4ª Mostra de Cinema de Gostoso termina com premiação de melhores filmes

A 4ª Mostra de Cinema de São Miguel do Gostoso, no litoral norte potiguar, foi encerrada nesta terça-feira (21) com um filme ambientado na cidade, dirigido por Matheus Sundfeld, um dos diretores gerais do evento. Também na terça (21), aconteceu a premiação do festival, com a divulgação dos melhores filmes em cada categoria.

O curta-metragem que encerrou a Mostra foi produzida pelos jovens que participam das oficinas realizadas pela organização. “Inclusive a protagonista feminina é uma das alunas das oficinas. O filme foi todo feito com não atores” acrescenta Sundfeld.

O filme tem como pano de fundo os parques eólicos de São Miguel do Gostoso, e o protagonista é um trabalhador do local. Ele vai a uma festa na cidade e resolve invadir, depois, o parque em que trabalha, para levar lá uma garota. “É aí que a história começa a se desenrolar”, conta Matheus Sundfeld.

O curta foi o último exibido na Mostra de Gostoso de 2017, que, durante cinco dias, realizou debates e transmitiu filmes na cidade, tudo aberto ao público.

Num clima de celebração, 4ª Mostra de Cinema de Gostoso encerrou a edição 2017 distribuindo o Troféu Luís da Câmara Cascudo ao curta “No Fim de Tudo”, de Victor Ciríaco e ao longa metragem “Escolas em Luta”, produção de SP, dirigida por Eduardo Consonni, Rodrigo Marques e Tiago Tambelli.

A cerimônia, na praia do Maceió, também reconheceu o valor dos filmes: “Gabriel e a Montanha”, de Fellipe Barbosa e “Leningrado”. Ao primeiro foi concedida Menção Honrosa e o segundo recebeu da empresa Mistika Imput prêmio de R$ 8.000,00 a ser usado no processo de finalização do filme dirigido por Dênia Cruz.

Emocionado, Rodrigo Marques, um dos diretores de “Escolas em Luta”, filme que mostra a mobilização de estudantes no processo de ocupação de escolas em SP, se disse orgulhoso pelo fato do filme ter sido o preferido do público que prestigiou, desde o último dia 17, as exibições na praia do Maceió “É muito gratificante perceber que um filme que fala sobre uma nova forma de fazer política toque o coração das pessoas”, disse.

Eugenio Puppo e Matheus Sundfeld, diretores da Mostra, convidaram a todos para a edição do ano que vem certos de que a Mostra de Cinema de Gostoso é uma forma de valorizar a cultura regional e local, contribuindo com a formação de público e de novos talentos para o cinema brasileiro.­

O projeto oferece uma série de cursos de formação técnica e audiovisual para 53 jovens de São Miguel do Gostoso e distritos arredores. Ao longo de cinco anos o grupo de jovens já realizou 33 oficinas, produziu 10 curtas-metragens e três edições da Mostra de Cinema de Gostoso, que possui direção geral de Eugenio Puppo e Matheus Sundfeld.

Fonte: Portal G1

Submarino desaparecido está em fase “crítica” de oxigênio, diz Marinha argentina

A Marinha da Argentina advertiu hoje (22) que o submarino desaparecido há uma semana com 44 pessoas a bordo entrou em uma fase “crítica” quanto à disponibilidade de oxigênio e informou que, por enquanto, não foi estabelecido “nenhum tipo de contato” com a embarcação.

Em entrevista coletiva, o capitão Enrique Balbi, porta-voz da força naval, revelou que na terça-feira (21) à tarde um navio americano tinha avistado dois sinalizadores brancos e um laranja na área de busca do ARA San Juan, por isso foram enviadas outras três unidades marítimas e uma aeronave.

No entanto, após rastrear a área de forma acústica com sonares e com imagens térmicas em infravermelho, além de um “detector de anomalias magnéticas”, foi comprovado que não há “nenhum tipo” de indício para comprovar que os artefatos foram lançados do submarino.

“Estamos na parte crítica em relação ao oxigênio, supondo que não tem capacidade de chegar a superfície e poder renová-lo”, afirmou Balbi, que insistiu que não se descarta que o submarino tenha conseguido sair da imersão, por isso continuam na “fase de busca e resgate”.

O porta-voz da Marinha disse que esta quarta-feira, quando se completa uma semana desde que o ARA San Juan se comunicou pela última vez, é “um dia ótimo” para a exploração aérea e marítima graças à melhora das condições climáticas, embora na amanhã (23) a situação “comece a se complicar novamente”.

“Não posso fazer conjecturas, não temos indícios”, afirmou Balbi, antes de insistir que está sendo feito um esforço “humanamente muito grande” e com a “mais alta tecnologia” de países estrangeiros. Ele isso pediu às famílias dos 44 tripulantes que mantenham a esperança.

Além de cerca de 20 equipes marítimas e aéreas nacionais, colaboram na operação com meios materiais e humanos países de todo o mundo, como Estados Unidos, Reino Unido, Brasil, Chile, Colômbia, Peru, Uruguai, França e Espanha.

O último paradeiro conhecido do submarino foi área do Golfo San Jorge, na Patagônia, a 432 quilômetros do litoral, onde a embarcação seguia seu caminho desde a base naval da província de Ushuaia a Mar del Plata, no sul de Buenos Aires, aonde deveria ter chegado na segunda-feira (20).

Fonte: Agência Brasil

Transporte aéreo de passageiros tem aumento de 7,8% em outubro, diz Anac

O transporte aéreo de passageiros voltou a crescer em outubro, segundo o relatório Demanda e Oferta do Transporte Aéreo – Empresas Brasileiras, divulgado hoje (22) pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). O levantamento mostra que, em termos de passageiros/quilômetros pagos transportados (RPK) nos voos domésticos, o número chegou a 7,8 milhões, um aumento de 7,8% em relação ao mesmo mês do ano passado. Segundo a Anac, o número representa a oitava alta seguida este ano.

Na oferta de assentos/quilômetros ofertados (ASK), a agência informa que a expansão foi 2,5%. No acumulado dos dez primeiros meses do ano, a procura subiu 2,7% e a oferta cresceu 1%. Segundo o estudo da Anac, as empresas Gol e Latam lideram o mercado, com 35,9% e 33,3% de participação no RPK doméstico, respectivamente. A Azul vem em seguida com 16,7% e, logo depois, a Avianca, que registrou 13,6%

Os dados da agência mostram ainda que a taxa de aproveitamento de assentos dos aviões no mercado doméstico foi de 83,3% em outubro. Uma expansão de 5,2% na comparação com o mesmo mês de 2016. Segundo a Anac, esse é o terceiro aumento seguido e “o maior nível registrado para outubro na série histórica, iniciada em 2000”. O aproveitamento nos dez primeiros meses deste ano foi de 81,2%, com variação positiva de 1,7% em relação ao mesmo período de 2016.

Transporte aéreo de carga

No setor de transporte aéreo de carga paga e correio no mercado doméstico, a pesquisa da agência registra aumento de 5,7% em outubro, ou seja, as empresas aéreas transportaram mais de 37.800 toneladas, um crescimento de 5,7% em relação ao mesmo mês de 2016. A terceira alta consecutiva do indicador. “Nos dez primeiros meses do ano houve um crescimento acumulado de 0,5%”, mostram os dados da Anac.

