Itália inaugura o primeiro Museu da Mentira

Você pode até não acreditar, mas é pura verdade: a Itália planeja inaugurar, no próximo dia 5 de agosto, o Museu da Mentira, o primeiro de todo o mundo. 

Localizado na cidade de Le Piastre, na região da Toscana, o Museu da Mentira foi montado em um antigo hotel e contará com a exposição de diversos painéis ilustrados com fotos, textos e desenhos animados, dividos em nove salas, todas dedicadas à mentira e a ícones da “arte de mentir”.

Para quem não sabe, na Toscana, há 50 anos, se organiza o campeonato da mentira. Além disso, há, por lá, uma Academia das Mentiras – sim, algo mais ou menos como a nossa Academia Brasileira de Letras.

A ideia de abrigar um museu que também seria da mentira partiu do reitor da instituição, Emanuele Begliomini. O museu será aberto ao público como forma de comemorar a 41º edição do tradicional Campeonato Italiano da Mentira, que se iniciará no dia 6 de agosto.

Para Begliomini, os visitantes vão encontrar no museu a verdadeira arte da mentira. “Os visitantes vão encontrar aqui uma concentração da verdadeira arte ‘piastrese’ de torná-la mais humana e interessante”, afirmou.

“Porque ser mentirosos com estilo e ironia não é fácil, mas aqui você pode aprender a ser, sem segundas intenções, apenas por diversão. Fazemos isso por 50 anos e agora decidimos mostrá-lo a todos “, concluiu.

Curadoria do museu e gratuidade

Um dos responsáveis pela elaboração da exposição, Tiziano Carradori, que é também autor dos textos de divulgação do museu, garantiu que a entrada no local será gratuita. 

“Como nos melhores museus do mundo, a entrada é gratuita. Queremos que esse espaço, como se fosse um corpo vivo, cresça ao longo do tempo. Em breve, vamos torná-lo acessível aos turistas, graças aos guias de áudio em diferentes idioma e estamos estudando uma nova forma de gestão”, disse o curador do Museu da Mentira. Será verdade?

Fonte: Ultimo Segundo

Putin pode ser mais rico que Bill Gates e dono da Amazon juntos

Enquanto o fundador e presidente da Amazon, Jeff Bezos, e Bill Gates, da Microsoft, disputam o título de homem mais rico do mundo, alguém pode estar bem a frente nessa competição: o presidente russo, Vladimir Putin.

O nome de Vladimir Putin foi colocado ‘na roda’ por Bill Browder, CEO da Hermitage Capital Management, uma companhia norte-americana de investimentos, especializada no mercado russo. Sua declaração foi feita peranto o Senado norte-americano.

Segundo Browder, enquanto Gates e Bezos acumulam cerca de US$ 90 bilhões (equivalente a aproximadamente R$ 282 bilhões), Putin tem uma riqueza avaliada em cerca de US$ 200 bilhões (aproximadamente R$ 628 bilhões).

Ou seja, segundo o norte-americano, Putin é mais rico que Bill Gates e o dono da Amazon juntos.

“Estimo que [Putin] tenha acumulado US$ 200 bilhões em ganhos obtidos indevidamente durante os seus 17 anos no poder”, afirmou Browder, ao site Fortune.

“Ele mantém o seu dinheiro no Ocidente e tudo está potencialmente sujeito ao congelamento e ao confisco”, revela o especialista.

Lista Magnitsky

Em 2012, o Congresso norte-americano aprovou uma lei chamada “lista Magnitsky”, responsável por castigar russos que supostamente estiveram relacionados com a detenção, maus-tratos e morte de um advogado também russo chamado Sergei Magnitsky.

Sergei foi detido e morreu na prisão em 2009, depois de investigar supostas fraudes cometidas pelo governo da Rússia.

As sanções incluem a proibição de vistos para viajar aos Estados Unidos e o congelamento dos ativos que possam ter sob a jurisdição americana.

É aí que entra a fortuna de Putin

Segundo Browder, o presidente russo seria um possível alvo da lei e, como tal, tem um “interesse muito significativo e pessoal em descobrir uma forma de se livrar das sanções Magnitsky”.

Tais afirmações surgem no contexto da interferência direta de Vladimir Putin nas eleições presidenciais americanas do ano passado, confirmada pelos serviços secretos dos Estados Unidos. De acordo com a hipótese, Putin teria permitido a interferência russa com a intenção de recuperar sua fortuna, que está em bancos norte-americanos.

Fonte: Ultimo Segundo

Cheques devolvidos atingem o menor nível desde setembro de 2014: 1,83%

O número de cheques devolvidos (segunda apresentação por falta de fundos), como proporção do total de cheques movimentados, atingiu 1,83% em junho, registrando redução significativa em relação a junho de 2016 (-0,28 ponto percentual). Com isso, o percentual atinge o menor nível desde setembro de 2014, quando foi de 1,80%. Os dados foram divulgados hoje (31), em São Paulo, pela Boa Vista Serviços, empresa de informações de crédito.

Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados também obteve queda (em maio, o nível foi de 2,11% frente a abril), sendo o resultado decorrente da diminuição de 20,5% dos cheques devolvidos e retração de 8,2% para os cheques movimentados.

Fonte: Portal Brasil

Ney Júnior assume presidência da Câmara Municipal de Natal

O vereador Ney Lopes Júnior (PSD) foi empossado na manhã desta segunda-feira (31) como presidente em exercício da Câmara Municipal de Natal. Ele permanece na função enquanto o presidente titular, Raniere Barbosa (PDT), estiver afastado do cargo.

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte determinou o afastamento de Raniere no dia 24 deste mês como resultado da operação Cidade Luz, que investiga o desvio de R$ 22 milhões da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos de Natal (Semsur).

Ao tomar posse, Ney prometeu “cumprir um mandato democrático e transparente à frente do Legislativo Municipal”.

Antes de ser empossado, Ney Júnior reuniu-se com os vereadores para ouvir as demandas e discutir como proceder com os trabalhos. Uma das reivindicações é a efetivação, por parte do Executivo, das emendas impositivas dos vereadores no orçamento do município. Neste sentido, Ney se reúne com o prefeito Carlos Eduardo para tratar o assunto, cumprindo assim uma de suas primeiras atividades como presidente em exercício.

O vereador, até então, era líder da base governista e primeiro vice-presidente da Casa. Com a ascensão dele à presidência, a vaga de primeiro vice-presidente fica aberta e só será preenchida se ele assumir a chefia da Câmara em definitivo.

Já as funções de líder do prefeito na Casa, passam a ser executadas pela vereadora Nina Sousa (PEN), até então vice-líder da base aliada.

A Câmara Municipal de Natal, que está em recesso parlamentar, retorna às atividades nesta terça-feira, dia 1º de agosto. A partir das 14h, ocorrerá sessão ordinária no plenário da Casa.

Fonte: Portal G1

Governo investe R$ 47 mi em obras no rio São Francisco

A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) investiu nos últimos anos R$ 47 milhões na aquisição e instalação de equipamentos de captação de água e desassoreamento de canais do rio São Francisco. 

O investimento assegura abastecimento de água para 150 mil pessoas e garante a manutenção de 150 mil empregos em Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia, além de evitar prejuízos anuais à produção agrícola que poderiam alcançar R$ 1,5 bilhão.

“A Codevasf monitora variações nos níveis de captação de água, elabora diagnósticos e planos de intervenção e, em conjunto com o Ministério da Integração Nacional, implanta infraestruturas para garantir a regularidade da oferta de água a seus projetos de irrigação, que produzem alimentos e geram empregos”, destaca o diretor da Área de Gestão de Empreendimentos de Irrigação da Codevasf, Luís Napoleão Casado.

A Codevasf também vai investir mais R$ 12 milhões no projeto público de irrigação Boacica, localizado em Alagoas. “Conseguimos reduzir os efeitos da seca e garantir a atividade produtiva nesses estados”, comenta Márcio Adalberto Andrade, analista em Desenvolvimento Regional e assessor da presidência da Codevasf.

Os quatro estados concentram 14 projetos públicos de irrigação e ocupam aproximadamente 60 mil hectares em áreas destinadas à produção de banana, uva, manga e arroz, entre outros.

Oferta de água

O analista explica que o novo sistema de bombas de captação sobre flutuantes foi a solução encontrada pelos técnicos da Codevasf para garantir a regularidade da oferta de água nas áreas de produção irrigada afetadas pelos baixos níveis de vazão do São Francisco a partir do Reservatório de Sobradinho, que desde 2013 sofre os efeitos da escassez das chuvas.

Com o sistema de flutuantes instalado pela Codevasf, as bombas se deslocam acompanhando a variação do nível do manancial hídrico, além de possibilitar o desassoreamento dos canais de aproximação, o que facilita a captação de água em baixa vazão.

Fonte: Portal Brasil

Resultado do Fies do 2º semestre já está disponível

A lista dos candidatos pré-selecionados ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para o segundo semestre de 2017 há disponível na página do programa. Quem não foi pré-selecionado já pode fazer sua inscrição na lista de espera. No total, são oferecidas 75 mil novas vagas de financiamento para estudantes cursarem o ensino superior em instituições de ensino privadas.

Quem foi pré-selecionado deverá concluir a inscrição pelo Sistema Informatizado do Fies (SisFies) até o dia 7 de agosto. A convocação dos alunos que manifestarem interesse em participar da lista de espera acontecerá de 1º de agosto a 3 de setembro. Nesse caso, o estudante deverá concluir a inscrição no prazo de cinco dias úteis, a contar da divulgação de sua pré-seleção na página do programa.

As inscrições para o Fies terminaram na última sexta-feira (28) e puderam se inscrever os estudantes que participaram do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010, com média das notas igual ou superior a 450 pontos e nota na redação superior a zero. O candidato também precisa ter renda familiar mensal bruta per capita de até três salários mínimos para receber o financiamento.

O período de inscrições para as vagas remanescentes começa em 11 de setembro. Os prazos variam de acordo com a condição do estudante.

Fonte: Agência Brasil

Tráfico de pessoas é tema do Diálogo Brasil

O tráfico de pessoas é o terceiro crime mais lucrativo do mundo, depois do tráfico de drogas e de armas. Segundo relatório de 2014 da Organização Internacional do Trabalho (OIT), a atividade criminosa gera US$ 150 bilhões em lucros ilegais na economia privada todos os anos no mundo. O assunto é tema do programa Diálogo Brasil desta segunda-feira (31), às 22h, na TV Brasil.

Para estimular a prevenção a esse tipo de crime, a Organização das Nações Unidas (ONU) declarou o dia 30 de julho como Dia Mundial do Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas e o Brasil faz parte do grupo de 13 países-alvo de uma ação global destinada a chamar a atenção da população sobre as situações que podem ter como finalidade o tráfico de seres humanos.

Para debater o tema, o Diálogo Brasil recebe a coordenadora nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, Renata Braz, do Ministério da Justiça, e o coordenador de Combate ao Trabalho Forçado da OIT, Antonio Carlos de Mello.

Apenas em outubro do ano passado, o Brasil passou a contar com uma legislação específica de repressão e prevenção ao tráfico de pessoas. Mas Mello destaca que o país tem posição singular no mundo, ao reconhecer a existência, em território nacional, de trabalho escravo – uma das principais motivações para o tráfico de pessoas. Segundo ele, a regra é os países não admitirem o problema para evitar prejuízos à pauta de exportação numa economia globalizada.

Renata Braz avalia que o protagonismo brasileiro nessa área é uma das razões da inclusão do país na ação global da ONU.

Segundo a coordenadora, os principais alvos do tráfico são mulheres e meninas aliciadas para exploração sexual. Ela explica que o consentimento das vítimas não descaracteriza o crime e cita o exemplo de prostitutas que concordam em ser levadas ao exterior com o sonho de aumentar os ganhos e acabam virando escravas sexuais.

Há várias outras modalidades praticadas pelos traficantes, como a remoção de órgãos – às vezes vitais, o que leva à morte da vítima – e falsas promessas de sucesso no futebol, que terminam distante dos gramados, com jovens submetidos a abusos.

Também participam do Diálogo Brasil, por meio de gravações em vídeo, o representante no Brasil do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crimes (UNODC), Rafael Franzini; o vice-presidente do Fórum Nacional do Poder Judiciário para Monitoramento e Efetividade das Demandas Relacionadas à Exploração do Trabalho em Condições Análogas à de Escravo e ao Tráfico de Pessoas, Gustavo Alkmin, que também é membro do Conselho Nacional de Justiça; o deputado federal Arnaldo Jordy (PPS-PA), que presidiu a CPI do Tráfico de Pessoas em 2013; e o defensor público federal Leonardo Magalhães.

Fonte: Agência Brasil

Inscrições abertas para trabalho voluntário com refugiados

O Comitê Nacional para os Refugiados (Conare) está selecionando voluntários para ajudar em atividades administrativas. A colaboração inclui transcrições de áudios de entrevistas dos solicitantes de refúgios, investigações e diagnósticos dos aspectos geopolíticos de países de origem dos solicitantes.

Entre os requisitos para o trabalho voluntário estão: ter conhecimento avançado em inglês, francês e/ou espanhol e ser graduado ou estudante de nível superior. Há preferência por universitários e graduados em Direito, Relações Internacionais, Ciências Sociais ou Políticas, Serviço Social e áreas correlatas. O interessado deve ser proativo, organizado e ter aptidão para ajudar pessoas mais vulneráveis.

Para participar da seleção de voluntários, os interessados devem enviar o currículo anexo para  rsd.conare@mj.gov.br. As candidaturas serão recebidas até 6 de agosto.

As atividades têm início previsto para 14 de agosto e duração de três meses, com possibilidade de prorrogação do tempo de serviço. Quem se comprometer com o voluntariado deve ter disponibilidade de, pelo menos, 12 horas semanais.

O Ministério da Justiça e Segurança Pública emitirá certificado das atividades exercidas pelo colaborador. Terá direito ao certificado o voluntário que cumprir o tempo mínimo de prestação de serviços, sem interrupção.

Fonte: Portal Brasil

China pede que Trump não misture comércio com conflito norte-coreano

“O comércio entre a China e os Estados Unidos não tem relação alguma com o conflito norte-coreano”, destacou nesta segunda-feira (31) um alto funcionário chinês em resposta às últimas críticas do presidente americano, Donald Trump, aos chineses. A informação é da agência EFE.

Depois que a Coreia do Norte lançou com sucesso, na sexta-feira passada, mais um míssil balístico intercontinental, Trump disse estar “decepcionado” com a China.

“Nossos ingênuos líderes do passado lhes permitiram fazer centenas de milhares de milhões de dólares ao ano em comércio e, no entanto, eles não fazem nada por nós com a Coreia do Norte”, escreveu Trump em sua conta no Twitter.

Em resposta, o vice-ministro de Comércio chinês, Qian Keming, disse hoje que as trocas comerciais entre ambas potências não se deve misturar com a questão norte-coreana.

“Acreditamos que o assunto nuclear da Coreia do Norte e o comércio entre a China e os Estados Unidos são assuntos que fazem parte de âmbitos totalmente diferentes. Não estão relacionados. Não deveriam ser discutidos conjuntamente”, disse Keming, em coletiva de imprensa.

O vice-ministro salientou os “benefícios mútuos” gerados pela relação comercial entre ambas as  economias e expressou a disposição da China de trabalhar junto à comunidade internacional para promover a desnuclearização da península coreana e, por outro lado, “trabalhar com os Estados Unidos” para equilibrar a relação comercial.

Após o último teste norte-coreano, o governo chinês instou Pyongyang a respeitar as resoluções do Conselho de Segurança da ONU e voltou a pedir calma para não elevar a tensão na região, um dia após culpar as “pressões internacionais” pelas ações da Coreia do Norte.

Enquanto Pequim segue pedindo diálogo, Washington e seus aliados destacam a necessidade de aumentar as sanções contra a Coreia do Norte no seio da ONU e também no terreno unilateral.

Longo alcance

O último projétil norte-coreano, um Hwasong-14, voou quase mil quilômetros e alcançou uma altitude máxima de mais de 3.700 quilômetros, o que fez os especialistas indicarem que poderia alcançar boa parte do território americano.

No entanto, os analistas duvidam que o regime de Kim Jong-un possa instalar ogivas nucleares nos mísseis ou conseguir que estes efetuem corretamente a reentrada na atmosfera, algo indispensável para atingir um alvo com precisão.

Fonte: Agência Brasil

Incêndio em velódromo teve causas externas, diz perícia preliminar

O Ministério do Esporte e a Autoridade de Governança do Legado Olímpico (Aglo) divulgaram nota sobre o incêndio que atingiu o teto do Velódromo, no Parque Olímpico da Barra. O incidente no Rio de Janeiro ocorreu na madrugada desse domingo (30). A Aglo informou que todas as medidas legais cabíveis foram tomadas, inclusive registro de ocorrência na Polícia Federal.

Perícia preliminar da Polícia Civil avaliou que a causa foi externa. Balões juninos caíram na região na noite do sábado e na manhã do domingo. Os peritos declararam que não houve danos hidráulicos ou elétricos. Com isso, o sistema de refrigeração que garante a qualidade da pista do velódromo segue funcionando normalmente.

A nota divulgada destaca ainda que os danos internos são decorrentes da queima da cobertura do espaço e da água utilizada para apagar o incêndio. A Defesa Civil também fez vistoria no local.

O campeonato de karatê que ocorreria no domingo, de iniciativa da Federação de Karatê, foi transferido para o próximo domingo (6), na Arena Carioca 1 do Parque Olímpico.

Fonte: Portal Brasil

 

Familiares não conseguem agendar visitas a presos do sistema penitenciário federal

Apesar de ter acabado na última sexta-feira (28) o prazo da portaria do Departamento Penitenciário Nacional (Depen) que suspendia as visitas íntimas aos detentos das quatro penitenciárias federais do país, familiares não estão conseguindo agendar os encontros nesta segunda-feira (31). O motivo, segundo o sindicato dos agentes penitenciários, é uma paralisação que está prevista para acontecer ainda nesta semana.

Os casos aos quais o G1 teve acesso aconteceram nas unidades de Mossoró, no Rio Grande do Norte, e de Porto Velho, em Rondônia. De acordo com agentes, a situação deve se repetir em todas as prisões do sistema federal. O sindicato disse que a categoria vai paralisar as atividades entre esta quarta (2) e sexta-feira (4) em protesto contra a volta das visitas.

Os agendamentos das visitas acontecem às segundas e terças-feiras. Como os encontros ocorrem nas quartas e quintas, as famílias estão sendo orientadas a não fazer o agendamento porque o serviço estará suspenso.

G1 teve acesso a aúdios de telefonemas de familiares de que ligaram para as prisões para tentar marcar as visitas desta semana. Nos dois casos, as agentes não se recusaram a agendar, mas informavam que as famílias não conseguiriam realizar as visitas em razão da paralisação. Em um dos casos, a mãe de um detento conta que viajou de outro até Mossoró, e que faz um mês que tenta ver o filho.

O diretor da penitenciária federal de Mossoró, Nilton Santos, afirmou que foi informado da paralisação e que pelo menos os serviços básicos deverão ser oferecidos durante o período.

A direção do sindicato dos agentes declarou que apenas serviços de extrema importância serão mantidos a partir da quarta (2), como escoltas de emergência e banho de sol (que é considerado necessidade dos presos). Atividades administrativas ficarão suspensas durante os três dias.

Paralisação

As visitas íntimas estavam suspensas há dois meses, durante apuração sobre a morte e ameaças à vida de agentes. Também suspensas nos primeiros 30 dias, as visitas através de parlatório foram retomadas desde o início de julho.

Segundo o Ministério da Justiça, a suspensão das visitas foi adotada depois que investigações revelaram que o traficante Fernandinho Beira-Mar comandava uma rede criminosa por meio de bilhetes repassados à namorada de um vizinho de cela durante as visitas íntimas.

De acordo com o sindicato dos agentes federais, a paralisação ocorre para pressionar o governo federal a suspender definitivamente as visitas íntimas no sistema federal. Os agentes querem que seja regulamentada apenas a visita por parlatório e com monitoramento.

A categoria também quer que o governo regulamente o tempo máximo em que os presos ficarão no sistema federal. De acordo com os agentes, quando o sistema foi criado visava retirar dos presídios estaduais aqueles presos que continuavam exercendo liderança criminosa. O prazo de permanência desses aepnados nas unidades federais seria de 360 dias, prorrogável por igual periodo. Porém, na prática, juízes estaduais estariam mantendo esses presos no sistema por tempo muito maior.

Para os agentes, ao contar com as visitas íntimas, os presos aproveitam a oportunidade e continuam a dar ordens e organizar facções criminosas e quadrilhas fora da cadeia. Eles afirmam que isso vai justamente de encontro ao propósito da prisão federal.

Anjos da Liberdade

Em nota, o Instituto Anjos da Liberdade, que reúne advogados que representam os presos do sistema federal, informou que vai notificar o Dpen, a Casa Civil, a Advocacia Geral da União e o Ministério Público Federal acerca da ‘greve ilegal anunciada pelos agentes penitenciários’. O instituto pede medidas administrativas contra os agentes que realizarem a paralisação.

Os advogados disseram que nesta segunda (31) familiares estariam sendo informados da greve. Eles lembraram que o juízo de direito da 12ª vara federal do Tribunal Regional Federal da 1ª Região concedeu mandado de segurança coletivo autorizando as visitas e a ação seria um descumprimento de ordem.

“É de comum sabença que tal categoria não pode fazer greve e que deve ser assegurado o mínimo de 70% de servidores em serviço, já que se cuida de categoria que atua na segurança pública”, disse por nota. O instituto pediu ilegalidade da paralisação e solicitou ao Dpen que medidas administrativas sejam tomadas contra quem realizar a paralisação.

A nota do instituto foi assinada pelos advogados Paloma Gurgel de Oliveira Cerqueira, Verena Cerqueira Santos Cardoso e Daniel Sanchez Borges.

Ao G1, o sindicato afirmou que a paralisação é legal e que não descumpriu ordem judicial.

Marcinho VP

Nem mesmo a família do traficante Márcio dos Santos Nepomuceno, o Marcinho VP, que atualmente cumpre pena na Penitenciária Federal de Mossoró, na região Oeste potiguar, conseguiu marcar visita ao detento, de acordo com a defesa. Opreso recebeu autorização judicial, na semana passada, para receber visitas íntimas. Consta na decisão que o criminoso possui bom comportamento e que não há provas que o vincule aos homicídios de servidores das penitenciárias federias – fato alegado pela Advocacia Geral da União para justificar a suspensão das visitas.

Fonte: Portal G1

Bombardeio iraquiano mata 30 membros do Estado Islâmico perto da Síria

Pelo menos 30 combatentes do grupo jihadista Estado Islâmico (EI) morreram hoje (31) em um bombardeio da aviação do Iraque na região de Tel Sufuk, situada na fronteira com a Síria. As informações são da agência de notícias EFE.

No ataque, também foram destruídos um armazém de armas do EI e oito veículos, entre eles, um carro-bomba, segundo um comunicado do Comando de Operações Conjuntas.

O comando ressaltou que o ataque ocorreu em território iraquiano, e não sírio, e apontou que a operação aconteceu graças a informações coletadas pela Multidão Popular, grupo de milícias pró-governamentais que combate o EI no noroeste do Iraque.

O ataque aéreo tinha como objetivo frustrar um ataque do EI contra postos fronteiriços mantidos pela Multidão Popular e outras forças.

Mortos chegam a 306 em 45 dias

Segundo uma contagem da Multidão Popular, nos últimos 45 dias morreram pelo menos 306 combatentes do Estado Islâmico, entre eles, 18 terroristas suicidas, além de quatro líderes destacados do grupo jihadista, em suas operações no oeste do Iraque.

