rochas na madrugada de sábado. Centenas de pessoas faziam caminhada perto do vulcão no momento da erupção, mas a maioria conseguiu deixar a área ou foi retirada com a ajuda de helicópteros militares.

A última grande erupção do Monte Ontake ocorreu em 1979, quando mais de 200 mil toneladas de cinzas foram expelidas, de acordo com estimativas das autoridades do país.

Fonte: Agência Brasil

Eleições 2014 terão o triplo de mesários voluntários

As eleições que ocorrerão no próximo domingo (5) terão a colaboração de 1,3 milhão de voluntários, de um total de 2,4 milhões de mesários que vão trabalhar, auxiliando os eleitores. O número de alistamentos espontâneos este ano é quase três vezes maior do que o das últimas eleições gerais, em 2010, quando 404,7 mil mesários trabalharam voluntariamente – o total era 2,1 milhões de pessoas.

O aumento no número de cidadãos dispostos a trabalhar espontaneamente nas eleições é resultado de um programa de incentivos da Justiça Eleitoral, que começou em 2004. Os voluntários puderam se inscrever nos cartórios eleitorais, ou preencheram cadastro nossites dos tribunais regionais eleitorais ou do Tribunal Superior Eleitoral. Os cidadãos que estão em situação regular com a Justiça Eleitoral e têm nível superior tiveram preferência na seleção.

Eles não serão remunerados pelo serviço, mas poderão tirar dois dias de folga no trabalho para cada dia trabalhado nas eleições – independente de serem servidores públicos ou privados. Além disso, no dia do pleito os mesários recebem auxílio-alimentação, e o voluntariado poderá contar como critério de desempate em concursos públicos que incluírem essa possibilidade no edital.

Por outro lado, as pessoas que receberam a convocação pelo correio e não comparecerem às zonas de votação para trabalhar no próximo dia 5, poderão ser punidas com multas e até seis meses de prisão. Antes, contudo, elas terão 30 dias para apresentar justificativa à Justiça Eleitoral.

Os mesários são responsáveis por organizar a seção eleitoral, identificar os eleitores, autorizá-los a votar, operar a urna eletrônica, processar justificativas e conduzir os trabalhos de votação. Eles não podem usar camisetas, bótons ou qualquer identificação de partidos ou candidatos no dia da eleição.

Qualquer cidadão maior de idade pode ser convocado para mesário, mesmo não tendo se inscrito como voluntário. As exceções são os candidatos e seus parentes até segundo grau, membros de diretórios executivos de partidos políticos, pessoas que ocupam cargos em confiança no Poder Executivo e funcionários do serviço eleitoral.

Fonte: Agência Brasil

Polícia Civil gaúcha indicia quatro pessoas por injúria racial contra goleiro

A Polícia Civil do Rio Grande do Sul indiciou hoje (30) quatro torcedores do Grêmio por injúria racial contra o goleiro do Santos, Aranha. O atleta foi insultado no dia 28 de agosto, na Arena do Grêmio, durante uma partida contra o Santos pela Copa do Brasil.

Em entrevista coletiva, o delegado Cleber Ferreira informou que os indiciados – uma mulher e três homens – foram flagrados proferindo ofensas ao goleiro no estádio. São eles: Patrícia Moreira, Éder de Quadros Braga, Rodrigo Machado Rychter e Fernando Moreira Ascal. Segundo a Polícia Civil, três pessoas ainda precisam ser identificadas.

Ainda de acordo com a polícia, os quatro torcedores estão sendo responsabilizados pelo crime de injúria qualificada, descrito no Artigo 140, Parágrafo 3º do Código Penal. Um deles também será indiciado por furto, já que aparece nas imagens furtando o boné de um segurança para descaracterizar sua imagem.

Fonte: Agência Brasil

Justiça deve decidir hoje destino do sequestrador de hotel em Brasília

A justiça deve decidir ainda hoje (30) o destino de Jac Souza Santos. Ontem (29), ele hospedou-se em um hotel na área central de Brasília, onde, por quase oito horas, manteve um homem refém.

Segundo o titular da 5ª Delegacia de Polícia, delegado Marco Antônio de Almeida, Jac permanece preso administrativamente. “Ele está à disposição da Justiça. Agora, cabe ao Judiciário decidir. Acredito que isso deve ocorrer ainda hoje”, ressaltou.

Conforme o delegado, apesar de Jac ter cometido crime de cárcere privado e causado à vítima grande sofrimento psicológico, o que gera uma pena de dois a oito anos de reclusão, ele pode ser posto em liberdade. “Reitero que isso é decisão do Judiciário, mas realmente cabem medidas para que ele possa responder em liberdade”, explicou.

Autorizado a dar entrevistas na delegacia, Jac informou que o artefato não era uma bomba, não tinha poder letal e foi fabricado durante meses. “O material não passa de um pouco de cimento, pó de serragem de madeira e cola. Os fios eram para lembrar um sistema explosivo”, disse.

Indignações e insatisfações com o atual cenário político do país foram as principais justificativas para o ato. Jac Souza Santos foi ex-secretário municipal de Agricultura na cidade de Combinado, no Tocantins, e candidato a vereador derrotado em 2008. Era réu primário.

Fonte: Agência Brasil

Brasil é 3º em lista de maiores déficits em conta corrente de 2013, diz FMI

O Brasil aparece em terceiro lugar em uma lista de países com maiores déficits em conta corrente em 2013 elaborada pelo FMI (Fundo Monetário Internacional).

Segundo dois capítulos do novo relatório World Economic Outlook (‘Perspectivas da EconomiaMundial’) divulgados nesta terça-feira (30) pelo FMI, desde 2006 foi registrado aumento nos déicits – a diferença entre o que o governo gasta e o que arrecada – de algumas das principais economias emergentes, entre elas Brasil, Índia, Indonésia, México e Turquia, além de avançadas economias exportadores de commodities, como Austrália e Canadá.

De acordo com dados do Banco Central, em 2013 o Brasil registrou déficit de US$ 81,075 bilhões em suas transações correntes com outros países, equivalente a 3,6% do PIB (Produto Interno Bruto). Esse resultado foi o pior desde 2001.

No ranking das dez economias com maiores déficits em 2013 listadas pelo FMI, o Brasil está atrás apenas dos Estados Unidos (déficit de US$ 400 bilhões, ou 2,4% do PIB) e da Grã-Bretanha (deficit de US$ 114 bilhões, ou 4,5% do PIB).

Para 2014, o Banco Central prevê que o saldo negativo nas transações correntes fique em US$ 80 bilhões. No mês passado, o déficit em conta corrente do Brasil foi de US$ 5,489 bilhões. O acumulado em 12 meses é de 3,47% do PIB.

O Brasil também aparece em terceiro lugar na lista do FMI que reúne as maiores economias devedoras, atrás dos EUA e da Espanha, com passivo externo líquido de 33,4% do PIB em 2013.

Infraestrutura
Em outro capítulo do World Economic Outlook divulgado nesta terça, o FMI afirma que este é um bom momento para que países com necessidades de melhoras na infraestrutura impulsionem projetos do tipo.

O Fundo ressalta que os custos de endividamento estão em níveis baixos e há pouca demanda nas economias avançadas.

O documento cita o Brasil, ao lado de Índia, Rússia e África do Sul, como uma das economias emergentes nas quais gargalos de infraestrutura “não são apenas uma preocupação de médio prazo, mas foram sinalizados como uma limitação até para o crescimento de curto prazo”.

“A infraestrutura pública é um fator essencial para a produção”, diz o documento.

De acordo com o relatório, quando são realizados investimentos eficientes para satisfazer necessidades claramente especificadas, os projetos financiados com endividamento podem ter efeitos importantes na produção, sem provocar aumentos na relação entre dívida e PIB.

A divulgação dos capítulos do relatório ocorre às vésperas da reunião anual do FMI, marcada para a próxima semana, em Washington.

A divulgação completa do documento está prevista para 7 de outubro.

Fonte: Portal G1

A partir de hoje, eleitor só pode ser preso em flagrante delito

A legislação eleitoral prevê que, a partir de hoje (30) e até 48 horas após o encerramento das eleições, nenhum eleitor poderá ser preso ou detido, salvo em flagrante delito, em virtude de sentença criminal condenatória por crime inafiançável ou por desrespeito a salvo-conduto.

Caso haja eleição em segundo turno para presidente da República ou governador, previsto para o dia 26 de outubro, a proibição da prisão de eleitor passa a valer a partir do dia 21 de outubro e também vigora até 48 horas depois do encerramento da votação.

A determinação está no Código Eleitoral, art. 236, caput. (Lei nº 4.737/1965).

Fonte: Agência Brasil

Claro, TIM e Vivo arrematam os três lotes nacionais do leilão do 4G

As operadoras Claro, TIM e Telefónica/Vivo arremataram nesta terça-feira (30) os três lotes nacionais oferecidos no leilão do 4G, promovido pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Esses lotes são chamados de nacionais porque permitem à vencedora oferecer o serviço de banda larga de quarta geração em todo o país.

A Algar arrematou o lote 5 (regional) do leilão, que permite oferta do 4G justamente na área em que a empresa, ex-CTBC, possui concessão de telefonia. Dois lotes regionais não tiveram ofertas, e chegaram a ser oferecidos fracionados na segunda fase do leilão, mas permaneceram sem interessados.

O governo arrecadou, com o leilão, R$ 5,85 bilhões – abaixo dos R$ 7,7 bilhões previstos caso todos os lotes fossem arrematados pelos valores mínimos.

Na abertura dos envelopes para o primeiro lote, a Claro apresentou a maior oferta (R$ 1,947 bilhão), ágio de 1% em relação ao mínimo exigido pelo governo (R$ 1,927 bilhão). Ela foi seguida pela TIM (R$ 1,928 bilhão) e Vivo (R$ 1,927 bilhão, valor mínimo). A Algar não apresentou proposta para esse lote.

TIM e Vivo foram classificadas e chamadas para apresentar proposta substitutiva na fase de disputa, mas abdicaram do direito. Assim, a Claro levou o primeiro lote sem disputa.

O edital previa, após abertura dos envelopes, classificação das propostas, da maior para a menor. As empresas que tivessem oferecido valor equivalente a pelo menos 70% da primeira colocada teriam direito a participar da fase de disputa pelo lote, em que elas poderiam elevar suas ofertas.

A Oi, quarta grande operadora de telefonia do país, não participou do leilão. A empresa vive um momento difícil, com sua fusão com a Portugal Telecom enfrentando problemas depois que a segunda levou “calote” de um empréstimo feito a outra empresa do grupo.

TIM leva lote 2
A TIM foi a vencedora do segundo lote, também nacional, ofertado pela Anatel. A empresa ofereceu R$ 1,947 bilhão, ágio de 1% em relação ao mínimo exigido no edital (R$ 1,927 bilhão), mesmo valor oferecido pela Claro no primeiro lote.

A Algar novamente não apresentou proposta para o segundo lote. Já a Claro não pode disputá-lo porque arrematou o primeiro.

A Vivo apresentou proposta de R$ 1,927 bilhão, mínimo exigido no edital pelo lote 2. A empresa foi chamada a participar da fase de disputa, mas recusou. A TIM, portanto, arrematou o segundo lote sem disputa.

Vivo fica com lote 3
Como previsto, a Vivo ficou com o terceiro lote que dá direito à oferta nacional do serviço de 4G. A empresa ofereceu proposta de R$ 1,927 bilhão, mínimo exigido no edital.

A Algar novamente não apresentou proposta. Já a Claro e a TIM não puderam disputá-lo por terem arrematado, respectivamente, o primeiro e o segundo lotes do leilão.

Lotes regionais
A Algar arrematou o lote 5 do leilão, que permite oferta do 4G em 87 municípios do interior de São Paulo, Goiás, Mato Grosso do Sul e Minas Gerais.

A proposta da Algar foi de R$ 29,567 milhões, R$ 7 mil acima do valor mínimo exigido no edital por esse lote (R$ 29,560 milhões). Assim como nos outros lotes, não houve disputa com as outras empresas que participam do leilão.

Sem oferta e queda na arrecadação
Não houve interessados para o lote 6, que abrange a área de concessão da Sercomtel no Paraná (cidades de Londrina e Tamarana), e para o lote 4, que permite oferecer o serviço do 4G em todo o país exceto as áreas de concessão da Sercomtel e da Algar (87 municípios no interior de São Paulo, Goiás, Mato Grosso do Sul e Minas Gerais).

Como previsto no edital, esses dois lotes voltaram a ser oferecidos às quatro empresas participantes, em uma segunda fase onde eles foram fatiados em pedaços menores (5 + 5 MHz, ao contrario dos 10 + 10 Mhz da primeira fase). Mesmo assim, não houve proposta. O “encalhe” desses dois lotes vai reduzir a arrecadação do governo com o leilão.

Além do valor pago pelas licenças, as vencedoras se comprometem a investir na chamada “limpeza” da faixa de 700 MHz, ou seja, a retirada das centenas de canais de tv analógico que hoje transmitem sua programação nessa frequência.

O investimento, estimado em R$ 3,6 bilhões, vai servir para comprar equipamentos que permitirão a essas emissoras transmitir em outra frequência, digital. De acordo com o edital, o valor será rateado entre as vencedoras dos seis lotes. E, no caso de algum lote não ser arrematado, o que de fato ocorreu, as empresas vencedoras têm que assumir a parte que cabia a eles na limpeza.

Os lotes 4 e 6, que não foram arrematados, traziam atrelados obrigação de investimento de, respectivamente, de R$ 887,6 milhões e R$ 2,5 milhões, na limpeza da faixa. Segundo o edital, esses valores serão assumidos por Claro, TIM, Vivo e Algar mas, também, descontado do valor que elas vão pagar pelas licensças.

Assim, ao invés dos R$ 5,85 bilhões o governo pode arrecadar, na verdade, cerca de R$ 5 bilhões.

A ausência de interessados nos dois lotes não prejudica a oferta do 4G nas áreas, já que as três empresas que arremataram os lotes nacionais vão prestar o serviço em todo o país.

Governo pretendia arrecadar R$ 7,7 bilhões
Foram colocados à venda 6 lotes ou “pedaços” da faixa de frequência de 700 MHz (megahertz).  O governo fixou em edital o mínimo que aceitava receber por cada um dos lotes. A soma dos preços mínimos dos seis lotes era R$ 7,7 bilhões. O governo Dilma Rousseff conta com esse dinheiro para reforçar o caixa num momento de queda de arrecadação de impostos e risco de não cumprir a economia a que se comprometeu para pagar dívidas, o chamado superávit primário.

Quatro empresas – Claro, Algar (CTBC), Telefónica/Vivo e TIM – participaram da disputa. Elas foram as únicas que entregaram propostas para os lotes, em 23 de setembro. No mesmo dia, a operadora Oi surpreendeu o setor ao informar, por meio de fato relevante, que havia desistido do leilão. A Nextel também optou por ficar de fora da disputa.

Fonte: Portal G1

Treino do Flamengo no Frasqueirão será restrito a sócios e convidados

Os torcedores do Flamengo que tinham interesse em acompanhar o treinamento da equipe no estádio Frasqueirão, na tarde desta terça-feira (30), terão restrições para acompanhar o trabalho da equipe carioca. O ABC restringiu a entrada a sócios, conselheiros e convidados. 

Time de maior torcida no Brasil, o Flamengo jogará amanhã (1º) contra o América, na Arena das Dunas, em jogo válido pelas quartas de final da Copa do Brasil. Os ingressos para a partida estão esgotados e assistir ao treino seria uma alternativa para os torcedores que não conseguiram garantir as entradas para o jogo. Contudo, não será aberto para todos os que quiserem acompanhar a movimentação.

Para ter acesso ao estádio, sócios e conselheiros deverão apresentar identificação na entrada do Frasqueirão. O treinamento está marcado para as 15h30.

Fonte: Tribuna do Norte

Presentes do Dia das Crianças têm até 72% de imposto

Quem presentear uma criança no próximo dia 12 de outubro vai estar ajudando a engordar os cofres do governo. Segundo levantamento do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT), os presentes mais comuns para o Dia das Crianças têm até 72% em impostos.

O maior percentual, de 72,18% se aplica ao videogame, tanto o aparelho quanto os jogos. Em segundo lugar entre os itens mais tributados aparece o tênis importado, com 58,59% de impostos. Caso o contribuinte prefira o calçado nacional, a carga é de 44%.

Há encargos pesados também em itens como binóculos (51,71%); aparelho de MP3 ou iPod (49,45%); televisor (44,94%) e DVDs de filmes e desenhos (44,20%). Presentes como bicicleta, bola de futebol e brinquedos têm incidência tributária de 45,93%, 46,49% e 39,70% respectivamente.

Veja a carga tributária incidente sobre alguns dos presentes mais comuns:

Aparelho MP3 ou iPod: 49,45%
Bicicleta: 45,93%
Binóculos: 51,71%
Bola de futebol: 46,49%
Bolo de brigadeiro: 33,95%
Boné: 35,06%
Brinquedos: 39,70%
Bicho de pelúcia: 29,92%
DVDs: 44,20%
Jogos videogame: 72,18%
Livros: 15,52%
Patins: 52,78%
Playstation (videogame) 72,18%
Roupas: 34,67%
Sorvete de massa: 37,98%
Picolé: 37,98%
Teatro e cinema: 30,25%
Telefone celular: 33,08%
Televisor: 44,94%
Tênis nacional: 44,00%
Tênis importado: 58,59%

Fonte: Portal G1

Seca: Governo decreta emergência e estima prejuízo de R$ 4,6 bilhões

O Governo do Rio Grande do Norte decretou, nesta terça-feira (30), situação de emergência por 180 dias em 145 municípios do interior do estado devido à estiagem e aos baixos níveis dos reservatórios de água pelo interior. De acordo com o decreto, a Secretaria de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) apontou para a continuidade do grave quadro na estiagem, com a maior parte dos reservatórios com percentual de armazenamento inferior a 50% de sua capacidade máxima. Dentre esses, quinze açudes têm armazenamento inferior a 10%. Esta é a sétima publicação seguida sobre o tema.

O último decreto que tratava sobre emergência devido à seca havia vencido no dia 14 de setembro. O Governo temia pela morosidade em publicação e novo decreto (que ainda estava sob avaliação) porque a continuidade de alguns projetos de combate à seca dependiam dele, como o programa de venda de milho em balcão da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Nas justificativas para o novo decreto por 180 dias, o Governo lembrou o relatório elaborado pela Caern que aponta colapso no sistema de abastecimento de água em cinco Municípios do Estado do Rio Grande do Norte em razão da escassez de água, alé de mais oito Municípios poderão ter seus sistemas de abastecimento paralisados até dezembro de 2014. 

Além disso, o Governo também explicou que o diagnóstico de chuvas formulado pela Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN) aponta para uma queda de 35% na média de chuvas e que o inverno, até o presente momento, não está com índices pluviométricos capazes de contribuir para a formação de estoques de água nos principais reservatórios do estado.

Segundo o Executivo, a estimativa da Secretaria de da Agricultura para o ano de 2014 é de prejuízo de R$ 4,6 bilhões na produção agropecuária do estado, o que representa uma redução de quase 57% na contribuição do setor rural para a formação do Produto Interno Bruto (PIB) potiguar, se comparada a uma situação de normalidade das condições climáticas.

Como a validade do decreto é de seis meses, esse será o último da gestão da governadora Rosalba Ciarlini (DEM), que não disputa a reeleição e deixará o comando do Governo no fim deste ano.

Confira a lista dos municípios que estão em situação de emergência:
 
1) Acari, 2) Assu, 3) Afonso Bezerra, 4) Água Nova, 5) Alexandria, 6) Almino Afonso, 7) Alto dos Rodrigues, 8) Angicos, 9) Antônio Martins, 10) Apodi, 11) Areia Branca, 12) Baraúnas, 13) Barcelona, 14) Bento Fernandes, 15) Bodó, 16) Brejinho, 17) Boa Saúde, 18) Bom Jesus, 19) Caiçara do Norte, 20) Caiçara do Rio do Vento, 21) Caicó, 22) Campo Redondo, 23) Caraúbas, 24) Carnaúba  dos Dantas, 25) Carnaubais, 26) Cerro-Corá, 27) Coronel Ezequiel, 28) Campo Grande, 29) Coronel João Pessoa, 30) Cruzeta, 31) Currais Novos, 32) Doutor Severiano, 33) Encanto, 34) Equador, 35) Espírito Santo, 36) Felipe Guerra, 37) Fernando Pedroza, 38) Florânia, 39) Francisco Dantas, 40) Frutuoso Gomes, 41) Governador Dix-Sept Rosado, 42) Grossos, 43) Guamaré, 44) Ielmo Marinho, 45) Ipanguaçu, 46) Ipueira, 47) Itajá, 48) Itaú, 49) Jaçanã, 50) Jandaíra, 51) Janduís, 52) Japi, 53) Jardim de Angicos, 54) Jardim de Piranhas, 55) Jardim do Seridó, 56) João Câmara, 57) João Dias, 58) José da Penha, 59) Jucurutu, 60) Jundiá, 61) Lagoa Nova, 62) Lagoa Salgada, 63) Lagoa d’Anta, 64) Lagoa de Pedras, 65) Lagoa de Velhos, 66) Lajes Pintadas, 67) Lajes, 68) Lucrécia, 69) Luís Gomes, 70) Major Sales, 71) Marcelino Vieira, 72) Martins, 73) Messias Targino, 74) Monte das Gameleiras, 75)  Monte Alegre, 76) Mossoró, 77) Nova Cruz, 78) Olho d’Água dos Borges, 79) Ouro Branco, 80) Passagem, 81) Paraná, 82) Paraú, 83) Parazinho, 84) Parelhas, 85) Passa e Fica, 86) Patu, 87) Pau dos Ferros, 88) Pedra Grande, 89) Pedra Preta, 90) Pedro Avelino, 91) Pendências, 92) Pilões, 93) Poço Branco, 94) Portalegre, 95) Porto do Mangue, 96) Serra Caiada, 97) Rafael Fernandes, 98) Rafael Godeiro, 99) Riacho da Cruz, 100) Riacho de Santana, 101) Riachuelo, 102) Rodolfo Fernandes, 103) Ruy Barbosa, 104) Santa Cruz, 105) Santa Maria, 106) Santana do Matos, 107) Santana do Seridó, 108) Santo Antônio, 109) São Bento do Norte, 110) São Bento do Trairi, 111) São Fernando, 112) São Francisco do Oeste, 113) São João do Sabugi, 114) São José do Campestre, 115) São José do Seridó, 116) São M. do Gostoso, 117) São Miguel, 118) São Paulo do Potengi, 119) São Pedro, 120) São Rafael, 121) São Tomé, 122) São Vicente, 123) Senador  Elói de Souza, 124) Serra Negra do Norte, 125) Serra de São Bento, 126) Serra do Mel, 127) Serrinha dos Pintos, 128) Serrinha, 129) Severiano Melo, 130) Sítio Novo, 131) Taboleiro Grande, 132) Taipu, 133) Tangará, 134) Tenente Ananias, 135) Tenente Laurentino Cruz, 136) Tibau, 137) Timbaúba dos Batistas, 138)  Touros, 139) Triunfo Potiguar, 140) Umarizal, 141) Upanema, 142) Várzea, 143) Venha-Ver, 144) Viçosa, 145) Vera Cruz.

Fonte: Tribuna do Norte

 

Contas do governo têm pior agosto em 18 anos, mostra Tesouro

As contas do governo entraram forte no vermelho em agosto. Segundo a Secretarial do Tesouro Nacional, as contas tiveram um déficit primário (despesas maiores que receitas, sem a inclusão de juros) de R$ 10,42 bilhões no mês passado – o pior resultado para meses de agosto desde o início da série histórica, em 1997.

Com o resultado ruim de agosto, a meta parcial do segundo quadrimestre, fixada em R$ 39 bilhões, ficou muito longe de ser atingida: pelo conceito abaixo da linha (que é utilizado como parâmetro para as metas fiscais) o superávit do governo nos oito primeiros meses deste ano somou R$ 3,1 bilhões – ou seja, valor que não representa nem mesmo 10% da meta fixada para o período.