Mercado internacional

Na procura por voos internacionais, as companhias aéreas brasileiras acusaram em outubro crescimento de 6,2% em termos de RPK. “Este foi o 13º mês consecutivo de alta no indicador. No mesmo período, a oferta apresentou aumento de 8,2% em comparação com o ano passado, o que representou o 12º mês consecutivos de alta”.

Segundo a Anac, no acumulado de janeiro a outubro de 2017, a procura por voos internacionais em companhias brasileiras subiu 12,8% e a oferta apresentou variação positiva de 10,6% em relação ao mesmo mês do ano passado. No total, foram transportados 707 mil passageiros, recorde para o mês de outubro na série histórica, iniciada em 2000.

“A participação no mercado internacional em outubro, considerando apenas as empresas brasileiras, foi liderada pela Latam, com 71,1%, seguida pela Azul, 12,3%, Gol, 10,3% e Avianca, com 6,4%”.

O indicador sobre a taxa de aproveitamento dos assentos das aeronaves apresentou redução de 1,8% em relação a outubro de 2016, uma participação de 85,5% em outubro, o que representou redução de 1,8% em relação a outubro de 2016. Esta foi a terceira baixa consecutiva do indicador.

Fonte: Agência Brasil

Operação investiga participação de servidores públicos em crimes dentro do sistema prisional do RN

Servidores públicos que atuam no sistema prisional potiguar estão envolvidos com crimes praticados dentro do próprio sistema. A afirmação é da Polícia Civil do Rio Grande do Norte, que na manhã desta quarta-feira (22), em conjunto com o Ministério Público, realizou uma operação batizada de ‘Queijo Suíço’.

A denominação é uma alusão às constantes fugas que ocorrem nos presídios do estado, principalmente por meio de túneis – o que deixa o subsolo das unidades esburacados, parecendo um queijo suíço.

O resultado da operação, no entanto, só será revelado em coletiva de imprensa que acontece no final desta manhã no prédio da Academia de Polícia (Acadepol), localizado na área onde fica a Delegacia Geral de Polícia Civil (Degepol), em Natal.

A operação, ainda de acordo com a Polícia Civil, é fruto de uma ação conjunta do Núcleo Especial de Investigação Criminal (NEIC) com apoio técnico do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e suporte da Secretaria Estadual de Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed).

Fonte: Portal G1

Apenas 3% das escolas do RN conseguem patamar mínimo de qualidade no Ideb

O Rio Grande do Norte integra a lista dos estados brasileiros em que menos de 10% das escolas de ensino fundamental atingiram o patamar mínimo estabelecido pelo Ministério da Educação. Apenas 3% das escolas potiguares conseguiram a média 6,0 no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) para os anos iniciais (4º ao 5º ano do ensino fundamental), cujas provas foram realizadas em 2015.

Ao todo, 10 estados tiveram menos de 10% das escolas com Ideb 6. Todos estão nas regiões Norte e Nordeste. Além do RN, estão na lista Amapá, que ainda não tem nenhuma escola dos iniciais com a nota, Sergipe (1%), Bahia (2%), Maranhão (2%), Pará (2%), Paraíba (3%), Alagoas (4%), Pernambuco (5%) e Tocantins (9%).

A meta do governo federal é de que até 2021, o Brasil atinja nota seis no índice, que mede a qualidade do ensino. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), que aplica a Prova Brasil e calcula o Ideb, definiu a meta estimando que o desempenho 6 (entre 0 e 10) corresponde ao desempenho médio dos estudantes do 5º ano do fundamental da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) na edição 2003 do Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa).

Apesar disso, cada escola tem sua própria meta individual, calculada na primeira edição do Ideb, em 2005. É por este motivo que algumas têm que atingir, metas abaixo do nível 6 até 2021, enquanto outras têm metas mais altas. Para o Brasil chegar à meta 6, cada escola precisa atingir sua própria meta.

Porém, como o indicador foi estabelecido usando parâmetros para comparar a qualidade do ensino do Brasil com o de países desenvolvidos, e o nível 6 indica o aprendizado médio desses países, o estudo buscou analisar as escolas dos anos iniciais do fundamental de acordo com esse patamar mínimo de qualidade.

Metas superadas

Embora 97% das escolas potiguares tenham apresentado nota abaixo do patamar mínimo, o estado atingiu as metas estabelecidas para 2015, de acordo com o site do Ministério da Educação, para os anos iniciais do ensino fundamental, o que contribui para o estado atingir a nota mínima em 2021. Já quando o assunto são os anos finais do ensino fundamental, o estado não conseguiu sequer atingir a meta estabelecida. O mesmo acontece com o Ensino Médio.

Rede estadual do RN:

4º ao 5º ano
Meta: 3,9

Nota: 4,5

8º ao 9º ano
Meta: 3,8

Resultado: 3,2

3º ano (Ensino Médio)
Meta: 3,5

Nota: 2,8

Rede Municipal no RN

4º ao 5º ano
Meta: 4,7
Nota: 4,7

8º ao 9º ano
Meta: 4,2
Nota: 3,6

Rede pública (municipal, estadual e federal)

4º ao 5º ano
Meta: 3,8
Nota: 4,4

8º ao 9º ano
Meta: 3,7
Nota: 3,4

Fonte: Portal Brasil

Nomeação de Baldy é publicada no Diário Oficial; posse é hoje no Planalto

A nomeação do novo ministro das Cidades, Alexandre Baldy Sant’ Anna Braga, pelo presidente Michel Temer, está publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (22). Baldy substitui Bruno Araújo, que deixou a pasta na semana passada.

Em seu primeiro mandato como deputado federal pelo estado de Goiás, Alexandre Baldy está sem partido atualmente. Ele deixou o Podemos e deverá se filiar ao PP. Nessa segunda-feira (20), em nota, a presidente do Podemos, deputada Renata Abreu (SP), anunciou a desfiliação do deputado dos quadros do partido.

A cerimônia de posse do novo ministro das Cidades está marcada para hoje, às 15h30, no Palácio do Planalto.

Fonte: Agência Brasil

América Latina joga 145 mil toneladas de lixo orgânico por dia em aterros

Todo dia, 145 mil toneladas de resíduos orgânicos são jogadas em lixões e aterros controlados na América Latina e no Caribe. Essa montanha diária de restos de comida não processados, que colocam em risco a saúde e a vida de 170 milhões de pessoas, é um dos temas da 3ª Assembleia do Meio Ambiente da Organização das Nações Unidas (ONU), que será realizada em Nairóbi, no Quênia, de 4 a 6 de dezembro.

Os números estão no Atlas de Resíduos da América Latina, relatório da ONU Meio Ambiente que está para ser lançado. Um resumo do trabalho foi apresentado preliminarmente em São Paulo em evento realizado nesta terça-feira (21) pela Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe).

O estudo mostra um cenário preocupante. Segundo Jordi Pon, coordenador regional de resíduos e químicos do organismo das Nações Unidos, as 540 mil toneladas de lixo produzidas atualmente na região serão 671 mil toneladas em 2050. Se, de um lado, há avanços na coleta, que na média supera 90% do lixo urbano, o processamento fica abaixo dos 70%. O restante, formado essencialmente por dejetos orgânicos, vai para locais inadequados, produzindo poluição do ar, do solo e da água.