O grupo também afirmou ter destruído neste período nove tanques, dez aviões não-tripulados, 52 veículos armados, oito escavadeiras, 21 carros-bombas e dois armazéns de armas e combustíveis do inimigo.

As áreas de Tel Afar, Al Huaiya e Al Qaim, todas no noroeste do Iraque e perto da fronteira com a Síria, seguem sob controle do EI, que conquistou amplas partes do Iraque em 2014.

A Multidão Popular lançou no último dia 12 de maio a segunda fase da ofensiva contra o EI em zonas ao oeste da cidade de Mossul e fronteiriças com a Síria, no noroeste do Iraque, enquanto o exército e a polícia efetuavam a ofensiva de Mossul, concluída no início de julho.

 

Fonte: Agência Brasil

UE afirma que Constituinte não pode ser parte da solução na Venezuela

A Assembleia Constituinte eleita na Venezuela “não pode ser parte da solução”, declarou nesta segunda-feira (30) a União Europeia (UE), que condenou o “desproporcional” uso da força por parte das forças de segurança durante o dia de votação. A informação é da Agência EFE.

“Uma Assembleia Constituinte, eleita em condições duvidosas e com frequentes circunstâncias violentoas não pode ser parte da solução. Aumentou a divisão e deslegitimará mais as instituições eleitas democraticamente na Venezuela”, disse em um comunicado um porta-voz do Serviço de Ação Exterior da UE.

O serviço dirigido pela alta representante para Política Exterior da UE, Federica Mogherini, reforçou que “a Venezuela tem instituições legítimas e eleitas democraticamente cujo papel é trabalhar juntas e encontrar uma solução negociada à atual crise.”

“O presidente e o governo têm uma responsabilidade especial para restaurar o espírito da Constituição e restabelecer a confiança perdida pela sua tentativa de estabelecer instituições paralelas divisórias”, acrescentou o comunicado.

Por sua parte, a Comissão Europeia “tem grandes dúvidas sobre se o resultado das eleições pode ser reconhecido”, disse a porta-voz do Executivo comunitário, Mina Andreeva, na coletiva de imprensa diária da instituição.

Brasil,  Colômbia, Argentina, Peru, Panamá, México, Costa Rica e Paraguai, entre outros países, anunciaram que não reconhecerão os resultados das eleições realizadas ontem para configurar a Assembleia Constituinte destinada a redigir uma nova Carta Magna para a Venezuela, um processo impulsionado pelo governo chavista e rejeitado pela oposição.

A União Europeia lamentou também a “violência e agitação” e condenou “o uso excessivo e desproporcional da força por parte das forças de segurança” em uma jornada de votação na qual morreram dez pessoas, segundo a versão oficial venezuelana.

“O governo da Venezuela tem a responsabilidade de garantir o respeito ao Estado de Direito e aos direitos fundamentais, como a liberdade de expressão e o direito a manifestar-se pacificamente”, destacou o porta-voz do Serviço de Ação Exterior da UE.

Por sua parte, o presidente do Parlamento Europeu, Antonio Tajani, assegurou que a instituição não reconhecerá a Assembleia Constituinte e considerou que “a comunidade internacional não pode continuar calada frente a tantos mortos na Venezuela”.

“Está muito claro que o regime atual está se aferrando ao poder. A vontade do povo é mudar de regime. Por isso é necessário fazer eleições já”, salientou.

 

Fonte: Agência Brasil

Com alta de tributos sobre combustíveis, estimativa para inflação sobe para 3,4%

O mercado financeiro ajustou pela segunda semana seguida a projeção para a inflação este ano, após o aumento da tributação sobre combustíveis. A projeção para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subiu de 3,33% para 3,40%.

Há duas semanas, a estimativa estava na sétima redução seguida, em 3,29%. A  expectativa consta do boletim Focus, uma publicação elaborada todas as semanas pelo Banco Central, com projeções para os principais indicadores econômicos. O Focus é disponibilizado às segundas-feiras,em Brasília.

No último dia 20, o governo anunciou o aumento das alíquotas do Programa de Integração Social (PIS) e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) sobre a gasolina, o diesel e o etanol, mas uma liminar derrubou a medida no dia 25 deste mês. Na última quinta-feira (26), o Tribunal Regional Federal (TRF-1), anulou a suspensão do aumento.

O aumento dos tributos fez com que as instituições financeiras parassem de reduzir a estimativa para a inflação no próximo ano. Há duas semanas, a projeção para o IPCA é mantida de 4,20%. No boletim Focus, divulgado no dia 17, a estimativa estava na sexta queda seguida.

Mesmo com o aumento na projeção para este ano e manutenção para 2018, os cálculos para a inflação permanecem abaixo do centro da meta de 4,5%, que deve ser perseguida pelo BC. Essa meta tem ainda um intervalo de tolerância entre 3% e 6%.

Taxa básica de juros

Para alcançar a meta, o BC usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic, atualmente em 9,25% ao ano. Quando o Copom aumenta a Selic, a meta é conter a demanda aquecida, e isso gera reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.

Já quando o Copom diminui os juros básicos, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle sobre a inflação.

De acordo com a previsão do mercado financeiro, a Selic encerrará 2017 em 8% ao ano. Para o fim de 2018, a expectativa caiu de 8% para 7,75% ao ano.

A estimativa do mercado financeiro para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB, a soma de todos os bens e serviços produzidos no país), foi mantida em 0,34% para este ano. Para 2018, a projeção segue em 2%.

 

Fonte: Agência Brassil

Escolas que farão Saeb têm até hoje para informar dados sobre matrícula inicial

As escolas que ainda não enviaram suas informações sobre matrícula inicial têm até hoje (31) para acessar o sistema Educacenso e realizar a declaração. Os dados os estabelecimentos de ensino, turmas, alunos e profissionais escolares em sala de aula, para o Censo Escolar, devem ser enviados até as 23h59 por todas as escolas participantes do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) 2017.

Segundo o Instituto Nacional e Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), contribuir para o Censo Escolar 2017 é uma das condições para participar dos instrumentos de avaliação do Saeb. A participação no Saeb é censitária para as escolas da rede pública e facultativa para as escolas de rede privada, que tiveram até 14 de julho para aderir.

Com os dados, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) vai planejar a aplicação do Saeb, que será entre 23 de outubro e 3 de novembro. A média de desempenho dos estudantes nas provas e as taxas de aprovação vão compor o cálculo do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2017, que será divulgado no próximo ano.

A partir deste ano, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) não será mais usado para a emissão do boletim por escola. Por isso, o Saeb servirá para que as escolas possam medir seu desempenho.

Fechamento no Educacenso

Após informarem os cadastros de escola e turma, realizarem os vínculos de alunos e profissionais escolares e conferirem as informações nos relatórios, todas as escolas devem fazer o fechamento no sistema Educacenso. A regra vale, inclusive, para as escolas paralisadas ou extintas em 2017. Escolas que preenchem seus dados em sistemas próprios para, posteriormente, migrar os dados para o Educacenso também devem fazer o fechamento do sistema, manualmente. A medida vale para escolas que importaram dados totalmente ou parcialmente.

O Inep ressalta, contudo, que todas as escolas, estejam elas abertas ou fechadas, terão seus dados preliminares publicados no Diário Oficial da União. Aquelas que não fizerem o fechamento até hoje (31) poderão realizar o procedimento no período de retificação.

Censo Escolar

O Censo Escolar é o principal instrumento de coleta de informações da educação básica. Coordenado pelo Inep, é realizado em regime de colaboração entre as secretarias estaduais e municipais de educação e com a participação de todas as escolas públicas e privadas do país.

Ele abrange as diferentes etapas e modalidades da educação básica e profissional: ensino regular, educação especial, educação de jovens e adultos (EJA) e educação profissional. A coleta de dados das escolas tem caráter declaratório e é dividida em duas etapas. A primeira consiste no preenchimento da matrícula inicial, com coleta de informações sobre os estabelecimentos de ensino, turmas, alunos e profissionais escolares em sala de aula. A segunda etapa ocorre com o preenchimento de informações sobre a situação do aluno e considera os dados sobre o movimento e rendimento escolar dos alunos, ao final do ano letivo.

As informações permitem uma melhor compreensão da situação educacional do país, servem de base para o repasse de recursos do governo federal e para o planejamento e divulgação das avaliações realizadas pelo Inep.

Mapa das Escolas

O Mapa das Escolas do Censo Escolar 2017 está disponível no portal do Inep. A ferramenta apresenta o número de escolas em atividade constante no Censo Escolar deste ano, assim como aquelas que já realizaram o fechamento do censo.

 

Fonte: Agência Brasil

Brasil lamenta nova Constituinte na Venezuela e pede que ela não seja instalada

O governo brasileiro criticou a decisão do governo venezuelano de convocar a Assembleia Constituinte, mesmo diante do pedido da comunidade internacional pelo seu cancelamento. Em nota, o Itamaraty informou que o Brasil lamenta a convocação da Constituinte “nos termos definidos pelo Executivo” da Venezuela e solicita que a assembleia não seja instalada.

“Diante da gravidade do momento histórico por que passa a Venezuela, o Brasil insta as autoridades venezuelanas a suspenderem a instalação da assembleia constituinte e a abrir um canal efetivo de entendimento e diálogo com a sociedade venezuelana, com vistas a pavimentar o caminho para uma transição política pacífica e a restaurar a ordem democrática, a independência dos Poderes e o respeito aos direitos humanos”, diz a nota.

De acordo com a Chancelaria brasileira, a “iniciativa do governo de Nicolás Maduro viola o direito ao sufrágio universal, desrespeita o princípio da soberania popular e confirma a ruptura da ordem constitucional na Venezuela”. Para o Itamaraty, o país já dispõe de uma Assembleia Nacional legitimamente eleita e uma nova assembleia formaria “uma ordem constitucional paralela, não reconhecida pela população, agravando ainda mais o impasse institucional que paralisa a Venezuela”.

A nota ressalta também que o governo brasileiro está preocupado com a escalada da violência em face do acirramento da crise naquele país, “agravada pelo avanço do governo sobre as instâncias institucionais democráticas ainda vigentes no país e pela ausência de horizontes políticos para o conflito”. O Brasil condena o cerceamento do direito constitucional à livre manifestação e repudia a violenta repressão por parte das forças do Estado e de grupos paramilitares, durante a votação para a escolha dos constituintes nesse domingo (30).

A oposição venezuelana convocou para hoje (31) um protesto contra a Assembleia Nacional Constituinte que, a partir desta semana, começa a reescrever as regras do país. A eleição dos 545 constituintes, ontem, foi marcada pela violência. Segundo o Ministério Publico da Venezuela, dez pessoas morreram em enfrentamentos entre manifestantes e as forcas de segurança  – entre elas, um sargento e dois adolescentes.

 

Fonte: Agência Brasil

Índice de Confiança de Serviços avança 1 ponto em julho

O Índice de Confiança de Serviços avançou 1,0 ponto na passagem de junho para julho e chegou a 82,9 pontos, em uma escala de 0 a 200 pontos. Segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV), com a alta, o indicador recuperou parte da perda de 2,8 pontos registrada na passagem de maio para junho.

A alta da confiança atingiu empresários de nove das 13 atividades de serviços pesquisadas. No mês anterior, apenas quatro atividades haviam apresentado alta.

Os empresários estão mais confiantes tanto no momento presente quanto em relação ao futuro. O Índice da Situação Atual subiu 1,1 ponto e chegou a 78,6 pontos. Já o Índice de Expectativas cresceu 0,9 ponto e atingiu 87,4 pontos.

O Nível de Utilização da Capacidade subiu de 81,5% em junho para 82,1% em julho.

 

Fonte: Agência Brasil

Pesquisa: 76% dos hospitais não têm condições de atender pacientes com AVC

Uma pesquisa do Conselho Federal de Medicina (CFM) com médicos neurologistas e neurocirurgiões de todo o Brasil indica que 76% dos hospitais públicos onde eles trabalham não apresentam condições adequadas para atender casos de Acidente Vascular Cerebral (AVC). Apenas 3% dos serviços avaliados pelos médicos têm estrutura classificada como muito adequada e 21% como adequada, de acordo com estudo divulgado hoje (31).

O CFM ouviu 501 médicos que trabalham em serviços de urgência e emergência de unidades de saúde pública de todo o país. Eles responderam a um questionário sobre a situação do atendimento a pacientes com AVC, considerando critérios como o acesso exames de imagem em até 15 minutos, disponibilidade de leitos e medicamentos específicos, triagem dos pacientes identificados com AVC de forma imediata, capacidade numérica e técnica da equipe médica especializada e  qualidade das instalações disponíveis, entre outros pontos baseados em parâmetros internacionais e nacionais de atendimento ao AVC.

A percepção da maior parte dos médicos entrevistados aponta que as unidades públicas de saúde nem sempre estão preparadas para receber de forma adequada um paciente com sintomas do AVC, apesar de ser uma doença grave que está entre as principais causas de morte em todo o mundo.

“Nós fomos atrás dessa percepção em virtude do Acidente Vascular Cerebral ser a segunda principal causa de morte no Brasil, um dado epidemiológico. E é a principal causa de incapacidade no mundo e no Brasil, gerando inúmeras internações”, disse Hideraldo Cabeça, neurologista responsável pela pesquisa e coordenador da Câmara Técnica de Neurologia e Neurocirurgia do CFM.

Infraestrutura de atendimento é inadequada

Segundo a pesquisa, a infraestrutura de atendimento a casols de  AVC é inadequada em 37% dos serviços e pouco adequada em 39%, totalizando 76% de serviços que não se enquadram totalmente nos protocolos de atenção ao AVC estabelecidos pelo Ministério da Saúde.

Entre os itens essenciais que não estão disponíveis em mais da metade das unidades de saúde figura a tomografia em até 15 minutos e o acesso ao medicamento trombolítico, usado para dissolver o sangue coagulado nas veias do cérebro.

“Você não ter o uso do trombolítico em 100% dos serviços é um problema sério. Se o mesmo indivíduo chegar em locais diferentes, em um ponto ele vai ter atendimento próximo daquele que é recomendado e em outro local não. E se tem o trombolítico, tem local para fazer? Ele vai fazer na maca ou de forma respeitosa em um leito apropriado?”, questionou o neurologista.

A pesquisa aponta ainda que em 66,4% das unidades não havia apoio adequado do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). E em 87,9% dos hospitais não havia número suficiente de leitos para a demanda de AVC.

“Nosso objetivo é atender rápido e trazer menos prejuízos. Quanto menor o tempo de atendimento, maior a chance de menor sequela. Se você atende em um curto tempo, você aumenta a chance de benefício e recuperação desse indivíduo e seu retorno à sociedade” afirmou Hideraldo.

A rapidez no atendimento fez a diferença para a recuperação do treinador de futebol Ricardo Gomes. O então técnico do Vasco da Gama sofreu um AVC hemorrágico em 2011 na beira do campo, em um jogo contra o Flamengo. Ele foi prontamente atendido.

Seis anos após o acidente, Gomes ainda faz reabilitação para amenizar as sequelas, mas retomou sua rotina de trabalho. O caso do técnico é lembrado em campanhas de conscientização promovidas pela Sociedade Brasileira de Doenças Cerebrovasculares e outras associações médicas.

Mortes e sequelas

Conhecido popularmente como derrame ou trombose, o AVC ocupa o segundo lugar no ranking de enfermidades que mais causam óbitos no Brasil, atrás apenas das doenças cardiovasculares. Segundo o Ministério da Saúde, em 2014, último ano em que há dados disponíveis, morreram no país mais de 99 mil pessoas.

Os estados da região Norte são os que apresentam a maior incidência da mortalidade por AVC no país. Só no Amapá, de 2008 a 2014 houve aumento de 89,7% no número de mortes por AVC.

No ano passado, quase 177 mil pessoas foram internadas para tratamento de AVC no Sistema Único de Saúde (SUS) em todo o país. Quase 30 mil pacientes tiveram alta da internação por óbito. Se a tendência registrada até 2014 permanecer, a mortalidade poderá atingir novamente este ano o equivalente a mais da metade dos pacientes que passaram pelo SUS.

O AVC também é a primeira causa de incapacidade funcional no país e no mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). O paciente atingido pelo AVC pode ficar com sequelas como dificuldade para se locomover, falar, sofrer paralisia em um dos lados do corpo e perda de algumas funções neurológicas, entre outras.

Existem dois tipos de AVC, o hemorrágico, em que ocorre rompimento de artérias e sangramento no cérebro e o isquêmico, tipo mais frequente que representa 80% dos casos e é caracterizado pelo entupimento das artérias por um coágulo.

De acordo com os especialistas, a diferenciação imediata pelo médico entre um tipo e outro de AVC é determinante no sucesso do tratamento e na reversão de possíveis sequelas. A identificação na maioria das vezes é possível por meio do exame de tomografia ou pela ressonância magnética, dependendo do caso.

Capacitação

A disponibilidade de recursos humanos também foi considerada como inadequada (28%) ou pouco adequada (44%) em 72% dos hospitais onde atuam os especialistas que foram alvo da pesquisa. Os médicos entrevistados relataram que, em 69,6% dos serviços, não há equipes médicas em quantidade suficiente para atender os pacientes e que, em quase 50% dos serviços, não há oferta de treinamento para a equipe médica e multidisciplinar.

“É fundamental que neurologistas sejam capacitados para atender AVC. Existem no Brasil de 6 a 8 programas de especialização do neurologista em AVC, mas isso ainda é pouco diante do desafio que a doença requer. Outro ponto é a carência de recursos para pesquisa científica em AVC. A gente precisa testar os remédios que estão disponíveis no país, que são diferentes muitas vezes dos remédios usados lá fora. E precisa de pesquisas mais voltadas para a realidade nacional”, explica Octávio Marques Pontes Neto, presidente da Sociedade Brasileira de Doenças Cerebrovasculares (SBDCV).

Entre os poucos serviços que foram avaliados na pesquisa do CFM como muito adequados no país, está o do Hospital das Clínicas (HC), da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, em Ribeirão Preto (SP). A capacitação dos profissionais e o tratamento do AVC como prioridade estão entre os motivos para a região atendida pelo hospital ter índices mais baixos de morte pela doença.

“A Organização Mundial da Saúde recomenda que – da porta do hospital até o início do tratamento trombolítico – o atendimento seja feito em no máximo 60 minutos. A gente conseguiu aqui no HC baixar esse tempo médio pra 29 minutos. É um hospital público, com todas as dificuldades, tem leito no corredor, mas a gente estruturou o atendimento, organizou e treinou todo mundo”, explicou Marques, que também é professor e chefe do Departamento de Neurologia Vascular do HC.

A cidade ainda conta com uma rede de atenção à urgência e regulação médica estruturada desde 2000, o que garante a rapidez do atendimento. “O paciente de AVC não pode ir de carro para o hospital, ele tem que ser orientado a ligar para o 192, porque o Samu já sabe qual o hospital naquela região que atende AVC e pode pré notificar o hospital”, explica Marques.

O hospital supera também os índices de oferta do medicamento trombolítico. Enquanto no Brasil estima-se que de 1,5% a 2% dos pacientes com AVC recebem o medicamento, na regional atendida pelo HC de Ribeirão Preto, em torno de 6 a 8% dos pacientes têm acesso ao tratamento.

Linha de cuidado

Em 2012, o Ministério da Saúde instituiu a Linha do Cuidado do AVC para a  Rede de Atenção às Urgências e Emergências. Por meio da portaria 665, foi criado um manual de rotinas com orientações e critérios de atendimento ao AVC.

Desde o lançamento da linha de cuidado, o Ministério da Saúde credenciou 51 unidades no país como habilitadas para atender casos de AVC. Contudo, o presidente da SBDC alerta que seriam necessários pelo menos 200 unidades credenciadas em todo o território brasileiro por conta da  dimensão do país.

“A estimativa da Organização Mundial de Combate ao AVC (World Stroke Organization) é de que, para cada 100 mil habitantes, precisaria de pelo menos 5 mil leitos. A unidade AVC é a principal intervenção na redução de mortalidade e incapacidade por AVC”, explicou o médico.

Prevenção

O Conselho Federal de Medicina vai compartilhar os resultados da pesquisa com os conselhos regionais, que encaminharão o documento às secretarias de saúde estaduais e municipais. O objetivo é alertar os gestores locais para que melhorem a estrutura de atendimento a fim de reduzir o número epidêmico de óbitos e pessoas incapacitadas.

“AVC tem tratamento, mas é uma emergência médica, o tratamento é extremamente efetivo, mas se for dado nas primeiras horas. Depois de 24 horas não tem mais o que fazer, na verdade é tratar a sequela e evitar complicação”, afirma Marques.

Além de recomendar a melhora na gestão do serviço de emergência e a ampliação das unidades credenciadas, com a incorporação de novas tecnologias, os especialistas ressaltam que a conduta dos pacientes também tem impacto na prevenção dos casos de AVC.

Os médicos alertam que é necessário fazer controle periódico de fatores de risco como a hipertensão, o diabetes, o tabagismo, obesidade, colesterol alto e o sedentarismo. Segundo os neurologistas, entre 80 e 90% dos casos de internação e até de morte por AVC podem ser evitados se houver melhoria na estrutura do atendimento e se o paciente adotar hábitos saudáveis. Eles lembram ainda que, apesar de ser mais recorrente entre os idosos, a doença pode atingir pessoas em qualquer idade, até recém-nascido.

 

Fonte: Agência Brasil

Morre a atriz e diretora francesa Jeanne Moreau

A atriz e diretora Jeanne Moreau, considerada a grande dama do cinema francês, morreu nesta segunda-feira (31) aos 89 anos de idade, informou a imprensa francesa.

A intérprete, que trabalhou com os maiores diretores da cinematografia francesa, como François Truffaut, Louis Malle e André Téchiné, foi encontrada morta em sua casa em Paris por sua empregada doméstica, segundo a revista Closer.

Moreau, “a melhor atriz do mundo”, segundo Orson Welles, é a primeira mulher acadêmica de Belas Artes na história da França, fez parte da “Nouvelle Vage” e foi musa de diretores como Luis Buñuel, com quem trabalhou em Diário de uma Criada de Quarto.

“Essa tristeza não acabará nunca, mas a alegria de lembrá-la sempre estará conosco”, escreveu no Twitter o Unifrance, organismo encarregado da promoção do cinema francês no exterior.

A protagonista de Uma Mulher para Dois (1962) e de A Noiva Estava de Preto(1967), de Truffaut, teve ampla trajetória. Entre os filmes que fez, destacam-se também A Noite (1962), de Michelangelo Antonioni, e Duas Almas em Suplício(1960), de Peter Brook, que lhe valeu o prêmio de melhor interpretação feminina em Cannes.

Nascida em 23 de janeiro de 1928, de pai francês e mãe britânica, estreou no teatro em 1947 com La terrasse de midi, apresentada no Festival de Avignon.

Atriz poliglota e internacional, que se destacou também como cantora, foi prêmio César de melhor atriz em 1992 por La vieille qui marchait dans a mer, de Laurent Heynemann, e presidente do júri de Cannes em 1975 e 1995.

Moreau presidiu também o júri da Seção Oficial do 54º Festival Internacional de Cinema de San Sebastián, em 2006, e deixa uma trajetória cinematográfica composta por mais de uma centena de filmes.

“Com ela desaparece uma artista que encarnou o cinema na sua complexidade, na sua memória, na sua defesa”, afirmou hoje a presidência francesa, que a lembrou como uma mulher rebelde contra “a ordem estabelecida e a rotina”.