Recursos extraordinários
O forte déficit primário, divulgado nesta teça-feira (30), foi registrado apesar da entrada, no mês passado, de R$ 7,13 bilhões em recursos extraordinários por conta do parcelamento de dívidas dos contribuintes com o governo federal, a primeira parcela do chamado Refis da Copa. Sem esses recursos, o déficit das contas públicas somaria quase R$ 18 bilhões em agosto.

O resultado das contas públicas em agosto deste ano, assim como nos últimos meses, foi influenciado pelo comportamento da arrecadação – que tem registrado fraco desempenho em 2014 por conta do baixo ritmo da atividade econômica. Ao mesmo tempo, os gastos públicos continuaram subindo bem acima da alta da receita.

Acumulado do ano
Nos oito primeiros meses deste ano, ainda segundo dados do Tesouro Nacional, as contas do governo registraram um superávit primário de R$ 4,67 bilhões. O superávit é a economia feita para pagar juros da dívida pública e tentar manter sua trajetória de queda.

Com isso, recuou 87,8% frente ao mesmo período do ano passado, quando o esforço fiscal somou R$ 38,41 bilhões. Foi o pior resultado para o período de janeiro a julho desde 1997, quando o superávit foi de R$ 4,59 bilhões.

O fraco desempenho das contas públicas até agosto torna muito difícil o atingimento da superávit primário estabelecida para todo este ano, que é de R$ 80,8 bilhões para o governo.

Segundo informou o Ministério da Fazenda, a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) prevê que o governos tem que justificar eventual descumprimento parcial da meta e apresentar medidas corretivas, quando for o caso, para o Congresso Nacional.

Dividendos, concessões e CDE
O superávit primário recuou 87,8% nos oito primeiros meses deste ano apesar de o governo ter recebido mais dividendos (parcelas dos lucros) das empresas estatais. De janeiro a agosto de 2014, os dividendos pagos pelas empresas estatais ao Tesouro Nacional somaram R$ 15,89 bilhões, contra R$ 12,57 bilhões no mesmo período do ano passado. O aumento foi de R$ 3,31 bilhões neste ano.

Por outro lado, caíram as receitas de concessões e subiram os pagamentos feitos à Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) até agosto. As concessões, que renderam R$ 6,98 bilhões nos oito primeiros meses de 2013, engrossaram os cofres públicos em R$ 2,73 bilhões no mesmo período deste ano. Ao mesmo tempo, foram pagos R$ 6,45 bilhões para a CDE em 2014. No mesmo período do ano passado, os aportes à CDE somaram R$ 1,96 bilhão.

Essa parcela de R$ 6,45 bilhões paga de janeiro a agosto pelo governo faz parte de um valor total de até R$ 9 bilhões estimados com recursos orçamentários para todo este ano. Desde o final de 2012, o país vem utilizando mais energia gerada pelas termelétricas por conta do baixo nível dos reservatórios de hidrelétricas. A operação das térmicas ajuda a poupar água dessas represas, mas tem um custo maior, que normalmente seria repassado às contas de luz.

Receitas, despesas e investimentos
De acordo com dados do governo federal, as receitas totais subiram 7,4% nos oito primeiros meses deste ano, contra o mesmo período do ano passado, para R$ 802 bilhões. O crescimento das receitas foi de R$ 55 bilhões de janeiro a agosto deste ano.

Ao mesmo tempo, as despesas totais cresceram 12,6% nos oito primeiros meses deste ano, para R$ 657 bilhões. Neste caso, a elevação foi de R$ 73,51 bilhões. Os gastos somente de custeio, por sua vez, avançaram bem mais de janeiro a agosto: 20,7%, para R$ 143 bilhões.

Já no caso dos investimentos, os gastos somaram R$ 53,7 bilhões de janeiro a agosto deste ano, informou o Tesouro Nacional, valor que representa um aumento de 27,4% frente a igual período de 2013 (R$ 42,1 bilhões).

No caso das despesas do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), que somaram R$ 42,3 bilhões nos oito primeiros meses de 2014, houve alta de 45,6% sobre igual período do ano passado (R$ 29 bilhões), informou a Secretaria do Tesouro Nacional.

Fonte: Portal G1

Ebola já deixou pelo menos 3.700 crianças órfãs, diz Unicef

Pelo menos 3,7 mil crianças da Guiné-Conacri, da Libéria e de Serra Leoa ficaram órfãs, tendo perdido pelo menos um dos seus pais, devido ao vírus ebola, indicam estimativas do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) divulgadas hoje (30). O Unicef alertou que, como a epidemia se intensificou nas últimas semanas, o número de órfãos por causa do vírus pode duplicar até meados de outubro.

“Sabemos que os números que temos são apenas a ponta do iceberg”, disse Manuel Fontaine, diretor regional do Unicef para a África Ocidental, em uma videoconferência a partir de Dacar, capital do Senegal. Um dos principais problemas enfrentados por esses menores é o repúdio por parte da família por receio de que possam transmitir a doença.

“Vemos que alguns familiares ou vizinhos lhes dão de comer, mas poucos querem acolhê-los”, disse Fontaine, salientando ser “raríssimo na África que a família não assuma o cuidado das crianças”, o que “mostra o medo que reina”.

Diante da situação, o Unicef está tentando criar centros infantis para acolher os órfãos. Uma das possibilidades é que os que sobreviveram ao vírus fiquem encarregados das crianças. De acordo com os dados divulgados pelo Unicef, dos mais de 3.100 mortos por causa do ebola, 15% eram menores de 15 anos.

As Nações Unidas informaram que de um total de US$ 987 milhões solicitados para a luta contra o ebola, apenas US$ 254 milhões foram recebidos até agora, o que corresponde a 26%. Em seis meses, o ebola infectou 6.553 pessoas, na maior epidemia da doença registrada desde que o vírus foi descoberto em 1976 no antigo Zaire, que é atualmente a República Democrática do Congo.

Fonte: Agência Brasil

Ford vê prejuízo de US$ 1 bilhão na América do Sul em 2014

A Ford estima que terá um prejuízo substancial na América do Sul em 2015, mas menor do que em 2014, quando terá perda antes de impostos de cerca de US$ 1 bilhão na região. A empresa disse que a margem operacional de seus negócios na América do Sul ficará entre 7% e 9% até 2020.

A montadora norte-americana espera que as vendas na América no Norte aumentem para 3,5 milhões de veículos por ano até 2020, ante 2,9 milhões de unidades em 2013, disseram executivos da Ford na segunda-feira (29) na sede da companhia. A montadora disse ainda que as margens na América do Norte em 2014 ficarão no piso de sua meta anterior, de 8% a 9%.

Maiores custos com recall na América do Norte e perdas mais intensas na Rússia e na América do Sul fizeram a Ford Motor reduzir sua projeção para lucro antes de impostos deste ano para US$ 6 bilhões, de US$ 7 bilhões a US$ 8 bilhões previstos anteriormente, disseram executivos a investidores em conferência.

Lucro menor
A segunda maior montadora norte-americana divulgou as notícias ruins durante o primeiro encontro com investidores realizado sob a liderança do presidente-executivo Mark Fields, que assumiu o cargo de Alan Mulally em 1º de julho. Mulally é apontado como responsável por reverter forte declínio da Ford e fazer a companhia voltar à lucratividade.

Fields disse não estar preocupado com o que ele disse ser notícias ruins de curto prazo antes do que chama de “história de crescimento”, incluindo um aumento nas vendas globais da Ford para 9,4 milhões de veículos até 2020, dos 6,2 milhões em 2013.

Luxo
A Lincoln, marca de luxo da Ford, vai triplicar suas vendas mundiais até 2020 para 300 mil veículos, ante 100 mil em 2013, afirmou o chefe da Lincoln.

Kumar Galhotra disse também que a marca vai apresentar dois novos modelos entre 2016 e 2020, depois do lançamento de uma nova versão de seu crossover MKX no próximo ano. Grande parte do crescimento virá da China, onde a Lincoln vai ampliar o número de distribuidoras de três no fim de outubro para oito até o fim deste ano.

Fonte: Portal G1

No RN, Ibope aponta: Dilma, 51%, Marina, 22%, e Aécio, 9%

Pesquisa Ibope divulgada nesta segunda-feira (29) aponta as intenções de voto dos eleitores do estado do Rio Grande do Norte na corrida para a Presidência da República. Entre os eleitores potiguares, o resultado é:
Dilma Rousseff (PT) – 51%
Marina Silva (PSB) – 22%
Aécio Neves (PSDB) – 9%
Pastor Everaldo (PSC) – 1%
Outros com menos de 1% – 1%
Brancos e nulos – 8%
Não sabe ou não respondeu – 8%

Os candidatos Luciana Genro (PSOL), Eymael (PSDC), Levy Fidelix (PRTB), Mauro Iasi (PCB), Rui Costa Pimenta (PCO), Eduardo Jorge (PV) e Zé Maria (PSTU) não atingiram individualmente 1%, mas juntos somam 1%.

A pesquisa foi encomendada pela Inter TV Cabugi.

A pesquisa foi realizada entre os dias 26 e 28 de setembro. Foram entrevistados 812 eleitores em 40 municípios do estado. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levada em conta a margem de erro de três pontos para mais ou para menos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%.

A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte(TRE-RN) sob o número 00036/2014.

Fonte: Portal G1

Governo inicia hoje pagamento da folha

Mesmo fracionado, o Governo do Estado deve iniciar hoje (30), a partir do meio dia, o pagamento de 91% dos servidores estaduais. As secretarias de Planejamento e Finanças (Seplan) e Administração e Recursos Humanos (Searh) apresentaram, no final da tarde de ontem, o cronograma de pagamentos referentes ao mês de setembro. Seguindo a tendência dos meses anteriores, o Estado fará o pagamento de acordo com os níveis e pastas prioritárias.

Deve ser creditado ainda hoje o pagamento de todos os servidores das pastas de saúde, educação e segurança – independente do valor do salário. Recebem também os vencimentos todos os servidores do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Departamento Estadual de Imprensa (DEI), Instituto de Pesos e Medidas (Ipem), Junta Comercial do RN (Jucern) e Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema). No total, 60.055 servidores.

Outros 33.409 funcionários do quadro – ativos e inativos – das demais áreas, que tenham vencimentos de até R$ 2 mil, também terão o salário creditado nesta terça-feira. Na próxima sexta-feira (10), ao meio-dia, serão creditados os salários dos ativos e inativos que recebem acima de R$2 mil líquidos – 9.377 servidores, que representam 9% do total. De acordo com o Governo do Estado, no total 93.464 servidores devem receber os vencimentos até o dia 10 – o que representa 91% da máquina pública estadual.

Esta não é a primeira vez que  o Estado modifica a data de pagamento dos servidores. Em agosto, o cronograma foi exatamente o mesmo. A mudança nas datas – iniciada em setembro de 2013 – delineia a crise nas contas públicas. Em agosto, em entrevista à TRIBUNA DO NORTE, o secretário de Estado do Planejamento, Obery Rodrigues, afirmou que o fracionamento era resultado de queda na arrecadação dos tributos e atraso nos repasses do Fundo de Participação dos Estados (FPE). 

Fonte: Tribuna do Norte

Enem: inscrição para pessoas privadas de liberdade começa hoje

Pessoas privadas de liberdade e jovens que cumprem medidas socioeducativas podem se inscrever a partir das 10h de hoje (30) no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O procedimento é feito exclusivamente pela internet e termina no dia 30 de outubro.

As provas serão aplicadas nos dias 9 e 10 de dezembro nos presídios e nas unidades de internação. O responsável pedagógico da instituição deve fazer a inscrição dos detentos e internos, além de acompanhar o processo até a divulgação do resultado do exame.

No primeiro dia de prova, os participantes terão quatro horas e meia para responder a questões de ciências humanas e suas tecnologias (história, geografia, filosofia e sociologia) e de ciências da natureza e suas tecnologias (química, física e biologia).

No segundo dia, eles terão uma hora a mais de exame, que abordará linguagens, códigos e suas tecnologias (língua portuguesa, literatura, língua estrangeira, artes, educação física e tecnologias da informação e comunicação), redação e matemática. A aplicação das provas começa às 13h.

Os órgãos da administração prisional e socioeducativa dos estados e do Distrito Federal que desejarem indicar unidades para a aplicação do exame deverão firmar termo de adesão com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais, pela internet, até o dia 20 de outubro. As unidades indicadas precisam assinar um termo de responsabilidade.

O edital com informações sobre o Enem para pessoas privadas de liberdade e jovens sob medida socioeducativa foi publicado na edição do Diário Oficial da União de quinta-feira (25).

Fonte: Agência Brasil

Procon notifica sindicato e exige 30% dos bancários trabalhando

Os funcionários das redes privada e pública de bancos entram em greve, em Natal e no interior, a partir de hoje (30), mas a Coordenadoria Estadual de Defesa do Consumidor (Procon-RN) já notificou o Sindicato dos Bancários sobre a necessidade de se garantir o efetivo mínimo de 30% dos bancários trabalhando durante a paralisação do atendimento nas agências bancárias. O coordenador do Procon-RN, Ney Lopes Júnior, explicou que, ao contrário do ano passado, quando a instituição passou a fiscalizar o cumprimento das leis, de greve e correlatas, no decorrer da greve, agora agiu preventivamente.

“Já avisei ao Sindicato para que repassem a todos os bancos conveniados, porque já existe auto de constatação, para ser transformado em auto de notificação, que de forma preventiva, antecipando-se a qualquer denuncia dos clientes e depois se alegue que o Procon não avisou”, explicou Ney Lopes Júnior.

O coordenador do Procon-RN disse que as subsedes do Via Direta, em Mirassol, na Zona Sul e da Estação Shopping, na avenida João Medeiros Filho, na Zona Norte de Natal, vão atender os consumidores que se sentirem prejudicados com a greve, no horário  comercial. 

Segundo Ney Júnior, o Procon-RN poderá fazer inspeções in loco, mas espera que com essa notificação antecipada os problemas de reclamação e denúncia dos consumidores “diminuam consideravelmente, porque os bancários e os bancos estão cientes que foram tomadas medidas legais para garantir os direitos dos clientes”. 

“Caso descumpram a recomendação, serão considerados  reincidentes e penalizados de imediato pela não garantia dos serviços básicos e essenciais à sociedade”, continuou Ney Júnior, para explicar que quem não cumprir a legislação poderá sofrer uma multa calculada com base na média do faturamento dos últimos três meses da empresa. Em caso de desrespeito a determinação do Procon, o Código de Defesa do Consumidor também prevê o uso de força policial para garantia da lei. 

O ofício de nº 218/2014, datado de ontem, foi enviado ao Sindicato dos Bancários na manhã de ontem, sendo que o seu recebimento foi acusado pela coordenadora do sindicato, Marta Turra. Com a notificação do Procon em mãos, a Caixa Econômica Federal (CEF) foi a primeira instituição bancária a procurar o Sindicato dos Bancários para expor a situação, já na manhã de ontem (29). “A gente conversou sobre o que o Procon pediu para o Sindicato cumprir, mas a direção ficou de avaliar com a categoria e nos repassar a decisão”, disse o superintendente regional da Caixa, Roberto Ribeiro Linhares.

Antes da reunião com representantes da Caixa, a coordenadora geral do Sindicato dos Bancários, Marta Turra, afirmou que em relação aos caixas físicos, que atendem diretamente a clientela “não terá nem 30% dos funcionários trabalhando, porque não faz parte do serviço essencial”. Marta Turra disse que o Sindicato do Bancários vai garantir 100% do funcionamento da compensação bancária de cheques, boletos de pagamento e outros documentos, que, segundo ela, “é considerado o único serviço essencial”.

Proposta
A proposta da Federação Nacional de Bancos (Fenaban) para os bancários, é de reajuste salarial de 7,5%, o que levaria a um piso salarial para uma jornada de seis horas no valor de R$ 2.393,33. Para os demais salários, a Fenabam propôs um reajuste de 7%. A Participação nos Lucros e Resultados (PLR) também teve seus valores corrigidos em 7%. 

Entre outros benefícios, a proposta estabelece auxílio refeição, de R$ 24,80 por dia; auxílio cesta alimentação de R$ 424,20, mesmo valor da 13ª cesta alimentação; auxílio creche R$ 353,86 para filhos com idade até 71 meses. 

A coordenadora do Sindicato dos Bancários, Marta Turra, disse que a questão econômica é a menos importante para a categoria, que defende mais as cláusulas sociais, como a questão do assédio moral, a terceirização de mão-de-obra e a não convocação de concursados pela Caixa e Banco do Brasil. 

A cláusula econômica, propriamente dita, diz respeito a um índice de reposição de 35% dos salários, como quer a base sindical dos bancários, enquanto a direção da Contraf, apresentou uma proposta de  12,5%.

Fonte: Tribuna do Norte

RN se destaca na redução da pobreza no Nordeste

Após o avanço no problema da fome, que segundo a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) o Brasil reduziu em 82% a população considerada em situação de subalimentação, a meta do país é  promover a qualidade nutricional e reduzir os índices ascendentes da obesidade. Para Tereza Campello, ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome este é o principal desafio para o Brasil na atualidade. Para isto, ela conta com ações educativas e divulgação midiática sobre o assunto. 

Na última semana, a FAO divulgou o Relatório de Insegurança Alimentar no Mundo de 2014. “Pela primeira vez o Brasil não é mais considerado um país com fome”, comemorou a ministra. De acordo com o relatório, o Brasil tem hoje 1,7% da população em situação de insegurança alimentar. Eram 14,8% em 1990. Quando o percentual da população subnutrida é inferior a 5%, as Nações Unidas consideram que o país superou o problema da fome. 

“Há 30 anos, a FAO vem acompanhando nosso país. É um orgulho para nós poder sair do Mapa da Fome. Inclusive, no relatório da FAO, o Brasil serve de exemplo para os outros países”, coloca. A ministra leva em consideração o sucesso nos índices que consideram a qualidade nutricional da população como  garantia de bons resultados nas próximas campanhas. Segundo a ministra, desde o ano passado já acontece campanhas para educar a população na escolha de seus alimentos, paralisadas por causa das eleições, mas que pretende dar continuidade. Ela frisa ainda que a obesidade alcança todas as classes sociais, e não é uma consequencia do aumento do acesso à comida pelos “pobres”. “Havia o conceito que quando o pobre tivesse recurso para alimentação, só iria comprar porcaria. Mas não é bem assim. A obesidade não é na classe pobre, é em todo mundo, em todas as classes sociais”.

Outras questões que também estarão pautadas é a dificuldade no acesso à água, que o MDS procura resolver com programas de implantação de cisternas – no Rio Grande do Norte foram implantados mais de 61 mil equipamentos para captação de água, nos últimos dez anos. Além de provocar aos produtores de alimento a diminuição de ingredientes, como sódio, sal e açúcar, com o objetivo da qualidade alimentar.

Ela atribui o avanço a três fatores. O aumento da produção de alimentos, aliada a valorização do salário mínimo com aumento de valor acima da inflação. Também a maior oferta de empregos, e programas de transferência de renda, como o bolsa família. “O Brasil não tinha problema com a produção de alimentos. O principal problema era com o acesso aos alimentos”, pontuou. “A FAO destacou ainda  oferta da merenda escolar. Alimentamos 4,3 milhões de jovens e adolescentes nas escolas, equivale a população da Argentina”. No Rio Grande do Norte, 725 mil são beneficiados pela merenda.

Questionada como o Rio Grande do Norte se apresentava neste relatório, ela disse que não tem como abrir os dados por estados. Mas, na avaliação dos diversos dados que compõe os índices, a avaliação do MDS é positiva e indica que o RN se destaca na região nordestina. Especialmente, na taxa de mortalidade infantil – que junto à taxa de nutrição compõe o indicador de saúde no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). No RN,  segundo Campello, os índices superam os nacionais. O estado potiguar reduziu a mortalidade infantil entre 2003 e 2011 em 41,9%. No mesmo período, a redução, no Brasil como um todo, foi de 32%.

Dados do MDS revelam ainda que 620,2 mil pessoas deixaram a extrema pobreza, desde 2011 foram criadas mais de 41,8 mil postos de trabalho com carteira assinada, somente no RN. “Com certeza o Rio Grande do Norte contribuiu para a melhoria nos índices, e na própria região Nordeste o Estado se destaca”, declara.

Fonte: Tribuna do Norte

Fla chega a Natal e treina hoje à tarde no Frasqueirão

Nem a situação pouco confortável na série A do Brasileiro, onde o time vem de quatro jogos sem vitórias e ainda briga para se manter longe da zona de rebaixamento, foi suficiente para afastar a torcida do Flamengo da equipe. A prova foi a quantidade de torcedores que se fizeram presentes no Aeroporto Internacional Aluízio Alves, na tarde de ontem, para recepcionar os jogadores, que enfrentam o América, amanhã, no primeiro jogo das quartas de final da Copa do Brasil. Cerca de 100 torcedores foram apoiar os jogadores, que precisam de um bom resultado em Natal, para decidir a vaga para as semifinais, no Maracanã, no próximo dia 15 de outubro.

Os jogadores mais assediados foram o goleiro Paulo Victor, destaque do time nas últimas partidas e o lateral direito Leonardo Moura, capitão do time,  além do técnico Vanderlei Luxemburgo.

Quem não teve como ir até o aeroporto e também não comprou o ingresso para a partida (já esgotados), tem a chance de acompanhar o único treino do time antes do jogo, que acontece hoje, às 15h30, no estádio Frasqueirão.

O técnico Vanderlei Luxemburgo não vai poder contar com o lateral esquerdo Anderson Pico e o atacante Arthur, que já disputaram a Copa do Brasil por outras equipes. Em compensação, o treinador do Flamengo vai contar com os retornos do volante Cárceres e do atacante Alecsandro, que desfalcaram o time na derrota para o Bahia, por suspensão e estão confirmados, assim como o meia Éverton, recuperado de lesão.

Alheios aos problemas do time e também das polêmicas das torcidas durante toda a semana, os flamenguistas prometeram “empurrar” o time das arquibancadas. “Esse negócio de ter que torcer por um time daqui, só porque sou potiguar, não existe. A paixão por um time de futebol não tem como segurar, nem impedir. Tenho a liberdade por torcer por qualquer time e escolhi o Flamengo”, afirmou Kilton Cavalcanti, integrante de uma torcida organizada carioca.

Para Alexandre Barbosa, a direção do América errou a destinar uma carga pequena de ingressos, de acordo com ele, para a torcida do Flamengo. “Infelizmente deram poucos ingressos para nós, flamenguistas, porque, pela lei, o time é obrigado a repassar apenas 10% da carga total. Além disso, quem é torcedor do Flamengo, que comprou ingresso na torcida do América, não vai poder ir com a camisa do seu clube de coração. Isso está errado”, criticou.

Fonte: Tribuna do Norte

Marina diz que Dilma quer ‘tirar proveito eleitoral’ ao relembrar CPMF

A assessoria da campanha de Marina Silva, candidata do PSB à Presidência da República, afirmou nesta segunda-feira (29) que a presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, quer “tirar proveito eleitoral” ao relembrar a posição da ex-senadora à época da aprovação da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) pelo Congresso, na década de 1990.

O assunto foi discutido neste domingo (28) por Dilma e Marina durante debate entre presidenciáveis na TV Record. A petista acusou a ex-senadora de ter votado contrariamente à criação da CPMF, o que Marina nega. “Me estarrece que a senhora não se lembre como votou quatro vezes contra a criação da CPMF”, disse a presidente. “Atitudes como essas produzem insegurança. Governar o Brasil requer firmeza, coragem, posições claras e atitude firme. Não dá para improvisar”, concluiu. Marina rebateu: “eu me lembro exatamente quando votei a favor.”

“O caso da CPMF é mais um ato da incansável campanha de fofocas e mentiras do PT, que distorce a história para tentar tirar proveito eleitoral”, diz a nota divulgada nesta segunda.

Ao dizer ter sido favorável à CPMF, Marina Silva, segundo a assessoria, se refere à aprovação da lei que regulamentou a contribuição, em outubro de 1996. A lei detalhava o funcionamento do imposto e determinava que a alíquota de 0,2% passaria a ser cobrada em janeiro do ano seguinte.

No entanto, Dilma Rousseff se baseia em outra votação para dizer que Marina Silva foi contra a CPMF. A ex-senadora rejeitou a Proposta de Emenda à Constituição (PEC 40/1995) que instituiu a contribuição, em novembro de 1995. O texto autorizava a União a criar a CPMF, mas vinculava sua cobrança à aprovação de uma lei para regulamentá-la.