“Os dados apresentados pela ONU Meio Ambiente mostram que, mesmo com algumas melhorias alcançadas nos últimos anos, cerca de 170 milhões de pessoas ainda estão expostas às consequências desse problema, em decorrência dos graves impactos causados ao meio ambiente e à saúde da população”, explica Carlos Silva Filho, diretor-presidente da Abrelpe e membro do Comitê Diretivo do Atlas de Resíduos.

A análise dos despejos sólidos das cidades latino-americanas mostra que o lixo orgânico representa mais da metade de todo o resíduo descartado. Esse índice varia de acordo com o potencial econômico do país. “Em nações de baixa renda, 75% do lixo descartado são provenientes de matéria orgânica, enquanto em países com renda mais elevada esse índice é de 36%”, comentou Pon. A diferença é reflexo da maior ou menor atividade industrial e comercial.

O lixo doméstico tem ainda o agravante de concentrar resíduos perigosos, como baterias, celulares, equipamentos elétricos e eletrônicos e remédios vencidos, entre outros,

Parte do lixo doméstico é formada por elementos secos, como metais, papéis, papelão, plásticos, vidro e têxteis. A reciclagem desses itens ainda é reduzida, em geral abaixo de 20%. O índice só é alcançado em cidades onde existe coleta e seleção informais, feita por catadores autônomos, o que mostra a pequena participação do Poder Público e de políticas voltadas para o problema.

No entanto, o estudo da ONU revela que a maior parte dos países da América Latina e do Caribe tem legislação específica que define as responsabilidades de geradores e manipuladores e prevê punições, que quase nunca são aplicadas. Além disso, mostra o relatório, os investimentos em gestão de resíduos são insuficientes. “Isso cria um vácuo de responsabilidades governamentais, com poucas ações de acompanhamento e monitoramento, resultando, entre outras coisas, em uma aplicação deficiente da lei, tanto pelo setor público quanto pelo privado”, explica Jordi Pon.

De acordo com Carlos Silva Filho, o financiamento é uma questão fundamental para a melhoria da gestão de resíduos. Ele ressalta que na América Latina e no Caribe os modelos são financiados por recursos municipais e, em muitos casos, os custos não são plenamente recuperados. “Ainda não há uma consciência clara do fato de que o custo econômico dos impactos negativos causados pela gestão inadequada dos resíduos é maior do que o custo de investimento em um sistema adequado”.

O relatório faz parte de um projeto da ONU Meio Ambiente e é parte do Atlas Global de Gestão de Resíduos de 2016, que inclui relatórios sobre a situação dos resíduos sólidos na América Latina e Caribe, Ásia, Ásia Central, África, Regiões Montanhosas e Pequenas Ilhas-Estado (Sids).

Fonte: Agência Brasil

Mulheres ganham 16% a menos do que os homens na Europa

A igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres é um dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável para o mundo, a ser alcançado até 2030. No entanto, ainda está longe de ser realidade. A pesquisa Eurobarômetro 2017, faz pela Comissão Europeia e divulgada esta semana, mostrou que ainda há trabalho a fazer em prol da igualdade entre homens e mulheres na Europa.

O Eurobarômetro é uma ampla pesquisa de opinião pública, realizada na União Europeia (UE) desde 1973 e abrange uma grande variedade de temas, como meio ambiente, segurança, direitos humanos e economia, entre outros.

Apesar de muitos países da UE terem melhores indicadores de igualdade de gênero, quando comparados a países pobres e em desenvolvimento, a pesquisa mostrou que temas como a diferença salarial, por exemplo, ainda têm que melhorar.

Diferença salarial

Na Europa, em média, as mulheres continuam a ganhar 16,3% menos do que os homens. Nos últimos anos, as disparidades salariais não diminuíram, em grande parte devido ao fato de as mulheres tenderem a empregar-se menos do que os homens, a trabalhar em setores menos bem pagos, a obter menos promoções, a interromper mais vezes a sua carreira profissional e a exercer mais trabalho não remunerado.

No entanto, 90% dos europeus  que responderam o inquérito afirmaram que é inaceitável que as mulheres recebam um salário inferior ao dos homens e 64% se disseram a favor da transparência salarial como veículo de mudança.

Neste sentido, a Comissão Europeia lançou, esta semana, um  plano de ação para eliminar as disparidades salariais entre homens e mulheres para o período 2018-2019. A execução do plano visa melhorar o respeito pelo princípio da igualdade salarial; reduzir o efeito penalizante dos cuidados familiares; e financiar projetos destinados a melhorar a paridade de gênero nas empresas em todos os níveis de gestão e incentivar os governos e os parceiros sociais a adotarem medidas concretas para melhorar o equilíbrio no processo de tomada de decisão.

Além disso, o plano de ação inclui recomendações de transparência nos pagamentos que, apesar de já existirem, ainda estão ausentes em um terço dos países da UE. Ou seja, tornar efetiva a transparência na divulgação dos salários como forma de incentivar a paridade salarial entre homens e mulheres. A discriminação salarial, apesar de ilegal, continua a contribuir para a desigualdade entre homens e mulheres.

A Comissária responsável pela Justiça, Consumidores e Igualdade de Gênero, V ra Jourová, afirma que as mulheres continuam a estar sub-representadas nos cargos de chefia, tanto na política como nas empresas. “Em média, as mulheres continuam a ganhar 16% menos do que os homens na UE. E a violência contra as mulheres continua a ser um fenômeno generalizado. Esta situação é injusta e inaceitável na sociedade de hoje. As disparidades salariais entre homens e mulheres devem acabar porque a independência econômica das mulheres é a sua melhor proteção contra a violência”.

Mulheres na Política

O Eurobarometro mostrou ainda que são necessárias mais mulheres na política: Metade dos cidadãos europeus pensam que deveria haver mais mulheres em cargos de liderança política e 7 em cada 10 são a favor de medidas legislativas que garantam a paridade entre homens e mulheres na política.

Nos cargos de administração e supervisão, a maioria esmagadora das funções é realizada por homens. Os homens são mais frequentemente promovidos do que as mulheres, e mais bem pagos também. Esta tendência é mais dramática ainda no topo das carreiras, onde apenas 6% dos CEOs (diretores executivos ou diretores gerais) são mulheres.

Neste aspecto, a Comissão Europeia defende avançar no sentido de atingir o objectivo de que pelo menos 40% dos seus gerentes médios e superiores sejam mulheres. De acordo com os dados mais recentes, as gestoras femininas em todos os níveis, dentro da Comissão, atingiram um total de 36% em 1 de novembro de 2017.

Tarefas domésticas

Outra realidade exposta nos resultados da pesquisa é a partilha desigual das tarefas domésticas e dos cuidados prestados aos filhos. A maioria dos entrevistados (73%) acredita que as mulheres continuam a dedicar mais tempo às tarefas domésticas e familiares do que os homens.

No entanto, mais de 8 em cada 10 europeus pensam que os homens deveriam assumir as tarefas domésticas de forma equitativa ou gozar de licença parental para cuidar dos filhos.

Uma realidade global é que as mulheres assumem o controle de tarefas importantes não remuneradas, como trabalho doméstico e cuidar de crianças ou parentes em maior escala do que os homens. Os homens que trabalham gastam, em média, nove horas semanais em cuidados não remunerados e atividades domésticas. Já as mulheres que trabalham gastam 22 horas, o que significa três horas todos os dias.