A também cenógrafa, diretora de filmes como No Coração, a Chama (1976), foi casada com Jean-Louis Richard, pai do seu filho Jérôme, e posteriormente com William Friedkin.

 

Fonte: Agência Brasil

No retorno dos trabalhos legislativos, governo terá semana decisiva

O retorno dos trabalhos legislativos a partir da próxima quarta-feira (2) marcará também o início de uma semana decisiva para o governo no Congresso Nacional. No mesmo dia em que retomam oficialmente as atividades parlamentares, deputados já deverão analisar em plenário a denúncia contra o presidente Michel Temer, por corrupção, apresentada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Na última sexta-feira (28), o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), reafirmou o compromisso com a data de votação, que foi marcada na véspera do recesso parlamentar que começou em 18 de julho. Maia declarou que votar a denúncia é “a melhor opção para o país” e disse estar confiante de que o quórum necessário para a votação será atingido nessa quarta-feira.

Já os senadores, voltarão ao trabalho com outra tarefa importante: votar a Medida Provisória (MP) 770, que trata de benefícios fiscais para a compra de maquinário e equipamentos para salas de cinema em todo o país, em especial nos municípios de médio porte. A MP já foi aprovada pela Câmara e perderá a validade por decurso de prazo se não for votada até o dia 7. A expectativa, então, é que o Senado analise esse tema na sessão desta quarta-feira.

Pautas prioritárias

Na última semana, o líder do governo na Câmara, deputado André Moura (PSC-SE), também elencou mais duas medidas provisórias como pautas prioritárias para o governo nos primeiros quinze dias após o retorno dos trabalhos no Congresso.

Segundo ele, os parlamentares deverão se dedicar a concluir a votação da MP 777 na comissão especial mista para que ela siga para o plenário da Câmara. Essa MP institui a nova taxa de longo prazo para remunerar os contratos de financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

A outra prioridade será a medida provisória que trata da reoneração da folha de pagamento de empresas de mais de 50 setores da economia. Ela está pronta para votação no plenário da Câmara, mas antes dela os deputados precisarão votar mais três MPs que já estão na fila. Depois que passar pela Câmara, o texto ainda seguirá para o plenário do Senado.

 

Fonte: Agência Brasil

Termina hoje prazo para sacar FGTS de contas inativas

Hoje (31) é o último dia para sacar os valores disponíveis nas contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Quem perder o prazo, só poderá usar os recursos nos casos previstos anteriormente, como a compra da casa própria, aposentadoria, em caso de demissão sem justa causa, quando a conta permanecer sem depósitos por três anos ou no caso de algumas doenças.

No entanto, quem comprovar que estava impossibilitado de sacar no período estabelecido pelo governo, como no caso de presos e de doenças graves, poderá retirar o recurso até o dia 31 de dezembro de 2018.

Nessa etapa, o saque está liberado para todos os trabalhadores que têm direito ao benefício, não importa a data de nascimento. Pode fazer o saque quem teve contrato de trabalho encerrado sem justa causa até 31 de dezembro de 2015.

“A Caixa ressalta que o prazo de saque das contas inativas do FGTS não sofreu alteração. O prazo encerra na segunda-feira (31/07) para todos os trabalhadores, exceto os casos que serão contemplados pelo decreto”, informou o banco, em nota.

Caixa criou em seu site uma página especial e um serviço telefônico para tratar das contas inativas. O banco orienta os trabalhadores a acessar o endereço ou ligar para  0800-726-2017, para que possam saber o valor, a data e o local mais convenientes para os saques. Os beneficiários também podem acessar o aplicativo FGTS para saber se têm saldo em contas inativas.

 

Fonte: Agência Brasil

Estados e prefeituras podem parcelar dívidas com a Previdência até hoje

As unidades da Federação e as prefeituras têm até hoje (31) para parcelarem as dívidas com a Previdência Social e os regimes próprios de Previdência com desconto nas multas e nos juros. O programa permite a inclusão de débitos vencidos até 30 de abril deste ano e deve reforçar a arrecadação federal em R$ 6,91 bilhões este ano.

Criado por meio da Medida Provisória 778, o Programa de Regularização de Débitos Previdenciários dos Estados e dos Municípios permite o parcelamento em até 200 meses (16 anos e 8 meses) das contribuições previdenciárias de responsabilidade dos governos locais, com desconto de 80% dos juros e 25% das multas.

Obrigações acessórias e contribuições incidentes sobre o 13º salário também podem ser renegociadas. Os estados e as prefeituras podem parcelar ainda dívidas suspensas pela Justiça, desde que desistam de questionar a cobrança nos tribunais.

A adesão ao programa deve ser formalizada em uma unidade da Receita Federal do domicílio tributário da prefeitura ou do estado.

Débitos parcelados em outros programas de refinanciamento poderão ser incluídos na nova renegociação. Em todos os casos, os governos locais terão o desconto nos juros e nas multas, exceto para as seis primeiras parcelas, que deverão equivaler a 2,4% do total da dívida consolidada e serem pagas em espécie, sem reduções.

As 194 prestações restantes serão retidas nas transferências da União aos Fundos de Participação dos Estados e dos Municípios. O valor equivale à prestação estabelecida ou a 1% da receita corrente líquida, prevalecendo o menor montante. Caso a parcela seja maior que os repasses retidos, o governo local deverá pagar a diferença todos os meses.

Exclusão

O estado ou a prefeitura pode ser excluído do programa nas seguintes situações: falta de recolhimento da diferença não retida nos fundos de participação por três meses consecutivos ou alternados; falta de pagamento de uma parcela, estando pagas todas as demais; falta de apresentação das informações relativas ao demonstrativo de apuração da receita corrente líquida; ou não quitação integral do pagamento em espécie em 2017.

A medida provisória que criou o Programa de Regularização de Débitos Previdenciários dos Estados e dos Municípios foi assinada em maio, durante a abertura da 20ª Marcha Nacional dos Prefeitos, em Brasília. Uma portaria editada dias depois ampliou a renegociação para os estados.

Atualmente, 2.077 prefeituras têm regimes próprios de Previdência para os servidores municipais. Sem condições de montarem uma Previdência especial para os funcionários, 3.491 prefeituras de menor porte contribuem para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Em relação às unidades da Federação, os 26 estados e o Distrito Federal têm regimes próprios de Previdência.

 

Fonte: Agência Brasil

Consumidor deve analisar perfil antes de optar por tarifa branca de energia

A partir de 1º de janeiro de 2018, os consumidores poderão solicitar a adesão à tarifa branca de energia elétrica, que é a adoção de preço diferente de acordo com o horário de consumo. Com a tarifa branca, a energia consumida fora do horário de pico será mais barata, segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Entretanto, é importante que cada consumidor conheça o seu perfil de consumo na hora de optar entre a tarifa branca e a convencional.

O analista de mercado da Proteste, Rafael Bomfim, alerta que a tarifa branca pode ser muito boa ou muito ruim, dependendo do perfil de consumo. Para ele, quem optar por essa tarifa tem que ser capaz de aproveitar os horários fora de ponta. “Conheça bastante as regras e verifique a possibilidade de se adaptar aos melhores horários da tarifa”, disse. “Se é um consumidor que tem a rotina rígida, não é aconselhável”.

Com as novas regras, nos dias úteis o preço da energia poderá ser dividido em três horários: ponta, intermediário e fora de ponta. As faixas variam de acordo com a distribuidora. O horário de ponta, com a energia mais cara, terá duração de três horas, na parte da noite. A taxa intermediária será uma hora antes de uma, depois do horário de ponta. Nos feriados nacionais e nos fins de semana, o valor é sempre fora de ponta.

Aderir à tarifa branca será opcional e estará disponível para as novas ligações e com unidades que consomem mais de 500 quilowatts-hora (kWh) por mês. Em um prazo de 12 meses, será oferecido para unidades com média anual de consumo superior a 250 kWh por mês e, em até 24 meses, para as demais unidades consumidoras.

Atualmente, existe apenas a tarifa convencional, que tem valor único cobrado pela energia consumida e é igual em todos os dias, em todas as horas. A tarifa diferenciada não valerá para os grandes consumidores, como as indústrias, nem para quem é incluído na tarifa social de energia.

Para aderir à tarifa branca, os consumidores precisam formalizar sua opção na distribuidora, e quem não optar por essa modalidade continuará sendo cobrado pelo sistema atual. “Nós alertamos para o consumidor não migrar por impulso para a tarifa branca, para não ter surpresa ruim na conta”, disse Bomfim, explicando que será possível retornar para a cobrança convencional, caso o consumidor não se adapte.

Também será preciso instalar um novo tipo de medidor de energia. A troca deverá ser feita em até 30 dias e os custos do medidor e do serviço serão de responsabilidade da distribuidora.

No site da Aneel, estão disponíveis exemplos de situações em que é mais vantajoso migrar para a tarifa branca.

Capacidade do sistema

A tarifa branca cria condições que incentivam alguns consumidores a deslocar o consumo dos períodos de ponta para aqueles em que a rede de distribuição de energia elétrica tem capacidade ociosa.

O consultor de energia do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), Clauber Leite, explica que o sistema de energia é projetado para atender à máxima demanda, mas que, na maior parte do dia, fica ocioso. “A tarifa branca é uma política adequada, ela é boa porque acaba barateando e dando mais eficiência ao sistema como um todo”, disse.

Para Leite, em longo prazo, a medida pode ajudar a adiar os investimentos. “Anualmente, o número de consumidores cresce. Então, para atender à demanda está sendo prevista uma carga máxima do sistema. Se consegue deslocar esse pico, o investimento pode ser postergado e isso pode gerar benefícios na tarifa”, explicou.

 

Fonte: Agência Brasil

Termina prazo para contribuintes aderirem ao programa de repatriação

O prazo para os contribuintes com recursos não declarados no exterior regularizarem a situação fiscal acaba hoje (31). Também chamado de repatriação, o programa de regularização de ativos no exterior envolve o perdão do crime de evasão de divisas sobre recursos mantidos em outros países não declarados ao Fisco em troca do pagamento de 15% de imposto de Renda (IR) e 20,25% de multa.

Para fazer parte do programa, os contribuintes devem preencher a Declaração de Regularização Cambial e Tributária (Dercat), que está disponível em formato eletrônico no Centro de Atendimento Virtual da Receita Federal (e-CAC).  Ao entregar a declaração, o sistema emitirá automaticamente a guia de pagamento do Imposto de Renda e da multa.

Na primeira versão do programa, no ano passado, a Receita havia cobrado 15% de IR e 15% de multa. Aprovada em março pelo Senado, a nova etapa do programa de repatriação foi regulamentada pela Receita Federal no início de abril. A partir de então começou a contar o prazo de 120 dias de adesão.

Frustração de receitas

Nessa segunda versão, o programa arrecadará menos que o previsto. A previsão do governo é arrecadar R$ 2,852 bilhões com a segunda etapa do programa, contra estimativa inicial de R$ 13 bilhões. A revisão foi divulgada no último dia 21 pelo Ministério do Planejamento no Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas.

A nova estimativa leva em conta a arrecadação bruta do programa. Ao considerar a partilha do Imposto de Renda e das multas com os estados e os municípios, a União ficará com R$ 1,34 bilhão.

No início do ano, a equipe econômica previa arrecadar R$ 13 bilhões, dos quais R$ 6,1 bilhões ficariam com a União. Segundo o secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, até o último dia 17, o governo tinha arrecadado apenas R$ 900 milhões, mas ele não explicou o motivo de a entrada de recursos ter ficado abaixo da expectativa.

“Nós estamos tendo frustração de adesões. Até agora, elas implicaram arrecadação de R$ 900 milhões. A duas semanas do fim do período de adesão, não poderíamos manter a previsão de R$ 13 bilhões, sendo que nem atingimos R$ 1 bilhão. Aguardamos ainda o prazo”, disse Rachid, no último dia 21, ao explicar a última edição do Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas.

O fraco desempenho da segunda versão do programa foi um dos motivos que levaram a Receita Federal a revisar para baixo, em R$ 5,79 bilhões, a estimativa de entrada de receitas primárias para este ano. A frustração de receitas poderia ter sido mais ampla não fossem a entrada adicional de R$ 5,8 bilhões da renegociação de dívidas de contribuintes da União, o ingresso de R$ 10,2 bilhões de precatórios devolvidos ao Tesouro Nacional e o aumento de tributos sobre os combustíveis, que deverá render R$ 10,4 bilhões ao governo.

 

Fonte: Agência Brasil

Estudo aponta resultados ‘encorajadores’ de vacina experimental contra HIV

Um estudo em fase preliminar de uma vacina contra o HIV produziu resultados “encorajadores”, enquanto as pesquisas realizadas até a data não permitiram o desenvolvimento de uma vacina eficaz para proteger as pessoas contra este vírus.

 
Testado em 393 voluntários em cinco países (Estados Unidos, Ruanda, Uganda, África do Sul e Tailândia), este protótipo provocou uma resposta imune (produção de anticorpos) em 100% dos participantes, de acordo com o estudo apresentado nesta segunda-feira (24/7) na Conferência Internacional de Pesquisa sobre a aids, em Paris.
“Estes dados promissores, combinados aos avanços de outros pesquisadores na área, permitem que sejamos novamente otimistas sobre a possibilidade de desenvolver uma vacina contra o HIV”, estimou o Dr. Dan Barouch, membro da equipe de pesquisa, durante coletiva. De acordo com especialistas, uma vacina seria a melhor maneira de acabar com uma epidemia que infectou 76 milhões de pessoas e causou 35 milhões de mortes desde seu surgimento no início dos anos 1980.
Apesar dos meios disponíveis de prevenção, 1,8 milhão de novas infecções foram registradas em 2016, de acordo com a UNAIDS. “Mas até a data, apenas quatro projetos de vacinas alcançaram o estágio de teste de sua eficácia clínica”, lembrou Dan Barouch, os demais foram abandonados em fases iniciais por causa de sua falta de eficácia.
Leia mais notícias em Ciência e Saúde
Esta vacina experimental, de “duplo gatilho”, consiste primeiro em despertar o sistema imunológico com um vírus da gripe comum, antes de dopá-lo com uma proteína encontrada no envelope do HIV, provocando uma reação mais forte do corpo.
Em uma fase anterior em macacos, cujos resultados foram publicados há dois anos, esta estratégia tinha ajudado a prevenir a infecção em dois terços dos primatas, lembrou Dan Barouch, virologista e professor da Faculdade de Medicina da Universidade de Harvard. “Claro, não sabemos ainda se esta vacina vai proteger os seres humanos. Mas estes dados justificam a realização de um estudo de eficácia em larga escala”, disse ele.
Após uma nova avaliação, a fase seguinte dos testes em pacientes apresentando risco elevado de contaminação por HIV, poderia iniciar “no final de 2017 ou início de 2018”, em países do sul da África, indicou em um comunicado o laboratório Janssen (grupo Johnson and Johnson), que desenvolve a vacina experimental.
Acertar a vacina “será muito difícil”, mas um sucesso “mudaria o cenário”, explicou à AFP Anthony Fauci, diretor do Instituto Nacional de Alergias e Doenças Infecciosas (NIAID), um órgão público americano. “Mesmo se obtivermos uma eficácia de 50% a 60%, (…) já veríamos um impacto importante sobre a pandemia”, acredita.
Fonte: Correio Brasiliense 

Cientistas produzem anticorpos humanos específicos em laboratório

Um grupo de cientistas descobriu um método para desenvolver rapidamente anticorpos humanos específicos em laboratório que pode ajudar a combater doenças infecciosas e até o câncer, segundo um artigo divulgado nesta segunda-feira na revista “Journal of Experimental Medique”.

Essa descoberta pode acelerar a produção de anticorpos para tratar um amplo espectro de doenças e facilitar o desenvolvimento de novas vacinas, indicaram os cientistas, que foram liderados pelo argentino Facundo Batista, do Fracis Crick Institute, de Londres.

“Em particular, deveria permitir a produção desses anticorpos em um período de tempo mais curto in vitro e sem a necessidade de vacinação ou doação de sangue de pessoas recentemente infectadas”, indicou Batista no artigo.

Atualmente, o método de desenvolvimento de vacinas implica coletar amostras da doença e a criação de um antígeno, mediante ao crescimento dos vírus em células primárias, o que representa conseguir essas mostras de doadores infectados e isolar depois o antígeno das células usadas para criá-lo.

Os pesquisadores liderados por Batista conseguiram replicar esse processo no laboratório ao produzir anticorpos específicos dessas células isoladas das amostras de sangue.

No entanto, além do encontro com um antígeno concreto, as células precisam de um segundo sinal para começar a desenvolver esses anticorpos. Isso pode ser obtido por pequenos fragmentos de DNA, chamados CpG oligonucletídeos, que ativam a proteína TLR9.

Para isso, os cientistas conseguiram produzir anticorpos específicos graças ao tratamento de células infectadas com nanopartículas com CpG oligonucletídeo e o antígeno apropriado em poucos dias no laboratório.

Como consequência, o procedimento não depende que os doadores tenham sido expostos a esses antígenos previamente.

Os pesquisadores conseguiram, por exemplo, gerar anticorpos contra o HIV em células isoladas de pacientes sem HIV.

Fonte: Exame Abril

Há água no interior da Lua, dizem cientistas

Estudo publicado na “Nature Geoscience” nesta segunda-feira (24) traz evidências de que há água no interior da Lua.

Combinando dados de satélite com informações de espectrômetros, cientistas da Universidade de Brown (Estados Unidos) conseguiram perceber uma grande quantidade de líquido preso no interior de rochas.

Espectômetros ajudam cientistas a verificar a presença de objetos no espaço pela análise do comportamento da luz.

Evidências de água na Lua começaram a surgir partir de 2008, mas ainda acreditava-se que não havia líquido em seu interior.

Antes, cientistas assumiam que era improvável que o hidrogênio teria sobrevivido ao calor do impacto da formação do satélite. Por isso, o achado levanta também questões sobre as circunstâncias da formação da Lua.

Os dados do estudo podem facilitar ainda missões de exploração na superfície lunar, já que talvez não seja mais necessário levar grande quantidade de água da Terra para lá.

Fonte: Portal G1

Como cientista francês desvendou mistério das areias cantantes do deserto

Se você for a uma área no norte do deserto do Saara, no Marrocos, poderá ouvir – e ficar intrigado – com uma misteriosa música. Ela não vem de tendas, casas ou oásis, ela vem das dunas de areia.

No século 13, o explorador Marco Polo já descrevia esse ruído estranho. Ele o comparava a cavalos trotando em batalha ou a espíritos assombrando viajantes. Em outros momentos, dizia que ele “preenchia o ar com sons de todos os tipos de instrumentos musicais”, conta o livro As Viagens de Marco Polo.

Por muito tempo, o motivo do fenômeno natural raro permaneceu um mistério. Mas o físico francês Stéphane Douady tem buscado – e obtido – respostas sobre o fenômeno desde 2001.

Canto do acaso

Douady e sua equipe se depararam com os sons do deserto por acaso, quando estavam em missão para estudar a formação das dunas e notaram que elas emitiam um som “fascinante”.

“Já a primeira duna que visitamos era uma ‘cantora’ excepcional”, disse o pesquisador, em entrevista por email à BBC Brasil.

O ruído surgiu quando um dos pesquisadores da equipe descia pelo monte de areia. A cada passo, ouvia-se um “uoooook”, descreve Douady.

“Foi um momento mágico, (ouvimos) um som muito alto, de 110 decibéis, comparado ao de um pequeno avião sobre você”, acrescentou ao programa Outlook, da BBC.

E se alguém corresse ou manuseasse a areia com a mão, o tom mudava. Eles, então, passaram o dia ali coletando dados e testando diferentes sons com os grãos de areia.

“Foi um dos melhores momentos da minha carreira”, continua. “Primeiro porque era intelectualmente estimulante, pois as coisas que se pensava que eram sabidas na verdade não eram. E, ao mesmo tempo, estávamos nos divertindo tanto que parecíamos crianças no playground.”

Mas, até aquele momento, não entendiam ainda as razões por trás dos sons. “O mistério que era o mais excitante”, afirma Douady.

Areia na mala

Para estudar o fenômeno, os pesquisadores levaram areia do deserto até o Laboratório de Matéria e Sistemas Complexos (CNRS, na sigla em francês), em Paris.

Cada um dos quatro integrantes da missão encheu seis garrafas de vinho com areia e as colocou em sua bagagem. “Isso seria o suficiente para fazer uma ‘avalanche’ cantante no laboratório”, conta o pesquisador.

Nas pesquisas em Paris, a primeira descoberta foi que o som era produzido pelo movimento sincronizado dos grãos de areia, e que o volume e a variação tonal eram influenciados pelo tamanho desses grãos.

A partir daí, sua equipe visitou outros países para checar a teoria. Eles notaram que cada deserto tinha seu próprio timbre.

Os grãos do deserto de Atacama no Chile eram parecidos e tão cantantes quanto os do Marrocos. Seus grãos eram mais homogêneos e tinham um som mais “puro”. Em Omã, com grãos mais irregulares, o som era mais “duro”. Eles visitaram ainda Estados Unidos e China, onde o acesso era difícil, e as areias produziam menos sons.

Por que cantam

Descobrir por que algumas dunas cantavam e outras não acabou virando a motivação do físico francês. “Estava ficando até um pouco obcecado com isso”, conta.

Depois de meses de estudo, Douady notou momentos em que as areias paravam de cantar, e teve, então, a ideia de submergir os grãos em água salgada, como a do mar.

Mais descobertas começaram a surgir. O deserto precisa ser seco, mas com “um pouco de água salgada para fazer a mágica”, diz Douady.

Outros fatores estão nos grãos: precisam ser redondos para rolarem com facilidade e serem cobertos por um tipo de verniz de minerais, como magnésio, alumínio e ferro.

Esse verniz produz uma cor preta, que transluz. O pesquisador acredita que esse verniz é essencial para produzir o som, mas ainda não entende o motivo.

“Então o mistério ainda está lá”, comenta Douady sobre o próximo passo da pesquisa. “É incrível saber que ainda há outras coisas para se descobrir”.

Viagem de transformação

Douady afirma que a expedição às dunas cantantes mudou sua vida. Seu interesse foi além do comportamento físico das areias.

“Com todos aqueles sons, eu queria fazer música. Então busquei um artista que pudesse combinar gravações desses sons para fazer uma peça de música”, conta Douady, que promoveu o lançamento do CD Le Chant des Dunes, de Estelle Coquin.

 

“Tenho muito carinho por esse assunto. Não apenas porque é poético e musical, mas também porque é um fenômeno raro e não há muitas dunas no mundo que ‘cantam’ bem. E porque há fenômenos simples ao nosso redor que ainda são misteriosos e precisam ser explicados.”

O som das dunas despertou o interesse do documentarista Mathias Théry que, em 2008, voltou ao deserto na companhia de Douady, e fez um documentário, Cherche Toujours, que tem trechos disponíveis no YouTube.

Fonte: Portal G1

Ancestrais humanos faziam sexo com diferentes espécies, indica estudo

Um estudo feito na Universidade de Buffalo, nos Estados Unidos, e publicado na última sexta-feira, afirma que os seres humanos se relacionavam sexualmente com outras espécies de hominídeos no passado. Isso pode ajudar a descobrir detalhes da evolução do homo sapiens, assim como descobrir uma espécie “fantasma” que ainda é um mistério para os cientistas.

“Parece que o cruzamento entre diferentes espécies de hominídeos não era exceção – era norma”, diz Omer Gokcumen, PhD, professor assistente de ciências biológicas na Universidade de Artes e Ciências de Buffalo.