A assessoria de Marina Silva confirmou que a candidata foi contrária à PEC e justificou dizendo que o texto não definia claramente o destino dos recursos e possibilitava a distorção da finalidade da cobrança.

Dilma também acusa a candidata do PSB de ter sido contrária à prorrogação da vigência da CPMF, em 1999. Na ocasião, Marina votou a favor da proposta na comissão mista criada para analisá-la, mas foi contrária quando o texto chegou ao plenário porque os senadores aprovavam emendas que, em sua avaliação, desfiguraram a proposta inicial, diminuindo os recursos que seriam destinados ao Fundo de Combate à Pobreza, segundo a assessoria.

A campanha petista também diz que Marina Silva foi contrária à segunda proposta de prorrogação da CPMF, desta vez em 2002. A assessoria da ex-senadora, contudo, informou que ela não estava presente na votação em primeiro turno da PEC e que, no segundo turno, votou favoravelmente.

A proposta que prorrogaria pela terceira vez a CPMF foi derrotada pelo Senado em 2007, quando Marina Silva era ministra do Meio Ambiente.

Fonte: Portal G1

Comissão de Ética prorroga prazo para Petrobras informar sobre Cerveró

A Comissão de Ética Pública da Presidência da República vai solicitar novamente informações à Petrobras sobre o processo de compra da Refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos. Segundo o presidente da comissão, Américo Lacombe, a estatal não respondeu aos ofícios da comissão, e por isso será novamente notificada e terá mais dez dias caso queira se manifestar sobre a eventual “sonegação de dados relevantes”, por parte do ex-diretor da Área Internacional da empresa Nestor Cerveró, em parecer sobre a aquisição que elaborou para o Conselho de Administração da estatal.

De acordo com Lacombe, o ofício não contém um conjunto de perguntas, somente um pedido de informações sobre as notícias veiculadas na mídia sobre o caso. Ele disse que, se não houver resposta, a comissão pode fechar o processo sem as informações da estatal. “Temos que dar toda chance de a Petrobras informar o que ela quiser, não podemos violar o direito. A partir das informações, o relator vai ver o que ele pode fazer”, disse o presidente.

Na reunião desta segunda-feira (29), o colegiado também decidiu aplicar censura ética ao diplomata Michael Francis de Maya Monteiro Gepp, que era embaixador do Brasil em São Vicente e Granadinas. Segundo Lacombe, ele foi acusado de assédio sexual por uma funcionária da embaixada e, de acordo com as apurações, foi verificada a falta ética. Como o embaixador já foi exonerado do cargo, a Comissão de Ética opinou pela abertura de processo administrativo disciplinar no Ministério das Relações Exteriores. De acordo com o presidente, o caso não deve voltar ao colegiado.

Fonte: Correio Braziliense

Governo prevê arrecadar quase 10% da meta de superávit com leilão do 4G

O leilão de concessão do 4G, que acontece nesta terça-feira (30), deve ajudar o governo a tentar fechar as contas deste ano – pelo menos um pouco. A previsão de arrecadação foi fixada em, no mínimo, R$ 7,7 bilhões. Esse valor equivale a quase 10% dos R$ 80,8 bilhões da meta de superávit primário (economia feita para pagar juros da dívida pública e manter sua trajetória de queda) do governo para 2014. A arrecadação, no entanto, corre o risco de ser menor, se não houver ofertas por todos os lotes oferecidos.

Para economistas ouvidos pelo G1, esse dinheiro é importante, mas será insuficiente para alcançar a meta, que corresponde a 1,55% do Produto Interno Bruto (PIB). O valor também equivale a cerca de 7,8% do objetivo fiscal de todo o setor público consolidado (governo, estados, municípios e empresas estatais), de R$ 99 bilhões, ou 1,9% do PIB.

“Pelas minhas contas, ainda estão faltando R$ 40 bilhões para fechar a meta do setor público neste ano. Mesmo com os recursos do 4G, muito difcilmente esse resultado vai ser cumprido. Isso não vai resolver. O buraco é muito grande”, declarou o economista Raul Velloso, especialista em contas públicas, que classificou o dinheiro do leilão como “desesperadoramente importante”.

De janeiro a julho deste ano, as contas do setor público registraram um superávit primário de R$ 24,66 bilhões. Trata-se do menor valor da série histórica do Banco Central para o período de janeiro a julho, neste caso, começa em 2002. O esforço fiscal dos sete primeiros meses deste ano equivale a somente 25% da meta para 2014 fechado.

Segundo Velloso, o governo tem se baseado em receitas extraordinárias para cumprir a meta fiscal nos últimos anos, como aquelas oriundas de parcelamentos especiais (como o Refis), além de recursos de concessões e de dividendos.

“Só que essas coisas se esgotam. O ideal seria ter feito uma contenção de despesas”, declarou ele, lembrando que, neste ano, a situação está mais difícil porque a arrecadação tem crescido menos – em função do fraco ritmo da atividade econômica.

‘Azeite na engrenagem’
Para o economista da Tendências, Felipe Salto, que também foca sua atuação na análise das contas públicas, o leilão do 4G é “numericamente importante” para tentar atingir a meta deste ano. Ele também avalia, porém, que o objetivo fiscal não deve ser novamente atingido em 2014.

“Estamos com uma projeção de superávit primário de 1,5% do PIB [enquanto a meta é de 1,9% para este ano]. Quando calculado em termos recorrentes, sem receitas extraordinárias, que incluem concessões, dividendos e recursos do Refis, o primário está em 0,5% do PIB. Isso mostra que, mesmo com ajuda destas receitas não recorrentes, o resultado vai ficar distante da meta de 1,9% do PIB”, declarou Salto.

Para ele, o governo está “jogando um monte de azeite nessa engrenagem” para tentar cumprir a meta, mas, ao mesmo tempo, o mercado já não dá essa importância devida devido ao uso de manobras contábeis.

“Já não vale mais muita coisa. Enquanto a contabilidade criativa não for abandonada e o governo controlar o crescimento do gasto e aumentar a a receita, a gente vai continuar com uma conta ilusória. Pode até servir para o resultado do governo, mas é uma artificialidade”, avaliou ele.

Piora do resultado fiscal
O economista Amir Khair, também especializado em política fiscal, concordou que o valor mínimo do leilão do 4G, de quase R$ 8 bilhões, é importante para tentar cumprir a meta fiscal deste ano, mas assim como os outros analistas, avaliou que a meta não dever ser atingida em 2014. “Leilão é leilão. Vem surpresa para todos os lados. Pode ser frustrante ou forte”, declarou.

Khair também criticou o uso de receitas extraordinárias, como aquela oriunda de parcelamentos, por exemplo, pelo governo para tentar atingir a meta fiscal deste ano. “O chato é que está tendo de usar muito expediente de receitas extraordinárias, mas tem um tempo em que não tem mais [extraordinária] (…) Dificilmente o governo vai conseguir atingir esse resultado que falta”, afirmou.

Para o economista, também é preciso atentar para a conta de juros, que está em cerca de 6% do PIB. “Se fizer um primário de 1,5% do PIB como hipótese, o que já vai ser difícil, e se tem 6% do PIB de juros, vai ter um resultado nominal, que realmente influi na dívida pública, de 4,5% de déficit. É o pior desde 2003. Um resultado fiscal péssimo”, acrescentou ele.

Governo manobra
Além dos recursos previstos com o leilão do 4G, o governo também efetuou manobras, nesta semana, para tentar atingir a meta fiscal de 2014,  anunciadas por meio do relatório de receitas e despesas do orçamento, divulgado na última segunda-feira (22).

No documento, o governo diminuiu em R$ 4 bilhões os pagamentos para a Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) em 2014, o que pode gerar aumento da conta de luz ainda neste ano, anunciou o saque de R$ 3,5 bilhões do fundo soberano (poupança formada em 2008 com a sobra do superávit primário), aumento em R$ 1,5 bilhão o recebimento de recursos de dividendos das estatais, diminuiu em R$ 3 bilhões a previsão de pagamento de subsídios e reduziu em R$ 2,2 bilhões a estimativa de pagamento de pessoal e encargos.

Fonte: Portal G1

OAB e Luciana Genro pedem ao TSE punição a Fidelix por fala sobre gays

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e a candidata do Psol à Presidência da República, Luciana Genro, protocolaram nesta segunda-feira (29) representações no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) contra o candidato do PRTB ao Planalto, Levy Fidelix, e pediram que ele seja punido por ‘incitar o ódio’ ao dizer que os homossexuais são uma minoria que deve ser “enfrentada”. A peça da OAB chega a solicitar a cassação da candidatura de Fidelix.

No debate entre presidenciáveis transmitido pela TV Record neste domingo (28), o candidato do PRTB disse que o crescimento dos casamentos gays pode reduzir o tamanho da população brasileira e sugeriu que homossexuais precisam de “ajuda psicológica”.

“Luciana [Genro, candidata do Psol], você já imaginou que o Brasil tem 200 milhões de habitantes? Se começarmos a estimular isso aí [casamentos entre homossexuais], daqui a pouquinho vai reduzir pra 100. […] Então, gente, vamos ter coragem, nós somos maioria, vamos enfrentar essa minoria [gays]. Vamos enfrentar, não ter medo de dizer que sou pai, mamãe, vovô. E o mais importante é que esses, que têm esses problemas, realmente sejam atendidos no plano psicológico e afetivo mas bem longe da gente, bem longe mesmo por aqui não dá”, disse Levy Fidelix.

Nas representações, Psol e OAB afirmam que a fala do candidato à Presidência fere a legislação eleitoral no trecho em que proíbe a propaganda “de guerra, de processos violentos para subverter o regime, a ordem política e social ou de preconceitos de raça ou de classes.”

“A forma injuriosa e desrespeitosa nas declarações do candidato não se coadunam com todas as lutas vivenciadas ao longo dos anos contra o preconceito. A instigação ao ódio e à prática de violência, sugeridas pelo candidato, excluem pessoas e dizimam vidas. Portanto, a punição severa a esta prática é medida que se impõe”, afirma a representação assinada pela presidente da Comissão Especial de Diversidade Sexual da OAB, Maria Berenice Dias.

Na peça jurídica, ela pede que o TSE casse o registro de Fidelix e garanta direito de resposta à comunidade LGBT. “Ainda que a legislação eleitoral não elenque expressamente o direito de resposta a terceiros ofendidos, tanto a doutrina quanto a jurisprudência autorizam a extensão do direito de resposta a qualquer ofendido, incluindo-se entidades, pessoas físicas e até jurídicas”, diz Berenice Dias.

Já a representação assinada por Luciana Genro, do Psol, afirma que Fidelix “incitou a violência e a discriminação contra a população LGBT por meio de verdadeiro discurso de ódio e ofensa à coletividade LGBT em geral”. O Psol afirma ainda que a declaração do candidato pode ser enquadrada nos artigos 325 e 326 do Código Eleitoral, que condenam a difamação e a injúria em espaços destinados à disputa eleitoral.

Marina Silva
Em  visita a Caruaru (PE) nesta segunda, a candidata do PSB à Presidência, Marina Silva, classificou de “inaceitável” a declaração de Fidelix sobre os homossexuais e disse que avalia entrar com ação na Justiça contra o adversário.

“A Rede Sustentabilidade está avaliando com os nossos advogados entrar com uma ação na Justiça em função das declarações do candidato serem claramente contrárias ao respeito, à diversidade, declarações de fato homofóbicas e inaceitáveis do ponto de vista de qualquer que seja a circunstância. E ainda mais em um debate em que os candidatos devem primar pelo respeito às leis brasileiras, à Constituição, à defesa dos direitos humanos, à dignidade humana”, afirmou.

Ela afirmou ser contrária a “qualquer que seja a atitude ou manifestação política que incite ao preconceito, à violência, ao desrespeito com a comunidade LGBT ou com quem quer que seja.”

A candidata explicou que não criticou Fidelix no debate da TV Record por respeito às regras. “No debate tem regras e nenhum dos candidatos pode ali interferir em função das regras estabelecidas. Mas todos os que não concordam com este tipo de manifestação já estão tomando um posicionamento no âmbito dos partidos e de seus posicionamentos”, disse.

Dilma Rousseff
Em São Paulo, a presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, comentou nesta segunda as declarações de Levy Fidelix e afirmou que o Brasil atingiu patamar de civilidade em que não se pode conviver com processos de discriminação.

“O meu governo e eu pessoalmente, tanto pública quanto pessoalmente, sou contra a homofobia. E acho que o Brasil atingiu um patamar de civilidade que nós sociedade brasileira não podemos conviver com processos de discriminação que levem à violência. Eu acho que a homofobia tem de ser criminalizada”, afirmou a presidente.

Fonte: Portal G1

Avaliação negativa do governo Rosalba no RN é de 69%, aponta Ibope

Pesquisa Ibope divulgada nesta segunda-feira (29) aponta que o governo de Rosalba Ciarlini (DEM) no Rio Grande do Norte é avaliado negativamente por 69% dos entrevistados. A pesquisa foi encomendada pela Inter TV Cabugi. De acordo com a pesquisa, outros 17% dizem considerar a gestão de Rosalba “regular”; 10% consideram “bom” ou “ótimo”. Outros 4% não souberam responder.

O resultado da pesquisa de avaliação do governo é:
– Ótimo: 2%
– Bom: 8%
– Regular: 17%
– Ruim: 14%
– Péssimo: 55%
– Não sabe/não respondeu: 4%

A pesquisa foi realizada entre os dias 26 e 28 de setembro. Foram entrevistados 812 eleitores em 40 municípios do estado. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levada em conta a margem de erro de três pontos para mais ou para menos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%.

A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte(TRE-RN) sob o número 00036/2014.

Fonte: Portal G1

Eleitores têm de ficar atentos a regras para celulares e tablets durante votação

Em tempos de selfie e redes sociais, o eleitor tem de ficar atento às regras da Justiça Eleitoral para o uso de celulares, smartphones e tablets no dia do pleito. De acordo com a assessoria do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), enquanto estiver votando, o eleitor deve deixar o aparelho em um móvel, próximo aos colaboradores responsáveis pela seção eleitoral.

“Os mesários e o presidente de mesa estão orientados a determinar que o eleitor deixe os equipamentos eletrônicos que portar com o mesário”, informou a assessoria do TSE à Agência Brasil.

A legislação eleitoral proíbe o eleitor de “portar aparelho de telefonia celular, máquinas fotográficas, filmadoras, equipamento de radiocomunicação, ou qualquer instrumento que possa comprometer o sigilo do voto”.

Ainda segundo a Justiça Eleitoral, o sigilo do voto também abrange ambientes virtuais e redes sociais, ou seja, é proibido publicar imagens ou fotos do voto e quem fizer isso pode sofrer sanções. Segundo o TSE, não haverá revista de eleitores, mas as pessoas que desrespeitarem a legislação estão sujeitas a até dois anos de detenção.

Para o pesquisador de ciência e tecnologia do departamento de sociologia da Universidade de Brasília (UnB) Marcello Barra, apesar do intenso ativismo de eleitores nas redes sociais, quem busca burlar a legislação presta um desserviço à nação. “A conquista do voto secreto é uma garantia da democracia. Qualquer meio que burle esse direito é um atentado à democracia”, resumiu.

Segundo ele, o caráter sigiloso impede que as pessoas fiquem vulneráveis ao assédio para mudança de voto. “A pessoa acha que está ajudando a militância, que está motivando outros a votar, mas, na verdade, ela está prejudicando o voto. O sigilo é uma garantia aos mais fracos”, completou.

Barra lembra que a popularização dos smartphones trouxe um incremento no número de pessoas que passaram a interagir na discussão política. Segundo o especialista, o uso da internet tem modificado a forma como as pessoas entendem e participam da vida política do país. “Eu venho acompanhando esse processo há muitos anos. Esses instrumentos estão se tornando cada vez mais importantes para a democracia. Cada um coloca a sua opinião de maneira direta, é cada vez mais democrático”, ponderou.

Segundo o TSE, caso os mesários flagrem algum eleitor fotografando o voto, a orientação é que o episódio seja registrado em ata, identificando o eleitor. Caberá ao juiz eleitoral comunicar o fato ao Ministério Público Eleitoral para instauração de inquérito.

Fonte: Agência Brasil

Vox Populi: Dilma tem 40% das intenções de voto, Marina 24% e Aécio 18%

Pesquisa Vox Populi, encomendada pela Rede Record, mostra a candidata Dilma Rousseff (PT) na liderança com 40% das intenções de voto para a Presidência da República. A candidata pelo PSB, Marina Silva, aparece com 24% das intenções e Aécio Neves (PSDB) com 18%. Na última pesquisa Vox Populi, Marina tinha 22% das intenções de voto e Aécio, 17%. Dilma manteve a mesma porcentagem.

Na pesquisa divulgada hoje (29), os candidatos Luciana Genro (PSOL) e Pastor Everaldo (PSC) tiveram 1% das intenções de voto cada um. Eduardo Jorge (PV), Levy Fidelix (PRTB), Zé Maria (PSTU), Eymael (PSDC), Mauro Iasi (PCB) e Rui Costa Pimenta (PCO) tiveram menos de 1% das intenções. Brancos e nulos somam 6% e 11% não souberam indicar um candidato ou não quiseram responder.

O Vox Populi fez duas simulações de segundo turno. Em disputa entre as candidatas Marina Silva e Dilma Rousseff, Dilma venceria com 46% das intenções contra 39% de Marina. Brancos e nulos somariam 9%, e 6% seriam os indecisos.

Em uma disputa entre Dilma e Áecio, a candidata do PT venceria com 48% das intenções contra 38% do candidato tucano. Os votos brancos ou nulos seriam 9%, e os indecisos 5%.

Foram feitas 2 mil entrevistas em 147 cidades. O levantamento foi no sábado (27) e domingo (28). A margem de erro é 2,2 pontos percentuais e o nível de confiança é de 95%. O número de registro na Justiça Eleitoral é BR-00888/2014.

Fonte: Agência Brasil

Anatel faz leilão para banda larga 4G

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel)  promove hoje leilão da frequência de 700 mega-hertz (MHz), que será usada para ampliar a tecnologia de quarta geração de banda larga móvel (4G).

As operadoras inscritas no pregão – TIM, Claro, Telefônica (Vivo) e Algar Telecom – disputam quatro lotes nacionais de 10 MHz cada e dois regionais. O preço mínimo da outorga de cada lote nacional foi estipulado em R$ 1,92 bilhão. Os demais lotes terão preço mínimo de R$ 1,89 bilhão, R$ 29,5 milhões e R$ 5,28 milhões.

A faixa de 700 MHz vai complementar a de 2,5 giga-hertz (GHz), leiloada em junho de 2012, também para a tecnologia 4G. Enquanto a frequência de 2,5 GHz tem mais capacidade e raio de cobertura menor, a de 700 MHz tem abrangência maior e necessita de menos antenas, além de ser usada por diversos países, como os Estados Unidos e a Argentina. Segundo a Anatel, com a utilização da faixa de 700 MHz, será possível levar telefonia móvel de quarta geração e internet em banda larga de alta capacidade inclusive às áreas rurais, a um custo operacional mais baixo, uma vez que essa faixa é ideal para a cobertura de grandes distâncias.

A expectativa da Anatel é arrecadar até R$ 8,2 bilhões com a venda dos lotes.

A abertura dos envelopes ocorrerá em sessão aberta ao público, a partir das 10h, na sede da Anatel.

Fonte: Agência Brasil

Obama diz que epidemia de ebola está sobrecarregando a África

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmou nesta sexta-feira (26) que a África Ocidental está sobrecarregada pela epidemia de ebola e que o mundo não deve permitir nunca que uma tragédia como esta se repita.

“Hospitais, clínicas, centros de tratamento estão sobrecarregados, deixando pessoas morrer nas ruas”, disse Obama durante uma cúpula da saúde global na Casa Branca e um dia depois de pedir ante às Nações Unidas uma reação com maior rapidez e determinação para deter a epidemia.

Durante o evento, Obama cumprimentou o liberiano Melvin Korkor, sobrevivente do ebola, em um gesto que pode ajudar a reduzir o preconceito entre os que conseguem combater a doença. O ebola é transmitido através de contato corporal, e muitos sobreviventes, mesmo não transmitindo mais o vírus, ficam estigmatizados.

“Os sistemas de saúde pública estão perto do colapso”, advertiu o presidente, dizendo que o crescimento econômico está caindo nos países afetados.

Se o ebola “não for contido, os especialistas preveem que centenas de milhares de pessoas poderão morrer em questão de meses”, alertou o presidente, pedindo que o mundo faça mais para prevenir estas doenças.

“Temos que estar certos de que nunca veremos uma tragédia deste tipo de novo. Temos que estar certos de que não seremos pegos de surpresa”, ressaltou.

Obama propôs um desafio aos inventores: criar equipamentos de proteção mais eficazes e confortáveis para os trabalhadores sanitários que estão no terreno, com frequência em regiões altamente contagiosas. “Se forem criados, nós os fabricaremos, nós os pagaremos”, incentivou.

O presidente ordenou na semana passada o envio de 3.000 militares americanos para a África ocidental com base central em Monróvia, capital da Libéria.

A epidemia, a pior registrada desta doença hemorrágica e altamente contagiosa, deixou quase 3.000 mortos de um total de 6.000 casos desde o começo do ano, sobretudo em Libéria, Serra Leoa e Guiné.

Fonte: Portal G1

Rússia lança com sucesso foguete Proton-M após acidente

A Rússia lançou com sucesso neste domingo (28) um foguete Proton-M, o primeiro após o acidente sofrido em maio por um desses dispositivos, anunciou a agência espacial russa.

O foguete Proton-M decolou do Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, às 0h23 (17h23 de sábado no horário de Brasília), transportando um satélite de comunicações russo, de acordo com a agência.

“Às 9h26, no horário de Moscou (02H26 de Brasília), o satélite se separou da nave e foi colocado em órbita”, acrescentou.

A Rússia havia suspendido o lançamento do Proton-M depois que um desses foguetes que deveria colocar em órbita um satélite de comunicações caiu minutos após a decolagem em 16 de maio.

O foguete Proton permitiu à Rússia arrecadar dezenas de milhões de dólares a cada ano com o envio de satélites ocidentais e asiáticos para o espaço.

Mas a versão melhorada do Proton-M sofreu uma série de problemas técnicos que prejudicaram sua reputação, até então considerada confiável para estas missões, menos caras do que os foguetes americanos e europeus.

Fonte: Portal G1

Israel detém homem suspeito de apoiar Estado Islâmico

A polícia israelense deteve nesta segunda-feira (29) em uma localidade próxima a Tel Aviv um professor árabe-israelense de 24 anos suspeito de apoiar o grupo Estado Islâmico (EI), anunciou uma porta-voz policial.

A detenção do professor, que tinha uma bandeira do grupo extremista e livros sobre a jihad em casa, é a primeira confirmada oficialmente em Israel relacionada ao EI, que proclamou um califado em territórios sob seu controle na Síria e no Iraque.

O jornal israelense Haaretz havia informado na semana passada a respeito do indiciamento de outro homem de 23 anos, que teria lutado ao lado do EI na Síria.

O suspeito detido nesta segunda foi colocado em prisão provisória até, no mínimo, quarta-feira, disse Luba Samri.

Fonte: Portal G1

Seis tripulantes de embarcação são resgatados na costa de Natal

Seis tripulantes de uma embarcação foram resgatados pela Marinha do Brasil nesta segunda-feira (29). A embarcação Nativo estava a 26 milhas da costa de Natal, local onde a tripulação está sendo levada. De acordo com a Capitania dos Portos de Pernambuco um navio mercantil de bandeira liberiana que transportava óleo encontrou resgatou todos tripulantes, que passam bem.

Os tripulantes da embarcação pernambucana Nativo (modelo Trimarã 33), havia perdido o contato com a Comissão Organizadora da 26ª Edição da Regata Recife/Fernando de Noronha desde às 22h30 do último sábado (27), nas imediações da cidade de Cabedelo, na Paraíba.

Fonte: Tribuna do Norte

Emprego no comércio cresceu 6,4% entre 2011 e 2012

O número de pessoas empregadas no comércio cresceu 6,4% entre 2011 e 2012, segundo dados da Pesquisa Anual do Comércio (PAC), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O total de pessoas ocupadas no setor passou de 9,6 milhões, em dezembro de 2011, para 10,2 milhões, em dezembro de 2012.