Fonte: Agência Brasil

Dezenove categorias têm aumento de preço às vésperas da Black Friday

A dois dias da Black Friday, um dos principais eventos do calendário do varejo, ainda é tempo de os consumidores monitorarem os preços dos produtos que têm intenção de adquirir. Especialistas reforçam que pesquisar é essencial, tanto para verificar as ofertas apresentadas por diversas lojas quanto para ver se o preço do produto desejado não sofreu aumento alguns dias antes da data. A prática é comprovada por levantamento feito este mês pelo Zoom, site e app comparador de preços e produtos, que identificou aumento de preço em 19 categorias, o que representa 14% do total pesquisado.

Depilador elétrico foi o produto com o maior aumento de preço (20%) nas primeiras semanas de novembro, seguido por jogos do Nintendo Switch, com acréscimo de 9% no valor. Em seguida, aparecem babá eletrônica (4%), grill e sanduicheira (3,5%. Aparelho medidor de pressão, nobreak, jogos PSP, mochilas e processador de alimentos tiveram alta de 2% nos preços. As outras categoriaas que apresentaram alta de preços em novembro foram: chuveiro e ducha (1,5%), transport elítico (1%), centrífuga e juicer (1%), mouse (0,99%), telefone (0,66%), cadeia para auto (0,60%), coifa e depurador de ar (0,49%), tenis (0,44%), mixer (0,23%) e churrasqueira (0,21%).

Fonte: O Globo

Comunidade internacional promete US$ 1,4 bi de ajuda ao Caribe após furacões

A comunidade internacional prometeu, nessa terça-feira (21), enviar US$ 1,4 bilhão em ajuda aos países do Caribe afetados pela passagem dos furacões Irma e María.

O valor foi anunciado ao fim de uma reunião organizada pela Comunidade do Caribe (Caricom) e a Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova York.

“Foi um momento histórico para o Caribe”, disse o presidente da Caricom e primeiro-ministro de Granada, Keith Mitchell.

Ele agradeceu o apoio dos doadores, mas ressaltou a necessidade de essas promessas agora se tornarem realidade.

Participaram da reunião representantes dos países afetados e várias personalidades internacionais, entre elas o ex-presidente dos Estados Unidos Bill Clinton.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, lembrou a devastação em locais como Dominica e Antígua e Barbuda. Nos dois países, além das mortes, houve danos avaliados em US$ 1,1 bilhão e perdas econômicas de US$ 400 milhões.

Guterres disse que os países da região são muito vulneráveis a desastres naturais e defendeu que eles tenham acesso a financiamento apropriado para se proteger de riscos.

“Como uma família global, temos a obrigação moral de apoiar os afetados”, afirmou o presidente da Assembleia Geral da ONU, Miroslav Lajcak.

Fonte: Agência Brasil

MP e polícia combatem furto de petróleo em dutos da Petrobras

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público do Rio de Janeiro (Gaeco/MPRJ) e a Delegacia de Defesa dos Serviços Delegados, da Polícia Civil, desencadearam hoje (22) a operação Conexão Clandestina.

A meta é desbaratar uma quadrilha que vinha furtando óleo em dutos da Petrobras. A ação visa o cumprimento de 14 mandados de prisão contra acusados de furtar petróleo da Petrobras Transporte (Transpetro), o braço logístico para a área de transportes da estatal.

A operação também objetiva o cumprimento de mandados de busca e apreensão em endereços ligados aos denunciados, em diversos locais do estado do Rio, Santo André (SP) e Luziânia (GO).

A ação conta ainda com o apoio dos Grupos de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado dos Ministérios Públicos do Estado de São Paulo e do Núcleo Regional do Entorno do Distrito Federal. Participam agentes da 3ª Delegacia de Polícia Judiciária Militar.

As informações em poder de agentes que participam da operação assinalam que a organização é liderada pelo empresário Gilberto Rivarola Corrêa, que tinha como um de seus principais colaboradores o policial militar Francisco Dodaro, conhecido como Doda.

Nota fiscal fria 

As investigações levantaram que o grupo procurava localizar os pontos de passagem dos dutos da subsidiária da Petrobras, identificava os locais mais acessíveis e, a partir daí, integrantes da quadrilha instalavam válvulas para desviar os derivados para os caminhões da quadrilha, que depois seguiam para refinarias clandestinas estrategicamente instaladas para dar prosseguimento à ação criminosa.

Segundo informações do Ministério Público, as investigações começaram a partir da apreensão de um caminhão carregado com petróleo cru, que atolou no município de Magé, no Estado do Rio.

No veículo, foi encontrada uma nota fiscal fria emitida em nome de uma empresa, que depois se constatou pertencer ao empresário Rivarola Corrêa. Os integrantes do grupo estão sendo denunciados pelos crimes de formação de quadrilha, furto qualificado, receptação e falsidade ideológica.

Fonte: Agência Brasil

Acordo entre Exército e CNJ vai agilizar destruição de armas apreendidas

Uma cooperação entre o Comando do Exército e o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) vai agilizar a destruição de armas de fogo apreendidas e que sejam consideradas desnecessárias pelos juízes para a continuidade e a instrução dos processos.

O acordo foi assinado nessa terça-feira (21), pelo comandante do Exército, general Eduardo Dias da Costa Villas Bôas, e a  presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do CNJ, ministra Cármen Lúcia Antunes Rocha. 

A cooperação terá validade de um ano e não envolve transferência de recursos financeiros. Caberá às partes os custos das medidas que forem adotadas durante sua execução. “A nossa parceria em benefício do Brasil, daquilo que é competência do Exército Brasileiro e competência do Poder Judiciário, haverá de ser cumprida segundo a atribuição de cada um, como temos feito, mas com a colaboração em harmonia”, afirmou Carmem Lúcia.

Logística

Até outubro deste ano, já foram destruídas cerca de 170 mil armas de fogo pelo Exército, em todo o País. Também foram doados 15 fuzis aos órgãos de segurança pública do estado de São Paulo, por decisão judicial. Os dados são da Diretoria de Fiscalização de Produtos Controlados do Exército (DFPC).  

“São iniciativas que o País está precisando muito para essa questão mais grave que a nossa sociedade enfrenta”, destacou o general Villas Bôas. 

Segundo o Ministério da Defesa, as condições precárias de conservação comprometem a segurança na utilização dessas armas. Outro fator é com relação à logística desfavorável, em consequência das características técnicas das armas.

Fonte: Governo do Brasil, com informações do Ministério da Defesa 

Planejamento autoriza nomeação de candidatos aprovados para INSS e Anvisa

Portaria do Ministério do Planejamento, com a autorização da nomeação de 100 candidatos aprovados no concurso público feito pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) para o cargo de técnico do seguro social, é publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (22).

Em outra portaria, assinada pelo ministro Dyogo Oliveira, também é autorizada a nomeação de 78 candidatos aprovados no concurso público realizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para o cargo de técnico administrativo.

De acordo com os documentos, o preenchimento dos cargos está condicionado à existência de vagas na data da nomeação dos candidatos e deverá ocorrer a partir deste mês até 31 de dezembro deste ano.

Fonte: Agência Brasil

Ministério vai centralizar armazenamento e distribuição de medicamentos do SUS

Uma única empresa vai realizar a logística, o armazenamento e a distribuição de medicamentos e outros produtos do Sistema Único de Saúde (SUS). Além de acabar com 15 contratos que atualmente prestam o serviço de forma descentralizada, a mudança deve aumentar em 20% o espaço para conservar os insumos, aprimorar o controle de prazos de validade e entregas, além de reduzir os custos em 20%. 