Os humanos, homo sapiens, são apenas uma das espécies de hominídeos – como os neandertais, por exemplo. Todas as outras espécies estão atualmente estão extintas.

No estudo, os cientistas conseguiram pela saliva perceber que existe um crescente número de evidências de que um encontro sexual entre esses diferentes tipos de espécie arcaicas de humanos pode ter sido muito mais comum do que se podia imaginar. E este encontro pode ter contribuído com material genético para pessoas que vivem atualmente na África Subsaariana.

“Nossa pesquisa traçou a evolução de uma importante proteína de mucina chamada MUC7 que se encontra na saliva”, explicou Gokcumen.

“Quando analisamos a história do gene que codifica a proteína, vemos a assinatura da mistura arcaica nas populações africanas modernas”, adicionou ele.

A pesquisa analisou material genético de 2.500 pessoas. E o mais notável foi ver que o código genético de pessoas da África Subsaariana tinham versões bem diferentes do restante do mundo – indicando essa mistura de espécies, há cerca de 150 mil anos.

Os estudos indicam que uma espécia “fantasma” – chamada assim pois não existem fósseis dela encontrados até hoje – pode ter contribuído geneticamente para a evolução do ser humano como se conhece hoje. “Baseado na nossa análise, a explicação mais plausível é que a extrema variação é uma introgressão arcaica – a introdução de material genético proveniente de uma espécie ‘fantasma’. Pode se uma espécie que conhecemos, ou uma que ainda não foi descoberta.”

A pesquisa foi publicada em 21 de julho na revista Molecular Biology and Evolution. O estudo foi liderado por Gokcumen e Stefan Ruhl, DDS, PhD, professor de biologia oral na Faculdade de Medicina Odontológica da Universidade de Bufalo.

Fonte: Portal UOL

Por que vemos “pontos pretos” antes de desmaiar?

Quatro em cada dez pessoas no mundo terão pelo menos um episódio de desmaio ao longo da vida. Se você faz parte dessa estatística, sabe que antes de perder a consciência, o corpo costuma mandar sinais de que algo ruim vai acontecer, como sensação de fraqueza, de que os sons estão cada vez mais distantes e, principalmente, o aparecimento de “pontos pretos” na visão. E por que isso acontece? De regra geral, o desmaio é um alerta que o cérebro envia ao corpo dizendo que não está recebendo sangue suficiente para funcionar a todo vapor.

Isso acontece, principalmente, quando há uma queda na pressão sanguínea, o que dificulta o “bombeamento” do sangue para todas as partes do corpo provocando, consequentemente, a falta de oxigenação. Como o órgão fica no topo da cabeça, é o primeiro a sentir a redução do fluxo sanguíneo, uma vez que o corpo precisa vencer a gravidade para impulsionar o sangue lá para cima. Sem oxigenação, suas células não conseguem trabalhar corretamente, provocando a perda da consciência.

Aqueles “pontos pretos” que vemos antes do desmaio ocorrem porque as células da retina (responsáveis pela visão e localizadas no cérebro) também vão ficando, aos poucos, sem oxigênio. Sem ter o combustível para executar o trabalho, elas falham até deixarem de funcionar por alguns segundos.
Os sentidos são recuperados e o corpo volta a funcionar geralmente quando ficamos deitados, na posição horizontal. Isso porque, com todo o corpo na mesma posição, o sangue volta a circular com mais facilidade até a cabeça (já que ele não precisa “vencer” a gravidade).

Fonte: Portal UOL

Ciência e Saúde. Mudanças no estilo de vida podem evitar Alzheimer

Não há maneiras comprovadas de evitar a doença de Alzheimer, o tipo mais comum de demência. No entanto, um estudo publicado nesta quinta-feira (20/07) aponta que combater riscos-chave desde a infância pode retardar ou até mesmo evitar cerca de um terço dos casos de demência em todo o mundo.

Segundo o estudo, publicado na revista científica britânica Lancet, fatores de estilo de vida, como sedentarismo e falta de interação social, podem tornar o cérebro mais vulnerável a problemas de memória e de raciocínio à medida que envelhecemos.

Um painel designado pela revista Lancet criou um modelo de risco de demência ao longo da vida que estima que cerca de 35% de todos os casos sejam atribuíveis a nove fatores de risco – que as pessoas potencialmente poderiam mudar.

As recomendações são: garantir uma boa educação na infância; evitar hipertensão, obesidade e tabagismo; gerenciar diabetes, depressão e perda auditiva relacionada à idade; ser fisicamente ativo; permanecer socialmente engajado na velhice.

 

A teoria é que esses fatores influenciam a resiliência do cérebro para suportar anos de dano silencioso, que eventualmente resulta na doença de Alzheimer.

Os autores do estudo reconhecem que se trata de uma estimativa teórica, com base em estatística. Um relatório recente dos EUA foi muito mais cauteloso, afirmando que existem sugestões encorajadoras de que algumas mudanças no estilo de vida podem reforçar a saúde cerebral, mas que há pouca ou nenhuma prova.

Ainda assim, nunca é tarde para tentar, segundo o autor principal do artigo publicado na Lancet, Gill Livingston, professora de psiquiatria na University College de Londres. “Embora a demência seja diagnosticada na vida adulta, as alterações cerebrais geralmente começam a se desenvolver anos antes”, observou.

Testes e evidências
No início do próximo ano, um estudo de 20 milhões de dólares começará a testar rigorosamente se algumas simples atividades diárias realmente ajudam os idosos a se manterem aguçados. Enquanto isso, especialistas em Alzheimer defendem que há de fato algumas vantagens em certas recomendações de senso comum.

“O aumento da saúde do corpo ajuda a aumentar a saúde do cérebro”, disse a neurocientista Laura Baker, da Wake Forest School of Medicine na Carolina do Norte, que liderará o próximo estudo americano.

No mês passado, as Academias Nacionais de Ciências, Engenharia e Medicina dos EUA comunicaram que há pouca prova em relação a tais recomendações. O relatório determinou algumas evidências de que controle de pressão arterial, exercício físico e certas formas de treinamento cerebral – mantendo o cérebro intelectualmente estimulado – podem funcionar.

Isso porque o que é bom para o coração geralmente é bom para o cérebro. De fato, a pressão arterial elevada, que pode desencadear ataques cardíacos e derrames, também aumenta o risco da chamada “demência vascular”. E quanto mais aprender, mais conexões o cérebro forma – o que cientistas chamam de reserva cognitiva.

A evidência mais forte de que as mudanças de estilo de vida ajudam a prevenir e combater o Alzheimer vêm da Finlândia, onde um grande estudo aleatório descobriu que idosos com alto risco de demência obtiveram melhores resultados em testes cerebrais após dois anos de exercícios, dieta balanceada, estimulação cognitiva e atividades sociais.

Fonte: Metrópoles 

Brasileiro está menos confiante em relação à inflação, emprego, renda e consumo

O consumidor brasileiro está menos confiante com relação à inflação do país, às expectativas de emprego, renda e de compra de bens de maior valor, segundo pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI). De acordo com a entidade, o Índice Nacional de Expectativa do Consumidor (Inec), divulgado hoje (28), caiu para 99,5 pontos em julho, valor 1% inferior ao de junho; 1,7% menor do que o registrado em julho de 2016; e 8,2% abaixo da média histórica (108,4 pontos).

O Inec é um indicador criado pela CNI para ajudar as empresas a anteciparem variações na atividade econômica e, em especial, identificar as tendências dos consumidores para os próximos seis meses.

De acordo com a CNI, “todos os componentes dos indicadores que apontam as expectativas dos brasileiros para os próximos seis meses pioraram em julho”. A entidade aponta como sendo a maior queda a relativa às expectativas sobre o mercado de trabalho.

O recuo do índice que avalia a expectativa de desemprego recuou 5,2%, na comparação com junho. Na comparação com julho de 2016, o recuo ficou em 5,3%. A CNI esclarece que quanto menor o índice, maior é a expectativa de desemprego.

Já o índice que mede a expectativa com relação à inflação, foi registrado uma queda de 1,5% em julho, na comparação com junho; e de 1,3% na comparação com julho do ano passado.

Houve também queda nos índices relativos às expectativas de renda pessoal (-0,7% na comparação com junho; e -2% na comparação com julho de 2016), e da expectativa de compras de bens de maior valor (-1,7% na comparação com junho; e -2,6% na comparação com julho de 2016.

Com relação à expectativa de endividamento, houve um aumento de 2% na comparação com o mês anterior, e uma queda de 0,3% na comparação com o mesmo mês de 2016. Já o índice de condições financeiras aumentou 1,1%, na comparação com o mês anterior, e 2,1% na comparação com julho do ano passado. No caso desses índices, a comparação é feita com os três meses anteriores, o que, segundo a CNI, indica que os consumidores perceberam alguma melhora.

Feita em parceria com o Ibope Inteligência, a pesquisa ouviu 2 mil pessoas em 125 municípios entre os dias 13 e 16 de julho.

 

Fonte: Agência Brasil

Coreia do Norte lança novo míssil no Mar do Japão

A Coreia do Norte lançou hoje (28) um novo míssil em direção ao Mar do Japão, informou o governo japonês, que acrescentou que, aparentemente, foi um projétil balístico. O míssil, cujo tipo ainda não foi identificado, caiu em águas da Zona Econômica Exclusiva (ZEE) do Japão, conforme anunciou o Ministério de Defesa japonês. A informação é da EFE.

O lançamento de hoje é o primeiro feito pelo regime comunista norte-coreano desde o teste com um foguete intercontinental em 4 de julho passado. O novo teste armamentista norte-coreano também foi detectado pela Coreia do Sul, o que levou o governo do país a convocar uma reunião de emergência, segundo a agência sul-coreana Yonhap.

O projétil foi lançado por volta de 23h40 (horário do Japão, 10h40 em Brasília) e voou durante 45 minutos antes de cair em águas da ZEE de Japão, a oeste da ilha de Hokkaido, sem que se tenha detectado danos relacionados ao seu impacto,  disse o porta-voz do Executivo japonês, Yoshihide Suga, em coletiva de imprensa.

O governo do Japão “continua recolhendo e analisando os dados disponíveis”, e considera que o teste representa “uma clara e inaceitável violação das resoluções das Nações Unidas”, afirmou Suga.
O governo de Tóquio, da mesma forma que Seul, convocou uma reunião de emergência do seu Conselho de Segurança Nacional para avaliar a situação.

O teste aconteceu depois que Pyongyang celebrou ontem o fim da Guerra da Coreia (1950-1953), uma efeméride conhecida como o “Dia da Vitória” no país e durante a qual se especulou a possibilidade que o regime de Kim Jong-un executasse um novo teste armamentista.

 

Fonte: Agência Brasil

Pesquisa diz que Indicador de Incerteza da Economia tem recuo de 6,5 pontos

O Indicador de Incerteza da Economia, medido em todo o país pela Fundação Getulio Vargas (FGV), recuou 6,5 pontos entre junho e julho, ao passar de 142,1 para 136 pontos. Ele recupera parte da alta de 23,7 pontos, acumulada em maio e junho. Apesar disso, permanece em nível historicamente elevado.

Segundo a FGV, o indicador havia atingido um nível “atipicamente elevado” em junho deste ano, devido às incertezas geradas pela divulgação de conversas gravadas entre o empresário Joesley Batista, dono da Friboi, e o presidente Michel Temer. Por isso, de acordo com a FGV, já era esperada alguma acomodação do indicador em julho.

A mídia foi a única responsável pela queda do Indicador de Incerteza da Economia, ao recuar 11,5 pontos entre junho e julho. As expectativas de especialistas para a taxa de câmbio e a inflação tiveram um crescimento de 12,9 pontos.

Quem também teve aumento foi o componente que avalia a volatilidade da Bovespa, com alta de 3,4 pontos. O indicador mais alto demonstra mais incerteza na economia brasileira.

 

Fonte: Agência Brasil

Agropecuária gerou mais de 36 mil novos postos de trabalho em junho

Esta semana foi marcada por importantes datas referentes à agricultura brasileira, culminando hoje (28) , no Dia do Agricultor. O setor, que é um dos principais da economia do país, engloba desde o agronegócio a agricultura de subsistência, envolve também movimentos sociais, indígenas, quilombolas, agricultores familiares, em uma produção capaz de abastecer grande parte do mercado interno e ter desempenhos de destaque no mercado externo.

A Lei que instituiu a agricultura familiar no Brasil, Lei nº 11.326/2006, completou 11 anos na segunda-feira (24). Na terça-feira, foi comemorado o Dia da Agricultura Familiar. 

Os dados do setor são representativos. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apesar da crise, o setor agropecuário como um todo teve um avanço de 1% do Produto Interno Bruto (PI B) no primeiro trimestre deste ano. O PIB do setor cresceu 13,4% na comparação com o último trimestre do ano passado, no melhor desempenho em termos trimestrais desde 1996.

Em termos de geração de empregos, a agropecuária teve o melhor saldo (diferença entre admissões e demissões) entre os setores econômicos, com 36.827 novos postos, conforme os últimos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados. Além da agricultura, apenas a administração pública teve saldo positivo, de 704 novos postos. Os demais setores tiveram mais demissões que admissões.

Já a agricultura familiar faz a comida chegar até a mesa de cada brasileiro; produzindo mais 50% dos produtos da cesta básica.

“O agricultor, além de fazer a diferença para a produção, é quase um geneticamente modificado, porque tem muita coragem de pegar todos os seus recursos do ano, jogar no chão como semente, esparramar bem – não tem jeito de juntar – e depois ficar ali, torcendo para chover, para não chover, para receber na hora de vender. É um cidadão muito corajoso, que faz muita diferença para a humanidade”, diz o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi.

Para este ano é esperada uma safra recorde de grãos, com a produção de 237,2 milhões de toneladas, um aumento de 27,1% ou 50,6 milhões de toneladas frente às 186,6 milhões de toneladas da safra passada, de acordo com a última estimativa da Companhia Nacional de Abastecimento.

Agricultura Familiar

Segundo dados do último Censo Agropecuário, a agricultura familiar representa 84,4% dos estabelecimentos agropecuários brasileiros e é o setor responsável pela base econômica de 90% dos municípios com até 20 mil habitantes e responde por 38% do valor bruto da produção agropecuária nacional.

Esses agricultores ocupam um quarto da terra agrícola, mas produzem 87% da mandioca do país, 69% do feijão, 59% dos porcos, 58% dos lácteos, 50% dos frangos, 46% do milho, 33,8% do arroz e 30% do gado do Brasil.

“O agricultor familiar tem um papel importante no desenvolvimento do nosso país, conquistou [desde o governo de Fernando Henrique Cardoso] políticas públicas e reforçou economicamente o setor. Tivemos uma melhora significativa nas condições de vida do agricultor familiar”, diz o coordenador-geral da Confederação Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar do Brasil, Marcos Rochinski.

Rochinski, no entanto, diz que o setor está preocupado com a perda de benefícios devido à extinção do Ministério do Desenvolvimento Agrário, transformado no governo de Michel Temer na Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário e no contingenciamento de recursos, que de acordo com a Confederação, chegou a 47% em determinadas políticas.

“Nossa posição é tradicionalmente mais comemorativa, mas esse ano é mais de protesto, para trazer a tona que estamos perdendo os investimentos. Não é à toa que alguns números começam a dizer que a fome volta a assolar e ser presente no meio rural, coisa que tínhamos conseguido eliminar. Tivemos melhoras significativas, mas nesse momento, estão todas em risco”, diz. 

Segundo a Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário, foram disponibilizados R$ 30 bilhões para serem investidos na safra 2017/2018, como prevê o Plano Safra da Agricultura Familiar 2017/2020, lançado em maio deste ano. “Acreditamos que há um aumento na participação da agricultura familiar no contexto geral da agricultura brasileira. Para se ter ideia, o Pronaf [Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar], em 2006, disponibilizava R$ 7 bilhões, hoje, são R$ 23 bilhões. Triplicou em dez anos”, ressalta o subsecretário da Secretaria de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário, Everton Augusto Paiva Ferreira.

Disputas

O campo também é palco de disputas. Esta semana, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) encampou a Jornada Nacional de Lutas pela Reforma Agrária, que teve início no último dia 25. O movimento ocupou terras do ex-deputado e ex-ministro do Turismo Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), do empresário Eike Batista, do ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF)  Ricardo Teixeira e do grupo Amaggi, da família de Blairo Maggi, entre outras.

Em nota, o MST diz que ocupou terras de pessoas acusadas, no cumprimento de função pública, de atos de corrupção, como lavagem de dinheiro, favorecimento ilícito, estelionato e outros.

O movimento, que tem suas origens em organizações que existem no país desde meados do século 20, reúne hoje cerca de 350 mil famílias, segundo o próprio MST. O grande assunto é a reforma agrária, com a desapropriação ou compra de latifúndios improdutivos pela União e redistribuição das terras para famílias que deverão usá-las como meio de sustento. Segundo o MST, isso permitirá a reestruturação não só da concentração da propriedade da terra no Brasil, mas do jeito de produzir.

 

 

Fonte: Agência Brasil

Decreto antecipa abono anual de 2017 para aposentados e pensionistas

Diário Oficial da União publica hoje (28) decreto presidencial que antecipa o abono anual (13º salário) de 2017 para aposentados e pensionistas da Previdência Social. O benefício será pago em duas parcelas. A primeira em agosto e a segunda em novembro.

Segundo o decreto, a primeira parcela corresponderá “a até 50% do valor do benefício correspondente ao mês de agosto”, junto com o benefício a ser concedido no mês. O restante será pago em novembro.

 

 

Fonte: Agência Brasil

Taxa de desemprego cai para 13% no primeiro recuo desde 2014

A taxa de desemprego caiu para 13% no segundo trimestre deste ano (abril/junho) na primeira queda significativa do indicador desde o fim de 2014. O recuo chegou a 0,7 ponto percentual em relação ao trimestre anterior (janeiro/março deste ano.). No mesmo trimestre do ano passado (abril-junho), o desemprego atingia 11,3% da População Economicamente ativa do país.

A constatação é da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) Contínua que o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou hoje (28), no Rio de Janeiro . No trimestre imediatamente anterior, a taxa de desocupação estava em 13,7%.

Os novos números indicam que a população desocupada fechou o segundo trimestre do ano em 13,5 milhões de pessoas, recuando 4,9% (menos 690 mil desocupados) em relação ao trimestre móvel anterior, mas ficou 16,4% acima do contingente estimado no mesmo trimestre móvel de 2016.

O IBGE informou, ainda, que a população ocupada é de 90,2 milhões no segundo trimestre. Ela cresceu 1,4%, o que significa que mais 1,3 milhão de pessoas ingressaram no mercado de trabalho, em relação ao trimestre janeiro-março de 2017.

 

Fonte: Agência Brasil

Índice que reajusta aluguel acumula em 12 meses queda de 1,66%

Pela quarta vez consecutiva, o Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) apresentou queda em julho com variação de -0,72%, uma baixa mais expressiva do que em junho (-0,67%). Comparado com julho de 2016, o resultado mostra uma reversão já que, em junho de 2016, o índice havia indicado alta de 0,18%.

No acumulado do ano, houve recuo de 2,65% e, em 12 meses, de 1,66%. Esta última variação é que serve de base de cálculo para a renovação dos contratos de aluguel e também de outros tipos de reajustes.

Os dados foram divulgados hoje (28), em São Paulo, pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre-FGV) e representam a variação de preços coletados entre 21 de junho e 20 de julho.

Essa queda do IGP-M foi puxada, principalmente, pelo setor atacadista. O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) indicou redução de 1,16% sobre uma queda de 1,22% em junho. Entre os destaques estão a diminuição de preços dos alimentos in natura (de 1,83% para -7,20%). No grupo matérias-primas brutas foi constatada queda de 1,37%, mas em junho o recuo tinha sido ainda mais expressivo (-3,63%).

Entre as commodities (produtos com cotação no mercado internacional) que fazem parte do cálculo com movimento de recuperação de preços estão o minério de ferro, que passou de um declínio de 11,19% para 1,47%; a cana-de-açúcar (de -2,88% para -1,79%) e soja (em grão) (de 1,88% para 2,41%).

O segundo componente que ajudou a reduzir a pressão inflacionária foi o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC). Passou de uma alta de 1,36% para 0,22%. Já o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) apresentou uma reversão, subindo 0,04% ante uma queda de -0,08% em junho.

 

Fonte: Agência Brasil

Temer estuda possibilidade de exonerar ministros para votarem contra denúncia

O presidente Michel Temer reuniu na noite de ontem (27) ministros e deputados da base aliada em mais um jantar antes da votação, marcada para dia 2 de agosto na Câmara, que pode analisar a aceitação ou não da denúncia contra ele. Na chegada ao Palácio do Jaburu, onde o presidente mora, deputados confirmaram que ministros com mandato na Câmara dos Deputados podem reassumir seus postos no parlamento temporariamente para votarem contra a denúncia.

“Todos os ministros vão se licenciar. Todos”, disse o deputado Darcísio Perondi (PMDB-RS). O líder do governo no Congresso, André Moura (PSC-SE), também comentou o assunto, mas preferiu não confirmar. Citou que, em reunião no Palácio do Planalto, a questão foi levantada e está sendo discutida. “Foi até uma sugestão dos parlamentares que participaram da reunião de hoje à tarde”.

Moura é favorável à ideia, que não é nova no governo Temer. Em abril, o presidente decidiu que iria exonerar todos os ministros com mandato na Câmara para que participassem da votação em plenário da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da Reforma da Previdência, prevista inicialmente para ser colocada em pauta em maio, mas que ainda não foi levada ao plenário.  No mesmo mês, Temer exonerou os ministros Bruno Cavalcanti, das Cidades; José Mendonça Filho, da Educação; e Fernando Bezerra Filho, de Minas e Energia, para reassumirem as vagas de deputado federal e votarem na projeto da reforma trabalhista, que foi aprovada.

“A presença dos ministros no plenário é a certeza do governo estar presente na votação. Então, os ministros retornarão para poder votar, se essa for a decisão tomada, na certeza de termos a presença do governo lá dentro”, disse Moura.

A equipe de ministros de Temer conta com 14 deputados federais. Mas, neste caso, apenas 13 deputados terão voto, uma vez que Raul Jungmann (PPS-PE), ministro da Defesa, é suplente de Mendonça Filho (DEM-PE), que será outro a deixar temporariamente seu cargo para voltar à Câmara.

Confiança

O discurso da base do governo é de confiança na aprovação do relatório do deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG), que recomenda o arquivamento da denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o presidente Michel Temer pelo crime de corrupção passiva. Para aceitar a renúncia, rejeitando o relatório, a oposição precisa de 342 votos.

O deputado Carlos Marun (PMDB-MS) é confiante ao dizer que não há número suficiente de votos contra o presidente. “Estamos absolutamente certos de que a oposição não tem nem perto dos votos necessários para produzir o resultado que ela quer, que é o afastamento do presidente”.

Além de votos, é preciso um quórum mínimo – também de 342 deputados – para iniciar a sessão que apreciará a questão. Os aliados de Temer jogam a responsabilidade para a oposição, ao mesmo tempo em que querem votar rapidamente o relatório de Abi-Ackel.

“A responsabilidade de dar quórum não é nossa, é da oposição. Eu já dei um exemplo disso no ano passado, no processo de impeachment [da presidenta Dilma Rousseff]. Quem tinha responsabilidade de dar quórum éramos nós, que éramos oposição à época. Nós trabalhamos e demos quórum”, disse o deputado André Moura .

O deputado Beto Mansur (PRB-SP) também compareceu ao jantar e falou sobre o quórum. “A gente vai ter a presença maciça de quem apoia o governo. Acho importante no dia 2 de agosto estarmos juntos, liquidarmos esse assunto e votarmos as reformas que são muito necessárias para o Brasil”.