Entre os três grande subsetores, o maior crescimento foi observado no comércio varejista (6,8%), ao passar de 7,06 milhões de trabalhadores, em 2011, para 7,54 milhões, em 2012. O atacado teve um aumento de 6,1% no pessoal ocupado, ao passar de 1,63 milhão para 1,73 milhão no período. Já o emprego no comércio de veículos, peças e motocicletas cresceu 4,5%,  913,7 mil para 954,5 mil de pessoas ocupadas.

Entre os principais empregadores em dezembro de 2012, estão as atividades de hiper e supermercados, 1,14 milhão de pessoas; de material de construção, 970,1 mil; e de artigos de vestuário e complementos, 938,9 mil.

O número total de empresas no comércio cresceu de 1,6 milhão, em 2011, para 1,61 milhão, em 2012, uma alta de 0,9%. Já a receita operacional líquida do segmento cresceu 16,4%, de R$ 2,1 trilhões para R$ 2,4 trilhões no mesmo período. Os salários, retiradas e outras remunerações cresceram 18,4%, chegando a R$ 150,9 bilhões.

As despesas das empresas comerciais, em 2012, somaram R$ 319,1 bilhões, sendo R$ 135,4 bilhões com outras despesas operacionais e não operacionais, 42,4% do total; R$ 61,2 bilhões com serviços prestados por terceiros, 19,2%; e R$ 59,1 bilhões com despesas financeiras, 18,5%.

As empresas também gastaram R$ 30,7 bilhões com alugueis de imóveis e condomínio, 9,6% do total; R$ 13 bilhões com energia elétrica, gás, água e esgoto, 4,1%; R$ 11,7 bilhões com impostos e taxas, 3,7%; e R$ 8 bilhões com serviços de comunicação, 2,5%.

Fonte: Agência Brasil

BC projeta redução em tarifa de telefonia fixa e aumento no preço da energia

O Banco Central projeta redução de 6,3% nos preços das tarifas de telefonia fixa e aumento de 16,8% nas de eletricidade, este ano. A informação consta do Relatório de Inflação, divulgado hoje (29).

Para o conjunto dos preços, a estimativa é 5%, mesmo valor considerado no relatório divulgado em junho. Essa projeção inclui variações ocorridas, até agosto, nos preços da gasolina (0,2%) e do botijão de gás (0,3%), além das projeções para telefonia fixa e eletricidade.

Em 2015, o reajuste dos preços administrados deve chegar a 6%, mesma projeção anterior. Em 2016, a estimativa é 4,9%, ante 4,5% previstos em junho.

Fonte: Agência Brasil

Seis tripulantes de embarcação são resgatados na costa de Natal

Seis tripulantes de uma embarcação foram resgatados pela Marinha do Brasil nesta segunda-feira (29). A embarcação Nativo estava a 26 milhas da costa de Natal, local onde a tripulação está sendo levada. De acordo com a Capitania dos Portos de Pernambuco um navio mercantil de bandeira liberiana que transportava óleo encontrou resgatou todos tripulantes, que passam bem.

Os tripulantes da embarcação pernambucana Nativo (modelo Trimarã 33), havia perdido o contato com a Comissão Organizadora da 26ª Edição da Regata Recife/Fernando de Noronha desde às 22h30 do último sábado (27), nas imediações da cidade de Cabedelo, na Paraíba.

Fonte: Tribuna do Norte

STF suspende ações contra militares acusados pela morte de Rubens Paiva

O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou hoje (29) a suspensão das ações penais contra cinco militares acusados da morte do ex-deputado Rubens Paiva, durante o período da ditadura no Brasil. Atendendo a um pedido dos advogados dos militares, o ministro também suspendeu das audiências dos réus, marcadas para os dias 7, 8 e 9 de outubro, na Justiça Federal do Rio de Janeiro. A decisão do ministro ainda não foi divulgada.

Os militares reformados recorreram ao Supremo para contestar a decisão Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) que rejeitou outro pedido de trancamento da ação penal. Eles alegam que não podem ser punidos por causa da Lei da Anistia (6.683/1979), cuja abrangência, segundo eles, alcança os crimes cometidos durante o período da ditadura no Brasil.

De acordo com a denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal, José Antônio Nogueira Belham, Rubens Paim Sampaio, Raymundo Ronaldo Campos, Jurandyr Ochsendorf e Jacy Ochsendorf são acusados de envolvimento na morte de Rubens Paiva, em janeiro de 1971, nas dependências do Destacamento de Operações de Informações do Exército, no Rio de Janeiro.

Em 2010, no julgamento da primeira ação da Ordem dos Advogados do Brasil contra a lei, o STF manteve a validade da anistia a torturadores.

Fonte: Agência Brasil

PF faz operação contra furto de dinheiro de correntistas pela internet

A Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (29), uma operação para desarticular uma organização criminosa que furtava dinheiro de correntistas do Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e de outras instituições bancárias por meio da internet. Investigadores estimam que os suspeitos podem ter desviado mais de R$ 2 milhões.

Os criminosos agiam, principalmente, no Distrito Federal, em Goiás e São Paulo. Oito mandados de prisão preventiva, dez de prisão temporária e 35 de buscas e apreensão estão sendo cumpridos nos três estados.

Ainda de acordo com a PF, a quadrilha enviava falsas mensagens eletrônicas pela internet, os chamados spams. Ao clicar sobre os links, as vítimas eram remetidas para páginas eletrônicas que armazenavam dados bancários e senhas de acesso. De posse dessas informações, os suspeitos conseguiam acessar a conta bancária da vítima, por meio dos canais digitais dos bancos, conhecidos por internet banking. Os policiais federais usaram a sigla IB2K para dar nome à operação.

As investigações apontaram que os suspeitos usavam o dinheiro roubado na compra de armas e drogas, em viagens e festas. Além disso, instalavam aparelhos de som em veículos.  Confirmadas as suspeitas, os investigados responderão pelos crimes de furto qualificado mediante fraude, participação em organização criminosa e lavagem de dinheiro.

Fonte: Agência Brasil

Urbana realiza audiência nesta terça-feira para apresentar edital final de licitação para coleta de resíduos sólidos

A segunda audiência pública prevista no processo de construção do edital de licitação para a coleta dos resíduos sólidos na capital potiguar será realizada nesta terça-feira (30), às 9 horas, no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/RN). Na oportunidade, a diretoria da Companhia de Serviços Urbanos de Natal (URBANA) vai apresentar a proposta final acrescida das sugestões enviadas ao órgão desde a primeira audiência, realizada no  dia 09 de setembro.

O presidente da Urbana, Jonny Costa, explica que a companhia recebeu as sugestões de propostas ao projeto básico até o dia 26 e que esse segundo encontro servirá para a consolidação do projeto final da licitação. “Após a realização dessa última audiência, iremos publicar o edital final no Diário Oficial do Município em até cinco dias”, informa. Com a finalização de mais essa etapa, os prazos para as empresas interessadas em participar da concorrência começam a correr.

O edital consolidado será publicado no Diário Oficial do Município e em um jornal de circulação nacional entre os dias 22 e 24 de outubro, e as empresas têm 30 dias para retirar as propostas. A etapa seguinte é a abertura dos envelopes para habilitação das companhias que participarão da licitação. A previsão é de que isso ocorra no dia 28 de novembro. No dia 19 de dezembro, a Urbana irá abrir as propostas orçamentárias apresentadas pelas empresas e a homologação das novas prestadoras dos serviços de limpeza pública em Natal deve acontecer no dia 7 de janeiro de 2015.

O edital foi dividido em três lotes. O primeiro contempla os serviços nas zonas Norte e Oeste e tem o valor estimado de R$ 166 milhões nos cinco anos. O segundo cobre as zonas Sul e Leste e tem o valor de R$ 137 milhões. O terceiro, no valor de R$ 57 milhões, ficará com a aquisição de equipamentos e a administração da estação de transbordo, totalizando R$ 361 milhões, com os contratos tendo um período de vigência de 60 meses (5 anos).

Fonte: Prefeitura do Natal

Consumo de energia elétrica permanece estável em agosto

O consumo nacional de energia elétrica manteve-se relativamente estável em agosto deste ano, na comparação com o mesmo período do ano passado, com uma variação negativa de 0,1%. No total, foram consumidos 38,6 mil gigawatts-hora (GWh) em agosto, segundo dados divulgados, hoje (29), pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE), do Ministério de Minas e Energia.

Entre as regiões do país, o Sudeste foi a única que apresentou queda (-2,6%). O Norte teve o maior aumento no consumo (7,3%), seguido pelo Centro-Oeste (5,4%), Sul (1,6%) e Nordeste (0,6%).

O setor comercial teve uma alta de 6% no consumo, puxada principalmente pelos crescimentos de 7,3% no Centro-Oeste, 6,9% no Nordeste e 6,8% no Norte. No Sul e Sudeste, ocorreram altas de 4,5% e 5,9%, respectivamente.

O setor residencial também teve avanço, ainda que mais moderado, de 2,4%. De acordo com a EPE, o menor crescimento no consumo residencial pode estar vinculado a uma aquisição menor de bens duráveis, como os eletrodomésticos, por parte das famílias.

A indústria teve uma queda de 5,1% no consumo, em agosto. Apesar do resultado negativo, essa é uma taxa de redução inferior à observada em julho (-6,9%). Os setores com menor consumo são o metalúrgico, o químico e o automobilístico. O consumo de energia elétrica acumula crescimentos de 2,8% no ano e 3,1% em 12 meses, de acordo com o levantamento da EPE.

Fonte: Agência Brasil

Eleitor pode pesquisar local de votação no site do TSE

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) disponibilizou, em sua página na Internet, uma ferramenta de consulta dos locais de votação. A pesquisa pode ser feita a partir do nome completo do eleitor ou com o número do título eleitoral.

Para quem vai votar no exterior ou solicitou o voto em trânsito, o sistema também disponibiliza a pesquisa. Nesses casos a votação será só para o cargo de presidente da República. Para receber os votos em trânsito 216 seções foram criadas. 

Segundo a Justiça Eleitoral, as seções no exterior funcionarão nas sedes das embaixadas, em repartições consulares ou em locais onde existam serviços do governo brasileiro. As missões diplomáticas ou repartições consulares comunicarão aos eleitores votantes no exterior o horário e o local da votação. Apenas os eleitores que estiverem com nome no caderno de votação da seção eleitoral poderão votar.

O eleitor deve apresentar documento oficial com foto e o título de eleitor. No caso de não comparecimento, deve justificar a ausência. Para isso é preciso preencher o Requerimento de Justificativa Eleitoral (RJE), que pode ser obtido gratuitamente nos cartórios eleitorais, nos postos de atendimento ao eleitor, nas páginas da internet do Tribunal Superior Eleitoral e dos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) de cada estado e, no dia do pleito, nos locais de votação ou de justificativa. O formulário preenchido deve ser entregue nos locais destinados pelo eleitor, que precisará apresentar um documento oficial de identificação com foto.

Fonte: Tribuna do Norte

Enem: começam amanhã inscrições para pessoas privadas de liberdade

A partir de amanhã (30) estarão abertas as inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2014 das pessoas privadas de liberdade e jovens sob medida socioeducativa. As inscrições poderão ser feitas exclusivamente pela internet a partir das 10h. O prazo final é 30 de outubro. As provas serão aplicadas nos dias 9 e 10 de dezembro nos estabelecimentos prisionais ou socioeducativos indicados.

O responsável pedagógico da instituição deve fazer a inscrição dos detentos, internos e acompanhar o processo até a divulgação do resultado do exame.

No primeiro dia de prova, os participantes terão quatro horas e meia para responder às questões de ciências humanas e suas tecnologias (história, geografia, filosofia e sociologia) e de ciências da natureza e suas tecnologias (química, física e biologia). No segundo dia, eles terão uma hora a mais de exame, que abordará  linguagens, códigos e suas tecnologias (língua portuguesa, literatura, língua estrangeira, artes, educação física e tecnologias da informação e comunicação), redação e matemática. A aplicação das provas começa às 13h.

No ano passado, o Enem teve  30 mil inscritos,  28% superior ao registrado em 2012. A nota do exame pode ser usada para o acesso aos cursos de educação superior e obter a certificação do ensino médio.

Os órgãos da administração prisional e socioeducativa dos estados e do Distrito Federal que desejarem indicar unidades para aplicação do exame deverão firmar termo de adesão junto ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais, pela internet, até o dia 20 de outubro. As unidades indicadas precisam firmar um termo de responsabilidade.

O edital com informações sobre o Enem para pessoas privadas de liberdade e jovens sob medida socioeducativa foi publicado na edição do Diário Oficial da União de quinta-feira (25).

Fonte: Agencia Brasil

Sine oferece 570 vagas de emprego em Natal e interior do RN

O Sistema Nacional de Emprego no Rio Grande do Norte (Sine-RN) oferece 570 empregos, entre temporários e efetivos, para Natal e interior do estado nesta segunda-feira (29). Para conseguir as vagas, os candidatos interessados precisam levar Carteira de Trabalho, Nº do PIS, RG, CPF e comprovantes de residência e escolaridade às unidades do Sine nas Centrais do Cidadão.

Confira as oportunidades:

Vagas para pessoas com deficiência

Natal e Grande Natal
AUXILIAR DE COZINHA – 1
 
Vagas permanentes
Natal e Grande Natal

AGENTE DE SEGURANÇA – 5
AJUDANTE DE CARGA E DESCARGA DE MERCADORIA – 6
ASSISTENTE ADMINISTRATIVO – 1
ATENDENTE DE FARMÁCIA – BALCONISTA – 5
AUXILIAR DE COZINHA – 33
AUXILIAR DE LIMPEZA – 7
AUXILIAR DE LINHA DE PRODUÇÃO – 2
AUXILIAR DE MARCENEIRO – 1
BALCONISTA – 1
BARMAN – 2
CONFERENTE DE MERCADORIA – 4
COPEIRO – 6
COZINHEIRO DE RESTAURANTE – 4
CUMIM – 17
ENCARREGADO DE MANUTENÇÃO – 1
GARÇOM – 25
GERENTE COMERCIAL – 2
GESSEIRO – 2
JARDINEIRO – 1
MARCENEIRO – 1
MECÂNICO DE AUTOMÓVEL – 1
MECÂNICO DE SUSPENSÃO – 1
MOTORISTA DE AUTOMÓVEIS – 2
MOTORISTA DE CAMINHÃO – 1
OPERADOR DE CAIXA – 12
PROMOTOR DE VENDAS – 1
RECEPCIONISTA ATENDENTE – 4
SALADEIRO – 1
SERRALHEIRO DE ALUMÍNIO – 2
SUPERVISOR DE MANUTENÇÃO ELETROMECÂNICA INDUSTRIAL, COMERCIAL E PREDIAL – 2
TORNEIRO MECÂNICO – 1
TÉCNICO MECÂNICO – 20
VENDEDOR INTERNO – 3
VENDEDOR PRACISTA – 4
VIDRACEIRO – 2

Total – 183 vagas

Vagas Temporárias 
Natal e Grande Natal

AGENTE DE SEGURANÇA – 50
AUXILIAR DE LIMPEZA – 50
COZINHEIRO DE RESTAURANTE – 28
ESTOQUISTA – 58
GARÇOM – 48
PADEIRO – 8
PIZZAIOLO – 4
RECEPCIONISTA ATENDENTE – 50
VIGILANTE – 50

Total – 346

Vagas para Mossoró e Região

APONTADOR DE OBRAS – 1
ASSISTENTE ADMINISTRATIVO – 2
CARPINTEIRO – 2
CHAPEIRO – 1
COPEIRO – 1
COZINHEIRO GERAL – 2
DESENHISTA DE PÁGINAS DA INTERNET (WEB DESIGNER) – 1
EMPREGADO DOMÉSTICO NOS SERVIÇOS GERAIS – 1
FISCAL DE LOJA – 1
GARÇOM – 1
JARDINEIRO – 1
MARCENEIRO – 1
MECÂNICO DE MANUTENÇÃO DE MÁQUINA INDUSTRIAL – 1
MECÂNICO DE REFRIGERAÇÃO – 1
MESTRE DE OBRAS – 1
MOTORISTA DE CAMINHÃO-GUINCHO PESADO COM MUNK – 1
OFICIAL DE SERVIÇOS GERAIS NA MANUTENÇÃO DE EDIFICAÇÕES – 3
OPERADOR DE RETRO-ESCAVADEIRA – 1
PEDREIRO – 1
PROPAGANDISTA – 2
TELEFONISTA – 1
VENDEDOR DE COMERCIO VAREJISTA – 2
VENDEDOR PRACISTA – 4

Total de vagas – 33

Vagas para Currais Novos e Região

ATENDENTE DE LANCHONETE – 1
COZINHEIRO DE RESTAURANTE – 1
OPERADOR DE CAIXA – 1
VENDEDOR PRACISTA – 5

Total – 8

Fonte: Tribuna do Norte

Diretor do BC diz que endividamento familiar não aumenta como em anos anteriores

O diretor de Política Econômica do Banco Central, Carlos Hamilton Araújo, disse hoje (29) que é pouco provável que se observe nova rodada de aumento do endividamento das famílias, no mesmo nível dos últimos anos.

De acordo com dados do BC, em julho a dívida total das famílias equivalia a 46% da renda acumulada nos últimos 12 meses. Conforme o diretor, em 2005 esse endividamento era de 18%. “É pouco provável que, nos próximos 10 anos, ele seja multiplicado [novamente] por 2,5”, ressaltou Araújo.

Acrescentou que também não deve haver forte expansão do crédito, com exceção dos financiamentos imobiliários, que “ainda têm espaço para crescer a taxas mais elevadas nos próximos anos”. Segundo ele, o crédito imobiliário equivale a 9% do Produto Interno Bruto (PIB), que é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país. “Bem menos do que a gente observa em outras economias com estágio idêntico ao nosso”, destacou.

Araújo salientou que a inadimplência das famílias está menor e não há indicação de aumento. Em agosto, a inadimplência (atrasos superiores a 90 dias) das famílias, em relação ao julho, ficou estável em 6,6%.

Fonte: Agência Brasil

Voos da Air France entre Brasil e França começam a ser normalizados

Após quase duas semanas de greve dos pilotos da Air France, empresa do grupo franco-holandês Air France–KLM, os voos entre Brasil e França começaram a ser normalizados hoje (29). Nesse domingo (28), o principal sindicato dos pilotos anunciou o fim da greve.

A empresa informou, por meio de nota divulgada pela assessoria de imprensa, que todos os voos entre o Aeroporto Charles de Gaulle, de Paris, e os aeroportos de Guarulhos, em São Paulo, e o Internacional Tom Jobim, no Rio de Janeiro, voltaram a operar nesta segunda-feira.

Entretanto, o voo AF520 que partiria de Paris para Brasília, às 13h30 (8h30 no horário da capital federal), e o voo AF515 que sairia do Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, às 22h40, para Paris, foram cancelados. Segundo a assessoria, não há voos entre Brasília e Paris às terças-feiras. A previsão é que, na quarta-feira (1º), os voos entre Brasília e Paris já estejam normalizados.

A assessoria de imprensa do Ministério das Relações Exteriores informou que um funcionário do consulado brasileiro está no aeroporto para auxiliar os passageiros e relatou que a Air France tem cumprido suas obrigações de hospedagem e alimentação. Uma das orientações é guardar os comprovantes de gastos para possível comprovação de custos feitos. A assessoria do Itamaraty disse que não recebeu relatos, por parte dos brasileiros, de nenhum incidente mais grave e que os passageiros estão conseguindo remarcar as passagens ou serem realocados em voos de outras companhias aéreas.

A assessoria da Air France no Brasil informou que os passageiros com viagem marcada até o dia 30 de setembro podem adiá-la, sem custo adicional, por meio da alteração da reserva. “Para os clientes cujos voos foram cancelados, o bilhete será devolvido na íntegra, sem qualquer custo. Os passageiros ainda podem receber um crédito válido por um ano na Air France ou KLM em caso de adiamento da viagem depois de 30 de setembro de 2014, mudança de destino ou ponto de partida e cancelamento”, informa a nota.

A greve da Air France, que começou dia 15, foi a mais longa desde 1998 e, segundo a companhia aérea. Os prejuízos podem ter chegado a 20 milhões de euros por dia.

Fonte: Agência Brasil

Governo amplia prazo para pagamento de consignado por aposentados e pensionistas

O prazo máximo para o pagamento das operações de empréstimo e de cartão de crédito relativas ao crédito consignado dos aposentados e pensionistas, do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS),  foi ampliado de 60 para 72 meses. A mudança passa a valer a partir do dia 1° de outubro. A portaria do INSS que define a mudança está publicada na edição de hoje (29) do Diário Oficial da União.

As taxas de juros das operações ficam mantidas. Atualmente, o Conselho Nacional de Previdência Social fixa em 2,14%, ao mês, o limite da taxa de juros para o empréstimo e em 3,06%, ao mês, para o cartão consignado. A margem consignável, que é o valor máximo da renda a ser comprometida, também permanece em 30% do valor da pensão ou aposentadoria.

Na quinta-feira (25), o conselho aprovou uma resolução recomendando ao INSS a elevação do prazo para o pagamento das operações de crédito consignado. Na ocasião, o secretário de Políticas de Previdência Social do governo federal, Benedito Adalberto Brunca, disse que o objetivo é aquecer a retomada do crédito.

De acordo com levantamento do Ministério da Previdência Social, considerando-se os contratos ativos em agosto de 2014, 91% tinham prazo entre 49 e 60 meses para liquidação. Cerca de 61% estavam no limite máximo de 60 meses.

Na avaliação do presidente da Confederação Brasileira dos Aposentados, Pensionistas e Idosos (Cobap), Warley Martins, a mudança traz aspectos negativos já que o prazo maior para pagamento torna o empréstimo mais atrativo e poderá causar mais endividamento.“Vai ficar mais atrativo e a preocupação é aumentar ainda mais o tempo que o aposentado vai ficar endividado. Sinto que vai prejudicar ainda mais o aposentado parcelar em 72 meses. Com o comprometimento da renda, tem aposentado que chega ao fim do mês sem dinheiro para comprar remédios”, disse.

Fonte: Agência Brasil

Seguro de viagem ao exterior passará a ter mais coberturas obrigatórias

As despesas médicas, hospitalares e odontológicas passarão a fazer parte das coberturas obrigatórias que deverão ser oferecidas aos consumidores na contratação do seguro viagem para o exterior, informou a Superintendência de Seguros Privados (Susep).

Anteriormente, de acordo com o governo, o seguro viagem tinha apenas duas coberturas obrigatórias, nos casos de morte e invalidez permanente “que não atendiam plenamente as necessidades dos consumidores”. As despesas médicas e hospitalares não eram oferecidas como seguro, mas como serviço de assistência, ficando fora da competência de supervisão da Susep “o que causou vários problemas aos consumidores”.

Essa decisão consta na resolução 315, publicada no “Diário Oficial da União” desta segunda-feira (29), mas será obrigatória somente dentro de um ano. Segundo a Susep, nada impede, entretanto, que as empresas do setor passem a oferecer esse serviço antes desse prazo.

“A decisão vai beneficiar milhares de pessoas em viagens nacionais e internacionais que passam a ter mais garantia de indenização na ocorrência de sinistro, principalmente envolvendo acidentes pessoais”, informou a Susep, acrescentando que nas viagens nacionais essa cobertura será opcional.

Além das despesas médicas e hospitalares, que agora passam a ser oferecidas, a resolução determina ainda que, nos casos de viagem ao exterior, o seguro deverá cobrir também a volta do consumidor em caso de impedimento de retorno como passageiro regular; traslado médico e traslado de corpo, informou a Susep.

As novas regras do seguro viagem, segundo o superintendente da Susep, Roberto Westenberger, “vêm preencher uma lacuna do mercado e trazer mais segurança aos que pretendem contratar esse tipo de seguro”. De acordo com ele, o normativo foi discutido “exaustivamente” com todos os interessados e uma das maiores preocupações era melhorar as regras do produto ampliando as coberturas.

Sem a garantia das coberturas necessárias, vários consumidores descobriram em plena viagem, ainda de acordo com o governo, que não tinham direito ao ressarcimento de despesas médicas – justamente quando mais necessitaram desses serviços.