A empresa vencedora da licitação será responsável pela retirada do produto, nos portos ou aeroportos, pelo transporte, pela armazenagem até a entrega. 

Para o ministro da Saúde, Ricardo Barros, a mudança permitirá coordenar melhor os gastos. “Com o excesso de contratos, e todos descentralizados, é uma tarefa complexa coordenar de forma efetiva a qualidade dos serviços. A centralização diminuirá os riscos de perdas de medicamentos e insumos na armazenagem, garantirá mais agilidade na distribuição, reduzirá o tempo para o transporte e vai melhorar a infraestrutura. Com certeza, daremos maior agilidade na entrega”, diz. 

Estoque

Atualmente, são oito armazéns (câmaras frias, armazém de insumos e de praguicida), quatro deles no Distrito Federal e quatro no Rio de Janeiro. Cada um deles ainda mantém outros contratos de aluguel, mão de obra e manutenção.

Após as mudanças, os estoques estarão concentrados em São Paulo. Como dois dos maiores aeroportos do País estão em São Paulo, isso irá contribuir para reduzir o custo com transporte. Além disso, 64% da demanda por medicamentos e insumos de saúde estão no Sudeste, e São Paulo é o estado que apresenta as melhores propostas de empresas especializadas com menor custo.

Monitoramento on-line

Por meio da Base Nacional de Dados da Assistência Farmacêutica, lançada em outubro deste ano, será possível melhorar o planejamento da compra, do controle da data de validade e a realização de remanejamentos.

De acordo com o Ministério da Saúde, o sistema permitirá economia de cerca de R$ 1,5 bilhão por ano, quando for aplicada em todo o País. As informações sobre distribuição, estoque e acesso aos medicamentos do SUS são monitoradas de forma on-line pelo Ministério da Saúde.

A iniciativa já foi testada em quatro estados: Distrito Federal, Alagoas, Tocantins e Rio Grande do Norte. Nesses locais, foi possível evitar o desperdício de até 30% dos medicamentos entregues.

Fonte: Governo do Brasil, com informações do Ministério da Saúde 

Casal Garotinho é preso no estado do Rio

A defesa dos ex-governadores Anthony Garotinho e Rosinha Garotinho confirmou que ambos foram presos nesta manhã (22) pela Polícia Federal, mas só se pronunciará sobre as prisões quando tiver acesso aos documentos que embasaram os mandados de prisão, o que ainda não aconteceu.

Segundo a assessoria de imprensa,  o ex-governador Anthony Garotinho foi preso em seu apartamento na Praia do Flamengo, na zona sul da cidade, enquanto a a ex-governadora foi detida em sua casa em Campos dos Goytacazes, no norte fluminense.

A Polícia Federal ainda não se pronunciou oficialmente sobre as prisões, mas a assessoria da corporação no Rio também admitiu a prisão.

Fonte: Agência Brasil

Mnangagwa é escolhido presidente provisório do Zimbábue

A União Nacional Africana de Zimbábue-Frente Patriótica (ZANU-PF) designou nesta quarta-feira (22), oficialmente, o ex-vice-presidente Emmerson Mnangagwa para o cargo de presidente provisório após a renúncia de Robert Mugabe.

Segundo informaram meios de comunicação estatais, a decisão foi tomada pelo grupo legislativo governista, que tem maioria no Parlamento. A cerimônia de juramento está prevista para sexta-feira (24).

De acordo com a emissora estatal ZBC, Mnangagwa, que ainda está no exterior em local desconhecido, retornará hoje mesmo ao Zimbábue. Ontem, o presidente da câmara baixa do país, Jacob Mudenda, disse, ao anunciar a renúncia de Mugabe, que nesta quarta-feira seria escolhido um presidente provisório.

O político, conhecido pelo apelido de “Crocodilo”, tinha abandonado o país poucos dias depois de ser destituído da vice-presidência (no último dia 6 de novembro), alegando que recebeu ameaças de morte.

Em declarações feitas ontem à noite ao portal NewsDay, pouco depois da renúncia de Mugabe, Mnangagwa felicitou o povo pelo “momento histórico” e adiantou que já preparava sua volta para casa, com o desejo de ajudar em uma transição pacífica para a consolidação da democracia.

Após 37 anos no poder, Mugabe, de 93 anos, renunciou nessa terça-feira, atenuando assim a crise política que começou há uma semana, com a tomada do controle do país pelos militares.

Mnangagwa, que no último domingo 19) foi nomeado líder do partido do governo – a União Nacional Africana de Zimbábue-Frente Patriótica (ZANU-PF) – e candidato às eleições presidenciais de 2018, é, portanto, o favorito para suceder Mugabe definitivamente no poder.

Fonte: Agência Brasil

Gabarito do Encceja Nacional é divulgado até 1º de dezembro

Os candidatos que realizaram o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos para residentes no Brasil (Encceja) vão poder conferir o gabarito da prova até o dia 1º de dezembro. De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), do total de inscritos, 481.887 (40,3%) compareceram às provas no período matutino, e 534.447 (43,1%) no período vespertino. 

O exame vai atestar a proficiência no Ensino Médio de quem atingir pelo menos 100 pontos em cada área do conhecimento: Língua Portuguesa, Língua Estrangeira Moderna, Artes e Educação Física no Ensino Fundamental e de Linguagens e Códigos e suas Tecnologias. Além disso, a nota mínima na redação deve ter sido de cinco pontos.

O Encceja também é aplicado para brasileiros que vivem no exterior e para a População Privada de Liberdade (PPL) e é destinado à obtenção de certificado do ensino fundamental ou médio. Ao todo, para o Encceja Nacional, 1,5 milhão de pessoas se inscreveram.

Fonte: Governo do Brasil, com informações do Inep

 

Em 26 anos, Lei Rouanet apoia 50,3 mil projetos no País

Para alavancar o apoio ao setor cultural, o Ministério da Cultura anunciou que a Lei Rouanet será mais simples. O dispositivo, que fomenta as atividades culturais no País, foi responsável pela injeção de R$ 16,5 bilhões na economia brasileira, com o apoio a 50,3 mil projetos, desde 1991.

As novas regras, que serão publicadas na próxima semana, vão simplificar a legislação e facilitar o acesso aos recursos, sem afrouxar a fiscalização dos projetos.

Segundo o ministro Sérgio Sá Leitão, a indústria criativa tem um potencial econômico expressivo, que precisa ser ampliado. “Isso gera renda, gera emprego, desenvolve o País e, portanto, todos são beneficiados”, afirmou.

Lei Rouanet

Criada em 1991 pelo então secretário Nacional de Cultura, Sérgio Paulo Rouanet, a Lei 8.313/91 estabelece o Programa Nacional de Apoio à Cultura (Pronac), que destina recursos federais para a realização de projetos artísticos e culturais por meio da iniciativa privada.

O Governo do Brasil abre mão do recolhimento de impostos das empresas que investirem esses valores em projetos culturais. As propostas são apresentadas ao Ministério da Cultura e passam por uma avaliação técnica. Se for aprovada, a proposta fica autorizada a captar recursos junto a empresas.

A quantia designada pela empresa ao projeto pode ser declarada no Imposto de Renda, para ser deduzido pela Receita Federal. O dinheiro, em vez de ir para o cofre da União, é repassado ao projeto indicado.