Ontem, após reunião com Temer no Palácio do Planalto, Mansur conversou com jornalistas e deu uma estimativa aproximada de 280 votos pró-Temer. Os parlamentares, ministros e também o presidente continuarão trabalhando no fim de semana com o intuito de reunir o maior número de votos possível. O foco do governo é virar a página da denúncia de corrupção passiva e retomar as discussões da reforma da Previdência, além da simplificação tributária.

 

Fonte: Agência Brasil

Moscou ordena redução no número de diplomatas dos EUA na Rússia

A Rússia determinou hoje (28) o corte no número de diplomatas norte-americanos na Embaixada dos Estados Unidos em Moscou e nos seus consulados. A medida foi tomada em resposta às últimas sanções impostas por Washington.

“Delineamos que a parte americana, a partir de 1º de setembro, reduza o número de diplomatas e colaboradores que trabalham na Embaixada dos EUA em Moscou e nos consulados de São Petersburgo e novas cidades, até o mesmo número do pessoal diplomático russo nos EUA”, segundo um comunicado publicado no site da chancelaria russa.

“Isto significa que o número total do pessoal nas representações diplomáticas e consulares americanas na Rússia será reduzido para 455 pessoas”, acrescentou o texto.

 

Fonte: Agência Brasil

Fracassa no Senado última opção de Trump para derrubar Obamacare

A última alternativa da liderança republicana do Senado dos Estados Unidos para tentar cumprir a promessa do presidente Donald Trump de derrubar o Obamacare, a reforma de saúde de Barack Obama, fracassou de novo na madrugada de hoje (28) pelo voto de rejeição de três senadores conservadores, entre eles John McCain.

McCain, diagnosticado recentemente com um câncer cerebral, se uniu a novas duas senadoras republicanas e a todos os democratas para derrubar a proposta, que recebeu 51 votos contra e 49 a favor. O senador se uniu a novas duas senadoras republicanas, Susan Collins e Lisa Murkowski, e a todos os democratas para derrubar a proposta, apelidada de skinny bill ou lei magra.

A derrubada e substituição do Obamacare, a reforma de saúde promulgada pelo então presidente Barack Obama em 2010, foi um objetivo impossível de se alcançar para os republicanos e se converteu em uma das promessas principais da campanha eleitoral de Trump.

Decepção

Após o novo fracasso na votação de hoje, o líder dos republicanos no Senado, Mitch McConnell, admitiu sua decepção e que é momento de “seguir em frente”.

Assim, não está claro se McConnell tentará submeter alguma outra proposta a voto antes do recesso do Senado, já que, antes da rejeição de hoje da lei magra, já tinham fracassado outros dois projetos.

Após a derrota da lei magra, chamada assim porque buscava uma derrogação parcial do Obamacare, o líder dos democratas no Senado, Chuck Schumer, encorajou os republicanos a “trabalhar lado a lado para melhorar” a atual lei de saúde.

“Não estamos comemorando, estamos aliviados”, destacou Schumer, ao lembrar que as propostas republicanas ameaçavam deixar sem cobertura médica milhões de pessoas.

 

Fonte: Agência Brasil

Quase metade das pessoas que sacaram FGTS usou dinheiro para consumo

Quase metade dos brasileiros que sacaram ou estão sacando recursos inativos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) pretende usar ou usará a renda extra para consumo.

Segundo estudo feito pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), 47% usaram o dinheiro dessa forma. A maior parte, cerca de 35% desse total, pretende usar ou usaram o dinheiro para cobrir despesas do dia a dia.

“O fato de tantos consumidores usarem esse dinheiro extra para gastos frequentes do dia a dia é reflexo da dificuldade financeira do brasileiro que está com a renda menor. Fica o alerta para que o consumidor ajuste o seu padrão de vida para baixo, pois esse dinheiro extra é pontual e serve de alívio momentâneo”, disse a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti.

Segundo o estudo, 35% dos trabalhadores estão usando ou usaram o dinheiro do FGTS inativo para quitar contas em atraso e 5% para abater pelo menos parte dessas dívidas. Ainda de acordo com a pesquisa, 12% das pessoas entrevistadas pretendem utilizar ou utilizaram esse dinheiro para antecipar o pagamento de contas não atrasadas, como prestações do carro e da casa.

Uma estimativa feita pelas duas entidades apontou que, até a segunda quinzena de julho, cerca de R$ 13,7 bilhões foram injetados na economia para o pagamento de dívidas. A expectativa é que mais R$ 380 milhões sejam movimentados nos próximos meses com a mesma finalidade.

O estudo foi feito em 12 capitais, com 800 pessoas com idade igual ou superior a 18 anos, de ambos os sexos e de todas as classes sociais. A margem de erro é de 3,5 pontos percentuais e a margem de confiança é de 95%.

 

Fonte: Agência Brasil

Inscrições para o Fies acabam hoje

Os estudantes que quiserem financiar estudos em instituições privadas têm até as 23h59 de hoje (28) para fazer a inscrição ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para o segundo semestre de 2017. Pode ser feita no site http://fiesselecao.mec.gov.br.

Serão oferecidas 75 mil novas vagas. Podem se inscrever aqueles que tenham participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010, com média das notas igual ou superior a 450 pontos e nota na redação superior a zero. O candidato também precisa ter renda familiar mensal bruta per capita de até três salários mínimos.

A relação dos pré-selecionados será divulgada no dia 31 de julho. Os estudantes pré-selecionados deverão concluir a inscrição pelo Sistema Informatizado do Fies (SisFies), entre 1º de agosto e 8 de setembro. A lista de espera será aberta no dia 1º de agosto e o período de inscrições para as vagas remanescentes começará em 11 de setembro.

A partir de 2018, entrará em vigor o Novo Fies, com três modalidades. No total, o programa vai garantir 310 mil vagas, das quais 100 mil a juro zero para estudantes com renda mensal familiar per capita de até três salários mínimos.

 

Fonte: Agência Brasil

Justiça decide manter processo de Cunha em Curitiba

O Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) manteve a decisão de não transferir para o Rio de Janeiro o processo em que o ex-deputado Eduardo Cunha responde por corrupção passiva e lavagem de dinheiro na compra de navios-sonda para a Petrobras. A decisão atende a uma manifestação do Ministério Público Federal (MPF) na 2ª Região que defende a permanência do processo na 13ª Vara Federal de Curitiba. No entendimento dos procuradores, esse é o juízo natural das ações da Lava Jato e seus desdobramentos.

De acordo com a alegação da defesa do réu, a ação não teria relação com os casos julgados no Paraná, uma vez que o processo com o qual teria conexão já foi julgado e deveria ser distribuído a uma das varas federais do Rio, local onde os crimes teriam sido cometidos. Mas o MPF da 2ª Região não concorda com o argumento. “O fato de haver um conjunto de provas que deve ser analisado por um único juízo, predeterminado por já conhecer fatos anteriores iguais aos deste caso, não pode ser desconsiderado”, disse.

O MPF apontou também que o Supremo Tribunal Federal (STF), quando desmembrou a ação em relação a Cunha e à ex-deputada federal Solange Almeida, já tinha considerado que a competência para o julgamento do caso era de Curitiba. Na época, o ex-deputado ainda tinha direito a foro por prerrogativa de função e seria julgado pelo STF, mas os corréus no mesmo caso tiveram seus processos julgados no Paraná.

Solange Almeida foi durante três legislaturas, prefeita de Rio Bonito, na região metropolitana do Rio, nos períodos de 1997 a 2000, de 2001 a 2004 e de 2013 a 2016 e respondeu a mais de dez processos por improbidade administrativa após investigações do Ministério Público Federal.

 

Fonte: Agência Brasil

Barco afunda e mata 5 turistas no sul da Tailândia

Cinco pessoas morreram afogadas no sul da Tailândia, após um barco que levava turistas para mergulhar em uma das ilhas no Golfo da Tailândia, informaram nesta quinta-feira (27) fontes oficiais.

O acidente aconteceu à noite, perto das ilhas Ngam e Kalok, nas águas da província de Chumphon, cerca de 400 km de Bangcoc.

O governador da província, Narong Pollaiad, disse à emissora “The Nation” que a embarcação sofreu uma avaria durante uma tempestade e buscou refúgio nas ilhas, aguardando um rebocador que a levaria para o porto.

Segundo Narong, o vento e uma forte onda fizeram com que a água entrasse no barco no momento em que ele era rebocado, provocando seu afundamento.

Onze das 16 pessoas a bordo, incluindo três tripulantes, conseguiram deixar o barco a tempo, mas outras cinco ficaram presas em seu interior.

Os mortos, todos eles estudantes de fotografia submarina de nacionalidade tailandesa, são quatro mulheres e um instrutor de mergulho que tentou regatá-las.

Fonte: Portal G1

Israel retira medidas de segurança do acesso à Esplanada das Mesquitas

Israel retirou na madrugada desta quinta-feira (27) todas as medidas de segurança das imediações da Esplanada das Mesquitas, causa da violência nas últimas duas semanas.

As cercas de metal e estruturas para câmaras foram desmontadas, assim como os detectores de metal que acabaram sendo retirados na quarta (26), faziam parte da lista de exigências feitas pelas autoridades muçulmanas que administram o local à polícia israelense, segundo o jornal “The Times of Israel”.

O presidente palestino, Mahmoud Abbas, se reunirá nesta quinta com os membros do seu gabinete para tratar este desenvolvimento dos eventos.

O Grande Mufti de Jerusalém, Mohamed Ahmed Hussein, disse que voltará a rezar dentro de Aqsa, somente depois que a custódia da Jordânia do local, o Waqf, confirme a retirada de todas as medidas de segurança israelenses.

Em resposta ao ataque do último dia 14, onde três árabes israelenses saíram do complexo de Aqsa armados e mataram dois policiais drusos israelenses em uma das entradas para a Cidade Velha de Jerusalém Oriental, Israel instalou medidas de segurança nos acessos à esplanada.

Essas medidas, consideradas pelos muçulmanos como uma violação do status quo do seu terceiro lugar mais sagrado (após Meca e Medina), provocaram protestos e confrontos em Jerusalém Oriental e Cisjordânia, onde morreram quatro adolescentes palestinos.

Além disso, um palestino esfaqueou até a morte três membros de uma família de colonizadores, em Cisjordânia.

O disputado recinto, chamado pelos muçulmanos de Haram esh-Sharif e pelo judeu Monte do Templo, é o local mais sagrado do judaísmo, no entanto, os judeus não podem rezar em seu interior, mas no Muro das Lamentações.

Fonte: Portal G1

Canadá convida transgêneros a se alistarem em seu Exército após veto imposto por Trump

Pouco depois do anúncio feito pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de que proibirá o ingresso de transgêneros nas forças armadas de seu país, os militares canadenses responderam abrindo suas portas para “todas as orientações sexuais”.

“Damos as boas-vindas aos canadenses de todas as orientações sexuais e identidades de gênero. Junte-se a nós!”, declarou a conta oficial da Forças Armadas canadense no Twitter.

O texto estava acompanhado de uma foto da Banda da Marinha Real Canadense desfilando em uma das comemorações do Dia do Orgulho Gay, em Toronto, o maior de seu gênero realizado no continente americano.

O tuíte das Forças Armadas do Canadá também tem um link para um site onde informava as oportunidades de trabalho e profissionais no Exércitos do país.

Estima-se que aproximadamente 200 pessoas nas Forças Armadas do Canadá são transexuais. Segundo dados informados na quarta-feira, o Departamento de Defesa do Canadá pagou entre 2008 e 2015 um total de 19 operações de mudança de sexo com um custo total de 309 mil dólares canadenses (cerca de US$ 250 mil).

Trump anunciou que decidiu não permitiu que os transexuais atuem nas Forças Armadas do país, sem explicar quando a proibição entrará em vigor e revertendo a abertura adotada no ano passado pelo ex-presidente Barack Obama.

O republicano anunciou a mudança pelo Twitter e disse que, após ter consultado generais e especialistas, decidiu não “aceitar nem permitir” que os transgêneros sirvam nas Forças Armadas.

 Fonte: Portal G1

Falha em brinquedo deixa um morto e sete feridos em uma feira em Ohio, nos EUA

Um problema em um brinquedo deixou um morto e sete feridos que funcionava em uma feira em Ohio, nos Estados Unidos, na quarta-feira (26). Três pessoas estão em estado grave, segundo a NBC News.

Enquanto o brinquedo Fire Ball girava no ar, os assentos se deslocaram e as pessoas caíram no chão. A identidade das vítimas ainda não foi divulgada pelas autoridades. Após o acidente, a Ohio State Fair foi fechada, mas reabriu nesta quinta-feira (27), segundo a Associated Press.

Michael Vartorella, inspetor-chefe do serviço de segurança de diversão do estado, disse que sua equipe tinha inspecionado o brinquedo várias vezes nos últimos dias. “Foi examinado cerca de três ou quatro vezes ao longo de dois dias”, declarou, segundo a NBC News.

A Ohio State Fair, que é uma das maiores feiras do estado nos EUA, corre até 6 de agosto.

Fonte: Portal G1

Estudo aponta que 60% já foram vítima de racismo no ambiente de trabalho

Pesquisa divulgada em um festival de inovação, em São Paulo, revelou dados sobre o racismo no ambiente de trabalho. No estudo, que ouviu cerca de 200 pessoas entre 18 e 50 anos, de diferentes classes sociais, 67% dos entrevistados afirmaram acreditar que já deixaram de ser contratados para uma vaga por serem negros. E seis em cada dez disseram que já foram vítimas de discriminação no ambiente de trabalho.

Entre as principais dificuldades para conseguir entrar no mercado de trabalho, os entrevistados elencaram a falta de qualificação (43%) em primeiro lugar, seguida pelo racismo (34%) e por não ter o domínio da língua inglesa (31%) . “As consequências do racismo interferem diretamente na qualidade de vida e produtividade dos trabalhadores ao psicossomatizar em seus corpos, contribuindo para o adoecimento de talentos, e, ainda, fazendo com que o rendimento não seja desenvolvido tanto quanto poderia. Sob a perspectiva empresarial, um ambiente que propaga o racismo contribui significativamente para a baixa produtividade do colaborador, para o desenvolvimento de doenças físicas e psíquicas”, apontou Fernando Montenegro, idealizador da pesquisa.

Os entrevistados contaram que já alisaram ou rasparam o cabelo para passar por uma entrevista de emprego ou para ser aceito no ambiente de trabalho. “O gerente disse que eu deveria tirar as tranças e alisar o cabelo para ficar mais bonita”, contou uma das entrevistadas na pesquisa, que não teve seu nome revelado.

Recolocação

Outro dado apontado pela pesquisa trata da carreira e recolocação no mercado. Entre os entrevistados, 36% disseram que não largariam o emprego para buscar a realização de um sonho porque o fato de ser negro acarretaria em mais tempo para se recolocar no mercado de trabalho. Segundo o estudo, a ideia de pedir demissão para encontrar o sucesso ou refletir sobre a carreira é mais difícil para essa população.

Segundo Montenegro, a conclusão reforça pesquisas anteriores que demonstraram que os negros demoram mais para conseguir um emprego caso sejam demitidos ou peçam demissão. “Se eu pedir demissão para seguir meus sonhos ou refletir sobre minha carreira, sei que demorarei muito mais para me recolocar. Além disso, não saberia como justificar isso em uma próxima entrevista de forma que não parecesse uma atitude irresponsável de minha parte. Fora que isso suja carteira [de trabalho] e tenho contas para pagar”, disse uma das entrevistadas pelo estudo, de nome não revelado.

A pesquisa, elaborada pela Consultoria Etnus, foi feita especialmente para compor um debate sobre transformação social dentro da programação do festival de inovação WHOW!, que acontece em São Paulo até amanhã (27).

Fonte: Agência Brasil

Ações de combate ao trabalho escravo e infantil vão continuar, garante ministro

O Ministério do Trabalho anunciou ontem (26) que as operações da pasta para o combate ao trabalho escravo e ao trabalho infantil terão os recursos garantidos e serão mantidas sem cortes nos próximos meses. A medida deve ser tomada independentemente do contingenciamento orçamentário anunciado pelo governo federal. A pasta teve o bloqueio linear de 43%, ou seja, não houve especificação para corte em nenhuma das áreas.

Segundo o ministro Ronaldo Nogueira, as iniciativas terão “continuidade, nos mesmos níveis em que se realizavam, e até potencializar essas ações” de combate ao trabalho escravo e ao trabalho infantil. De acordo com ele, a pasta está readequando o orçamento para que as medidas sejam mantidas. “Aquilo que foi realizado até o mês de junho deverá ter continuidade no mês de julho, no mês de agosto, no mês de setembro, outubro, novembro e dezembro, assim como foi planejado”, disse.

O Ministério do Trabalho anunciou ontem (26) que as operações da pasta para o combate ao trabalho escravo e ao trabalho infantil terão os recursos garantidos e serão mantidas sem cortes nos próximos meses. A medida deve ser tomada independentemente do contingenciamento orçamentário anunciado pelo governo federal. A pasta teve o bloqueio linear de 43%, ou seja, não houve especificação para corte em nenhuma das áreas.

Segundo o ministro Ronaldo Nogueira, as iniciativas terão “continuidade, nos mesmos níveis em que se realizavam, e até potencializar essas ações” de combate ao trabalho escravo e ao trabalho infantil. De acordo com ele, a pasta está readequando o orçamento para que as medidas sejam mantidas. “Aquilo que foi realizado até o mês de junho deverá ter continuidade no mês de julho, no mês de agosto, no mês de setembro, outubro, novembro e dezembro, assim como foi planejado”, disse.

Fonte: Agência Brasil

Termina amanhã prazo para inscrição no Fies

Amanhã (28) é o último dia para as inscrições para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), referente ao segundo semestre de 2017. Elas podem ser feitas no site http://fiesselecao.mec.gov.br.

No total, 75 mil novas vagas estão disponíveis aos estudantes que buscam financiamento em instituições privadas de educação superior. Podem se inscrever aqueles que tenham participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010, com média das notas igual ou superior a 450 pontos e nota na redação superior a zero. O candidato também precisa ter renda familiar mensal bruta per capita de até três salários mínimos.

Os estudantes pré-selecionados deverão concluir a inscrição pelo Sistema Informatizado do Fies (SisFies), entre 1º de agosto e 8 de setembro.

Fonte: Agência Brasil

Caixa Econômica começa a pagar hoje abono do PIS/Pasep

A Caixa Econômica Federal inicia hoje (27) o pagamento do Abono Salarial calendário 2017/2018, ano-base 2016. Os pagamentos serão efetuados conforme o mês de nascimento do trabalhador, começando com os nascidos em julho. Os beneficiários deste mês, titulares de conta individual na Caixa com saldo acima de R$ 1,00 e movimentação, terão crédito automático no dia 25 de julho.

Os valores do benefício variam de R$ 79 a R$ 937, de acordo com o tempo de trabalho durante o ano de 2016. Os recursos ficarão disponíveis ao trabalhador até 29 de junho de 2018.

Tem direito ao benefício quem está inscrito no Programa de Integração Social (PIS) ou no Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) há pelo menos cinco anos, que trabalhou formalmente por pelo menos 30 dias em 2016, com remuneração mensal média de até dois salários mínimos.

Os trabalhadores que não sacaram até dia 30 de junho o Abono Salarial calendário 2016/2017, ano-base 2015, também terão nova oportunidade para receber o benefício. Para eles, o valor estará disponível para saque de 27 de julho a 28 de dezembro de 2017.

O trabalhador interessado em saber se tem direito ao abono salarial ano base 2015 pode acessar: http://verificasd.mtb.gov.br/abono/. Informações também podem ser obtidas pelo telefone 158 da Central de Atendimento Alô Trabalho do Ministério do Trabalho.

Fonte: Agência Brasil

Polícia apreende adolescente suspeito de matar morador de rua em Natal

Uma equipe de policiais civis da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) apreendeu, nesta quarta-feira (26), um adolescente no bairro de Brasília Teimosa da capital, em cumprimento a um mandado de busca e apreensão. Ele é suspeito pelo homicídio do morador de rua Derick Maxwell Santos Silva, ocorrido na madrugada do dia 12 de julho. O corpo da vítima foi encontrado na Rua Felipe Camarão, no bairro Cidade Alta.

A DHPP recolheu imagens das câmeras de segurança de imóveis próximos ao local onde o corpo da vítima foi encontrado. Elas gravaram o momento exato em que dois suspeitos, o adolescente apreendido, e outro indivíduo que está foragido, chegam à Rua Felipe Camarão em um veículo modelo GM Chevette e retiram o corpo da vítima do porta-malas, abandonando no local e empreendendo fuga em seguida.

A equipe da DHPP realizou diligências em busca do carro que aparece nas imagens. Ele foi localizado na Travessa Bom Jesus, no bairro de Brasília Teimosa, em frente à residência do adolescente. Na diligência, os policiais apreenderam aproximadamente 40 munições de calibres diversos e o veículo, que foi encaminhado para o Instituto Técnico-Científico de Polícia (ITEP) para ser periciado.

O adolescente foi encaminhado para o Centro Integrado de Atendimento ao Adolescente Acusado de Ato Infracional (Ciad). A polícia procura o coautor do crime que aparece nas imagens retirando o corpo da vítima do porta-malas do Chevette. Qualquer informação sobre a localização do suspeito pode ser repassada pelo Disque Denúncia, através do número 181, sendo garantido o anonimato do denunciante.

Fonte: Portal G1

Governo do RN anuncia pagamento de parte do salário de junho para quem recebe acima de R$ 4 mil

O Governo anunciou nesta quarta-feira (26) o pagamento de parte dos salários de junho a servidores, aposentados e pensionistas que recebem acima de R$ 4 mil. De acordo com a Secretaria de Planejamento, serão depositados R$ 4 mil para estes servidores na próxima sexta-feira (28).

O restante do pagamento destes servidores não tem data definida e deve acontecer “sem distinção entre ativos, inativos e pensionistas, a partir da disponibilidade de recursos”, segundo o governo.

Fonte: Portal G1

Em Natal, assaltante é baleado e morre ao bater carro roubado em poste

Um assaltante morreu ontem (26) depois de colidir um carro que ele havia roubado contra um poste no conjunto Vale Dourado, na Zona Norte de Natal. De acordo com a Polícia Militar, o homem foi alvejado depois de realizar o assalto e perdeu o controle do veículo. O atirador não foi identificado.

A assessoria de comunicação da PM informou que o roubo aconteceu na tarde desta quarta-feira (26). O assaltante abordou e tomou da vítima um automóvel no conjunto Vale Dourado. Quando fugia com o carro, foi surpreendido por um homem que se aproximou em uma motocicleta. De acordo com a Polícia Militar, o motoqueiro abriu fogo contra o assaltante, que perdeu o controle do veículo e bateu em um poste da Rua Joaquim Murtinho. Ele morreu no local.

Ainda segundo a polícia, ninguém além do assaltante condutor se feriu durante o acidente, que provocou a interrupção da energia elétrica em parte da localidade.

Fonte: Portal G1

Alta de tributos sobre diesel vai encarecer também contas de luz, prevê Aneel

O aumento de tributos sobre os combustíveis determinado pelo governo federal não vai atingir o bolso dos consumidores apenas no momento de abastecer o carro. A medida também vai deixar as contas de luz mais caras a partir do ano que vem, segundo prevê a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Além da gasolina e do etanol, a alíquota de PIS e Cofins subiu para o óleo diesel: de R$ 0,21 para R$ 0,46 a cada litro. A alta impacta as contas de luz porque o diesel também é o combustível usado em parte das termelétricas que geram energia no país.