“Outro problema que acaba com a nova regulamentação é que ao contratar um Seguro Viagem, o consumidor passa a ter todas as informações necessárias sobre o produto ideal para o seu roteiro”, informou a Susep.

O superintendente Westenberger, da Susep, observou que “vários países” exigem esse tipo de seguro com valores pré-determinados, como no caso da Europa – cujo limite mínimo é de  30 mil euros, e as seguradoras devem obrigatoriamente informar aos passageiros sobre essas condições.

Atualmente, as despesas médicas e hospitalares são ressarcidas através de um contrato de prestação de serviço assistencial que não é regulado e nem fiscalizado pela Susep.

Fonte: Portal G1

PPS pede que CPMI da Petrobras convoque Vaccari e Palocci

A liderança do PPS na Câmara protocolou na manhã desta segunda-feira (29) na Secretaria da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da Petrobras requerimentos de convocação do tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, e do ex-ministro Antonio Palocci. O depoimento dos dois na comissão, no entanto, depende de aprovação do pedido pela maioria dos integrantes da CPMI, o que não tem previsão de data.

Segundo reportagem publicada pela revista Veja, Paulo Roberto revelou à Polícia Federal e ao Ministério Público que foi procurado por Palocci, um dos coordenadores da campanha de Dilma Rousseff à Presidência em 2010. O ex-ministro da Fazenda, que já havia sido membro do Conselho da Petrobras, precisava, com urgência, de R$ 2 milhões.

Já João Vaccari Neto, segundo reportagem de ontem (28) do jornal Folha de S.Paulo, participou como mediador de contatos entre operadores do doleiro Alberto Youssef e o Fundo de Pensão dos Empregados da Petrobras, o Petros. De acordo com a reportagem, a Polícia Federal encontrou, em computadores de pessoas ligadas ao doleiro, mensagens que apontam o envolvimento do tesoureiro do PT.

De acordo com o Petros, todos os investimentos da fundação passam por avaliações, respeitam as melhores práticas de governança corporativa, a legislação vigente e os preceitos estabelecidos pelas suas políticas de investimento. Portanto, as avaliações de investimento são técnicas.

A CPMI da Petrobras retoma as atividades no dia 8 de outubro com o depoimento de Meire Bonfim Poza, ex-contadora do doleiro Alberto Youssef. Em depoimento à Polícia Federal ela revelou que mais de 50 empresas estão envolvidas no esquema de lavagem de dinheiro que era comandado pelo doleiro.

As perguntas a Meire Poza serão feitas com base nos depoimentos colhidos pela 13ª Vara Federal de Curitiba que já estão com a comissão. No despacho que liberou o material à CPMI, o juiz Sérgio Moro explica que, além das alegações da contadora, está disponível o material apreendido na empresa de Meire, a Arbor Contabilidade, que é alvo do inquérito policial.

Meire Poza já esteve no Congresso, em agosto. À época, no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados, ela afirmou que deputado Luiz Argôlo (SD-BA) recebeu dinheiro do doleiro e que os dois mantinham “negócios ilícitos”.

Fonte: Agência Brasil

IGP-M tem inflação de 0,2% em setembro

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), usado no reajuste de contratos de aluguel, teve inflação de 0,2%, em setembro deste ano. No mês anterior, o indicador registrou deflação (queda de preços) de 0,27%. Segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV), o IGP-M acumula taxas de 1,76% no ano e 3,54% no período de 12 meses.

O avanço da taxa entre agosto e setembro foi provocado pelas altas de preços no atacado e no varejo. O subíndice de Preços ao Produtor Amplo, que analisa o atacado, passou de uma deflação de 0,45%, em agosto, para uma inflação de 0,13% em setembro.

Já a taxa de inflação do subíndice de Preços ao Consumidor, que analisa o varejo, passou de 0,02% em agosto para 0,42% em setembro, principalmente devido aos alimentos. O grupo de despesas alimentação passou de uma queda de preços de 0,11% para uma alta de preços de 0,4% no período.

O subíndice de Custo da Construção, teve uma queda na taxa, ao passar de 0,19%, em agosto, para 0,16% em setembro. O IGP-M é calculado com base nos preços coletados entre os dias 21 do mês anterior e 20 do mês de referência.

Fonte: Agência Brasil

Três civis são mortos apesar do cessar-fogo no leste da Ucrânia

Donetsk – Nove soldados ucranianos e pelo menos três civis morreram últimas 24 horas no leste da Ucrânia, apesar da trégua anunciada pelos militares ucranianos e os separatistas pró-Rússia, anunciaram as autoridades de Kiev. Os separatistas afirmaram que perderam cinco pessoas na cidade de Donetsk, o reduto do movimento.

“Nove soldados ucranianos morreram e 27 ficaram feridos”, afirmou o porta-voz do Conselho de Segurança Nacional e Defesa, Andrii Lysenko. “No domingo, os rebeldes tentaram mais uma vez assumir o controle do aeroporto de Donetsk”, afirmou Lysenko.

Mais cedo, a prefeitura de Donetsk informou que três civis morreram nas últimas 24 horas e destacou que a situação na cidade era “muito tensa”. A agência de notícias russa Interfax citou fontes insurgentes e informou que cinco rebeldes e seis civis morreram em ataques do exército ucraniano.

Os dois lados trocam acusações sobre a violação do cessar-fogo estabelecido para tentar acabar com o conflito iniciado em abril.

Fonte: Correio Braziliense

Vale suspende operações da mina de carvão na Austrália

A mineradora Vale anunciou estar tomando as medidas necessárias para colocar a mina de carvão de Isaac Plains, na Austrália, em suspensão (“care and maintenance” , no termo em inglês). Durante esse processo, a produção é interrompida, mas a mina é administrada para garantir condição segura e estável.

Segundo o comunicado da companhia, a operação não é “economicamente viável nas atuais condições de mercado”. A decisão foi acordada pela Vale e Sumitomo Corporation, sócios da joint venture da mina de Isaac Plains.

“A decisão é consistente com a estratégia da Vale de focar na disciplina na alocação de capital e maximizar valor aos seus acionistas”, disse a empresa.

Em nota, a Sumitomo observou que o plano é cessar as operações até o fim de janeiro de 2015.

Fonte: Valor Econômico

Governo amplia setores de multinacionais candidatas a créditos no Imposto de Renda

SÃO PAULO (Reuters) – O governo federal ampliou a lista de atividades de empresas controladas abertas no exterior que podem utilizar créditos de Imposto de Renda, segundo portaria publicada pelo Ministério da Fazenda no Diário Oficial da União desta segunda-feira.

O texto cita a inclusão das atividades de indústria da transformação, extração de minério e exportação, “sob concessão, de bem público localizado do país de domicílio da controlada”.

A portaria, de número 427, de 25 de setembro, envolve a lei 12.973, criada em maio deste ano.

A medida também prevê que a empresa poderá deduzir até 9 por cento em crédito presumido de imposto de renda de pessoa jurídica relativo a investimento em controladas no exterior.

A lei veio com a medida provisória 627, que estabeleceu novas regras de tributação do lucro de controladas e coligadas de empresas brasileiras no exterior.

 

Fonte: REUTERS Brasil

 

TRE do RN disponibiliza ‘Disque-Eleições’ para eleitor tirar dúvidas

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte disponibiliza a partir desta terça-feira (30) o Disque-Eleições para que os eleitores possam tirar dúvidas sobre o pletio. De acordo com o TRE, o objetivo é fornecer aos eleitores, durante os dias que antecedem a eleição, informações que facilitem o exercício do direito ao voto. O serviço fica ativo até o dia 5 de outubro.

O eleitor pode tirar dúvidas em relação a identificação e endereços de locais de votação, identificação e endereços de postos de justificativas, obter orientações de como justificar seu voto, de quais documentos oficiais necessita para comprovar a identidade, telefones dos cartórios eleitorais, disque-denúncia e propaganda eleitoral irregular.

Durante o período de funcionamento do Disque-Eleições a equipe do TRE/RN pode ser acionada através dos telefones 0800-0841008 ou (84) 3654-5000. De 30 de setembro a 3 de outubro, o atendimento é das 8h às 19h; no dia 4, das 7h30 às 19h30; e no dia 5 (dia das eleições), das 7h às 18h.

Fonte: Portal G1

Capitania dos Portos abre inquérito sobre incêndio

Um barco carregado de pescados pegou fogo na noite da última sexta-feira (26) em Natal e até o início da tarde de ontem o incêndio não havia sido completamente debelado pelo corpo de Bombeiros. 

Batizado Miomar, o barco  estava atracado no cais da rua Chile, no bairro da Ribeira. O incêndio já durava mais de 12 horas. A Capitania dos Portos do Rio Grande do Norte abriu  inquérito, com prazo de 90 dias, para apurar as circunstâncias. “Não houve vítima e nem há indício de poluição hídrica no local”, informou o Comando do 3º Distrito Naval, em nota enviada à imprensa.

Diretor da Pesqueira Nacional, empresa dona embarcação, Agerson Barbosa Júnior explicou que o barco atracou na sexta-feira com 90 toneladas de atum e meca. Desse total, 25 toneladas haviam sido desembarcadas até o início do incêndio. Não foi revelado em quanto está avaliada a carga.

O diretor da empresa disse, no entanto, acreditar que ela não foi afetada pelo incêndio porque o fogo, até ontem, continuava concentrado na casa de máquinas.  

A Pesqueira Nacional é uma empresa local que tem três barcos pesqueiros, incluindo o Miomar. A produção é voltada para o mercado nacional e exportação.

Causas
Até o início da tarde de ontem, o Corpo de Bombeiros  não sabia o que motivou o incêndio. Segundo a Assessoria de Imprensa do órgão, houve dificuldade maior para acabar com o fogo porque a espuma, com o nome de LGE, é o material ideal para uso em incêndio envolvendo combustível. No entanto, a quantidade usada pelo Corpo de Bombeiros na noite de sexta-feira não foi suficiente e a equipe não dispunha de mais estoque. “Nós tínhamos a espuma, foi usada, mas não foi suficiente. Esse foi um incêndio de grande porte”, explicou o tenente Christiano Couceiro, assessor de imprensa.

No final da manhã de ontem, o Corpo de Bombeiros conseguiu uma carga de 60 litros de espuma com a Base Aérea de Natal. O material seria usado para tentar acabar com o incêndio. “Essa é uma quantidade não muito elevada, mas vamos usar para tentar acabar com o incêndio”, disse o tenente Rafael Barreto, que coordenou as atividades de combate ao incêndio. 

Segundo informações de populares, que presenciaram o início do incêndio, a embarcação estava sendo descarregada quando as primeiras chamas de fogo apareceram na casa de máquinas. Os barcos que estavam no cais e próximos foram retirados do local.

Na manhã de ontem, era visível que o Miomar estava em uma posição propensa a afundar. “Há risco de afundar e nós já comunicamos aos órgãos de defesa do meio ambiente para que possam adotar providências de contenção. A embarcação tem 5 mil litros de óleo e é feita de fibra de carbono. Com o incêndio pode ter vazamento (para o rio Potengi)”, explicou o tenente Rafael Barreto. Em nota,  o Comando do 3º Distrito Naval disse, no entanto, não haver risco de poluição.

O barco Miomar havia passado 80 dias no mar, com uma tripulação de 14 pessoas, e atracou na manhã de sexta-feira. A tarde começou o trabalho de desembarque do pescado. O incêndio começou próximo às 23h, quando o processo de retirada do pescado ainda estava em curso. Não houve vítimas fatais. Os funcionários da Pesqueira Nacional, quando viram o incêndio, se afastaram do local, segundo a empresa.

O Comando do 3º Distrito Naval informou, em nota, que tomou conhecimento do incêndio, na noite de sexta-feira (26). Equipes da Capitania dos Portos do Rio Grande do Norte, do Grupamento de Fuzileiros Navais de Natal, da Base Naval de Natal e do Centro de Intendência da Marinha em Natal estiveram no local dando apoio técnico e de material, com caminhões cisterna e líquido gerador de espumas, aos Bombeiros, de acordo com a assessoria de imprensa do Comando.

Fonte: Tribuna do Norte

Deficientes visuais conhecem urnas

A partir de amanhã (29) e até a próxima quarta-feira (1º de outubro), os deficientes visuais terão a oportunidade de conhecer e treinar na urna eletrônica. A comissão de acessibilidade do TRE, em parceria com o Instituto de Educação e Reabilitação de Cegos do Rio Grande do Norte (IERC-RN), oferece o treinamento que é direcionado especialmente àqueles que vão votar pela primeira vez. Na última sexta-feira (26), a presidente da comissão, Fátima Régis, levou o equipamento ao IERC-RN e algumas pessoas puderam usá-lo. “Nossa intenção é que eles se familiarizem com a urna eletrônica e, assim, facilite o processo de votação no próximo domingo”, disse. 

Foi o que fez o estudante Paulo Ricardo de Lima, 16 anos. Mesmo sem título de eleitor e, portanto, inapto para votar no próximo domingo, ele fez questão de testar a urna. “Não vou votar nessa eleição, mas, em 2016, estarei com meu título”, disse. No teste, Paulo foi bem. Em menos de um minuto, já havia digitado todos os números necessários. Já Augusto Antônio da Silva, 53 anos, votou em outros pleitos com a urna eletrônica. Mesmo assim, quis treinar no equipamento que estava no IERC-RN. “A gente tem a oportunidade de eleger nossos representantes”, contou. 

O Rio Grande do Norte possui mais de 20 mil portadores de alguma deficiência física cadastrados junto ao TRE para votar. Esse número é pequeno se comparado com o total de deficientes existentes no Estado. Segundo o IBGE, são mais de 800 mil portadores de necessidades especiais em todo o Estado. “O número de cadastrados é baixo. Queremos mudar essa realidade e, por isso, a comissão de acessibilidade oferece algumas facilidades”, disse Fátima. A presidente da comissão explicou ainda que as seções eleitorais onde há deficientes cadastrados são colocadas no pavimento térreo dos edifícios.  O IERC-RN está localizado na rua Fonseca e Silva, número 1.113, no Alecrim, próximo a escola Padre Miguelinho. A urna estará disponível até quarta-feira, sempre pela manhã.

Fonte: Tribuna do Norte

Rojão explode e torcedor perde dedos em protesto no CT do América-RN

Um torcedor perdeu dois dedos da mão direita após a explosão de um rojão na manhã deste domingo (28) no Centro de Treinamento do América-RN, na Grande Natal. O fato aconteceu durante um protesto contra a má fase da equipe. O time, que na sexta-feira perdeu em casa para o Vila Nova por 1 a 0, não vence há 10 jogos pela Série B no Campeonato Brasileiro. Segundo a direção do clube, mais de 80 torcedores acompanharam o treino e pressionaram os jogadores. O atacante Rodrigo Pimpão foi um dos mais hostilizados.

O rapaz ferido foi socorrido ao hospital pelo vice-presidente de marketing do clube, Williman Oliveira. “Os torcedores acompanhavam o treino das arquibancadas. Mas um grupinho de três torcedores foi soltar rojões perto dos vestiários. Daí um dos foguetes explodiu na mão do garoto, que deve ter pouco mais de 20 anos. Ele perdeu dois dedos. É lamentável o que aconteceu. Como ele tava sangrando muito, não deu pra esperar pela ambulância. Então o levei pro hospital no meu carro mesmo”, explicou o dirigente.

O torcedor foi inicialmente levado para o Hospital Regional Deoclécio Marques, em Parnamirim, de onde foi transferido para o Pronto-Socorro Clóvis Sarinho, em Natal.

Ainda de acordo com Williman, apesar do ocorrido o protesto foi pacífico. “É legítimo protestar. Nós entendemos, e os jogadores também. Agora é preciso que eles entendam que a torcida entenda que estamos trabalhando para sairmos dessa situação”, ressaltou.

Comandante geral da Polícia Militar, coronel Francisco Araújo Silva disse ao G1 que tomou conhecimento da presença e da pressão que fizeram os torcedores no CT do América, mas não foi necessária qualquer intervenção policial.

Fonte: Portal G1

Supermercados do país perdem R$ 15,5 bilhões em apenas três anos

Apesar dos pesados investimentos em segurança, os supermercados não conseguem fechar o ralo das perdas provocadas por furtos, destruição e má conservação de mercadorias dentro das lojas. Se as contas da Abras, a associação que reúne as empresas do setor, estiverem corretas, somente neste ano, os prejuízos chegarão a R$ 5,5 bilhões, totalizando
R$ 15,5 bilhões desde 2012. Essa conta, entretanto, termina sendo paga pelos consumidores, já que o rombo é repassado para os preço dos itens expostos nas gôndolas.

Quem acompanha o dia a dia dos supermercados não tem dúvidas: no máximo, os mecanismos de segurança vão atenuar as perdas. Com grande fluxo de pessoas, não há clima nos supermercados para punir com rigor aqueles que são apanhados cometendo furtos ou destruindo mercadorias nos estabelecimentos. Os lojistas temem que escândalos recorrentes acabem expulsando a clientela de boa índole, que garante o faturamento. A punição mais efetiva só ocorre quando funcionários são flagrados desviando produtos — o que é mais comum do que muita gente pensa.


Vilões

Ainda que os repasses das perdas para os preços não sejam mensurados pelo setor, eles despontam, indiretamente, como vilões para o orçamento das famílias. “Os investimentos na área de prevenção de perdas nos supermercados são cada vez maiores. Mas, na falta de políticas públicas eficientes, que levem as pessoas a terem receio de roubar as lojas, os clientes pagam um custo embutido nos itens que levam para casa”, diz o gerente do Comitê de Prevenção de Perdas da Abras, Marcos Manéa. Ele ressalta, contudo, que o problema não é exclusividade do setor. Os furtos são generalizados. E, para surpresa de muitos, clientes que menos aparentam são os que roubam mais. Homens vestidos de terno e gravata e madames não se acanham em levar para casa itens pelos quais não pagaram.

Fonte: Correio Braziliense

Número de doadores de órgãos cresce, mas Estado quer mais

O número de doadores de órgãos no Rio Grande do Norte cresceu neste ano. Em 2013, a média foi de 13,9 doadores a cada grupo de um milhão de habitantes e, em 2014, o índice subiu para 14,5. A Central de Transplantes da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) também registrou avanço com a redução do índice de recusa familiar. Ano passado, havia 61% de recusa e, no primeiro semestre deste ano, a recusa caiu para 52%. “Precisamos avançar mais. Diminuir a quantidade de recusas e aumentar o número de doadores”, disse a subcoordenadora da Central, Patrícia Maciel. 

Para dar visibilidade ao tema e marcar o Dia Nacional de Doação de Órgãos, a Sesap realizou, na manhã de ontem (27), a “II Caminhada pela Vida”. Por volta das 7h30, um grupo de doadores, transplantados e familiares dos mesmos saíram do Instituto Federal de Educação Tecnológica do Rio Grande do Norte (IFRN) e encerraram a atividade no Hemonorte.

Entre os participantes, estava a aposentada Lúcia Pontes, 47 anos. Desde 2005, Lúcia carrega no peito o coração doado por um jovem. Um ano antes da cirurgia de transplante, ela foi diagnosticada com uma grave cardiopatia. Não havia tratamento alternativo. “Ou recebia um coração novo ou morreria”, contou. “Felizmente, Deus tocou no coração de uma família e, somente um ano depois da descoberta da minha doença, realizei o transplante. Hoje, estou viva e levo essa mensagem as demais pessoas: doem”, disse.

A Caminhada realizada ontem marcou o encerramento das atividades desenvolvidas pela Sesap durante todo o mês de setembro, com realização de ciclo de palestras em instituições como faculdades, hospitais e empresas públicas e privadas. “Nossa intenção é chamar atenção e sensibilizar a sociedade para a importância do gesto de doação. Queremos dar visibilidade à causa e, felizmente, estamos avançando com os números”, comentou o secretário adjunto da Sesap, Marcelo Bessa. 

No local de chegada da Caminhada, houve apresentação da banda de Música da Polícia Militar do RN e uma programação de depoimentos de transplantados, receptores e famílias de doadores. Segundo Patrícia Maciel, o evento celebra a nova vida dos pacientes que foram transplantados e homenageia famílias de doadores de órgãos.

No ano passado, de cada 100 famílias consultadas sobre a doação de órgãos do ente querido, 60 responderam “não”, no RN. Esse índice diminuiu este ano para 52%. No Brasil, o percentual é de 56%. “Nosso intuito é chegar na população para dar ciência de como acontece o processo, porque acreditamos que muitas famílias não autorizam a doação por desconhecimento, bem como por mito ou tabu  sobre a doação de órgãos”, esclareceu Patrícia.

Morte encefálica 
O Brasil tem um dos protocolos mais exigentes para o diagnóstico da morte encefálica – condição necessária para doação de órgãos importantes como rins, coração e córneas – e precisa ser confirmada por dois médicos especialistas, sendo que um terceiro médico aplica um exame complementar. Esse protocolo contempla diagnósticos clínicos e gráficos. 

Os exames são baseados em normas médicas e incluem testes clínicos para determinar que não há mais reflexos cerebrais, portanto, o paciente não respira sem a ajuda de aparelhos. Os testes são realizados em intervalos pré-determinados conforme a faixa etária do paciente.

São feitos também exames do fluxo sanguíneo ou um eletroencefalograma, para confirmar a ausência do fluxo sanguíneo ou da atividade cerebral.

Fonte: Tribuna do Norte

Estiagem compromete lavouras de castanhas de caju cultivadas no RN

Há três anos, os agricultores do Rio Grande do Norte não conseguem colher uma boa safra de caju. A seca comprometeu a produção das castanhas e as vendas para o exterior precisaram ser suspensas.

A colheita do caju começou, mas esse será mais um ano de dificuldade para a população de Serra do Mel. A falta de chuvas na região tem prejudicado a produção de castanha, principal fonte de renda das famílias potiguares.

O município, que costumava produzir 50 mil toneladas de castanha por ano, não deve chegar a oito mil toneladas nesta safra. Em época de safra produção, haveria ao menos oito pessoas trabalhando em um dos lotes da região. Mas hoje não há ninguém no local.

As chuvas na região se concentram entre janeiro e abril. O volume médio esperado seria em torno de 800 milímetros, mas choveu apenas 300 milímetros. Foi menos que a metade do previsto.

A única cooperativa do estado que exportava a amêndoa não está negociando com compradores de fora do país porque não tem produto suficiente para atender aos pedidos.

“Esse ano, o pessoal da Europa já está entrando em contato para comprar. Mas a gente está com medo de fechar um pré-contrato e não cumprir. Se a gente não cumpri um contrato, quem paga é a gente. O preço é muito alto”, diz João Duarte, presidente da Coopercaju.

A menor oferta provocou aumento no preço da castanha. O quilo está sendo vendido por R$ 3,00. No ano passado, valia 2,50.

Fonte: Portal G1

Banco Central baixa para 0,7% previsão de alta do PIB neste ano

O Banco Central baixou nesta segunda-feira (29), por meio do relatório de inflação do terceiro trimestre deste ano, sua previsão para o crescimento da economia brasileira em 2014 de 1,6% para 0,7%.

Se confirmado, será o pior desempenho desde 2009, quando houve retração de 0,33%. Essa foi a segunda revisão para baixo da expectativa de expansão da economia em 2014. No início do ano, a autoridade monetária previa uma alta de 2% para o PIB.

O PIB é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, e serve para medir a evolução da economia. Em 2013, a economia cresceu 2,5%.

“A trajetória do PIB na primeira metade de 2014 sugere menor crescimento da economia este ano em relação ao observado em 2013. Para o segundo semestre, as perspectivas indicam
atividade em expansão”, informou o BC.

A previsão do BC está acima da estimativa feita pelo governo federal na semana passada, de uma alta de 0,9% para o PIB deste ano, mas está bem acima da expectativa do mercado financeiro – que prevê um crescimento de apenas 0,29% para este ano.

Inflação
A autoridade monetária baixou um pouco, no relatório de inflação divulgado hoje, sua estimativa para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a inflação oficial do país.

Para 2014, a previsão do BC para o IPCA recuou de 6,4%, em junho, para 6,3% nos cenários de referência (juros e câmbio fixos) e de mercado (com a estimativa dos bancos para juros e câmbio).