Fonte: Governo do Brasil, com informações do Ministério da Cultura

Acumulada, Mega-Sena pode pagar 50 milhões nesta quarta-feira

A Mega-Sena acumulada pode pagar hoje (22) o prêmio de R$ 50 milhões ao apostador que acertar as seis dezenas. O concurso 1.990 será sorteado a partir das 20h (horário de Brasília) no Caminhão da Sorte, estacionado em Italva (RJ), na Avenida Herivelton Alves Marinho.

Caso apenas um ganhador leve o prêmio da Mega-Sena e aplique todo o valor em poupança, receberá mais de R$ 234 mil em rendimentos mensais, o equivalente a R$ 7,8 mil por dia. Se preferir, pode comprar 333 carros de luxo ou 100 apartamentos de R$ 500 mil.

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) em qualquer lotérica do país.

Fonte: Agência Brasil

Projetos profissionalizantes concorrem a prêmios de R$ 1 milhão

Para apoiar projetos de inclusão da população de baixa renda no mercado de trabalho, o Ministério do Desenvolvimento Social lançou o Prêmio Progredir. As iniciativas municipais de capacitação e qualificação profissional voltadas a pessoas em vulnerabilidade social poderão firmar convênios de até R$ 1 milhão.

A medida ainda abrange propostas novas que ainda não estejam em vigor. O prêmio pode ser usado na implantação ou na ampliação dos projetos selecionados.

O certame vai aceitar até três propostas por município, que envolvam ações de inclusão digital, educação financeira e vagas em cursos profissionalizantes, além de assistência técnica para autônomos em todo o País.

As inscrições podem ser feitas até 12 de janeiro do ano que vem, na página do ministério.

Progredir

O plano do Governo do Brasil, Progredir, faz parte de um conjunto de ações voltadas à autonomia, por meio da geração de emprego e renda, das famílias inscritas no Cadastro Único e beneficiárias do Bolsa Família.

Para contribuir com a independência socioeconômica das pessoas, o Progredir oferece capacitação profissional, apoio ao empreendedorismo e encaminhamento ao mercado de trabalho por meio de parcerias públicas e privadas.

Fonte: Governo do Brasil, com informações do Ministério do Desenvolvimento Social

 

Canadá, EUA e México conseguem avanços em negociação para atualizar Nafta

Os governos do México, dos Estados Unidos (EUA) e do Canadá conseguiram avanços durante a quinta rodada de negociações para atualizar o Tratado de Livre Comércio da América do Norte (Nafta).

As informações foram divulgadas nessa terça-feira (21) pela Secretaria de Economia do México, que sediou a rodada, a primeira sem a presença dos ministros dos três integrantes do bloco.

Apesar disso, os chefes de negociação, segundo o governo mexicano, reafirmaram o compromisso de avançar em todas as áreas, com o objetivo de finalizar a negociação o mais rápido possível.

As conversas, que começaram na última sexta-feira (17) em 30 grupos técnicos, foram concluídas com avanços, informou a Secretaria de Economia do México em comunicado, sem explicar em que setores os governos conseguiram entrar em acordo durante o diálogo.

Entre os pontos mais polêmicos está um pedido dos EUA de aumentar o conteúdo regional na produção de automóveis de 62,5% para 85%, sendo 50% do total de origem americana.

Outra cláusula controversa é a batizada como “sunset”, que prevê a revisão, a cada cinco anos, do acordo e o fim do pacto caso um dos países-membros não concorde com as novas negociações.

A próxima rodada de conversas ocorrerá entre 23 e 28 de janeiro do próximo ano em Montreal, no Canadá. No entanto, as equipes de cada país continuarão trabalhando em reuniões em Washington, marcadas para dezembro.

Fonte: Agência Brasil

Polícia encontra 130 quilos de maconha enterrados no RN

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte desenterrou 130 quilos de maconha, nesta terça-feira (21). A droga estava escondida na área rural conhecida como Canto do Amaro, entre os municípios de Mossoró e Areia Branca, na região Oeste do Rio Grande do Norte.

De acordo com o delegado Renato Oliveira, titular da Divisão de Polícia do Oeste (Divipoe), o material foi encontrado após uma denúncia anônima. Traficantes teriam enterrado os entorpecentes no local para buscar em outro momento. “É uma área muito grande, que pertence à Petrobras. Passamos a manhã lá, cavando, até conseguir achar”, disse o delegado.

Por meio de sua assessoria de imprensa, porém, a Petrobras informou que o terreno não pertence à estatal.

As informações foram colhidas pela polícia durante uma investigação para identificar responsáveis pelo tráfico de drogas na região. Ainda de acordo com o delegado, já existem suspeitos de serem donos do material apreendido, mas ninguém foi preso até o momento.

Essa foi a maior apreensão registrada pela Divipoe em 2017, até agora.

Fonte: Portal G1

Selo reconhecerá trabalho de empresas que colaboram com reintegração de presos

As empresas e instituições que contratam pessoas privadas de liberdade e egressos do sistema prisional serão reconhecidas pelo Selo Resgata. O objetivo é incentivar e dar visibilidade a organizações que colaboram com a reintegração de presos ao mercado de trabalho e à sociedade.

O selo será lançado hoje (22) pelo Ministério da Justiça, durante o 4° Encontro Nacional de Gestores de Trabalho Prisional, que reunirá especialistas de todo o país para discutir o fortalecimento da política entre os diversos atores envolvidos na oferta do trabalho na área prisional.

Organizado pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen), o encontro irá até amanhã (23) e é aberto ao público. Quem quiser participar pode se inscrever por meio de preenchimento de um formulário na internet.

Fonte: Agência Brasil

Milhares participam de missa campal em homenagem à padroeira de Natal; veja imagens aéreas

Nesta terça-feira, dia 21 de novembro, a comunidade católica natalense celebrou o Dia de Nossa Senhora da Apresentação, padroeira da capital potiguar. A imagem da santa foi recebida por milhares de fiéis na comunidade Paço da Pátria, às margens do Rio Potengi, onde acontece a tradicional missa campal na Pedra do Rosário.

Segundo a Arquidiocese de Natal, cerca de 20 mil pessoas participaram da celebração. 

A imagem da santa é saudada pelos fiéis ainda na madrugada, assim que desembarca da procissão fluvial. O fato curioso é que, apesar de ser chamada de Nossa Senhora da Apresentação, a imagem que é venerada pelos natalenses é, na verdade, a imagem de Nossa Senhora do Rosário.

Na capital potiguar, a santa ganhou o nome de Nossa Senhora da Apresentação porque foi encontrada por pescadores às margens do Rio Potengi no dia 21 de novembro de 1753. Pelo calendário católico, esta é a data em que se apresenta a mãe de Jesus no Templo, daí o nome de Nossa Senhora da ‘Apresentação’.

Fonte: Portal G1

Congresso deve votar hoje vetos presidenciais

O Congresso Nacional deve se reunir nesta quarta-feira (22) para analisar cinco vetos presidenciais considerados polêmicos, entre eles os apostos à minirreforma eleitoral e à lei que concede descontos às dívidas previdenciárias dos estados, do Distrito Federal e dos municípios.

O veto 32/17 foi apresentado à minirreforma eleitoral (Lei 13.488/17). O presidente da República tornou sem efeito a regra que obrigava provedores de aplicativos e redes sociais a retirar da internet publicação falsa ou odiosa contra partido ou coligação.