Procurado, o Ministério de Minas e Energia informou que “está estudando os efeitos do aumento de PIS/Cofins sobre combustíveis na tarifa de energia elétrica.”

De acordo com o diretor da Aneel André Pepitone, o aumento deve se refletir principalmente na chamada Conta de Consumo de Combustível (CCC). Essa conta reúne recursos para bancar parte do gasto com a compra de combustível que abastece as termelétricas instaladas no Norte do país.

Apesar de a CCC beneficiar apenas estados do Norte, consumidores de todo o país contribuem para a conta. Em 2017, os brasileiros terão que pagar R$ 5,056 bilhões para a CCC, via conta de luz. Entretanto, nem todo esse dinheiro vai ser usado para a compra de óleo diesel.

A Aneel não soube informar o impacto do aumento de tributos sobre o diesel na CCC.

A rede nacional de transmissão de energia, que permite enviar eletricidade mais barata, produzida pelas hidrelétricas, de uma região do país para outra, ainda não passa por algumas partes da região Norte. Por isso, essas áreas são atendidas apenas por termelétricas, que geram energia mais cara.

Com a CCC, o governo evita que os moradores do Norte paguem tarifas de energia muita mais caras que o restante do país.

Seca também deve encarecer tarifa

E não é só o aumento do diesel que vai pesar na conta de luz. O custo da energia no Brasil deve aumentar ao longo do segundo semestre deste ano por causa do baixo nível dos reservatórios das hidrelétricas, o que exige um uso maior das termelétricas. A avaliação é do presidente da consultoria Thymos Energia, João Carlos Mello.

A pedido do G1, a consultoria fez um levantamento que mostra que, entre maio e junho de 2017 o armazenamento médio dos reservatórios de hidrelétricas do país era o segundo mais baixo para o período desde 2001, quando o Brasil enfrentou racionamento de energia.

Desde então, os reservatórios só haviam ficado em situação pior em maio e junho de 2015, “ano com maior crise hídrica da década”, indicou a consultoria.

Por causa dessa situação, a consultoria espera que a bandeira tarifária fique no primeiro patamar da cor vermelha a partir de agosto e até o final do ano. Isso significa uma cobrança extra de R$ 3 a cada 100 kWh de energia consumidos.

Em julho, a bandeira tarifária em vigor é a amarela, que leva a uma taxa extra na conta de luz de R$ 2 a cada 100 kWh consumidos.

 

A evolução das cores da bandeira tarifária indica que o custo de produção de energia no país aumentou nos últimos meses devido à chuva abaixo do normal, que fez o armazenamento nos reservatórios cair ou subir menos que o esperado.

Quando isso acontece, aumenta a necessidade de uso de energia gerada por termelétricas, que é mais cara que a das hidrelétricas (as termelétricas usam combustível para produzir eletricidade). Por isso, sobe a cobrança extra da bandeira nas contas de luz.

Fonte: Portal G1

Tremor atinge o sul do Japão

Um tremor de magnitude 6,1 atingiu a província de Okinawa, no sul do Japão, na manhã desta quarta-feira (26), segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês). Não houve relatos imediatos de danos ou feridos no terremoto, segundo a Reuters.

O epicentro foi registrado a cerca de 267 km a leste de Okinawa e a uma profundidade de 33 km.

Fonte: Portal G1

Bebê Arthur segue internado em estado grave em hospital em Duque de Caxias, RJ, há quase um mês

Quase um mês depois de ter sido baleado na barriga da mãe, o bebê Arthur segue internado em estado grave no Hospital Estadual Adão Pereira Nunes, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

O caso aconteceu no dia 30 de junho. Claudinéia dos Santos Melo estava grávida de nove meses e estava na rua, perto da Favela do Lixão, também em Duque de Caxias, quando foi baleada. O tiro atravessou o quadril da mãe e atingiu a criança – perfurando os pulmões e provocando uma lesão na coluna. O bebê ainda segue internado, em estado grave, porém, estável. A mãe teve alta médicano dia 6 de julho.

Arthur pesa pouco mais de três quilos, mede 50 centímetros. Claudinéia contou que sentiu muitas dores na hora que foi atingida. “Senti o impacto. Impacto forte. Pensei até que fosse um estilhaço de algum litro, alguma coisa que tivesse quebrado ali. Quando olhei… vi que era. Falei pro rapaz: moço fui atingida. Pensei logo nele. Porque a barriga começou a doer muito”, disse a mãe.

Fonte: Portal G1

‘Podemos baixar tarifas e ser mais rentáveis’, diz novo presidente da Azul

O americano John Rodgerson trabalha na Azul antes mesmo de a companhia aérea existir. Considerado um braço direito do empresário americano-brasileiro David Neeleman, fundador da empresa, Rodgerson mora há 12 anos no Brasil e ajudou a preparar o plano de negócios da Azul, empresa aérea lançada em dezembro de 2008. Na última segunda-feira (24), ele foi anunciado como novo presidente da empresa.

Rodgerson vai liderar a transformação da frota da Azul, que vem sendo substituída por aeronaves Airbus 320 neo. Para ele, essa mudança abre espaço para queda de preços nas passagens aéreas.

Leia a seguir a entrevista do G1 com Rodgerson:

Qual seu principal plano como presidente da Azul?

Temos uma grande transformação da frota para ser feita nos próximos cinco anos. Nós vamos pegar as novas tecnologias do novo Airbus A320neo e também do novo E2 (jato da Embraer de segunda geração). Então o meu trabalho é tirar as aeronaves da velha geração e colocar aeronaves de nova geração. Isso vai nos ajudar a ser mais eficientes.

O que isso significa para os passageiros?

Esse avião (A320 neo) consome menos combustível e tem um custo por assento menor. Então nós podemos baixar as tarifas um pouco e ainda ser mais rentáveis com essas aeronaves.

E quando isso vai acontecer?

Já está acontecendo. Nós já estamos trazendo essas aeronaves.

Essa redução de tarifas é um desejo seu ou de fato existe uma tendência de queda de preços?

As aeronaves A320 neo tem um custo 29% menor. E os E2 virão depois, com 25% de redução de custo. Com isso, eu gostaria de reduzir a tarifa média para trazer mais pessoas para viajar.

E seus investidores vão gostar disso?

Sim, eles vão gostar. Porque a minha margem vai ficar maior, porque vamos reduzir custo. É o que temos que fazer para ser mais rentáveis. Eu gostaria de dizer que nós controlamos a tarifa média, mas isso não é verdade. É o mercado que controla isso. Se fosse o contrário, teríamos aumentado 10% todas as tarifas durante a crise para cobrir perdas, mas o mercado não responde assim. O que estou dizendo é que essas aeronaves são mais eficientes e dá para gente baixar tarifa em muitos mercados e ser mais rentável.

Quando a Azul começou, o David Neeleman costumava exaltar que era a única empresa brasileira que voava com avião brasileiro. Mas a Azul vem investindo pesado no Airbus, que é francês. O que mudou?

Precisa ter um pouco de cuidado com isso. O Embraer sempre vai ser o carro-chefe da Azul, a maior frota. Mas agora a Airbus trouxe uma nova tecnologia que chegou 3 anos antes da Embraer. Nós temos que aproveitar esse momento. Hoje nós somos o maior comprador do Embraer E2. Se todas as aeronaves estivessem aqui, eu pegaria todas.

A mesma lei que não permite que empresas aéreas sejam controladas por estrangeiros também não permite que elas sejam dirigidas por estrangeiros. E você é um estrangeiro sendo presidente de uma empresa aérea brasileira. Isso não vai contra a legislação?

Não. Nós cumprimos a legislação. Deixa eu explicar: eu sou presidente da Azul SA (holding) e o David é presidente da Azul Linhas Aéreas. Isso ficou um pouco confuso no mercado. Todo mundo acha que estou indo para o lugar do Antonoaldo, mas realmente eu fui para lugar do David (na presidência da Azul SA). E o David veio para Linhas Aéreas. Estamos cumprindo a lei, sim. O David e o Flavio, nosso diretor de operações, que representam a Azul frente à Anac. E tem mais uma questão que explica essas mudanças nos cargos. Depois de um ano da abertura de capital, o David não poderia ficar como presidente da Azul SA e presidente do conselho de administração da empresa. Ajustamos isso.

Mas quem manda na empresa?

Eu gostaria de dizer que eu sou chefe do David. Mas você sabe melhor do que eu que eu não sou (risos). Então ele que vai continuar mandando na Azul. E ele é brasileiro.

Qual é a sua opinião sobre esse projeto de permitir 100% de capital estrangeiro no setor aéreo?

Brasil encerra participação no Mundial de Atletismo Paralímpico com oito ouros

O Brasil conquistou oito medalhas de ouro no Mundial de Atletismo Paralímpico, em Londres, que chegou ao fim no último domingo (23). No quadro geral, o País ficou em nono lugar, com 21 medalhas, sendo mais sete de prata e seis de bronze.

Todas as medalhas foram conquistas por esportistas beneficiados pelo Bolsa Atleta. Dos 25 atletas brasileiros, 24 foram finalistas em pelo menos uma prova.

A campeã da competição foi a China, com 65 medalhas, sendo 30 de ouro. Em segundo lugar, vieram os Estados Unidos, com 59 medalhas (20 de ouro), e em terceiro, a Grã-Bretanha, com 39 pódios (18 de ouro).

“A performance brasileira foi extremamente importante e nos mostrou que estamos no caminho certo, porque visamos sobretudo à melhor participação possível em Tóquio 2020. Estou bastante satisfeito e vejo que, em algumas situações, nós já vemos evolução e, em outras, diagnosticamos ações necessárias para o desenvolvimento da modalidade”, afirmou Mizael Conrado, presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro.

Esta foi a oitava edição do Mundial de Atletismo Paralímpico. Cerca de 1,3 mil atletas de 85 países disputaram as 202 medalhas, todas no Estádio Olímpico de Londres. Na edição de 2015, o Brasil havia levado 40 atletas e ficado com a sétima colocação no quadro geral dos brasileiros, 24 foram finalistas em pelo menos uma prova.

Alguns destaques foram Petrucio Ferreira, que conquistou dois ouros nas provas de 100m e 200m. Thiago Paulino também ficou em primeiro lugar na competição de lançamento de disco e arremesso de peso. Mateus evangelista, além do ouro na prova de 100m, conquistou duas pratas nos 200m e no salto em distância. Já Rodrigo Parreira conquistou uma prata no salto em distância e duas medalhas de bronze nas provas de 100m e 200m.

Fonte: Portal Brasil

Pagamento do abono salarial começa na quinta-feira (27)

Nascidos em julho poderão, a partir da próxima quinta-feira (27), fazer o saque do abono salarial ano-base 2016. Os pagamentos serão efetuados conforme o mês de nascimento do trabalhador, começando com os nascidos em julho.

Os beneficiários deste mês, titulares de conta individual na Caixa com saldo acima de R$ 1 e movimentação, terão crédito automático no dia 25 de julho.

Os valores do benefício variam de R$ 79 a R$ 937, de acordo com o tempo de trabalho durante o ano de 2016. Os recursos ficarão disponíveis ao trabalhador até 29 de junho de 2018.

Tem direito ao benefício o trabalhador inscrito no Programa de Integração Social (PIS) ou no Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep), há pelo menos cinco anos, que trabalhou formalmente por pelo menos 30 dias em 2016, com remuneração mensal média de até dois salários mínimos e que teve seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais), ano-base 2016.

O trabalhador que possui Cartão Cidadão e senha cadastrada pode se dirigir a uma casa lotérica, a um ponto de atendimento Caixa Aqui ou aos terminais de autoatendimento da Caixa. Caso não tenha o Cartão Cidadão, o valor pode ser retirado em qualquer agência do banco, ao apresentar documento de identificação. O trabalhador vinculado à empresa pública possui inscrição Pasep e, nesse caso, o pagamento desse programa é feito pelo Banco do Brasil.

Reabertura do calendário

Trabalhadores que não sacaram até dia 30 de junho o abono salarial ano-base 2015 terão nova oportunidade para sacar o benefício. O valor estará disponível para saque de 27 de julho a 28 de dezembro de 2017. O Ministério do Trabalho disponibiliza uma ferramenta on-line de consulta para o trabalhador saber se tem direito ao abono salarial ano base 2015.

Fonte: Portal Brasil

Carteira de habilitação eletrônica é aprovada pelo Conatran

A proposta da Carteira Nacional de Habilitação Eletrônica (CNH-e), elaborada pelo Ministério das Cidades, foi aprovada, na ultima terça-feira (25), pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Agora, além do documento físico, os motoristas terão também o arquivo virtual da CNH, por meio de um aplicativo para smartphones. O documento virtual poderá ser apresentado no lugar da carteira física, e será identificado pela leitura do QRCode ou certificado digital. A carteira digital tem a mesma validade que o documento impresso.

“Estamos dando um passo à frente, desburocratizando o processo. Há um conjunto de padrões técnicos para suportar um sistema criptográfico que assegura a validade do documento. Com isso, quem esquece a CNH em casa, não estará sujeito a multa e pontos na carteira. Basta apresentar o documento digital”, destacou o ministro das Cidades, Bruno Araújo.

Mesmo com a novidade, a emissão da CNH ainda ocorre normalmente.

CNH digital

Para adquirir a CNH, é preciso se cadastrar no site do Denatran com um certificado digital. Em seguida, o cadastro deve ser ativado a partir de um link que será enviado ao e-mail do motorista.

A ativação deve ser feita no aparelho em que a CNH será salva, que será protegida por um PIN. Essa senha será exigida todas as vezes em que o acesso ao documento for requerido.

Depois desse registro, a CNH eletrônica é exportada para o aparelho, após a autenticação pelo Denatran por meio da assinatura digital do Denatran. O sistema ainda permite o bloqueio do aplicativo caso o celular seja extraviado.

Fonte: Portal Brasil

Situação de emergência é decretada em 176 cidades

O longo período de seca e estiagem levou 176 cidades em Minas Gerais e no Piauí à situação de emergência, que foi reconhecida, nesta terça-feira (25), pelo Ministério da Integração. O apoio federal será aplicado no restabelecimento de serviços básicos à população.

A medida, que foi publicada no Diário Oficial da União (DOU), permanece em vigor por 180 dias. Em Minas Gerais, 151 cidades tiveram reconhecimento federal em função do extenso período de seca. Já no Piauí, a situação de emergência foi reconhecida em 25 cidades, por conta da estiagem prolongada.

Apoio federal

O governo federal tem direcionado diversas ações para apoiar as regiões afetadas pelo extenso período de seca e estiagem no País. Além de obras estruturantes, adutoras e barragens, os recursos federais servem à instalação de cisternas, de sistemas coletivos de abastecimento, à construção de pequenas barragens, barreiros, poços, entre outras tecnologias complementares.

Para obter apoio material e financeiro do Ministério da Integração Nacional para ações emergenciais, os municípios devem apresentar um relatório com diagnóstico dos danos e o Plano Detalhado de Resposta (PDR), por meio do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2ID). Após análise, o Ministério da Integração define o valor do recurso a ser disponibilizado.

Fonte: Portal Brasil

Ferramenta garante cumprimento da lei de desburocratização

O governo criou uma ferramenta para garantir que os serviços públicos federais respeitem o novo decreto de desburocratização, que pretende tornar o atendimento ao cidadão mais produtivo.

Segundo o Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU), o Simplifique, como é chamado esse instrumento, será obrigatório em toda a administração pública federal.

Essa ferramenta é um formulário que permite ao cidadão fazer reclamações caso o órgão público descumpra a lei. Caso uma autarquia solicite informações eleitorais, o cidadão não precisará apresentar os comprovantes, a própria entidade terá de buscar as informações nos bancos de dados da Justiça Eleitoral. Se a instituição se recusar a fazer, o cidadão pode fazer um registro no Simplifique.

O formulário ficará disponível no Sistema de Ouvidorias do Poder Executivo Federal (e-Ouv), mas ainda não está em operação. De acordo com o Ministério da Transparência, a ferramenta entrará em atividade nos próximos meses. 

Além de reclamações, será possível solicitar também mudanças que ampliem a qualidade e facilitem o acesso e a execução do serviço público.

Diálogo com a população

Todas as solicitações feitas por meio desse formulário terão de ser obrigatoriamente avaliadas pelo poder público. Segundo o ouvidor-geral da União, Gilberto Waller Júnior, essa nova ferramenta melhora o diálogo entre a sociedade e o Estado.

“As ouvidorias são reconhecidas não apenas como porta de entrada para denúncias e reclamações, mas também como importantes instrumentos de monitoramento, de avaliação e de aperfeiçoamento da gestão”, explica.

Fonte: Portal Brasil

Débitos de produtores afetados pela seca poderão ser renegociados

Os débitos de produtores rurais afetados pela seca no Nordeste e no norte de Minas Gerais poderão ser renegociados, mesmo que já tenham sido prorrogados. Os pedidos de renegociação precisam ser feitos até 29 de dezembro e os mutuários pagarão os juros originais dos contratos. 

O Conselho Monetário Nacional (CMN) decidiu ampliar os débitos a serem refinanciados em decorrência da estiagem nos municípios da área de atuação da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene).

Critérios

Poderão ser renegociadas as operações de crédito rural de custeio (plantio e manutenção da lavoura) ou de investimentos, contratadas de 1º de janeiro de 2012 a 31 de dezembro de 2016. O produtor ou a cooperativa rural terão perdão da multa e de demais encargos e poderão refinanciar e pagar as parcelas por nove anos, começando somente em 2021.

Em maio, o CMN tinha aprovado renegociação semelhante, mas apenas para débitos vencidos ou a vencer desde 1º de janeiro de 2016 a 29 de dezembro deste ano. Agora, as operações de crédito contratadas de 2012 a 2015 também poderão entrar na renegociação.

Fonte: Agência Brasil

Agricultura familiar recebe repasse de R$ 4,2 mi no RN

O Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) investiu R$ 4,2 milhões no Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). Ao todo, 60 cidades do Rio Grande do Norte foram beneficiadas pelos recursos, que serão aplicados na modernização das Unidades de Distribuição da Agricultura Familiar (Udaf).

Com o repasse, foram entregues 60 veículos com baú refrigerado, 125 balanças, 44 computadores e 60 impressoras que serão usadas pelo Programa.

As Udafs compram os alimentos produzidos pelo PAA e asseguram o mercado para esses agricultores locais. Em seguida, são doados à população em insegurança alimentar.

“A entrega desses equipamentos vai facilitar a comercialização e o acesso do consumidor final a produtos de qualidade. É uma forma virtuosa de promover o desenvolvimento, gerar renda para o agricultor e beneficiar as pessoas que vão receber os alimentos”, afirmou secretário-executivo da pasta, Alberto Beltrame.

Em 2016, foram investidos R$ 9 milhões na compra de 3 mil toneladas de produtos de 1,7 mil agricultores no Rio Grande do Norte. Com isso, 804 entidades socioassistenciais receberam alimentos de qualidade.

Fonte: Portal Brasil

Tratamento de crianças é foco de ação do Instituto Nacional de Cardiologia

Unidade do Ministério da Saúde no Rio de Janeiro, o Instituto Nacional de Cardiologia (INC) firmou parceria com a Associação Saúde Criança, para expandir o tratamento para crianças e adolescentes.

A ação permite que as famílias dos pacientes, especialmente aquelas em situação de vulnerabilidade social, recebam a primeira avaliação em domicílio e sejam beneficiadas com melhorias para a casa e a alimentação. 

Melhora de condições

A cada mês, cinco novas famílias passarão a participar do trabalho conjunto da Associação Saúde Criança com o INC. As crianças que participam das ações da associação, na maioria das vezes, têm doenças crônicas ou muito graves que levam a internações.

Por isso, a melhoria das condições de vida ao seu redor, inclusive de infraestrutura e moradia, é importante para que o pequeno paciente cresça sem precisar recorrer tanto aos serviços hospitalares.

“A gente pré-seleciona as famílias de pacientes que mais têm déficit social, e a maioria delas tem. A associação avalia as condições de vida e até a residência dessas crianças e adolescentes, os reinsere no meio social”, esclarece a coordenadora de Planejamento do INC, Flavia Motta. 

“Eles têm uma casa onde muitas vezes é preciso fazer melhorias e a associação realiza, dá alimentação, fornece medicação e passagens quando a família não pode pagar. Todo mês, faz o controle para saber se a criança está vindo ao INC. É um grande apoio.”

Acompanhamento

Cada família indicada pelo INC à Saúde Criança passa a ser acompanhada por uma equipe de assistentes sociais, nutricionistas, psicólogos, psiquiatras e advogados, entre outros especialistas. No período de dois anos contínuos desse trabalho, ocorrem orientações e ações com cada membro da família, para que possam superar a situação de vulnerabilidade da criança ou adolescente e de seus parentes.

O INC procura, com a parceria, ajudar a recuperar e reestruturar famílias de baixa renda que não tenham condições de arcar com as despesas do tratamento como, por exemplo, medicamentos, passagem/transporte para ir às consultas e exames.

Aumento

Esse serviço qualifica ainda mais o atendimento do INC, que, somente no ano passado, aumentou em 24% as cirurgias e em 10% as consultas ambulatoriais de crianças e adolescentes. Em 2016, o número consultas desse público chegou a 7.457, já o número de cirurgias foi de 271.

São em média 2,5 mil ecocardiogramas e 450 cateterismos por ano de crianças e de adultos congênitos (como são chamados os pacientes que têm a doença desde pequenos).

Fonte: Portal Brasil

Cerca de 3,8 milhões de pessoas em Pernambuco vão receber sinal digital

Moradores de Recife e outros 13 municípios de Pernambuco receberão apenas o sinal digital de TV a partir desta quarta-feira (26). 

O desligamento das transmissões analógicas na região vai atingir 3,8 milhões de pessoas. O sistema digital de TV permite à população receber uma programação com melhor qualidade de imagem e som, sem interferências.

Além da capital, o sinal analógico de TV será desligado nas cidades de Jaboatão dos Guararapes, Abreu e Lima, Araçoiaba, Cabo de Santo Agostinho, Camaragibe, Igarassu, Ilha de Itamaracá, Ipojuca, Itapissuma, Moreno, Olinda, Paulista e São Lourenço da Mata.

Recepção

Segundo a última pesquisa Ibope realizada nos municípios, entre os dias 9 e 22 de julho, 92% dos domicílios estão preparados para a recepção do sinal digital de TV. O percentual é o mais alto registrado na véspera da data prevista para o desligamento do sinal analógico entre as cidades onde já ocorreu a implantação da TV digital.

A Seja Digital, que distribui os kits de conversão, informou que já foram distribuídos nas cidades 523 mil kits com conversor e antena para recepção do sinal digital, que são destinados às famílias de baixa renda cadastradas em programas sociais do governo federal.

Esse número corresponde a 84% do total de 624,6 mil equipamentos previstos para serem entregues. Os kits podem ser solicitados pelo telefone 147 ou pelo site. Mesmo depois do desligamento, a distribuição dos kits para recepção do sinal digital terá continuidade pelos próximos 45 dias na região.

Cronograma

As próximas cidades a receberem o sistema digital são Salvador, na Bahia, e Fortaleza, Juazeiro do Norte e Sobral, no Ceará, no dia 27 de setembro. A primeira pesquisa de recepção do sinal digital nesses municípios e entorno, realizada em julho, mostrou que em Salvador, o índice é de 85,82%; Fortaleza está em 76,14%; Juazeiro do Norte, 47,1%; e Sobral, 37,82%.