Para o ano que vem, estretanto, a expectativa da autoridade monetária para o IPCA subiu em ambos os cenários. No cenário de referência, passou de 5,7% para 5,8% e, no de mercado, avançou de 6% para 6,1%.

O Banco Central informou ainda que sua estimativa de inflação para os doze meses até junho de 2016 está em 5% no cenário de referência e em 5,2% no cenário de mercado.

Deste modo, até meados de 2016, a autoridade monetária informou que não prevê inflação abaixo de 5% (em doze meses).

Preços ao consumidor
O BC informou, por meio do relatório de inflação, que a “evolução favorável” dos preços ao consumidor no trimestre encerrado em agosto refletiu o “arrefecimento da variação dos preços livres, em particular, a deflação nos grupos alimentação e transportes”.

“Prospectivamente, a deflação recentemente observada dos preços no atacado e os efeitos
defasados das ações de política monetária [alta de juros implementada entre abril de 2013 e maio deste ano], entre outros aspectos, sugerem contenção das pressões altistas de preços ao consumidor nos próximos meses”, informou o BC no relatório de inflação.

Sistema de metas
Pelo sistema de metas que vigora no Brasil, o BC tem de calibrar os juros para atingir as metas pré-estabelecidas, tendo por base o IPCA. Para 2014 e 2015, a meta central de inflação é de 4,5%, com um intervalo de tolerância de dois pontos percentuais para cima ou para baixo. Desse modo, o IPCA pode ficar entre 2,5% e 6,5% sem que a meta seja formalmente descumprida.

Deste modo, as estimativas do BC divulgadas nesta quinta-feira mostram o IPCA longe da meta central de 4,5% estabelecida para 2014 e 2015, embora ainda esteja dentro do intervalo de tolerância existente, começando a cair mais fortemente, em direção ao centro da meta, somente em 2016. O teto do sistema de metas de inflação brasileiro é um dos mais altos do mundo.

Fonte: Portal G1

Japão confirma quatro mortes em erupção de vulcão, mas número pode chegar a 31

As autoridades japonesas confirmaram a morte de quatro das 31 pessoas encontradas hoje (28) com parada cardíaca no topo do Monte Ontake, na região central do Japão, onde um vulcão entrou em erupção ontem. Apenas os quatro corpos, do sexo masculino, foram resgatados e puderam ter a morte confirmada, mas as equipes de salvamento e resgate temem que os outros 27 também estejam mortos.

Autoridades locais ainda informaram que os gases tóxicos expelidos pelo vulcão, o segundo maior do país, com 3.067 metros de altura, estão impedindo o acesso dos socorristas. Cerca de 45 pessoas ainda são consideradas desaparecidas, embora o governo acredite que estejam em segurança nos abrigos da montanha.

O vulcão começou a expelir fumaça, cinzas e rochas na madrugada de sábado, deixando cerca de 40 pessoas feridas com diferentes graus de queimaduras e lesões causadas pela queda. No momento da erupção, centenas de pessoas faziam trilha na região, destino turístico muito popular nesta época do ano. A maioria conseguiu sair da área sozinha. Operações com helicóptero do Exército também retiraram 230 pessoas do local.

Aproximadamente 550 militares, entre policiais, bombeiros e membros das Forças Armadas, participam das buscas e salvamento. A Agência de Meteorologia do Japão informou que a atividade vulcânica vai continuar e é possível que uma nova erupção aconteça, embora a tendência é que seja de baixa intensidade.

Nessa manhã, o órgão comunicou que uma cortina de fumaça de 300 metros de altura se formava a partir da cratera do vulcão. A última grande erupção do Monte Ontake ocorreu em 1979, quando mais de 200 mil toneladas de cinzas foram expelidas, de acordo com estimativas das autoridades do país.

Fonte: Agência Brasil

Com fim da greve, Air France prevê volta à normalidade a partir de terça-feira

A companhia aérea Air France informou hoje (28) que pretende regressar à normalidade “progressivamente” a partir de terça-feira, depois de o principal sindicato dos pilotos ter anunciado o fim da greve, que durava duas semanas. Em comunicado, a Air France justifica que precisa cumprir requisitos “operacionais” e que os aviões precisam passar por uma série de verificações obrigatórias antes de voltar a voar.
Hoje, a greve levou ao cancelamento de 55% dos voos previstos e, para amanhã (29), a companhia prevê a suspensão de 51%. A empresa lamentou que, “apesar de longas conversações desde o início do conflito”, no dia 15, e de alguns “avanços”, não se tenha chegado a acordo com os sindicatos dos pilotos.
Na origem dos desentendimentos estão os projetos do grupo para desenvolver a sua filial de baixo custo Transavia com regras laborais diferentes das da Air France. Apesar do fim do protesto, os sindicatos dos pilotos não conseguiram fazer com que a administração da companhia aérea, apoiada pelo governo, cedesse à reivindicação de um contrato único para todos os pilotos da Air France e suas filiais, incluindo a Transavia, mantendo as vantagens do seu estatuto atual. Os pilotos da Air France receiam que a expansão da companhia de baixo custo leve a uma deterioração das suas condições de trabalho.
Hoje, o SNPL, o principal sindicato dos pilotos, anunciou o fim da paralisação, após o fracasso de mais uma rodada de negociações. Os representantes dos pilotos querem agora “continuar as conversações num ambiente de maior serenidade”.
O primeiro-ministro francês, Manuel Valls, comemorou o fim de “uma greve demasiado longa”, considerando também que o protesto era “incompreensível” e “prejudicava os usuários, a empresa e a economia do país”. Para Valls, que apelou em diversas ocasiões para o fim da greve, a “firmeza do governo permitiu reafirmar a estratégia de desenvolvimento da empresa”. O Estado francês é acionista de quase 16% do grupo Air France-KLM.
A greve da Air France foi a mais longa desde 1998 e, segundo a administração, os prejuízos podem ter chegado a 20 milhões de euros por dia.

Papa diz que abrigos de idosos devem ser casas e não prisões

Durante discurso para cerca de 40 mil idosos na Praça de São Pedro, no Vaticano, o papa Francisco disse hoje (28) que nem todos os avôs e avós têm uma família pronta para os acolher e, nesse caso, os abrigos e institutos para idosos são bem-vindos, desde que sejam “realmente casas e não “prisões”. “Não podem existir centros onde os anciãos vivam esquecidos e escondidos”, afirmou.

O papa também ressaltou que os lares precisam ser realmente para os idosos e não para os interesses de alguém. “As residências devem ser pulmões da humanidade em um país, bairro ou em uma paróquia. Devem ser santuários de humanidade onde quem é velho e débil é cuidado como um irmão mais velho”, acrescentou.

Segundo Francisco, um povo que não cuida dos seus idosos, dos seus avós, e os maltrata, é um povo sem futuro, pois perde a memória e vive separado das próprias raízes. “Uma das coisas mais bonitas em uma família é poder acariciar uma criança e deixar-se acariciar pelo avô ou pela avó”, disse.

O pontífice encerrou pedindo aos homens e mulheres para que construam com paciência uma sociedade diversa, mais acolhedora, mais humana e mais inclusiva. No início de seu discurso, Francisco agradeceu a presença do papa emérito Bento XVI. “Eu disse tantas vezes que gostaria que ele habitasse aqui no Vaticano porque a sua presença é como ter um avó sábio em casa. Obrigado”.

No Brasil, há vários casos de denúncias contra casas de acolhimento de idosos. De acordo com o Censo Suas (Sistema Único da Assistência Social), existiam em 2013, em todo o país, 1.167 instituições de acolhimento cadastradas, que recebiam 44.416 pessoas idosas. De acordo com o Suas, cabe aos estados o acompanhamento do desenvolvimento da gestão do sistema e, consequentemente, os serviços socioassistenciais aos municípios.

Segundo o Ministério do Desenvolvimento Social, em caso de denúncias, os gestores são notificados e devem prestar esclarecimentos. Os conselhos de Assistência Social são informados para que possam exercer o controle social da política pública, conforme estabelecido na Política Nacional de Assistência Social.

Em julho passado, em Águas Lindas (GO)no Entorno do Distrito Federal, cinco abrigos foram interditados por maus-tratos a idosos e cinco funcionários foram presos. Na ocasião, a juíza Célia Regina Lara determinou a transferência, para os cuidados da prefeitura, dos cerca de 70 idosos e internos, dentre os quais jovens com problemas mentais e dependentes químicos.

Fonte: Agência Brasil

Obama admite que EUA subestimaram surgimento do Estado Islâmico

Em entrevista transmitida hoje (28) pelo canal de TV norte-americano CBS, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, reconheceu que as agências de inteligência do país subestimaram a possibilidade de o caos na Síria se constituir em um terreno fértil para o surgimento de uma organização como o Estado Islâmico (EI).

Obama disse que a Síria se tornou o “marco zero para jihadistas de todo o mundo”. O presidente afirmou que o chefe dos serviços secretos norte-americanos, Jum Clapper, reconheceu que subestimou o que estava acontecendo na Síria. Além disso, Obama também declarou que seu governo superestimou a capacidade do Exército iraquiano em combater os extremistas do EI.

Segundo o presidente, que lidera a coligação com França e Reino Unido, entre outros países, para combater o grupo, os propagandistas do EI se tornaram muito experientes em utilizar meios de comunicação social para atrair recrutas, tanto em países islâmicos quanto em democracias ocidentais, “que acreditam no seu absurdo jihadista”.

Obama afirmou que a solução exige ação militar, com os ataques aéreos que buscam limitar a expansão do EI e de seus recursos, como as refinarias de petróleo tomadas pelo grupo, um dos principais alvos do bombardeio liderado pelos EUA. Ele disse, porém, que Síria e Iraque também precisam resolver suas crises políticas. Enquanto a Síria enfrenta uma guerra civil que matou centenas de milhares de pessoas desde 2011, o Iraque tem dificuldade em estabelecer um governo de coalizão entre grupos xiitas e sunitas.

Fonte: Agência Brasil

TSE garante direito de resposta a Dilma, e Pastor Everaldo perde um minuto na TV

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Tarcisio Vieira concedeu direito de resposta à coligação Com a Força do Povo, da candidata Dilma Rousseff (PT), referente ao programa do candidato à presidência pelo Partido Social Cristão (PSC), Pastor Everaldo, que perdeu um minuto do tempo de televisão do Horário Eleitorial Gratuito, no turno da noite.

A decisão responde a uma representação apresentada pela candidata à reeleição e sua coligação após veiculação de propaganda de Pastor Everaldo, no último dia 18. No programa, o candidato citou que Correios, Banco do Brasil e a Petrobras passaram por corrupção. Ele afirmou que “nosso dinheiro está sendo roubado por esse bando de ladrões”.

O conteúdo foi considerado pelo ministro-relator ofensivo e ultrapassou os limites da crítica e do debate político. Na decisão, destacou ainda que postura semelhante por parte do mesmo candidato já havia levado o TSE a retirar um minuto no rádio e dois minutos na televisão de seu tempo de propaganda, a fim de garantir direito de resposta a Dilma Rousseff. A decisão foi tomada neste sábado (27).

Já o ministro Admar Gonzaga negou três pedidos de direitos de resposta da coligação Com a Força do Povo, que pediu a suspensão imediata de duas propagandas televisivas da coligação Unidos pelo Brasil, de Marina Silva (PSB), e uma da coligação Muda Mais, de Aécio Neves (PSDB). Nos casos, o pedido foi indeferido porque o ministro não identificou declarações ofensivas a Dilma e ao Partido dos Trabalhadores (PT).

Fonte: Agência Brasil

Após nova rodada de negociação, bancários mantêm greve a partir de terça-feira

Após uma nova rodada de negociações entre a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf) e a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), os bancários decidiram manter a greve prevista para começar na próxima terça-feira (30). Na reunião de ontem (27), os bancos elevaram o índice de reajuste de 7% para 7,35% para os salários e de 7,5% para 8% para os pisos, segundo a Contraf.

“O Comando Nacional dos Bancários considerou a nova proposta insuficiente não somente do ponto de vista econômico, mas também porque ignora completamente as demais reivindicações da pauta de reivindicações da categoria”, informou a categoria, em nota.

Os trabalhadores pedem reajuste salarial de 12,5% e piso salarial de R$ 2.979,25, entre outras reivindicações, como fim das metas, consideradas abusivas, combate ao assédio moral e isonomia de direitos para afastados por motivo de saúde.

A Agência Brasil não conseguiu contato com a Fenaban neste domingo.

Fonte: Agência Brasil

Vida saudável afasta risco de doenças cardiovasculares

No Dia Mundial do Coração, comemorado hoje (29), a Sociedade de Cardiologia do Estado do Rio de Janeiro (Socerj) lembra que as doenças cardiovasculares  são as que mais matam no mundo moderno.

O diretor da Socerj, Serafim Borges, informou à Agência Brasil que entre 300 mil e 400 mil mortes ocorrem por ano no Brasil devido a doenças cardiovasculares. Elas incluem a doença isquêmica do coração, que é o infarto agudo do miocárdio, e as doenças cerebrovasculares, os chamados acidentes vasculares cerebrais (AVC).

Para reduzir esse risco, Borges disse que o mais importante é que as pessoas tenham vida saudável, com atividades física e alimentação adequada. “E aqueles que já tenham doenças em desenvolvimento, como hipertensão e diabetes, deverão controlá-las melhor”. Acrescentou que outros fatores de risco controláveis são o fumo e o excesso de bebida alcoólica.

Segundo a Sociedade Brasileira de Hipertensão, um em cada três brasileiros em idade adulta sofre com a pressão arterial elevada. No Brasil, a mortalidade relacionada à doença arterial coronariana oscila entre 11,3 e 2,5 óbitos por 100 mil habitantes.

O cardiologista Serafim Borges informou que a atividade física reduz em até 45% a mortalidade cardiovascular. “Ela dá, realmente, uma proteção grande”. Por isso, reiterou que é importante que as pessoas saiam do sedentarismo e tenham, dentro do possível, uma alimentação adequada, com corte  de gorduras animais saturadas, evitando o que possa trazer problemas ao sistema cardiovascular.

Acrescentou que um ritmo de vida saudável pressupõe também descanso adequado, “principalmente a hora do sono, que é uma hora sagrada”. Mesmo com a vida moderna agitada, é preciso tentar arrumar um espaço para fazer essas coisas, completou. “Não pode haver desculpas do tipo estou trabalhando muito, não tenho tempo. Você tem que arrumar um tempo para o seu coração”.

Ele reconheceu que as doenças genéticas ligadas ao coração são mais complicadas e difíceis de prevenir e requerem acompanhamento especializado. Acrescentou que a atividade física dessas pessoas deve ser sempre supervisionada.

A Socerj está participando da campanha do Dia Mundial do Coração, em parceria com a Sociedade  Brasileira de Cardiologia.

Fonte: Agência Brasil

FMI aprova US$ 130 milhões para ajudar países a combater ebola

O Fundo Monetário Internacional (FMI) aprovou, nesta sexta-feira (27), uma assistência financeira de US$ 130 milhões para ajudar Guiné, Libéria e Serra Leoa a combaterem a epidemia de ebola.

De acordo com comunicado divulgado pelo fundo, os recursos estarão disponíveis imediatamente para os países. Serão US$ 41 milhões para a Guiné, US$ 49 milhões para aLibéria e US$ 40 milhões para Serra Leoa.

“A epidemia de ebola na Guiné, Libéria e Serra Leoa já custou muitas vidas”, disse Christine Lagarde, diretora-gerente do fundo. “Essa crise humanitária pode ter consequências econômicas profundas. Os governos de Guiné, Libéria e Serra Leoa pediram ao FMI apoio para aumentar seus esforços para conter essa epidemia sem precedentes que está afetando desproporcionalmente as pessoas mais vulneráveis de suas populações.”

O FMI enfatiza que a epidemia está provocando um impacto macroeconômico e social agudo nos três países mais afetados pela doença.  As pressões inflacionárias estão aumentando, assim como os gastos relacionados à doença. Por isso, apoio financeiro é necessário para ajudar a combater a infecção.

Quase 3 mil mortos
A Organização Mundial da Saúde (OMS) disse que 2.917 pessoas morreram de ebola dentre 6.263 casos em cinco países do oeste africano afetados pela doença, até 21 de setembro.

Comparado ao número atualizado anterior da OMS, os últimos dados mostraram 99 mortes a mais na Libéria desde 17 de setembro, mas apenas algumas a mais em Serra Leoadesde 19 de setembro e apenas três novas mortes em Guiné desde 20 de setembro.

A proporção de casos que ocorreram nos últimos 21 dias – o período de incubação do vírus – também caiu em todos os três países, sugerindo que a difusão da doença pode estar desacelerando.

“A tendência de crescimento da epidemia continua em Serra Leoa e mais provavelmente na Libéria”, disse a OMS. “No entanto, a situação na Guiné, embora ainda de grave preocupação, parece ter se estabilizado: entre 75 e 100 novos casos confirmados foram relatados em cada uma das últimas cinco semanas.”

Doação do Banco Mundial
Nesta quinta-feira, o Banco Mundial deu um novo impulso à luta contra o ebola, ao aumentar de 230 a 400 milhões de dólares sua ajuda à campanha contra o vírus que deixou quase 3.000 mortos na África Ocidental.

O Banco Mundial (BM) já havia mobilizado 230 milhões de dólares, aos quais agora se somam 170 milhões para ajudar a combater a febre hemorrágica que se propagou rapidamente na Libéria, Guiné e Serra Leoa.

A instituição disse que o aporte será dirigido ao incremento do número de trabalhadores de saúde no local e para o material necessário ao tratamento dos pacientes nos países mais atingidos.

O anúncio aconteceu enquanto o presidente do BM, Jim Yong Kim, participa de uma sessão especial sobre a crise do ebola na sede da ONU em Nova York.

“A comunidade mundial está respondendo com urgência e com a escala necessária para reverter essa inédita crise do Ebola”, disse Kim.

O Canadá ofereceu nesta quinta-feira uma contribuição de 27 milhões de dólares para ajudar as Nações Unidas e agências não-governamentais no combate ao vírus.

Fonte: Portal G1

Presidente da Fifa anuncia proibição de investidores no futebol

A Fifa anunciou na tarde desta sexta-feira (26) a participação de investidores nos direitos econômicos de jogadores de futebol. A decisão foi anunciada pelo presidente da entidade, Joseph Blatter, durante reunião na sede do órgão, em Zurique.

Segundo o dirigente, uma comissão será criada para dar um prazo ao mercado para fazer a adaptação. “Tomamos uma decisão muito firme no sentido de proibir a participação de terceiros”, explicou Blatter.

Também presente na reunião, o secretário-geral da Fifa, Jerôme Valcke, declarou que o processo de transição deverá durar entre três e quatro anos. “O certo é que vamos banir terceiros, investidores. O prazo deverá ser entre seis e oito janelas de transferências para o mercado se adapta. Até março vamos discutir a transição”, declarou ele.

Com a decisão a Fifa busca que os clubes passem a ser donos dos direitos econômicos dos jogadores. Um das preocupações do órgão é com os times hospedeiros, usados por empresários para registrar atletas que serão emprestados para time maiores.

No Brasil, a prática é bastante comum. Atletas contratados por times hospedeiros – sobretudo no Uruguai e na Argentina – são emprestados para equipes locais por longos períodos e quando vendidos, o verba da transferência termina nas mãos dos investidores.

Fonte: Tribuna do Norte 

Ministro do STF libera auxílio-moradia para toda a magistratura

O ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu autorizar o pagamento de auxílio-moradia para juízes da Justiça Trabalhista, da Justiça Militar e para magistrados de nove estados que ainda não recebiam o benefício. Na decisão, assinada ontem (25), o ministro estendeu a vantagem, garantida por ele em uma liminar liberando o pagamento para juízes federais.

Motivada por ações da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) e da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), a nova decisão beneficia juízes estaduais do Acre, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Paraíba, Piauí, Rio Grande do Sul e São Paulo.

Como o valor não é regulamentado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o benefício será de acordo com o que é pago pelo Supremo Tribunal Federal, aproximadamente R$ 4 mil.

O pagamento é garantido pela Lei Orgânica da Magistratura (Lei Complementar 35/1979). Conforme o Artigo 65, além dos salários, os juízes podem receber vantagens, como ajuda de custo para moradia nas cidades onde não há residência oficial à disposição.

Na decisão da semana passada, o ministro entendeu que o auxílio deve ser pago a todos os juízes, por estar previsto em lei. “O direito à parcela indenizatória pretendido já é garantido por lei, não ressoando justo que apenas uma parcela o perceba, considerado o caráter nacional da magistratura”, disse

Fonte: Agência Brasil 

Dilma: Regulação econômica da mídia é um dos temas do meu 2º governo

BRASÍLIA  –  Em entrevista para um grupo de blogueiros independentes, a presidente Dilma Rousseff afirmou nesta sexta-feira que a regulação econômica dos meios de comunicação é um dos temas de seu eventual segundo governo e que o Brasil está “maduro” para realizá-la.

Dilma afirmou que os meios de comunicação “não podem ser objeto de monopólio e oligopólio”. Ela observou que há concentração de propriedade em qualquer setor e que nestes casos é possível a regulação pelo governo, comparando a comunicação a outros setores como petróleo, energia e telecomunicações. “A concentração de poder econômico dificilmente leva a relações democráticas, a concentração de poder econômico leva a relações assimétricas e com a comunicação não seria diferente”, afirmou.

Dilma ressaltou que no Brasil tenta-se confundir a regulação econômica com controle do conteúdo. “Uma coisa não tem nada a ver com a outra. Controle de conteúdo é coisa de país ditatorial, não é democrático”. Ela disse que pretende regular o setor apenas do ponto de vista econômico “para impedir que relações oligopólicas se estabeleçam”. Ela enfatizou que “não tem nada de bolivariano nisso” e que é a favor da “regulação econômica”.

Dilma começou a resposta citando o Papa Francisco que, segundo ela, costuma dizer que há três pecados: a desinformação, a calúnia e a difamação. E entre eles a desinformação é um pecado “gravíssimo” porque só passa meia verdade e induz as pessoas a suporem que se trata da “verdade inteira”. “Ele (o Papa) dizia que isso era altamente negativo para as pessoas.”

Fonte: Valor Econômico 

Justiça determina intervenção judicial na Casa de Saúde em Mossoró, RN

O Ministério Público Federal (MPF) em Mossoró pediu e a Justiça Federal determinou a intervenção judicial na Associação de Assistência e Proteção à Maternidade e à Infância de Mossoró (Apamim), entidade que administra a Casa de Saúde Dix-Sept Rosado. O objetivo é assegurar que a Junta Interventiva continue administrando a instituição, até que os problemas apontados na gestão dos antigos administradores sejam devidamente apurados.

A decisão da 8ª Vara da Justiça Federal em Mossoró prevê ainda que o Município mantenha o repasse de recursos financeiros à Apamim, a fim de que sejam restabelecidos, de forma integral e satisfatória, os serviços de urgência em obstetrícia, ginecologia, anestesiologia e pediatria, sob pena de bloqueio de conta pública ou remanejamento de verba destinada para a propaganda institucional.

Fonte: Portal G1

RN já teve quase 3 mil casos de dengue neste ano

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) divulgou hoje (26) os dados da situação da dengue no Rio Grande do Norte em 2014. As informações se referem ao intervalo entre 1º de janeiro a 6 de setembro, período em que ocorreram quase 3 mil casos de dengue.

O Mapa de Vulnerabilidade para ocorrência de epidemia de dengue no Estado em 2014 aponta 47 municípios com incidência alta da doença e 36 com incidência média. Até o dia 6 de setembro foram confirmados 2.818 casos da doença, com 16 óbitos confirmados como decorrência da dengue grave. Entre os municípios com maior número de casos notificados estão Natal, Caicó, Parelhas, Parnamirim e Mossoró. No ano de 2013 foram confirmados 26 óbitos por dengue, um aumento de 30% em relação ao ano de 2012.

“É muito importante que os municípios notifiquem e investiguem os casos suspeitos de dengue”, alerta Silvia Dinara Pereira, responsável técnica pelo Programa Estadual de Controle da Dengue. Ela lembra que o número de óbitos causados pela doença vem aumentando e estudos apontam que o protocolo de manejo clínico da dengue, recomendado pelo Ministério da Saúde, não vem sendo seguido corretamente. “A doença começa com sintomas simples, mas pode evoluir rapidamente para a forma mais grave”.