Outro ponto vetado impunha limites ao autofinanciamento de campanhas. Com o veto, o candidato que tiver recursos suficientes para bancar toda a campanha poderá fazê-lo, obedecendo apenas ao limite de gastos estipulado para cada cargo em disputa.

“É o autofinanciamento ilimitado para que usem seus próprios recursos para fazer campanha. Isso é absolutamente desigual e vai gerar uma plutocracia em que só os ricos terão condição de disputar e vencer as eleições”, criticou o senador Humberto Costa (PT-PE).

Dívidas previdenciárias

Outro veto (30/17) na pauta do Congresso suspende pontos da Lei 13.485/17, que parcela e concede descontos às dívidas previdenciárias dos estados, do Distrito Federal e dos municípios. O presidente Michel Temer vetou o chamado “encontro de dívidas” entre as prefeituras e a União, alegando que isso poderia gerar créditos a receber pelos municípios.

Também enfrenta resistência no Congresso o veto 29/17, que torna sem efeito um trecho da Lei 13.479/17. O texto cria um programa para socorrer as santas casas de Misericórdia e outras instituições filantrópicas que prestam serviços para o Sistema Único de Saúde (SUS).

O trecho vetado permite que as instituições tenham acesso ao refinanciamento, mesmo sem apresentar a Certidão Negativa de Débitos (CND). Para o governo, a dispensa da certidão é inconstitucional.

“O veto representa o fim do programa das santas casas, antes mesmo que ele comece. Reduz à metade o número de instituições beneficiadas”, afirmou o senador José Serra (PSDB-SP).

Recine

Senadores e deputados precisam votar ainda o veto 26/17, no qual o presidente Temer rejeita por completo o projeto de lei de conversão (PLV) 18/17, que prorrogava o prazo para utilização do Regime Especial de Tributação para Desenvolvimento da Atividade de Exibição Cinematográfica (Recine).

O prazo original, previsto na Medida Provisória 770/17, era dezembro deste ano, mas o Congresso tentou estender esse limite até 31 de dezembro de 2019. Após o veto, o Poder Executivo editou nova MP (796/17) para retomar o prazo original.

LDO 2018

Já o veto 25/17 anula mais de 40 pontos da Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2018 (PLN 1/17). Estão suspensos dispositivos que incluíam o Plano Nacional de Educação e parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) no rol de prioridades do governo.

Também foram excluídas da lista de prioridades as ações dos programas Brasil sem Miséria, de Promoção da Igualdade e Enfrentamento à Violência contra a Mulher e relacionadas à implantação do Acordo de Paris sobre o Clima.

Além dos vetos, deputados e senadores também terão de analisar projetos que abrem crédito extra a diversos órgãos.

Fonte: Agência Brasil

Segunda prévia do IGP-M acelera a 0,37%, puxada pelos preços ao produtor

A alta dos preços ao produtor levou a segunda prévia de novembro do Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) a apresentar ligeira aceleração de preços, ao subir para 0,37%. O resultado é ligeiramente superior aos 0,30% da primeira prévia do mês.

O dado foi divulgado hoje (21) pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV) e se refere ao intervalo entre o dia 21 do mês anterior e o dia 10 do mês de referência. O IGP-M é utilizado para atualizar valores de contratos, como o do aluguel.

O Índice de Preços ao Produtor (IPA) registra variações de preços de produtos agropecuários e industriais nos estágios de comércio anteriores ao consumo final e responde por 60% do IGP-M. A taxa apresentou variação de 0,43% no período – um mês antes, a taxa foi de 0,36%.

A taxa de variação dos bens finais passou de 0,39% para 0,51%, puxada pelo subgrupo combustíveis para o consumo, com elevação de 1,8% para 7,68%.

Também tiveram o alta os bens intermediários, passando de 1,29%, em outubro, para 1,81%, em novembro. O resultado foi puxado pelo subgrupo suprimentos, cuja taxa passou de 0,12% para 2,75%.

Já o índice referente a matérias-primas brutas fechou com deflação (inflação negativa) ao variar -1,34%. No mês anterior, a taxa também foi negativa: -0,80%. Os itens que mais contribuíram para este movimento foram minério de ferro (-5,82% para -11,06%), bovinos (1,04% para -1,54%) e milho em grão (9,37% para 4,32%).

Preços ao Consumidor e da Construção

Com peso de 30% na composição do IGP-M, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) registrou variação de 0,23% em um mês encerrando-se em 10 de novembro, ante 0,24%, no mesmo período do mês anterior.

A estabilidade em um mês reflete a queda de preços em quatro das oito classes de despesa que compõem o índice. A principal contribuição partiu do grupo Alimentação (0,08% para -0,18%). Nesta classe de despesa, cabe mencionar o item hortaliças e legumes, cuja taxa passou de 4,37% para 0,08%.

Também tiveram redução os grupos vestuário (0,8 para -0,41%); educação, leitura e recreação (0,37% para -0,2%); e despesas diversas (0,57% para 0,04%).

Em sentido contrário, fecharam com alta de preços os grupos habitação (0,22% para 0,6%); transportes (0,21% para 0,52%); saúde e cuidados pessoais (0,27% para 0,49%); e comunicação (0,28% para 0,44%).

Já o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), com peso de 10% na composição do IGP-M, fechou o período com variação de 0,28%. No mês anterior, este índice variou 0,11%.

O índice relativo a materiais, equipamentos e serviços registrou variação de 0,62%, acima do resultado de outubro, de 0,18%. Já o índice que representa o custo da mão de obra não registrou variação. No mês anterior, este índice variou 0,05%.

Fonte: Agência Brasil

Vendas por consórcio batem recorde em setembro e somam mais de R$ 73 bi no ano

As vendas de bens e serviços por meio de consórcios foram recorde em setembro, com o escoamento de 230 mil cotas. O resultado ficou 9% acima do registrado no mesmo mês do ano passado e bem superior à média mensal (194,4 mil) deste ano. No acumulado até setembro, foram negociados 1,75 milhão de unidades, 9,4% mais do que no mesmo período do ano passado. Na mesma base de comparação, o volume de crédito comercializados cresceu 29,3%, atingindo R$ 73,57 bilhões.

Os dados são da Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (Abac). O balanço da entidade indica que todos os segmentos bateram recorde: veículos leves (108 mil cotas), motocicletas (78 mil), veículos pesados (6,25 mil), imóveis (31,5 mil), serviços (3,75 mil) e eletroeletrônicos (2,5 mil)

De janeiro a setembro, o setor de serviços foi o que mais avançou, com alta de 93,5%, seguido pelos eletroeletrônicos e outros bens móveis duráveis, com 44,7%, imóveis, com 27,3%, veículos pesados, com 15,4% e veículos leves, com 14,7%. O setor de motocicletas, apesar de ter batido recorde em setembro, ainda está 3,9% abaixo do acumulado nos nove primeiros meses de 2016.

Com base no desempenho de setembro, o presidente da Abac, Paulo Roberto Rossi, prevê que o sistema de consórcio fechará o ano em alta e seguirá crescendo em 2018. Em nota, ele afirmou que o setor constatou, em pesquisa, grande interesse dos consumidores de buscar a modalidade como opção de investimento pessoal, familiar ou empresarial. Para Rossi, isso mostra um “comportamento consciente do consumidor quanto ao conhecimento e à adoção dos conceitos da educação financeira, ao praticá-los na gestão de suas finanças”.