Fonte: Portal Brasil

Redução de burocracia está entre prioridades do governo

Para reduzir a burocracia e dar mais eficiência para o País, o governo implantou uma série de medidas que facilitam a vida do brasileiro e das empresas. Ministérios, Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES) e Conselho Nacional para a Desburocratização – Brasil Eficiente, têm entre as suas prioridades reduzir as barreiras para o setor produtivo. O entendimento do governo é o de que menos burocracia pode gerar mais crescimento.

Além do decreto 9.094, que simplifica o atendimento ao público na administração federal, foram lançados o Empreender Mais Simples; a regulamentação da política portuária no Brasil; o Agro+; o eSocial Empresas e outras ações. Também está em estudo, no Ministério da Fazenda, uma simplificação para o pagamento de tributos.

A expectativa do governo é de que, após a adoção de regras mais claras e simplificadas, o tempo gasto pelas pelas empresas para pagar impostos caia de 2,6 mil horas para 600 horas por ano. O objetivo é também tornar mais ágeis os processos de abertura e fechamento de empresas no País.

Com o conselho de desburocratização, que está em funcionamento desde março, essas propostas para tornar o País mais eficiente têm avançado mais rapidamente. Uma dessas ações que facilita a vida do setor privado e incentiva a produção é o eSocial Empresas, que oferece, em uma única declaração, todas as informações sobre relações trabalhistas, como FGTS, Caged e Rais.

Incentivo à produção

O Portal Único do Comércio Exterior, do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços também ajuda a impulsionar o setor produtivo. Ele reduz a burocracia para exportadores brasileiros que enviam cargas por vias marítimas ou rodoviárias.

Do Ministério de Minas e Energia, saiu uma proposta de reforma do setor elétrico cujo objetivo é reduzir as judicializações e tornar o setor mais forte e eficiente.

No Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, o Agro+ tem garantido um melhor desempenho dos produtores. Não à toa o Brasil caminha para mais uma safra recorde e o setor se consolida como um dos que têm puxado a recuperação da economia.

Fonte: Portal Brasil

AGU recorre contra liminar que suspende reajuste de impostos sobre combustíveis

A Advocacia-Geral da União (AGU) recorreu ao Tribunal Regional Federal (TRF-1), sediado em Brasília, para anular a decisão que suspendeu ontem(25) o aumento das alíquotas do Programa de Integração Social (PIS) e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) sobre a gasolina, o diesel e o etanol, anunciado pelo governo na ultima quinta-feira (20).

A suspensão foi determinada nesta manhã pelo juiz Renato Borelli, da 20ª Vara Federal no Distrito Federal, a partir da motivação de uma ação popular protocolada por um cidadão.

Para o magistrado, o reajuste deveria ter entrado em vigor em 90 dias e não poderia ter sido aprovado por meio de um decreto presidencial, mas por lei ordinária.

A previsão do governo é arrecadar mais R$ 10,4 bilhões com o aumento do PIS/Cofins sobre os combustíveis, de modo a conseguir cumprir a meta fiscal de déficit primário de R$ 139 bilhões para este ano.

 

Fonte: Agência Brasil

MP que cria Agência Nacional de Mineração é publicada no Diário Oficial

A medida provisória (MP) que cria a Agência Nacional de Mineração ( ANM) e extingue o Departamento Nacional de Produção Mineral está publicada na edição desta quarta-feira (26) do Diário Oficial da União. Ela foi assinada pelo presidente Michel Temer.

De acordo com a MP, a agência integra a administração pública federal indireta, está submetida a regime autárquico especial e vinculada ao Ministério de Minas e Energia. A ANM terá a sua sede no Distrito Federal e poderá ter unidades regionais.

A MP diz ainda que a Agência Nacional de Mineração terá como finalidade implementar as políticas nacionais para as atividades integrantes do setor de mineração, “compreendidas a normatização, a gestão de informações e a fiscalização do aproveitamento dos recursos minerais no país”.

Além disso, também caberá a ANM, entre outras medidas, implementar a política nacional para as atividades de mineração e estabelecer normas e padrões para o aproveitamento dos recursos minerais, observadas as políticas de planejamento setorial definidas pelo Ministério de Minas e Energia.

O documento diz ainda que o diretor-geral e os demais membros da diretoria colegiada têm que ser brasileiros, indicados pelo presidente da República e nomeados após aprovação pelo Senado Federal.

 

Fonte: Agência Brasil

Ataque talibã contra base militar mata 26 soldados no Afeganistão

Pelo menos 26 soldados afegãos morreram e outros 13 foram feridos em um ataque talibã a uma base militar na província de Kandahar, no sul do Afeganistão. Oitenta rebeldes foram mortos e feridos, informou nesta quarta-feira (26) uma fonte oficial.

O ataque contra a base militar, localizada no distrito de Khakriz, começou na noite de terça-feira e se prolongou durante horas, segundo informou o Ministério da Defesa afegão, explicando que 26 soldados morreram e 13 ficaram feridos.

“Durante horas de combate, mais de 80 talibãs também morreram ou ficaram feridos”, diz o comunicado, sem divulgar mais detalhes.

 

Fonte: Agência Brasil

ONU ressalta contribuição de migrantes ao desenvolvimento sustentável

A representante especial da ONU para Migração Internacional, Louise Arbour, destacou ontem (24), em Nova York, as contribuições fundamentais dos migrantes a seus países de origem, que em 2016 totalizaram US$ 429 bilhões em remessas. Segundo ela, trata-se de “uma das contribuições mais tangíveis de migrantes” para que sejam alcançados os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável em seus países de origem. A informação é da ONU News.

Louise Arbour destacou, na sede da ONU, durante uma sessão temática sobre o estabelecimento de um pacto global sobre migração e a contribuição da mesma para o desenvolvimento sustentável, que as remessas dos imigrantes a nações em desenvolvimento “tiraram milhões de famílias da pobreza” e representam um valor três vezes maior do que a assistência oficial a estes países, sendo mais estáveis do que outras formas de fluxo de capital privado.

A representante especial da ONU ressaltou, no entanto, que a contribuição de migrantes a seus países vai além das remessas de dinheiro, citando a transferência de novas ideias, habilidades, cultura e conhecimento. Ela declarou que, além disso, em linhas gerais, a migração também “fornece benefícios substanciais” aos países que os abrigam, especialmente através da contribuição de trabalhadores de vários níveis de habilidades, tanto em nações desenvolvidas como em desenvolvimento.

Barreiras

Louise Arbour elencou contudo “três barreiras fundamentais à maximização do impacto positivo da migração”. Em primeiro lugar, “as políticas inadequadas que podem evitar resultados positivos de desenvolvimento”. Em seguida, a exclusão de trabalhadores migrantes, em particular os sem documentos, da cobertura básica de instrumentos de proteção social. E, em terceiro lugar, Louise Arbour ressaltou que embora os benefícios da migração sejam muito maiores que seus custos, a percepção do público é “frequentemente o oposto”.

Ela disse que “tais percepções e atitudes públicas têm influência negativa” sobre a escolha de políticas migratórias e defendeu que isto “deve ser revertido para que políticas sejam baseadas em evidências e não movidas por percepções equivocadas”. Para a representante, o pacto global para uma migração “segura, ordenada e regular é uma oportunidade fundamental para abordar estas questões prejudicando as contribuições de migrantes ao desenvolvimento”.

 

Fonte: Agência Brasil

Procura por passagem aérea doméstica cresce 1,96% em junho

A procura por passagens aéreas domésticas cresceu 1,96% em junho na relação com o mesmo mês de 2016, informou hoje (25), em São Paulo, a Associação Brasileiras das Empresas Aéreas (Abear). A oferta de voos pelas companhias aéreas, no entanto, recuou 0,68% na mesma base de comparação.

Maurício Emboaba, consultor técnico da Abear, disse que a alta na demanda não significa expansão do setor, já que junho de 2016, mês usado na comparação, teve demanda reprimida por ter sido o auge da crise política no país.

Para ele, a leve alta se deve mais ao ajuste de oferta. Os dados levam em conta os serviços prestados pelas companhias Avianca (que respondeu por 13,49% do mercado), Azul (18,28%), Gol (35,39%) e Latam (32,85%).

A taxa de ocupação nos voos foi de 80,24%, alta de 2,08 pontos percentuais, o que a Abear considera desempenho saudável para as companhias. As empresas brasileiras tiveram crescimento de 15,10% na demanda do mercado internacional e a oferta nesse segmento aumentou 12,32%.

A movimentação de cargas domésticas cresceu 8,34% em junho, somando 28,3 mil toneladas. Nas rotas internacionais, o movimento foi de 20,6 mil toneladas, crescimento de 57,96%. Para Emboaba, esse aumento expressivo indica o amadurecimento do crescimento da oferta no mercado internacional de cargas.

Cobrança de bagagens

A cobrança para despachar bagagens e o oferecimento de tarifas com desconto para quem não utiliza o serviço passaram a valer em junho. Eduardo Sanovics, presidente da Abear, disse que a mudança surpreendeu positivamente o setor porque 65% dos bilhetes vendidos desde então são de tarifas, em média, 30% mais baratas, voltadas aos passageiros que viajam sem bagagem.

Para ele, embora a associação ainda não tenha dados consolidados sobre a curva de preços das passagens aéreas, os primeiros levantamentos das companhias apontam queda de preços praticados.

“Só poderemos falar sobre preços quando tivermos os dados consolidados da Anac [Agência Nacional de Aviação Civil], mas algumas empresas vêm mostrando queda nos preços”, explicou.

 

Fonte: Agência Brasil

Temer diz que país está se transformando depois de uma longa recessão

O presidente Michel Temer disse hoje (25) que o país está se transformando depois de uma longa recessão e começa respirar uma nova economia e novos costumes. Em discurso na cerimônia de posse do ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, Temer disse ainda que os desafios não deixam seu governo preocupado, mas o “vitalizam”.

“Vivemos em um país de muito otimismo. Temos dificuldades? Claro que as temos. Mas isso é mais ou menos histórico no nosso país… a capacidade extraordinária de recuperação do povo brasileiro, de otimismo, de crença nas nossas instituições. E hoje, especialmente, a absoluta crença em que o país está se transformando depois de uma longa recessão. Começamos a respirar uma nova economia e novos costumes no nosso país”, disse Temer.

Temer deu posse a Sérgio Sá Leitão que assume o cargo ocupado interinamente por João Batista de Andrade. Então secretário-executivo do Ministério da Cultura, Andrade assumiu o comando da pasta após o deputado Roberto Freire (PPS-PE) anunciar sua saída.

Antes de ser nomeado pelo presidente para o Ministério da Cultura, Sá Leitão estava no cargo de diretor da Agência Nacional do Cinema (Ancine). Sá Leitão já passou pelo Ministério da Cultura de 2004 a 2006 quando foi chefe de gabinete durante a gestão do ex-ministro Gilberto Gil.

 

Fonte: Agência Brasil

Suíça lança ordem de captura internacional contra agressor da motosserra

A Suíça emitiu nesta terça-feira (25) uma ordem de captura internacional para tentar deter o homem que agrediu ontem, com uma motosserra, duas pessoas na cidade de Schaffhausen, no Norte do país e próxima da fronteira com a Alemanha, e seu paradeiro segue desconhecido. As informações são da Agência EFE.

O homem, de 51 anos, e cuja identidade é conhecida dos serviç30os de segurança, fugiu após o ataque e segue desaparecido, mesmo com o grande dispositivo de segurança acionado para sua captura.

O indivíduo está sendo procurado intensamente tanto pela polícia cantonal de Schaffhausen, como pelas dos cantões vizinhos de Zurique e Thurgovie.

Os agentes suíços contam com a ajuda da polícia alemã, devido à proximidade de Schaffhausen com a fronteira do país vizinho.

Dos cinco agredidos, um foi ferido com gravidade e, após ser operado no hospital, permanece em observação, mas não corre risco de morte.

Esta vítima é um funcionário do plano de saúde privado CSS e, aparentemente, era o principal alvo do agressor, que era cliente da empresa, enquanto outro profissional da companhia foi ferido de forma leve e já deixou o hospital.

Outros dois clientes que se encontravam nos escritórios do CSS no momento da agressão sofreram choque pós-traumático, e uma quinta pessoa ficou ferida gravemente após a intervenção da polícia.

As forças de segurança divulgaram hoje pela manhã uma foto do agressor feita minutos antes de ele entrar nos escritórios da CSS, na qual é possível vê-lo portando uma grande bolsa de plástico, onde se supõe que estava a motosserra.

Após o ataque, o agressor fugiu com um carro, que pouco depois foi abandonado.

O homem já foi condenado duas vezes em 2014 e 2016 nos cantões de Berna e Lucerna, respectivamente, por violações da lei sobre armas.

O procurador que investiga o caso o definiu ontem como um “marginal” que vivia na floresta ultimamente.

A polícia suíça descartou ontem que a agressão tivesse qualquer relação com um ataque terrorista.

 

Fonte: Agência Brasil

CNPE altera oferta de áreas nas licitações de blocos de petróleo em 2018 e 2019

O Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) publicou no Diário Oficial da União de hoje (25) autorização para que a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) promova modificações nas áreas de exploração e produção de petróleo selecionadas para oferta nas rodadas de licitações previstas para 2018 e 2019.

As mudanças constantes da Resolução CNPE 16/2017 permitem que a agência possa incluir blocos da Bacia de Sergipe-Alagoas (setores SSEAL-AUP1 e SSEAL-AUP2) e da Bacia de Pernambuco-Paraíba (setor SPEPB-AP3) na 15ª Rodada de Licitações de blocos Exploratórios. As alterações admitem, ainda, na mesma rodada, a inclusão de blocos da Bacia de Campos (setor SC-AP5), excluindo-os da 16ª Rodada de Licitações de blocos exploratórios.

Na mesma resolução, a ANP é autorizada a incluir os blocos da Bacia de Campos (setor SC-AP4) na 16ª Rodada de Licitações, prevista para 2019, e consequentemente excluindo-os da 15ª Rodada; e a ampliar para sul a área do prospecto de Uirapuru, na Bacia de Santos, visando avaliar os parâmetros técnicos e econômicos para sua oferta na Quarta Rodada de Licitações de blocos sob o Regime de Partilha de Produção, previsto para o próximo ano.

Mercado de Combustíveis

Também hoje, o CNPE, em publicação no Diário Oficial da União, lançou as diretrizes para o mercado de combustíveis. A Resolução nº 15, de 8 de junho de 2017, estabelece diretrizes estratégicas para o desenvolvimento do mercado de combustíveis, demais derivados de petróleo e biocombustíveis, com o objetivo de embasar a proposição de medidas que contribuam para a garantia do abastecimento nacional.

A resolução cria ainda o Comitê Técnico Integrado para o Desenvolvimento do Mercado de Combustíveis, demais Derivados de Petróleo e Biocombustíveis, integrado pelo Ministério de Minas e Energia, que o coordenará, pela ANP e outros órgãos.

As informações relativas às publicações encontram-se no site da ANP no endereço http://www.anp.gov.br/wwwanp/.

Ainda em relação aos leilões de áreas exploratórias, a ANP está realizando hoje Audiência Pública de Pré-Editais e Minutas da 2ª e 3ª Rodadas do Pré-Sal. A audiência, num hotel da Zona Sul do Rio de Janeiro, foi aberta às 9h pelo diretor da agência da ANP, Waldyr Barroso. As duas rodadas estão marcadas para o dia 27 de novembro e nelas serão ofertadas áreas nas bacias de Campos e de Santos.

 

Fonte: Agência Brasil

Justiça nega pedido de Eduardo Cunha para suspender divulgação de livro

O Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ) decidiu, por unanimidade, negar provimento ao recurso impetrado pelo ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) contra a divulgação do livro Diário da Cadeia – com trechos da obra inédita Impeachment. O autor do livro, Ricardo Lísias, usou como pseudônimo o nome de Eduardo Cunha.

O ex-deputado, que está preso em Curitiba, no âmbito da Operação Lava Jato, alegou que a obra literária era ofensiva a sua honra. Ele impetrou mandado de segurança para suspender a decisão da 8ª Câmara Cível do Tribunal, que negou a proibição da divulgação do livro.

Os desembargadores do Órgão Especial seguiram o voto do relator do processo, desembargador Nagib Slaibi, que negou a antecipação cautelar ao mandado de segurança e entendeu ser o livro de Lysias uma obra de ficção. “Na verdade, trata-se de uma obra literária de ficção, a qual tem como pano de fundo a realidade política brasileira. Em uma análise preliminar, conclui-se que não houve anonimato, vedado pela Constituição Federal, e sim a utilização de um pseudônimo em uma obra ficcional”, disse Slaibi.

 

Fonte: Agência Brasil

Israel tira detectores de metal, mas muçulmanos mantêm boicote à Esplanada das Mesquitas

O governo de Israel removeu detectores de metais que estavam nos acessos à Esplanada das Mesquitas, na Cidade Velha de Jerusalém, mas as autoridades muçulmanas mantiveram o boicote. O maior controle no acesso, que provocou revolta entre os muçulmanos, começou após um ataque que terminou com policiais isralenses mortos.

Na terça-feira (24), o gabinete ministerial do primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, votou a favor de substituir os detectores de metal por meios de segurança menos obstrutivos.

“Não haverá ingressos na mesquita Al-Aqsa na Esplanada até que um comitê técnico do Waqf [entidade que administra os bens muçulmanos em Jerusalém Oriental] avalie a situação e que a situação volte ao que era antes de 14 de julho”, afirma a nota, segundo a France Presse.

O comunicado faz referência ao dia de um ataque contra dois policiais israelenses que levou Tel Aviv a instalar novos dispositivos de segurança no acesso ao conjunto Nobre Santuário – Monte do Templo (como é chamado pelos israelenses) é o terceiro local mais sagrado para o islã depois de Meca e Medina, na Arábia Saudita.

Após as restrições, os palestinos estavam rezando do lado de fora do local. A tensão aumentou ainda mais depois que a polícia passou a barrar a entrada de homens de origem palestina com menos de 50 anos. Houve confronto e ao menos três palestinos morreram e 50 pessoas ficaram feridas.

O enviado da Organização das Nações Unidas (ONU) para o Oriente Médio, Nickolay Mladenov, alertou nesta segunda que era necessária uma solução até sexta-feira (quando acontece a tradicional oração muçulmana) para a crise na mesquita de Al-Aqsa, que ele disse representar um risco de “custos catastróficos bem além dos muros da Cidade Velha”.

Esta área, onde estão o Domo de Rocha e a mesquita Al-Aqsa, é fonte de conflitos religiosos entre israelenses e palestinos. Desde que Israel anexou a Cidade Velha, incluindo essa região, na guerra do Oriente Médio em 1967, o local também se tornou um símbolo do nacionalismo palestino. Atualmente, a Jordânia é a responsável pela administração da Esplanada das Mesquitas.

Nesta terça-feira, o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, pediu aos muçulmanos do mundo inteiro que “visitem” e “protejam” Jerusalém, na esteira da escalada de violência ligada à instalação – por parte de Israel – de detectores de metal nas entradas da Esplanada das Mesquitas.

“Gostaria de lançar um apelo a todos os meus concidadãos e aos muçulmanos do mundo inteiro: que todos aqueles que tiverem os meios (…) façam uma visita a Jerusalém, à mesquita de Al-Aqsa. Venham todos juntos proteger Jerusalém”, declarou Erdogan.

“Sob pretexto de lutar contra o terrorismo, trata-se de uma tentativa de roubar a mesquita Al-Aqsa dos muçulmanos”, disse o presidente turco em um discurso aos deputados de seu partido, o islamita-conservador AKP.

Fonte: Portal G1

Fiscalização do trabalho escravo cai e verba do setor termina em agosto, dizem entidade e sindicato

A crise fiscal já afeta as fiscalizações de trabalho escravo no país, segundo entidade que atua no combate a esse crime e fiscais do trabalho. A quantidade de estabelecimentos fiscalizados no primeiro semestre caiu para menos da metade neste ano na comparação com 2016, aponta levantamento divulgado pela Comissão Pastoral da Terra (CPT).

O volume de inspeções mensais neste ano caiu 58% em relação ao ano passado, enquanto o número de trabalhadores resgatados recuou 76% na comparação com a média mensal de 2016.

O setor não é o primeiro a ter os serviços afetados pela falta de recursos públicos. Com o orçamento no limite, a emissão de passaportes ficou suspensa por 1 mês e a Polícia Rodoviária reduziu o patrulhamento nas estradas.

O volume de fiscalizações de trabalho escravo pode cair ainda mais no segundo semestre. O Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais do Trabalho (Sinait) diz que a verba para apurar denúncias acaba em agosto (veja detalhes mais abaixo). Isso significa que as fiscalizações em locais distantes das capitais podem ser comprometidas.

Fonte: Portal G1

Caern suspende abastecimento de Currais Novos para execução de obra

Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) suspendeu o abastecimento da cidade de Currais Novos, na região Seridó do Estado, a partir desta terça-feira (25) até às 18h de quarta (26).

A suspensão é necessária para que equipes possam fazer a instalação elétrica do flutuante no ponto de captação do Açude Dourado, que abastece a cidade.

A companhia orienta a população de Currais Novos para o uso racional da água armazenada, principalmente nesse intervalo, a fim de evitar maiores transtornos.

Fonte: Portal G1

Bebê achado em cemitério de Campina Grande sai da UTI e espera para receber alta

O recém nascido que foi achado em um cemitério de Campina Grande no sábado (22) já saiu da Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) Neonatal do Instituto de Saúde Elpídio de Almeida. De acordo com informações do serviço social da unidade, o bebê está bem e na manhã desta terça-feira (25) aguardava para receber alta, quando deve ser encaminhado para uma instituição de acolhimento para aguardar o processo de adoção.

O menino foi encontrado dentro de um saco de lixo no Cemitério São José, no bairro José Pinheiro. Câmeras de segurança flagraram o momento em que ele foi deixado no local. Ele foi encontrado por pessoas que passaram pelo local e foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros, que o levou para o Isea. A criança estava com restos de placenta e hipotermia, com temperatura abaixo de 35 ºC, prejudicando o funcionamento dos órgãos.

De acordo com o juiz auxiliar da Vara da Infância e Juventude em Campina Grande, Hugo Zaher, a guia de acolhimento para a transferência do bebê para esta instituição já está sendo preparada. A partir daí, acontece uma tentativa de identificar os pais e, só então, ele vai ser encaminhado para a família que estiver na vez da fila de adoção. “Em situação como essa, ele pode ser encaminhado rapidamente para uma família”, prevê.

Apesar de prever um processo rápido, o juiz destaca que o bebê deve ser adotado por uma família que já esteja habilitada na lista de adoção, que é nacional, mas privilegia candidatos que morem na região onde o bebê está. “Tem que se respeitar a fila, não é qualquer pessoa ou quem achou que pode adotar”, explica, orientando especialmente as muitas pessoas que procuram o hospital se oferecendo para adotar o recém nascido.

Fonte: Portal G1

Jornalista Artur Almeida morre aos 57 anos

O jornalista Artur Almeida, 57 anos, morreu na noite desta segunda-feira (24) em Portugal, onde passava férias. Informações da família são de que ele teve uma parada cardiorrespiratória, chegou a ser socorrido, mas morreu a caminho do hospital. Ainda não se tem detalhes das causas da morte.

Ele era editor-chefe, apresentador do MGTV 1ª edição e trabalhava na TV Globo Minas há mais de 20 anos. Artur deixa a mulher e três filhas.

Minas Gerais perde um dos seus jornalistas mais importantes, e a Globo Minas perdeu um colega, um amigo, que deixa uma lacuna profissional imensa e, principalmente, uma enorme saudade.