A ausência da investigação dos sinais de alarme (dor abdominal intensa, vômito persistente e sangramentos importantes), a hidratação inadequada (que deve ser feita desde o primeiro atendimento) e a liberação dos pacientes sem atender aos critérios de alta médica recomendados pelo Ministério da Saúde são indícios apontados, pelo próprio Ministério, como fatores para o aumento das taxas de óbitos por dengue.

A Sesap atua na assessoria, capacitação, supervisão técnica e distribuição de larvicida para todos os municípios do Estado. A prevenção deve ser constante, seguindo os já conhecidos cuidados básicos: não jogar lixo em terrenos baldios, evitar recipientes que acumulem água e limpar periodicamente as caixas d’água, deixando-as tampadas.

Aos primeiros sinais de febre e dores no corpo, é necessário procurar a unidade de saúde mais próxima e informar ao médico todos os sintomas e, principalmente, evitar a automedicação para não mascarar os primeiros sinais da doença.

Fonte: Tribuna do Norte 

Governo convoca 165 servidores para o Hospital Deoclécio Marques

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte nomeou 165 profissionais da saúde para atuar no Hospital Deoclécio Marques, em Parnamirim, na Grande Natal. A lista foi publicada no Diário Oficial desta sexta-feira (26). De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap), a convocação é referente ao concurso realizado em 2010.

Foram nomeados 5 médicos, 36 enfermeiros, 1 farmacêutico e 123 técnicos em enfermagem. A publicação atende a uma decisão judicial da Vara da Fazenda Pública de Parnamirim em relação a uma ação civil pública que denunciou a falta de profissionais na unidade.

Os convocados tem até o dia 24 de outubro para se apresentarem à Coordenadoria de Recursos Humanos (CRH), na sede da Sesap, na Av. Marechal Deodoro da Fonseca, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h. A relação de exames e documentos necessários se encontra disponível no site da Secretaria

Fonte: Tribuna do Norte 

Marina: “Quem tem propostas não fica preocupado em caluniar”

VARGINHA (MG)  –  A candidata à Presidência da República, Marina Silva (PSB), reagiu nesta sexta-feira a uma nova provocação da campanha de Dilma Rousseff (PT) sobre a defesa da independência do Banco Central. Marina disse que a medida servirá para controlar a inflação e segurar os juros.

Na inserção da campanha da petista, um locutor afirma que a Marina ainda não respondeu por que quer dar independência do BC. “Talvez Neca Setubal (do banco Itaú) possa responder a essa pergunta”.

Marina disse que quem tem propostas “não fica preocupado em caluniar e em tentar destruir os adversários”. A candidata afirmou que a inflação voltou a crescer, o que levou o Banco Central a elevar os juros. “Nunca aqueles que especularam com o capital financeiro ganharam tanto quando no atual governo”, criticou.

Afirmou que não vai “permitir que nem o BC nem os bancos públicos fiquem à mercê de interesses políticos. “Nós teremos um BC para que a inflação não aumente e para não termos juros exorbitantes.”

Marina está em Varginha, onde inicia seu giro por municípios de Minas Gerais nesta sexta -feira. Seu primeiro compromisso foi uma visita a um condomínio às margens do que era o lago de Furnas até há alguns anos e hoje é um vale coberto de mato que serve de pasto para gado. A estiagem que já dura cerca de três anos mudou a paisagem dessa região e afetou uma série de negócios na cidade.

Depois da visita, a candidata participa de um encontro na associação de operários de Varginha. Em seguida, faz comícios em Juiz de Fora e em Lagoa Santa.

Fonte: Valor Econômico 

Petrobras tem maior queda em valor de mercado na América Latina

Levantamento da Economatica mostra que a Petrobras foi a empresa da América Latina que mais perdeu valor de mercado no mês de setembro. No ranking com 20 empresas com redução do valor, 16 são brasileiras, uma é colombiana e três são mexicanas. A Petrobras é seguida pelo Itaú Unibanco, Bradesco, Banco do Brasil e Vale (veja ranking completo abaixo).

O levantamento da Economatica analisou a variação do valor de mercado das empresas de capital aberto da América Latina até o dia 25. A Petrobras teve queda de 27,67% (de US$ 131,9 milhões no dia 31 de agosto para US$ 104,3 milhões no dia 25 de setembro).

Já entre as 20 empresas da América Latina que mais ganharam valor de mercado, 13 são da Argentina, três do Brasil, três do México e uma do Chile. O setor de bancos tem cinco instituições, seguido de telecomunicações e siderurgia & metalurgia, com quatro empresas cada um.

10 maiores quedas de valor de mercado:
Petrobras – Brasil
Itaú Unibanco – Brasil
Bradesco – Brasil
Banco do Brasil – Brasil
Vale – Brasil
Ambev – Brasil
BB Seguridade – Brasil
Ecopetrol – Colômbia
Cielo – Brasil
Walmart – México

10 maiores altas de valor de mercado:
Tenaris – Argentina
Ypf – Argentina
America Movil – México
Embratel – Brasil
Telecom – Argentina
Banco Frances – Argentina
Siderar – Argentina
Aluar – Argentina
Nortel Inversora – Argentina
Banco Macro – Argentina

Fonte: Portal G1

Receita Federal vai fiscalizar com mais rigor compras no exterior

A partir de 2015, a Receita Federal deve aumentar o rigor na fiscalização de bagagens de turistas e viajantes que chegam ao Brasil vindos do exterior. Um novo sistema de monitoramento, que teve investimento de R$ 15 milhões, vai cruzar informações sobre o destino, o tempo de permanência do turista e a frequência com que visita o destino. O intuito é identificar aqueles com maior probabilidade de ligação com atividades ilícitas, como o comércio ilegal de mercadorias.

A Receita vai saber a profissão do passageiro, que lugares visitou e quanto tempo passou fora do País. O sistema também estará interligado a um programa de reconhecimento facial. O objetivo da medida é evitar a sonegação de impostos, a lavagem de dinheiro, e o transporte ilegal de valores, medicamentos e drogas.

O turista comum, ao contrário, ganhará facilidades em sua chegada, tendo um tratamento ágil e célere, já que a Receita Federal atuará de forma mais precisa, com foco apenas em quem efetivamente apresenta algum indício de ilícito.

O representante da Receita informou que as aduanas passarão a receber das companhias aéreas, de maneira informatizada, dados sobre os passageiros, como bagagens, destino, duração da viagem e até mesmo localização da poltrona.

Com a fiscalização, no primeiro semestre de 2014, a Receita Federal arrecadou aos cofres públicos R$ 1,94 bilhão. Também neste período, os fiscais apreenderam R$ 889,8 milhões em mercadorias nos aeroportos. Foram 20,59% a mais do que de janeiro a agosto de 2013, que teve R$ 732 milhões. As principais mercadorias apreendidas foram: cigarros eletrodomésticos, veículos, vestuário, óculos de sol.

Os viajantes podem trazer até US$ 500 em mercadorias para uso pessoal.  O passageiro flagrado com compras acima da cota permitida vai pagar imposto de 50% sobre o valor do produto e mais 50% de multa.

Fonte: Portal Brasil 

Toffoli manda executar pena do ex-senador Luiz Estevão

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli determinou a execução imediata da pena de três anos e seis meses de prisão, imposta ao ex-senador Luiz Estevão no processo em que ele foi condenado, em 2001,  por uso de documento falso para tentar liberar bens bloqueados.  De acordo com a decisão, caberá a Justiça Federal, que definiu a pena, determinar a prisão em regime aberto, por ser inferior a quatro anos.

Toffoli determinou a execução imediata da pena por considerar protelatório um recurso em que o ex-senador pretendia suspender a condenação até que o caso fosse julgado de forma definitiva no Supremo.

Segundo o ministro, Luiz Estevão teve a intenção de retardar o fim do processo.“Nítida, portanto, a intenção do recorrente de procrastinar o trânsito em julgado da sua condenação e, assim, obstar a execução da pena que lhe foi imposta, conduta essa repelida pela jurisprudência deste Supremo ao definir que a utilização de sucessivos recursos manifestamente protelatórios autoriza o imediato cumprimento da decisão proferida por esta Suprema Corte, independentemente da sua publicação”.

A principal ação que o ex-senador responde na Justiça é a fraude em licitações e superfaturamento na construção do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de São Paulo, na década de 1990. A condenação de Luiz Estevão foi estabelecida pela Justiça em 2006 e soma 31 anos de prisão e pagamento de multa, mas o ex-senador recorre desde então.

Fonte: Agência Brasil 

MP pede 47 anos de prisão para doleira presa na Operação Lava Jato

O Ministério Público Federal (MPF) pediu a condenação da doleira Nelma Kodama a 47 anos e 15 dias de prisão pelos crimes de evasão de divisas, corrupção ativa e lavagem de dinheiro. Nelma é considerada pelo MPF líder do grupo criminoso que operava no mercado negro de câmbio, por meio de empresas fantasmas, para abastecer o esquema do doleiro Alberto Youssef, que também está preso.

Nas alegações finais apresentadas ontem (25) ao juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal em Curitiba, o Ministério Público defende que Nelma Kodama continue presa, por ter tentado corromper um delegado para ter acesso à investigação, e por ter planejado fugir às vésperas da deflagração da Operação Lava Jato, da Polícia Federal, em março.

“Nelma Kodama seria uma grande operadora do mercado de câmbio negro, envolvida na prática cotidiana de operações do tipo dólar cabo, com remessas e internações fraudulentas de numerário. A soma da movimentação financeira de suas empresas de fachada teria atingido, segundo comunicações do Conselho de Controle de Atividades Financeira, cerca de R$ 103 milhões de reais só entre 2012 e 2013”, afirma o MPF.

A partir de agora, os advogados da doleira terão seis dias para apresentar a defesa. Sem seguida, Sérgio Moro divulgará a sentença de Nelma Kodama.

Fonte: Agência Brasil 

Empresas calculam dívida em R$ 90 mi e vão protestar

Representantes de empresas que forneceram serviços durante as obras de construção do Aeroporto Governador Aluízio Alves atualizaram para R$ 90 milhões os valores estimados da dívida em atraso desde março pelo consórcio Inframérica – que construiu e hoje administra o aeroporto. Segundo o advogado do grupo, Wellington Tavares, eles se reuniram ontem para discutir a situação e marcaram para a próxima terça-feira (30), ainda sem hora definida, uma ação para chamar a atenção da sociedade. 

De acordo com o advogado, o consórcio teria informado aos empresários que aguardava repasses do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para quitar os débitos. “Essa desculpa vem sendo dita desde março, abril”, explica. Entretanto, ao ser procurado pela reportagem, o BNDES informou que “não houve qualquer tipo de problema ou atraso no repasse dos recursos ao empreendimento”. O valor do financiamento foi de R$ 329,3 milhões.

Inicialmente, 20 empresários estavam se reunindo para cobrar os valores devidos pelo consórcio. Contudo, o número de empresas que dizem ter dinheiro a receber já chega a 35. Com isso, o valor total das dívidas, que era estimado em R$ 70 milhões, já chega a R$ 90 milhões, conforme Wellington Tavares. 

“Eles [consórcio] conversaram individualmente com cada empresário naquele dia [segunda-feira]. Foram conversas longas, degastantes, que começaram no início da tarde e se estenderam até as sete horas da noite”, relatou o advogado. 

Segundo ele, no caso de duas ou três, o Inframérica fez uma proposta verbal e ficou de mandar e-mails para formalizar o que foi proposto. “Mas as propostas são muito distantes do que os empresários precisam, pedindo prazos muito longos sem sinalizar com uma alternativa concreta de solução”, explicou.

Wellington Tavares explica ainda que algumas empresas cogitam começar a demitir seus empregados devido à falta do pagamento. Em outros casos, a quem considere fechar as portas. “Tem empresário que sai do mercado se não houver uma solução”, explica. 

Os valores devidos a cada empresa, segundo o advogado, variam. O montante mais alto chega a R$ 13 milhões em débitos com apenas uma empresa. “Tem gente com R$ 2 milhões e também na faixa de R$ 500 mil a R$ 1 milhão. Mas mesmo para uma empresa pequena, que tem R$ 7 mil, para receber, é um impacto considerável, dado o tamanho dessa empresa, o que pode levar ao fim da empresa”, ressalta Wellington Tavares.

Visibilidade
Em reunião realizada ontem, os empresários decidiram fazer uma ação para dar visibilidade à situação. A ideia é fazer uma movimentação em frente ao aeroporto, na terça-feira, mas de maneira que não prejudique o ir e vir das pessoas que precisam acessar o local. “É uma situação desesperadora, que gera um impacto grande para a economia do Estado, já que são R$ 90 milhões que não estão circulando na cidade”, afirma o advogado. 

De acordo com Tavares, o superintendente do aeroporto, Ibernon Gomes, teria dito que não pode dar uma solução para o problema. “Ele que se apresenta como interlocutor, mas diz que não tem poder para resolver nada”, diz.

A reportagem procurou o Inframérica para obter detalhes sobre o valor devido, para confirmar se houve atraso nos repasses do BNDES e se isso foi dado como justificativa para pedir mais tempo para quitar os débitos. Além disso, o consórcio foi perguntado sobre a proposta que foi apresentada para solucionar a questão. O Inframérica ratificou em nota o posicionamento divulgado na última segunda-feira, de que “os fornecedores estão sendo contatados individualmente e o cronograma de pagamento está sendo definido nestas negociações”. Também foi reforçado que “os pagamentos já começaram e ainda estão em andamento”.

Memória
O Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves começou a operar no dia 31 de maio deste ano. Com previsão de inauguração em fevereiro de 2015, o aeroporto teve o início das operações antecipado para que recebesse o fluxo de turistas que vinham para Natal assistir aos jogos da Copa do Mundo. Foi o primeiro aeroporto concedido pelo Governo Federal à iniciativa privada no país.

Fonte: Tribuna do Norte 

Polícia prende cambistas com ingressos para jogo América e Flamengo

A Polícia Civil prendeu nesta quinta-feira (25) quatro cambistas nas proximidades da Arena das Dunas, em Natal. O grupo estava comercializando ingressos para a partida entre América e Flamengo, que acontece na próxima quarta-feira (1º de outubro) e é válida pela Copa do Brasil. Os preços cobrados giravam em torno de R$ 150. para o setor destinado à torcida do clube carioca, que no têm preço original de R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia).

Com o grupo foram apreendidos cerca de 30 entradas a partida da Copa do Brasil. Os suspeitos foram detidos na região da avenida Prudente de Morais.

Segundo o coronel Alarico Azevedo, subcomandante do policiamento da região metropolitana, o grupo foi encaminhado para a 5ª Delegacia de Polícia Civil, localizada no bairro de Cidade da Esperança. Os homens detidos devem foram autuados no artigo 41-F do Estatuto do Torcedor, que cita pena de um a dois anos de prisão e multa em caso de comercialização de ingressos de eventos esportivos por preços maiores do que os descritos no bilhete.

Os ingressos para a partida entre América e Flamengo começaram a ser vendidos há pouco mais de uma semana e esgotaram já nesta terça-feira (23). Cerca de 31 mil pessoas devem acompanhar o duelo na próxima quarta-feira na Arena das Dunas.

Confiança do comércio tem queda de 8,7% em setembro, diz FGV

O Índice de Confiança do Comércio da Fundação Getulio Vargas teve queda de 8,7% no indicador trimestral de setembro, na comparação com o mesmo período do ano passado. O recuo foi maior do que os observados nos indicadores trimestrais de agosto (-7,3%) e julho (-6,3%).

De acordo com a FGV, o resultado mostra uma frustração dos empresários do comércio com o desempenho das vendas ao longo do terceiro trimestre deste ano. A avaliação do setor sobre os próximos meses, medida pelo Subíndice de Expectativas, piorou 4,2%. Já a avaliação sobre o momento presente, medida pelo Subíndice da Situação Atual, caiu 15,9%.

O percentual de empresários que considera o nível de demanda atual forte caiu de 16,4% no trimestre finalizado em setembro de 2013 para 10,2% no trimestre finalizado em setembro deste ano. Já o daqueles que a consideram fraca passou de 21,8% para 30,6%, no período.

Aqueles que preveem aumento das vendas nos próximos três meses caíram de 57,8% em setembro de 2013 para 53,9% em setembro deste ano. Ao mesmo tempo, a parcela dos que esperam queda nas vendas passou de 4% para 6,3%.

A pesquisa também constatou que o percentual de empresários que esperam melhora na tendência dos negócios nos próximos seis meses caiu de 55,2% para 51,7%. Já os que tem perspectiva de piora subiram de 4,6% para 7,6%.

A confiança dos empresários do atacado teve queda de 8,4% e do varejo restrito, de 7,5%. O varejo ampliado, que considera os segmentos de veículos e materiais de construção, teve queda de 8,7%. Os veículos, motos e peças tiveram recuo de 13,8%, enquanto os materiais de construção caíram 10%.

Fonte: Agência Brasil

ENTREVISTA: Luciana Genro quer conter inflação a partir de preços controlados

Ex-deputada federal pelo Rio Grande do Sul, a candidata do PSOL à Presidência da República, Luciana Genro, diz que, se for eleita, vai controlar a inflação a partir dos preços administrados pelo governo e de uma mudança no modelo agrícola, hoje voltado para as exportações e não para o mercado interno. Segundo ela, grande parte da inflação deriva do aumento dos preços dos alimentos. Luciana defende a retomada de bandeiras das manifestações populares do ano passado, como a tarifa zero no transporte público e mais participação da sociedade nas grandes decisões do país, por meio de mecanismos de democracia direta.

Ao falar sobre seus planos para a educação, a candidata destaca a importância da regulamentação do Imposto sobre Grandes Fortunas [IGF]. De acordo com Luciana, com fortunas acima de R$ 50 milhões pagando alíquota anual de 5%, é possível arrecadar R$ 90 bilhões ao ano, exatamente a quantia que o orçamento deste ano reserva para a educação. “Só com essa medida, já poderíamos dobrar e, dessa maneira, atingir a meta de investir 10% do PIB [Produto Interno Bruto, soma de todos os bens e serviços produzidos no país] em educação pública, não desperdiçando recursos públicos na educação privada.”

Confira, abaixo, algumas das propostas de Luciana Genro, que concedeu entrevista àAgência Brasil na Universidade de Brasília (UnB):

Agência Brasil: As estimativas de inflação oficial pelo IPCA [Índice de Preços ao Consumidor Amplo] para o próximo ano estão em torno de 6,2%, próximo do teto da meta. Como a senhora pretende atuar para conter o aumento de preços?
Luciana Genro: A fórmula de controle de inflação adotada hoje não é a mais adequada. Altas taxas de juros acabam gerando recessão, como estamos vendo agora: o Brasil entrou em recessão técnica. Trinta e nove por cento da inflação nos últimos 20 anos são decorrentes de preços administrados pelo governo: luz, telefone, gasolina, planos de saúde, escolas particulares. A luz, por exemplo, tem aumentado acima da inflação e a gasolina é uma das mais caras do mundo. Pretendemos conter a inflação a partir dos preços administrados pelo governo e de uma mudança no modelo agrícola, pois grande parte da inflação deriva do aumento de preços dos alimentos. Nosso modelo agrícola é voltado para as exportações, e não para a produção interna. Mudar esse modelo, valorizando a pequena e média propriedades e a produção de alimentos, pode contribuir para conter a inflação.

Agência Brasil: A redução de impostos, que tem sido usada para estimular a economia, termina com impacto nas contas públicas. Como manter o equilíbrio nessas contas sem reverter as desonerações? Qual a sua proposta para aumentar a arrecadação sem causar impacto na inflação?
Luciana: Propomos uma revolução na estrutura tributária no país. Hoje a tributação é extremamente injusta: forte sobre o salário e o consumo e fraca sobre a riqueza e a propriedade. É preciso desonerar a tributação sobre o salário, atualizando a tabela do Imposto de Renda, que está defasada em 60% em relação à inflação. A faixa de isenção deveria estar em R$ 2.700 e está em R$ 1.700. Também é preciso aumentar a tributação sobre o grande capital. Desde o governo Fernando Henrique [Cardoso], várias medidas beneficiaram o capital, como a isenção do Imposto de Renda na distribuição de lucros, na remessa de lucros para o exterior, juros sobre o capital próprio, investidores de mercado de capitais estrangeiros. É um conjunto de isenções que torna mais lucrativo investir no mercado de capitais do que na produção. A produção tem riscos, impostos e o salário dos trabalhadores, e o mercado de capitais é só alegria, com as altas taxas de juros e pouca tributação. Tanto é que os bancos estão aumentando os seus lucros neste semestre, e a economia está em crise. Estamos em recessão técnica. Nós queremos aumentar a tributação sobre os grandes bancos. O principal fator de desequilíbrio nas contas públicas é a conta de juros: fazemos superávit primário para pagar juros. São R$ 90 bilhões que o Brasil economiza do dinheiro dos impostos, e a maior parte dessa arrecadação vem do assalariado. É uma verdadeira “bolsa banqueiro”, que vem do trabalhador. Queremos mudar a estrutura tributária para garantir justiça fiscal.

Agência Brasil: Este ano, com a baixa no nível dos reservatórios e a consequente necessidade de acionar as termelétricas, a energia acabou ficando mais cara, e novos reajustes estão previstos para o ano que vem. Apesar de todo seu potencial energético, o Brasil continua com tarifas altas. O que fazer para evitar mais aumentos?
Luciana: O problema da energia foi a privatização. Um setor estratégico como este não deveria estar em mãos privadas, justamente porque, se uma empresa qualquer, uma fábrica quebra, isso não afetará o interesse da população, afetará o interesse dos trabalhadores localmente e daquele capitalista. O governo não precisa, necessariamente, socorrer uma fábrica que quebra. Com a energia, é diferente. Não se pode permitir que uma distribuidora quebre, o governo é obrigado a socorrer. Então, torna-se uma modalidade de capitalismo sem risco, pois, enquanto o setor está lucrando, o lucro é embolsado pela iniciativa privada. Quando ocorre algum problema, decorrente da conjuntura econômica do país, da conjuntura internacional ou dos próprios problemas daquela empresa, o governo socorre, como está fazendo agora com os empréstimos, que estão em torno de R$ 20 bilhões e serão pagos pelos consumidores. Mesmo assim, as tarifas têm aumentado muito acima da inflação, e o índice de correção, IGP-M [Índice Geral de Preços de Mercado] não é o mesmo usado para corrigir o salário das pessoas, que está sempre perdendo para o aumento da energia elétrica. Por isso, é preciso rever o modelo de concessão de energia elétrica. Não podemos permitir que a luz continue aumentando acima de inflação. Se as concessionárias de energia não estão dando conta do recado, que devolvam as concessões ao Estado. Se é para financiar as distribuidoras com dinheiro público, com empréstimos que vêm de bancos públicos, então que seja o Estado brasileiro a gerir o setor, que é tão estratégico. E que seja o Estado brasileiro a se beneficiar também dos ganhos do setor quando ele dá lucro, e não a iniciativa privada, que ganha quando tem lucro e ganha quando não tem, porque recebe subsídios do governo.

Agência Brasil: Quais são seus planos para resolver gargalos de infraestrutura que persistem no país e afetam desde o escoamento da produção até a circulação de pessoas – como a construção de ferrovias, a manutenção de rodovias, a modernização do sistema portuário e a administração de aeroportos?
Luciana: Tudo isso envolve o problema das privatizações. A Rede Ferroviária Federal foi privatizada, entregue a duas ou três empresas que simplesmente liquidaram com o sistema ferroviário. E ferrovia é algo extremamente importante, porque o custo do frete ferroviário é 50% inferior ao do rodoviário. Assim é também o transporte pelos rios, que é fundamental e muito mais barato. É preciso desvincular o setor público do lobby das grandes empreiteiras. Não é casual que o transporte rodoviário seja o único que tem recebido incentivo. É só olhar quem são os financiadores dos partidos que estiveram no poder nos últimos 20 anos. São as grandes empreiteiras, que são as mesmas que constroem as estradas, obras superfaturadas, eivadas de denúncias de corrupção, apontadas pelos próprios tribunais de Contas dos estados e da União. O resultado é um serviço de péssima qualidade. Os aeroportos também são objeto de leilões, assim como outros segmentos que poderiam ser incentivados e não estão sendo por causa dos lobbiespoderosos do setor privado. A grande questão é desprivatizar o Estado, não permitir que o interesse privado se sobreponha ao público e modificar a visão de desenvolvimento econômico. O BNDES [Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social], por exemplo, que poderia financiar o desenvolvimento de ferrovias, tem 60% do seu financiamento destinado a 12 grandes grupos econômicos ligados ao agronegócio, às grandes siderúrgicas. O BNDES precisa fomentar o desenvolvimento econômico com sustentabilidade, e não com vistas exclusivamente ao lucro do setor privado.

Agência Brasil: Diversos problemas relacionados à prestação de serviços pelas prefeituras [saneamento, fim dos lixões, pagamento do piso dos professores] têm ficado sem solução porque elas alegam falta de capacidade financeira ou de condições de produzir projetos executivos para participar dos programas do governo federal. Já os estados têm cobrado a renegociação das dívidas com a União e ajuda federal. Como a senhora pretende atuar na discussão do pacto federativo e quais são seus projetos para ajudar a solucionar essas questões?
Luciana: Temos hoje um cenário em que os municípios estão sobrecarregados de responsabilidades e com financiamento limitado porque a União concentra a maior parte das receitas. A União, inclusive, é pródiga em conceder benefícios fiscais que acabam prejudicando estados e municípios. A Lei Kandir, por exemplo, que isenta as exportações do pagamento do ICMS [Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços] é um exemplo. O Rio Grande do Sul, de onde sou originária, foi extremamente prejudicado pela Lei Kandir. Com ela, a arrecadação diminuiu muito em todos os municípios gaúchos. Nossa proposta é descentralizar os recursos e que, a partir dessa mudança estrutural na estrutura tributária e na lógica do pagamento da dívida pública, tendo mais recursos, a União crie fundos para ajudar estados e municípios a financiar setores estratégicos. Por exemplo, o transporte público, que é um dos mais graves problemas do país, sobretudo nas grandes cidades. É preciso financiar a melhoria do transporte, garantir tarifa mais barata. Nossa proposta estratégica é tarifa zero no transporte público. Para isso, é preciso que a União contribua e que esse transporte não esteja em mãos privadas, porque a União não pode financiar o lucro das empresas. A mesma coisa em relação à educação infantil; a presidenta Dilma [Rousseff] prometeu, na campanha de 2010, criar 70 mil creches e fez menos de 10% disso, alegando que os municípios não fizeram a parte deles. Só que a União não ajudou os municípios a fazer a parte deles. Ela cobra, mas não fornece técnicos e formação para garantir que os projetos sejam bem desenvolvidos. É preciso haver maior colaboração entre a União, os estados e os municípios, além de renegociação da dívida. Esse acordo da dívida, que foi feito lá em 1995, 1996, pelo Fernando Henrique [Cardoso] – teve inclusive a contrariedade do PT, eu era deputada estadual na época, e nós nos insurgimos contra esse acordo, que prejudicou imensamente o Rio Grande do Sul, São Paulo e vários outros estados. E depois que o PT chegou ao poder simplesmente decidiu não renegociar. Como deputada federal, apresentei um projeto limitando o percentual de comprometimento da receita dos estados com a dívida da União em 5%. Hoje já está em mais de 13% e, em alguns casos, chega a 17% da receita dos estados. Então, é preciso renegociar esses acordos e fazer uma auditoria. Assim como na dívida nacional, é preciso fazer uma auditoria na dívida dos estados, porque há várias irregularidades. E essa medida, que pode ser aprovada no Senado – a presidenta Dilma prometeu – não vai resolver o problema. Vai aumentar a capacidade de endividamento dos estados, mas não reduzirá o desembolso anual que os estados vêm fazendo para colaborar no superávit primário, nessa economia de dinheiro que o Brasil todo faz para atender ao interesse das 5 mil famílias mais ricas do país, que são as donas dos títulos da dívida pública, e dos bancos, que são os maiores credores dessa dívida. Há um conjunto de irregularidades que precisa ser investigado, tanto em nível estadual quanto nacional.

Agência Brasil: O debate sobre a reforma política se arrasta há anos e, recentemente, houve a aprovação de um texto que ficou conhecido como minirreforma. Pontos como o voto facultativo, a reeleição e o financiamento de campanha não foram aprofundados devido ao impasse em torno dessas questões. Qual é a sua posição sobre cada um desses pontos e como o chefe do Executivo pode contribuir para que essa discussão efetivamente avance, respeitando a prerrogativa de independência entre os Poderes?
Luciana: Achamos que a proposta de reforma política da OAB [Ordem dos Advogados do Brasil] traz grandes avanços. O fim do financiamento privado é fundamental para garantir mais igualdade na disputa e também a desprivatização da política. Hoje os partidos, os políticos estão, na sua maioria, capturados por esses interesse econômicos que financiam campanhas milionárias. Defendemos uma profunda reforma política, que mexa nas estruturas do sistema, que hoje não serve mais aos interesses de uma democracia real. Precisamos também rever essa fórmula de alianças que é, na verdade, um grande balcão de negócios, de venda de partidos de aluguel, que emprestam seu tempo de televisão para os grandes partidos. Esse modelo também precisa ser modificado. A população também precisa de mais participação, por meio de mecanismos de democracia direta, inclusive com a revogabilidade dos mandatos, a exemplo dos que á existe na Venezuela. Na metade do mandato do presidente ou dos deputados, pode-se estabelecer um compromisso de revogabilidade para que políticos que se elegem e não cumprem seus compromissos tenham o mandato cassado. Assim, a população terá protagonismo, não só na hora de votar, mas ao longo de todo o processo político.

Agência Brasil: O Brasil é apontado como um dos países com maior carga tributária no mundo. No Congresso, tramita uma proposta de reforma tributária que pouco tem avançado. Quais os planos do seu governo para equacionar essa questão e minimizar o desgaste político que isso pode gerar?
Luciana: Da proposta de reforma tributária eu já falei, mas, para aprová-la, precisaríamos de um grande processo de mobilização popular. E de uma proposta que mostre claramente o seu viés popular, pró-provo, diferentemente de propostas em que a população não enxerga nenhuma vantagem na aprovação porque não mexe, por exemplo, com a tabela do Imposto de Renda, com a tributação dos bancos, nem com as grandes fortunas. Nossa proposta será claramente a favor do assalariado, do trabalhador, e frontalmente contra a manutenção dos benefícios do grande capital, principalmente dos bancos. Com uma proposta clara, conseguiremos a mobilização popular necessária para tensionar o Congresso Nacional, que, certamente, não terá a maioria do nosso governo, assim como nenhum governo  tem a maioria. Mas sem estabelecer balcão de negócios, sem mensalão, sem compra de votos, sem usar cargos ou emendas parlamentares. E sim a partir da própria mobilização social, porque ela efetivamente funciona. Quando há pressão popular sobre o Congresso, há uma mudança clara na correlação de forças e é possível aprovar medidas que normalmente não seriam aprovadas sem essa pressão externa.

Agência Brasil: O Plano Nacional de Educação [PNE] é considerado uma grande conquista para o setor. Como pretende, em quatro anos, avançar nas pautas indicadas na lei, que compreendem desde a educação infantil à pós-graduação e incluem também melhorias na infraestrutura das escolas? Como pretende resolver a questão do financiamento?
Luciana: Com mudanças na estrutura tributária e na política econômica, que hoje destina 40% do Orçamento ao pagamento de juros da dívida. Apenas com uma das medidas que  apresentamos na proposta de revolução tributária, a regulamentação do Imposto sobre Grandes Fortunas [IGF], com fortunas acima de R$ 50 milhões pagando alíquota de 5% ao ano, estimamos que é possível arrecadar R$ 90 bilhões ao ano. Com isso, podemos dobrar os gastos com educação – o orçamento deste ano destina à educação exatamente R$ 90 bilhões. Só com essa medida, já poderíamos dobrar e, dessa maneira, atingir a meta de investir 10% do PIB [Produto Interno Bruto, soma de todos os bens e serviços produzidos no país] em educação pública, não desperdiçando recursos públicos na educação privada.

Agência Brasil: O Brasil tem registrado uma expansão da educação e da inclusão de crianças, jovens e adultos em todas as etapas de ensino. Ao mesmo tempo, há falhas no ensino que aparecem em avaliações nacionais, como a Prova Brasil, e internacionais, como o Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa). Como garantir o acesso e ao mesmo tempo melhorar a qualidade?
Luciana: Hoje os professores estão desmotivados. Temos uma situação em que ser professor é um sacerdócio, porque a remuneração na rede pública é absolutamente inaceitável de tão baixa. Precisamos garantir remuneração digna para os professores, condições de trabalho adequadas, equipar melhor as escolas e conectar a educação com as novas tecnologias, fazendo com que os professores possam se atualizar, ter mais intimidade com as redes sociais, com a internet e com as novas tecnologias que facilitam a aprendizagem, que capturam a atenção dos alunos. Nós podemos incrementar a qualidade da educação.

Agência Brasil: A Constituição Federal de 1988 estabeleceu prazo de cinco anos para que todas as terras indígenas fossem identificadas e demarcadas. Passados 21 anos do fim desse prazo, pouco mais de 44% foram homologados. A falta de definição sobre essas áreas acaba sendo uma das principais causas do aumento de conflitos e da violência no campo. Como a senhora pretende resolver a questão da demarcação de terras indígenas?
Luciana: Demarcando. É mera questão de vontade política do governo. E onde há conflito com pequenos agricultores, buscando resolver de forma pacífica, realocando esses agricultores em outras áreas onde eles possam garantir sua sobrevivência. O problema é que hoje não há demarcação de terras indígenas porque o governo prioriza o agronegócio, as grandes extensões de terra, os que têm se apropriado das terras indígenas e grandes empreendimentos, como eu mesma vistei lá no Ceará, o complexo industrial de Pecém, que não só está impedindo a demarcação de terras indígenas, como está expulsando indígenas que já estavam muito bem instalados nas suas terras há décadas. E os expulsando para outras localidades onde eles não têm acesso aos rios, nem às florestas e aos alimentos que estavam acostumados a coletar. A situação dos indígenas está priorando por causa de grandes empreendimentos como as usinas hidrelétricas. Então, a questão é qual o modelo de desenvolvimento que o Brasil quer implementar e, dentro desse modelo, preservar o interesse dos indígenas e demarcar as terras.

Agência Brasil: As grandes manifestações do ano passado, em São Paulo, trouxeram a reivindicação do passe livre no transporte público. É possível tornar essa reivindicação uma realidade? Como? Como o governo federal pode atuar para garantir melhorias na mobilidade urbana nos grandes centros?
Luciana: É possível a partir de mudanças na estrutura tributária e na economia do país. É interessante observar que, nas eleições, todos os candidatos prometem melhorias na mobilidade urbana, na saúde, na educação, na segurança e nunca dizem de onde vão tirar o dinheiro para as mudanças. Nós estamos dizendo claramente: não vamos governar para todos, vamos governar para a maioria. Vamos contrariar interesses, por isso, vamos mudar a estrutura tributária, aumentando a tributação sobre o capital, vamos suspender o pagamento dos juros da dívida e acabar com o superávit primário, que serve exclusivamente para pagar o “bolsa banqueiro”. Assim, teremos recursos para investir na mobilidade urbana, fazendo um fundo nacional que ajude os estados e os municípios a melhorar o transporte, desde que seja público, porque, evidentemente, não vamos financiar lucro para os empresários. A tarifa zero é possível, não da noite para o dia, evidentemente, mas a partir de um processo de qualificação e de diminuição do preço até chegar à tarifa zero. Desde que se tenha coragem de enfrentar esses interesses.Temos essa coragem, a vontade de fazer mudanças estruturais e garantir recursos para que os direitos sociais reivindicados nas manifestações de junho do ano passado se transformem em realidade.

Agência Brasil: As unidades básicas de Saúde desempenham papel central na garantia de acesso à saúde. Dotar essas unidades de infraestrutura adequada e de profissionais suficientes é um desafio para o país, que tem hoje 5.570 municípios. Como garantir a manutenção de um sistema de saúde público universal e gratuito e enfrentar esses gargalos? Como suprir a falta de médicos nas regiões mais isoladas?
Luciana: Com mais investimentos na saúde. Em primeiro lugar, precisamos garantir a aplicação de 10% da receita corrente bruta na saúde. Precisamos também mudar o atual sistema onde os leitos do SUS [Sistema Único de Saúde] são administrados pelo setor privado. Parece mentira, mas é verdade: 73% da saúde no Brasil são administrados pelo setor privado. Então, mesmo os leitos do SUS estão subordinados à lógica do lucro. Por isso, muitas vezes, a gestante não consegue leito para o parto porque o preço pago por ele é mais baixo que o do leito para o câncer, por exemplo. A lógica privada acaba contaminando, inclusive, o SUS. É preciso acabar com isso, e tem que ser o Estado a regular a distribuição de leitos, para garantir que haja leitos de acordo com a demanda. E, para garantir médicos nas localidades, tem de haver uma carreira para os médicos. A profissão deles é tão importante quanto a do juiz, a do promotor público. Por que não falta juiz lá nas comarcas do interior? Porque o juiz tem uma carreira, ele sabe que vai passar três, quatro anos em uma comarca do interior, mas depois vai para outra maior e em seguida para um grande centro urbano. Ele aposta em uma carreira. Tem de ser dada ao médico a mesma importância que se dá ao juiz, garantindo uma carreira que vai assegurar a presença de médicos nos pequenos municípios. Mas tudo isso necessita de dinheiro, de investimento, e é aí que eu chamo atenção para o fato de que nós estamos propondo mudanças no sistema tributário e na política econômica que vão permitir que haja esse dinheiro. De outra forma, é pura demagogia eleitoral dizer que vai construir hospital, contratar médicos e, ao mesmo tempo, que vai manter essa política econômica, que é totalmente inviável do ponto de vista do desenvolvimento econômico e social do país. Então, os três irmãos siameses, que é como tenho chamado a Dilma, o Aécio e a Marina, propõem manter essa lógica econômica. Com essa lógica, as promessas de campanha são pura demagogia e, mais uma vez, virá uma grande frustração para as pessoas que acreditam em uma mudança e que vão deparar com a continuidade do modelo econômico e, portanto, com a continuidade da falta de direitos sociais assegurados na Constituição, mas que não são cumpridos.

Fonte: Agência Brasil

Parnamirim inaugura cine teatro municipal

Três anos depois de assinar a ordem de serviço, o prefeito de Parnamirim, Maurício Marques dos Santos, inaugurou ontem o Cine Teatro Municipal, uma obra de R$ 7,5 milhões, construído em parceria com o governo federal, que recebeu verbas de emendas parlamentares da deputada Fátima Bezerra e do senador Garibaldi Filho e também da Câmara Municipal.

Com a sensação de dever cumprido, o prefeito descerrou a placa numa solenidade ontem à noite lembrando do compromisso assumido com os artistas de Parnamirim na campanha que o elegeu para o primeiro mandato, em 2008. “Considero-me um sonhador porque todos os sonhos que idealizei consegui realizar. Esse é mais um deles. Agora o artista local tem uma casa e a cultura de Parnamirim entra em uma nova fase”, disse o prefeito.

Ao longo deste período o prefeito chegou, algumas vezes, a ser questionado: por que um teatro? “Parnamirim é um celeiro de artistas, que se apresentavam nas ruas, nas praças, mas agora tem uma casa para mostrar seu trabalho. O que investimos aqui é pouco diante da importância dessa obra para a cidade, para o povo e para a nossa cultura.”

Dividido em dois pisos, o novo complexo multicultural tem área total de 4.402 metros quadrados, caixa cênica de 22 metros de altura, capacidade para 600 pessoas, quatro auditórios, espaço para galerias, salas de oficinas, praça de alimentação e camarins coletivos e individuais. O Cine Teatro vai oferecer, ainda, cursos de formação nas mais diversas artes, além de poder receber um grande volume de espetáculos. 

Além de show da cantora potiguar Roberta Sá, a inauguração teve exposição de artes plásticas no piso superior e participação da atriz Titina Medeiros, do dramaturgo Racine Santos e do cantor Isaque Galvão.

A programação, que prossegue até domingo, prevê para esta sexta-feira espetáculo teatral e apresentação de grupos de dança. A entrada é grátis, através de distribuição de ingressos, que passa a ser feita no próprio teatro, a partir das 14 horas de hoje.

Fonte: Tribuna do Norte

Cuba enviará mais 296 médicos e enfermeiros para Libéria e Guiné

Havana – O governo de Cuba anunciou, nessa quinta-feira (25/9), o aumento de sua cooperação médica contra o Ebola na África, ao ampliar de 165 para 461 o número de médicos e enfermeiros enviados para combater essa epidemia em Serra Leoa, na Libéria e na República da Guiné.

“Na Unidade Central de Colaboração Médica (de Havana), nesse momento, estão sendo preparados 461 voluntários”, incluindo os “165 médicos e enfermeiros que viajarão para Serra Leoa”, disse a diretora desse centro, Regla Angulo, em um programa da televisão cubana dedicado ao Ebola.

Regla Angulo destacou que “as brigadas (médicas cubanas) estarão presentes em três dos países afetados (pelo Ebola): Serra Leoa, Guiné Conacri (República da Guiné) e Libéria”.

Até agora, as autoridades cubanas haviam informado apenas o envio de um contingente de 165 médicos e enfermeiros para Serra Leoa, respondendo a um pedido da diretora-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Margaret Chan, e do secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon.

Os profissionais de saúde estão recebendo um intenso treinamento no Instituto de Medicina Tropical Pedro Kourí (IPK), de Havana (IPK), onde foi instalado um hospital de campanha similar ao que encontrarão nos países africanos.

Fonte: Correio Braziliense

Natal terá mais voos diretos para Recife a partir de dezembro

A Gol Linhas Aéreas confirmou a retomada de um voo direto entre Natal e Recife a partir de dezembro deste ano. A informação já havia sido divulgada pela companhia aérea em agosto, mas foi reiterada à Secretaria Estadual de Turismo durante a Expo Abav, evento que a Associação Brasileira de Agências de Viagem promove em São Paulo esta semana. 

Uma pesquisa feita nos sites das companhias aéreas, tomando como base apenas ida a Recife no dia 29 de setembro, a próxima segunda-feira, mostra que a duração da  viagem chega a 5 horas e 50 minutos pela Gol. Pela TAM, a duração chega a 17 horas. A Azul Linhas Aéreas é a única que oferece voo direto para a data – com duração inferior a 1 hora.

A pretensão da Gol é oferecer seis operações semanais entre as duas capitais, com voos no início da manhã e final da tarde. Os voos sem escalas entre os dois destinos estavam suspensos desde 2012. 

De acordo com informações divulgadas ontem pela Secretaria Estadual de Turismo, também foi garantido ao Estado, durante o primeiro dia de atividades na Abav, um voo charter durante a Semana Santa a partir do Uruguai. 

A secretária de Turismo, Gina Robinson, intermediou o acordo entre um operador uruguaio e o diretor comercial da Gol, Fabio Mader, garantindo o incremento na malha aérea durante o período, informou a secretaria, por meio da assessoria de imprensa.

Alemanha
“O RN também ganhou a promessa de conexão de Recife para Natal a partir de um voo da Condor vindo de Frankfurt, na Alemanha. Antes, quem desejava vir a Natal a partir de Frankfurt desembarcava em Recife e tinha a opção do transporte terrestre ou esperar o dia seguinte para vir de avião”, acrescentou a assessoria da pasta. 

Com o novo acordo, esse passageiro tem conexão imediata de Recife ao aeroporto Aluízio Alves, no RN.

A Alemanha foi, ainda, foco de outro acordo fechado durante a Abav. Uma press trip com jornalistas alemães oriundos dos estados da Remânia Palatina e de Baden Wurtemberg foi fechado com a TAP Linhas Aéreas. 

“Esse acordo foi possível graças à missão empreendida pela Fecomércio/RN semanas atrás. Sempre enxerguei potencial turístico na conexão Alemanha/Natal e essa é uma excelente oportunidade para fomentarmos esse fluxo”, destacou Gina Robinson.

Ainda ontem a secretária tinha encontros programados com o ministro do Turismo, Vinícius Lages e com representantes das companhias TAM, Avianca e Azul. 

A Abav é o mais importante evento do turismo nacional. O RN está presente à Feira com estande de 90 metros quadrados e material de divulgação, brindes e mostras gastronômicas. O evento teve abertura oficial na quarta e acontece até domingo, em São Paulo.

Fonte: Tribuna do Norte

Produtos registram inflação de 0,48% na saída das fábricas

O Índice de Preços ao Produtor (IPP), que mede a variação de preços na saída das fábricas, teve inflação de 0,48% em agosto deste ano. No mês, foi registrada a primeira alta de preços depois de cinco deflações (queda de preços) consecutivas. Em julho, por exemplo, a deflação foi 0,28%.

Apesar disso, a taxa de inflação de agosto deste ano ainda é inferior à observada em agosto de 2013 (1,43%). Os dados foram divulgados hoje (26) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O IPP acumula taxas de inflação de 1,1% no ano e 2,5% no período de 12 meses.

Em agosto, 17 das 23 atividades pesquisadas pelo IBGE tiveram inflação, com destaque para bebidas (1,89%), outros equipamentos de transporte (1,88%) e calçados e artigos de couro (1,64%). Os alimentos tiveram taxa de 0,62%, devido às altas de preços de produtos como carnes bovinas e leite esterilizado/longa vida.

Seis atividades tiveram deflação, com destaque para a área de impressão, que teve a maior queda de preços (-2,07%). Apenas uma atividade (fabricação de máquinas e equipamentos) não teve variação de preços.

Fonte: Agência Brasil

Anvisa suspende remédio com odor alterado e cosméticos irregulares

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou hoje (26) a suspensão da distribuição, do comércio e do uso, em todo o país, de todos os lotes do medicamento Alumimax (Hidróxido de Alumínio) 60 mg/ml, suspensão oral. Segundo a agência, a empresa fabricante do antiácido, Natulab Laboratório S.A., comunicou o recolhimento voluntário após não identificar as causas de um odor alterado no remédio.

Também foi suspensa a distribuição, a comercialização e o uso dos lotes DEHR 006 e DEHR 007 do cosmético Loção Oleosa – Ácidos Graxos Essencias (Age) com Vitamina A – E, Deriva- Rivka. A Anvisa informou que ambos os lotes, fabricados pela empresa Hadassah Cosméticos Ltda, apresentaram resultados insatisfatórios no ensaio de aspecto.

A agência interditou cautelarmente, pelo prazo de 90 dias, o lote AR 877 do medicamento Carbamazepina 200mg, comprimido, fabricado por Sanval Comércio e Indústria Ltda. A medida foi tomada após resultado insatisfatório obtido no ensaio de dissolução.

Já o produto Ideal Shampoo para limpeza, fabricado por uma empresa desconhecida, foi suspenso após a comprovação de que o cosmético estava sendo fabricado e comercializado sem ter registro ou notificação.

A Anvisa suspendeu ainda todas as publicidades que atribuam propriedades terapêuticas ao alimento de marca Pontencil Masculino. “O produto, distribuído pela empresa Brascom Home Telemarketing Ltda – Me, estava sendo divulgado irregularmente, por meio da internet, com alegações que contrariam o registro na Anvisa e podem induzir o consumidor ao erro em relação à verdadeira natureza do produto”, informou.

Todas as determinações foram publicadas hoje no Diário Oficial da União.

Fonte: Agência Brasil

TSE concede direito de resposta para o PT na revista Veja

Por unanimidade, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) concedeu hoje (25) direito de resposta ao PT na próxima edição da revista Veja. Os ministros entenderam que a reportagem PT sob chantagem, publicada no dia 13 de setembro, na edição impressa da revista, veiculou conteúdo ofensivo.

A reportagem afirmou que o PT pagava o doleiro Enivaldo Quadrado para não trazer à tona o suposto envolvimento do partido com desvios na Petrobras. De acordo com a decisão, a revista terá que publicar uma página de direito de resposta, que será redigido pelo partido.

Durante o julgamento, a defesa da Editora Abril, responsável pela publicação, alegou que todas informações são verídicas e que podem ser comprovadas.

Fonte: Agência Brasil