Fonte: Portal G1

Empresa dos EUA implantará chips nos funcionários para agilizar tarefas

Uma empresa americana implantará microchips em alguns funcionários para facilitar tarefas como abrir portas, acessar computadores, fazer cópias de documentos e compartilhar informação, entre outras funções.

Segundo informou o site “Verge” nesta segunda-feira (24), 50 empregados da desenvolvedora de software Three Square Market se ofereceram como voluntários para participar da iniciativa.

Sediada no estado de Wisconsin, a empresa usará nos chips a tecnologia de comunicação sem fio e de curto alcance NFC. Marcada para começar a operar em dia 1º de agosto, a iniciativa consistirá em implantar componentes do tamanho de um grão de arroz entre o polegar e o dedo indicador do indivíduo. Os microprocessadores custam US$ 300.

De acordo com a empresa, os chips possuem sensores que, ao serem escaneados, permitem que funcionários acessem informações em computadores e outros dispositivos. Também liberam o pagamento de compras, sem a necessidade de usar cartões de crédito ou smartphones.

A Three Square Market assegura que não colocará em risco a privacidade dos trabalhadores, já que os dados armazenados no chip estarão criptografados e não poderão ser rastreados por GPS, de modo que a sua funcionalidade seria parecida à de uma chave ou cartão de acesso eletrônico.

O diretor-executivo da empresa, Todd Westby, declarou ao canal “CNBC” que a implantação destes microchips é indolor e que seu uso é completamente legal, já que foi aprovado em 2004 pela agência federal de Administração de Medicamentos e Alimentos (FDA, na sigla em inglês).

“Acreditamos que é uma boa forma de avançar na inovação da empresa. Os chips não emitem nenhum sinal sozinhos, precisam ser lidos com qualquer objeto que tenha um leitor de proximidade”, explicou Westby.

Fonte: Portal G1

Receita Federal alerta cidadãos para “golpe do amor”

O crescente número de casos de mulheres que têm sido enganadas para repassar dinheiro a estelionatários para supostamente buscar presentes em aeroportos fez a Receita Federal disparar o alerta à população.

Chamado “golpe do amor”, o esquema tem ocorrido sobretudo em Guarulhos (SP). Os suspeitos usam perfis falsos nas redes sociais e se passam por estrangeiros com boas condições financeiras. Eles se envolvem com as vítimas e prometem presentes a elas.

Contudo, os bens só poderiam ser liberados depois que as mulheres depositassem valores nas contas deles para liberar os itens que eles alegam terem sido retidos pela Receita nos aeroportos.

De acordo com a Receita, existem relatos de propostas de casamento e de envio de presentes como óculos, bolsas, celulares, anéis de ouro para o ‘noivado’, documentos pessoais e, em muitos casos, dinheiro em espécie em dólares, libras ou euros.

“Após o suposto envio dos presentes, a quadrilha exige pagamento da vítima alegando que as mercadorias estariam retidas na alfândega e só seriam liberadas após o pagamento de taxas e outros valores”, advertiu o órgão.

A Receita Federal ressalta que não exige qualquer pagamento em espécie ou por meio de depósito em conta-corrente e que todos os tributos aduaneiros administrados pelo órgão são recolhidos por meio Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf).

Fonte: Portal Brasil

Brasil concorre a prêmio internacional por projeto Cisternas

Um dos seis projetos que concorrem ao Prêmio Internacional de Política para o Futuro é o programa Cisternas do governo federal. A iniciativa assegura o abastecimento de água à população rural que vive no semiárido do País.

A escolha do vencedor será anunciado em setembro, em Ordos, na China. O projeto piloto das cisternas começou a ser implantado em 2008. Atualmente, os reservatórios têm capacidade par 52 mil litros. Já foram distribuídas 604 mil cisternas.

Segundo a Articulação Semiárido Brasileiro, a região semiárida ocupa 18,2% do território brasileiro, abrangendo um quinto dos municípios e 11,84% da população do País.

Com o projeto Cisternas, o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome promove a democratização do acesso à água a partir de duas linhas: a de consumo básico, para suprir as necessidades rotineiras, e a de produção, que permite o desenvolvimento da agricultura familiar.

Fonte: Portal Brasil

Precisamos falar sobre a rubéola congênita

A rubéola é uma infecção contagiosa que provoca sintomas como manchas vermelhas na pele, dores de cabeça e no corpo, coriza, febre, olhos avermelhados e sensação de mal-estar.

Sua vacina, a tríplice viral, eficiente também para caxumba e sarampo, pode ser encontrada nas redes pública e privada. Apesar de controlada, a doença não está banida no Brasil. No caso de gestantes, o cuidado deve ser redobrado, pois a mãe pode transmitir a patologia para o feto.

“No primeiro semestre desse ano, a tríplice viral não alcançou completamente o seu público-alvo. As pessoas, principalmente, as mulheres, precisam se conscientizar sobre a importância da vacina”, explica a Dra. Lara Somma, obstetra da Perinatal.

Os sintomas nas gestantes são os mesmos, mas o tratamento deve ser realizado junto ao obstetra da paciente. “A data da infecção na gravidez tem papel fundamental nesse momento. Só assim o médico poderá fazer o diagnóstico e indicar o melhor tratamento, sempre com monitoramento”, conta a Dra. Lara.

Segundo a obstetra da Perinatal, as complicações fetais são mais comuns quando a mãe é infectada antes da 20ª semana de gravidez. “Caso a infecção seja diagnosticada depois desse período, as chances do bebê não ser afetado são maiores. Tudo depende de como foi o primeiro trimestre da gestação.”, relata. A Síndrome da Rubéola Congênita (SRC) pode levar ao aborto espontâneo ou até malformações do bebê, como deficiências visual, mental, auditiva e problemas cardíacos.

Mas é possível tomar a vacina estando grávida? De acordo com a obstetra Lara Somma é contra-indicado. “A vacina é de vírus vivo e pode atravessar a placenta e, teoricamente, infectar o feto, por isso a melhor alternativa é buscar aconselhamento médico nesse momento”.  No entanto, as mulheres que pretendem engravidar podem e devem se vacinar. “A vacinação contra rubéola pode efetivamente proteger contra a infecção subsequente e é a melhor estratégia para eliminar casos de SRC.“, finaliza.

Fonte: Jornal do Brasil

Lei da Agricultura Familiar completa 11 anos

Nesta segunda-feira (24) a Lei da Agricultura Familiar completa 11 anos de criação. Uma das práticas que compõem essa atividade é a criação de porcos, também chamada de suinocultura, também comemorada nesta data.

O País é o quarto maior produtos de carne suína no mundo e o terceiro em potencial de crescimento da produção, de acordo com levantamento do anuário brasileiro da agricultura familiar do ano passado. Cerca de 59% dos suínos são oriundos da agricultura familiar.

Ao todo, as políticas públicas do governo federal beneficiam quatro milhões de agricultores por meio da Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP). Por isso, os investimentos no setor são maciços: a Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead) investiu R$30 bilhões na safra 2017/2018.

Para o subsecretário da Agricultura Familiar da Sead, Everton Ferreira, ao investir na agricultura familiar se está investindo em mais alimentação e em preços melhores. “A agricultura familiar é um importante elemento na distribuição de renda, no crescimento social, no combate à pobreza e na sustentabilidade no campo”, ressalta Everton.

Segundo o órgão, metade dos itens da cesta básica são produzidos pela agricultura familiar, além de impulsionarem a produção de orgânicos.

Fonte: Portal Brasil

Edital seleciona estudantes para bolsas no Reino Unido

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) lançou edital para concurso de 120 bolsas para selecionar estudantes de turismo do País para se qualificarem em instituições do Reino Unido.

A iniciativa faz parte do Programa de Qualificação Internacional em Turismo e Hospitalidade (PQI) do Ministério do Turismo. O período de inscrição termina no dia 25 de agosto, às 17h.

“O Ministério do Turismo está comprometido com a promoção da qualificação dos profissionais do setor e agora, com o Brasil + Turismo, estamos construindo um programa sólido com a atuação em várias frentes e a qualificação internacional é uma delas”, afirmou o ministro do Turismo, Marx Beltrão.

As vagas são destinadas a alunos de cursos de bacharelado, licenciatura, tecnólogo em Turismo de instituições de ensino superior públicas ou privadas. São ainda pré-requisitos para a seleção ter obtido pontuação acima de 600 no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem); comprovar proficiência em língua inglesa; além de ter cursado, no mínimo, 20% e, no máximo, 80% do currículo do curso superior.

O curso no Reino Unido terá duração de 11 semanas e contará com aulas teóricas e práticas. Entre as instituições que vão recepcionar os estudantes estão:Boston College, Bournemouth and Poole College, City College Plymouth, Edinburgh College, Exeter College, Grŵp Llandrillo Menai, Newcastle College, Sunderland College, Sussex Coast College Hastings, Westminster Kingsway College.

Fonte: Portal Brasil

Inscrições para o Revalida vão até 4 de agosto

Os graduados em medicina que se formaram em instituições estrangeiras já podem se inscrever para o Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituições de Educação Superior Estrangeira (Revalida).

O edital segue aberto até 4 de agosto. O exame reconhece os diplomas obtido fora do Brasil e vale tanto para estrangeiros quanto para brasileiros e permite que exerçam a profissão no País.

O Revalida é aplicado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), mas a revalidação é de responsabilidade de instituições de educação superior públicas que aderirem ao exame.

As inscrições custam R$ 150 e é necessário enviar uma cópia digitalizada do diploma no ato do cadastro. A primeira etapa, que consiste na avaliação escrita está marcada para 24 de setembro. A segunda fase de avaliação das habilidades clínicas vai ocorrer entre 6 e 9 de novembro.

O Inep oferece auxílios ou recursos de acessibilidade para os participantes que declararem serem portadores de necessidades especiais. Além disso, pessoas que quiserem ser tratadas pela sua Identidade de Gênero podem solicitar Atendimento pelo Nome Social.

Fonte: Portal Brasil

Balança comercial tem melhor resultado de 2017 na 3ª semana de julho

Em mais um recorde, a balança comercial registrou na terceira semana de julho um saldo comercial de US$ 2,203 bilhões, o maior resultado semanal do ano. O resultado decorreu de exportações no valor de US$ 5,276 bilhões e importações de US$ 3,073 bilhões, segundo o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC).

No mês, as exportações somam US$ 13,844 bilhões e as importações, US$ 9,279 bilhões, com saldo positivo de US$ 4,566 bilhões. No ano, o saldo comercial já está positivo em US$ 40,782 bilhões.

O desempenho das exportações na terceira semana do mês ficou 23,2% superior à média da segunda semana, diante das vendas externas de manufaturados, principalmente etanol, açúcar refinado, torneiras, uma plataforma de petróleo, válvulas; e de produtos básicos.

No que diz respeito às importações, a balança da terceira semana deste mês aponta para uma queda de 1%, por conta das menores compras de combustíveis e lubrificantes, adubos e fertilizantes, plásticos e obras, equipamentos mecânicos, cereais e produtos de moagem.

Fonte: Portal Brasil

Polícia prende suspeitos de esfaquear e matar ambulante de 61 anos em Apodi, RN

A Polícia Militar prendeu nesta segunda-feira (24) dois jovens, um de 18 e outro de 21 anos, suspeitos de terem assassinado um vendedor ambulante de 61 anos na cidade de Apodi, na região Oeste potiguar. Francisco das Chagas Filho, o Chico da Confeiteira, era bastante conhecido no município. O crime aconteceu na noite do domingo (23). Segundo a Polícia Civil, os criminosos levaram R$ 80, duas carteiras de cigarro e alguns bombons.

“Um segurou e o outro esfaqueou a vítima”, afirmou o delegado Renato Oliveira. “Eles estavam em suas casas. Um dos dois ainda estava com a roupa suja do sangue da vítima. Sequer tomou banho depois de matar o homem. Chegou em casa e foi dormir”, acrescentou.

Ao Portal G1, o delegado relatou também que Chico dormia em um lugar próximo a uma quadra de esportes em que houve uma festa na noite do domingo. O ambulante tinha trabalhado no evento e resolveu esperar amanhecer para voltar para casa. “Os dois suspeitos pularam o muro para tentar roubá-lo. Ele esboçou uma reação e foi esfaqueado”, detalhou Renato Oliveira.

Os dois jovens apontados como responsáveis pelo latrocínio foram ouvidos em depoimento. Segundo o delegado, eles próprios contaram como tudo aconteceu. A morte de Chico da Confeiteira chocou a cidade.

Fonte: Portal G1

Polícia retira cartazes em que facção dá ordens a moradores de Mãe Luíza, em Natal

A Polícia Civil vai investigar a autoria dos cartazes supostamente assinados por uma facção criminosa espalhados no bairro de Mãe Luíza, na Zona Leste de Natal, bem como nas cidades de Caicó e Santa Cruz, no interior. A informação foi confirmada pelo delegado-geral, Correia Júnior, que falou com a reportagem do G1. Na manhã desta segunda-feira (24), a Polícia Militar subiu o morro e arrancou os cartazes. Os policiais gravaram um vídeo durante a ação, em que dizem que quem manda no bairro é a PM.

O bairro de Mãe Luíza foi o primeiro em que o Governo do Estado implementou o Ronda Cidadã, um programa que visa a aproximar a polícia da comunidade e garantir a segurança local. A escolha se deu porque a localidade é vista como violenta e tem altos índices de registro de tráfico de drogas.

“Será investigado para saber o que aconteceu. Muitas vezes as pessoas se aproveitam das situações, então a Polícia Civil vai apurar para saber a origem desses cartazes”, acrescenta o delegado Correia Júnior. Apesar de não reconhecer a veracidade e a autoria dos comunicados, a cúpula da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Sesed) se reuniu na tarde desta segunda-feira (24) para planejar ações policiais em todo o estado do Rio Grande do Norte.

Fonte: Portal G1

Centro infantil é alvo de vandalismo em Natal; suspeito é preso por moradores

O Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) do loteamento Nordelândia, no bairro Lagoa Azul, na Zona Norte de Natal, foi alvo de vandalismo na noite desta segunda-feira (24). Extintores de incêndio e bebedouros foram destruídos. Um homem foi preso por moradores da região.

Segundo o vigia do local, três homens invadiram a escola por volta das 20h. O trio pulou o muro e começou o quebra-quebra. O segurança, que conseguiu se esconder, pediu socorro.

O vigia contou que, com a demora da polícia para chegar ao local, os moradores da vizinhança entraram na escola e conseguiram prender um dos criminosos. “Essa não foi a primeira vez que a creche foi alvo de vandalismo”, contou.

Após uma hora e meia, guardas municipais chegaram à unidade e levaram o suspeito para a delegacia.

Fonte: Portal G1

Miss RN 2017 é assaltada em Natal; carro, coroa e faixa são levados

Na noite desta segunda-feira (24), Milena Balza, miss RN 2017, teve o carro roubado durante um assalto no bairro de Ponta Negra, Zona Sul de Natal. Dentro do veículo estavam a faixa e a coroa que ela ganhou no concurso deste ano.

Milena conta que estava voltando de um evento e, ao chegar em sua residência, foi abordada por bandidos. Os criminosos levaram o carro com tudo dentro, incluindo a coroa cravejada em brilhante e a faixa que simbolizam o reinado da jovem potiguar. A coroa está avaliada em R$ 10 mil.

O assalto foi registrado na Delegacia de Plantão da Zona Sul da cidade.

“Eu não fiquei dando brecha para nada. Eu simplesmente entrei no meu carro, fechei a porta e liguei o carro. Quando eu liguei o carro eles já vieram com a arma me assaltando, anunciando o assalto”, relatou Milena.

A miss disse ainda que ficou com uma arma apontada para a cabeça. “Eles estavam nervosos, colocaram a arma na minha cabeça e gritaram comigo”, acrescentou.

Hoje, no Rio Grande do Norte, a média é de 23 veículos roubados e/ou furtados por dia.

Fonte: Portal G1

Governo lançará amanhã programa para regulamentar setor mineral

O presidente Michel Temer vai lançar amanhã (25) à tarde o Programa de Revitalização da Indústria Mineral Brasileira. O objetivo é atrair mais investimentos, aumentar a produção mineral no país e ampliar a participação do setor no Produto Interno Bruto (PIB) de 4% para 6%. De acordo com o governo, essa regulamentação do setor passará por uma desburocratização nos trâmites envolvendo concessão de licenças.

Entre as ações do programa está o envio de uma medida provisória ao Congresso para transformar o atual Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) em uma agência reguladora, que ficará encarregada de cuidar de um estoque de licenças em análise e acelerar processos, além de fiscalizar a atividade. O programa incluirá a oferta de áreas disponíveis para pesquisa no DNPM e para exploração no Serviço Geológico Brasileiro (CPRM). Estudos do DMP apontam que há dez mil áreas disponíveis.

Articulações políticas

Além dos eventos, a agenda do presidente nesta semana será preenchida por reuniões de articulações políticas visando o dia 2 de agosto, quando está prevista a votação do parecer contrário ao prosseguimento da denúncia contra Michel Temer. Para que a Câmara autorize que a denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) seja analisada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), são necessários os votos de dois terços da Casa, o que representa 342 deputados.

O governo está otimista e afirma que tem votos suficientes para impedir o prosseguimento da denúncia, mas Temer recebe aliados esta semana para garantir sucesso da votação. Além disso, o presidente quer retomar as conversas para aprovação da reforma da Previdência e dar andamento à proposta de simplificação tributária, anunciada por ele na semana passada.

 

Fonte: Agência Brasil

Inscrições para o Fies no segundo semestre começam hoje

As inscrições ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para o segundo semestre deste ano começam hoje (25). Serão oferecidas 75 mil novas vagas aos estudantes que procuram um financiamento para cursar o ensino superior em instituições de ensino privadas. O prazo para as inscrições vai até sexta-feira (28)  .

As instituições e os cursos ofertados podem ser consultados na página eletrônica do Fies Seleção.  http://fiesselecao.mec.gov.br. A relação dos candidatos pré-selecionados será divulgada no dia 31 de julho, quando também será aberta a lista de espera.  Os estudantes pré-selecionados deverão concluir a inscrição pelo Sistema Informatizado do Fies (SisFies), entre 1º de agosto e 8 de setembro.

Mudanças

Apesar das mudanças anunciadas no início do mês no Fies para 2018, neste semestre continuam valendo as regras atuais. Poderão se inscrever os estudantes que tenham participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) com média das notas igual ou superior a 450 pontos e nota na redação superior a zero. O candidato também precisa ter renda familiar mensal bruta per capita de até três salários mínimos.

A partir de 2018, o Novo Fundo de Financiamento Estudantil será dividido em três modalidades. No total, o programa vai garantir 310 mil vagas, sendo que 100 mil serão ofertadas para estudantes com renda familiar per capita de até três salários mínimos a juro zero, incidindo a correção monetária.

 

Fonte: Agência Brasil

Copom inicia hoje reunião para definir taxa de juros; Selic pode cair para 9,25%

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) inicia hoje (25), em Brasília, a quinta reunião do ano para definir a taxa básica de juros, a Selic. Instituições financeiras, consultadas pelo BC, esperam que a Selic seja reduzida em 1 ponto percentual caindo para 9,25% ao ano.

Hoje, pela manhã, o presidente do BC, Ilan Goldfajn, e diretores do banco analisam o mercado. À tarde, é feita a análise de conjuntura. Amanhã (26), à tarde, no segundo dia de reunião, após estudo da perspectiva para a inflação e das alternativas para a Selic, a diretoria do BC define a taxa. A decisão será anunciada às 18h. Para o mercado financeiro, a Selic continuará a ser reduzida em 2017, encerrando o período em 8% ao ano.

A taxa Selic vem sendo diminuída desde outubro do ano passado, quando passou de 14,25% para 14% ao ano. Em novembro, houve mais um corte de 0,25 ponto percentual, seguido por reduções de 0,75 ponto percentual em janeiro e em fevereiro. O Copom acelerou o ritmo de cortes para 1 ponto percentual nas reuniões de abril e maio. Atualmente, a taxa está em 10,25% ao ano.

Com o aumento dos tributos sobre combustíveis, o mercado financeiro aumentou levemente a projeção para a inflação, após sete reduções seguidas. Entretanto, a projeção para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) continua abaixo do centro da meta a ser perseguida pelo BC, que é 4,5%. Para o mercado financeiro, a inflação vai encerrar 2017 em 3,33%.

A Selic é um dos instrumentos usados para influenciar a atividade econômica e consequentemente a inflação. Quando o Copom diminui os juros básicos, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle sobre a inflação.

 

Fonte: Agência Brasil

Tiroteio em boate no Paraguai mata quatro brasileiros

Quatro brasileiros morreram em um tiroteio em uma boate em Pedro Juan Caballero, no Paraguai, na madrugada desta segunda-feira (24). A informação foi confirmada pela polícia do país à agência Associated Press.

O incidente aconteceu na madrugada na cidade de Pedro Juan Caballero, na fronteira com Mato Grosso do Sul. De acordo com os policiais, dois homens abriram fogo na festa de inauguração de uma boate, chamada After Office.

“As duas vítimas masculinas pertenciam a uma gangue criminosa. Eles eram o alvo dos tiros. Mas outros foram atingidos, incluindo as duas mulheres que morreram e outros que foram hospitalizados”, disse o promotor paraguaio Oscar Samuel Valdez a uma estação de rádio, segundo a agência Reuters.

Pelo menos 11 pessoas ficaram feridas, e foram encaminhadas para hospitais da região, tanto no Brasil quanto no Paraguai.

Segundo o oficial Lucio Caballero dois homens e duas mulheres morreram. As identidades das vítimas ainda não foram divulgadas, e seus corpos ainda esperam pelo reconhecimento no necrotério da cidade paraguaia. Um relatório da polícia disse que as mulheres tinham 18 e 24 anos.

Os atiradores fugiram do local. “Ainda não temos dados precisos, mas aparentemente os autores chegaram em um carro na discoteca, fizeram vários disparos e posteriomente fugiram”, detalhou Caballero à Associated Press.

Pedro Juan Caballero é a capital do departamento de Amambay e fica 600 quilômetros ao norte de Assunção. A cidade é separada de Ponta Porã, em Mato Grosso do Sul, por apenas por uma rua.

A polícia brasileira e paraguaia estão trabalhando juntamente para resolver o caso, disse um porta-voz da polícia à Reuters por telefone.

Fonte: Portal G1

Morre blogueira-caçadora espanhola, estrela das redes sociais

A modelo, blogueira e caçadora espanhola Melania Capitán, 27 anos, foi encontrada morta na última quarta-feira (19) em seu apartamento em Huesca, município localizado na comunidade autônoma de Aragão, na Espanha. Segundo os investigadores espanhóis, Melania teria se suicidado. Ela teria deixado uma carta de despedida para os amigos mais próximos em que explica as razões do suicídio.

A blogueira se tornou muito popular nos últimos anos graças a fotos em que promovia sua grande paixão, a caça, em suas contas nas redes sociais. Entretanto, as postagens em que segurava fuzis e animais mortos lhe renderam inúmeras críticas e até mesmo ameaças de morte.

Mesmo após a notícia da morte, os críticos não pararam de postar mensagens de ódio nas páginas internet de Melania. “Você fez um favor à humanidade. Adeus”, escreveu um internauta. “Dou graças a Deus que você se matou, foi a única coisa boa que você já fez em sua vida”, escreveu outro.

No entanto, muitos, apesar de não compartilhar a paixão pela caça, expressaram suas condolências: “Descanse em paz. Eu não gosto da caça, matar animais como hobby me horroriza. Mas é inaceitável que esta menina tenha tirado sua própria vida”, diz outro comentário.

Fonte: Portal G1