.Apesar desse salto, o número de consorciados contemplados diminuiu 5,6% de janeiro a setembro, somando 912,6 mil ante 967 mil no mesmo período do ano passado. Em valores, foi registrada estabilidade, ficando em R$ 29 bilhões. O número de participantes ativos alcançou 6,87 milhões em setembro, 1,9% abaixo do mesmo mês no ano passado (7 milhões).

Fonte: Agência Brasil

Atentado suicida deixa pelo menos 50 mortos na Nigéria

Pelo menos 50 pessoas morreram nesta terça-feira (21) em atentado suicida em uma mesquita no Nordeste da Nigéria, na região de Adamawa, informaram à Agência EFE fontes policiais.

Suspeita-se que o autor do ataque, um adolescente, era membro do grupo jihadista Boko Haram.

O atentado aconteceu em Dezala, uma comunidade de North Mubi, e o agressor era um desconhecido para a população da região, disse à Agência Efe um porta-voz policial em conversa telefônica.

Os ataques suicidas aumentaram nos últimos meses no nordeste da Nigéria apesar de os terroristas terem sido alvo de diversas operações feitas pelas forças de segurança.

Em represália, os terroristas adaptaram seus ataques a lugares considerados pontos fracos, como os locais de oração, escolas e campos de deslocados. Também são frequentes as emboscadas a comboios militares.

Na semana passada, um quádruplo atentado suicida em uma mesquita deixou quase 20 mortos na região de Borno (também no nordeste).

Boko Haram, que significa em línguas locais “a educação não islâmica é pecado”, luta por impor um Estado islâmico na Nigéria, país de maioria muçulmana no norte e predominantemente cristã no sul.

O grupo adquiriu notoriedade internacional, inclusive antes de se proclamar braço do Estado Islâmico (EI) na África, ao declarar seu próprio califado islâmico no Norte da Nigéria.

Mais de 20 mil pessoas morreram desde o começo da insurgência jihadista na zona em 2009 e cerca de 1,9 milhão de pessoas tiveram que deixar suas casas, segundo números da Organização das Nações Unidas.

Fonte: Agência Brasil

AGU vai defender no STJ corte no fornecimento de quem furta energia

A Advocacia-Geral da União (AGU) vai defender no Superior Tribunal de Justiça (STJ) que as concessionárias têm o direito de cortar o fornecimento de energia elétrica de consumidores que não pagam débitos decorrentes de furtos ou de fraudes descobertos pela distribuidora.

O caso está na pauta de votação da Primeira Seção desta quarta-feira (22), quando os ministros analisarão recurso da Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEED) do Rio Grande do Sul contra decisão do Tribunal de Justiça daquele estado vetando o corte nesses casos.

Intimada, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), por meio da Procuradoria-Geral Federal (PGF), órgão da AGU, requereu o ingresso no processo na qualidade de amicus curiae (amigo do tribunal), em defesa do recurso da CEEED.

Para os procuradores, o não pagamento das faturas deve, “impreterivelmente, acarretar a suspensão do serviço à unidade consumidora que, mediante emprego de meio que configura ilícito penal, gozou da prestação de um serviço público sem a devida contrapartida”.

Consumidores

Na manifestação, a AGU ressalta que os custos decorrentes de furtos e fraudes são considerados perdas não técnicas e receitas irrecuperáveis, sendo “repassados à sociedade como um todo, prejudicando os consumidores corretos e adimplentes”.

De acordo com a AGU, após a irregularidade ser constatada, o consumidor tem direito a se defender em processo administrativo. Somente após o encerramento do prazo de defesa é que a concessionária pode efetuar a cobrança.

“Nesse sentido, somente após o decurso do prazo de 90 dias, contados do vencimento da nova fatura de energia elétrica, emitida em caráter complementar, é que o débito decorrente de irregularidade no consumo de energia poderá ser considerado pretérito”, defendem os procuradores.

Segundo a AGU, o raciocínio nesse caso é idêntico ao aplicado em dívidas comuns, ou seja, transcorridos mais de 90 dias, contados do vencimento da fatura não paga, o débito se torna pretérito, abrindo a possibilidade de suspensão do fornecimento.

Fonte: Agência Brasil

Governo federal cria comitê para revitalizar geração de emprego e renda no Rio

Decreto assinado pelo presidente Michel Temer, que cria um comitê para o Programa Federal de Apoio à Geração de Emprego e Renda no Rio de Janeiro, foi publicado hoje (21) no Diário Oficial da União.. O comitê tem a finalidade de propor e coordenar atividades, eventos e projetos visando à revitalização do estado e ao estímulo ao desenvolvimento econômico-social e à geração de emprego e renda.

De acordo com o documento, o comitê será formado por um representante titular e um suplente da Secretaria-Geral da Presidência da República, a quem caberá a coordenação, dos ministérios da Cultura, do Desenvolvimento Social, Esporte, Turismo e do Instituto Brasileiro do Turismo (Embratur). Todos os representantes, inclusive os suplentes, serão indicados pelos chefes dos órgãos e da entidade, designados em ato do ministro da Secretaria-Geral  da Presidência da República, Moreira Franco.

O decreto diz ainda que o governo fluminense e a prefreitura do Rio poderão indicar representantes para participar do comitê, que poderá convidar representantes de outros órgãos e entidades públicas e da sociedade civil para colaborar com as atividades. “A execução das atividades, dos eventos e dos projetos propostos ou coordenados pelo comitê permanece na competência do órgão ou da entidade ao qual é afeta a matéria e não afasta as demais competências deles”.

Os indicados para participar do comitê não serão remunerados, mas o trabalho será considerado “serviço público relevante”. As atividades serão encerradas no dia 3 de dezembro de 2018, com a apresentação do relatório final dos trabalhos desenvolvidos, diz o decreto.

Fonte: Agência Brasil

Senado pode votar hoje voto distrital misto e mais recursos para a saúde

O projeto que cria o voto distrital misto abre a pauta de votações na sessão de hoje (21) do Senado. De autoria do senador Eunício Oliveira (PMDB-CE), a proposta (PLS 345/2017) tramita em regime de urgência e junto com mais dois projetos.

O projeto institui o sistema distrital misto para as eleições dos deputados federais, estaduais, distritais (DF) e vereadores. De acordo com o texto, estados e municípios serão divididos em distritos e os eleitores terão direito a dois votos: um para o candidato específico do seu distrito eleitoral e outro para um partido de sua escolha.

Dessa forma, parte das vagas em disputa será preenchida por representantes distritais (sistema majoritário) e a outra a partir das listas de candidatos ordenadas pelos partidos. Nesse último caso, o que decidirá os vencedores é a votação proporcional de cada partido.

Saúde

Outro item da pauta é o projeto que destina ao Fundo Nacional de Saúde (FNS) o dinheiro arrecadado com impostos sobre medicamentos e derivados de tabaco. Conforme a proposta (PLS 147/2015), do senador Otto Alencar (PSD-BA), os recursos cobrirão os gastos com ações e serviços públicos de saúde.

O projeto vincula ao FNS a arrecadação de quatro tributos: Imposto de Importação (II), Imposto de Exportação (IE), Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e Imposto sobre a Renda de Pessoas Jurídicas (IRPJ).

Maternidade

Os senadores também devem votar o projeto que permite a prorrogação dos prazos de vigência das bolsas de estudo nos casos de maternidade ou de adoção. Proposta pela deputada Alice Portugal (PCdoB-BA), a matéria foi aprovada em setembro na Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE).

O projeto, que tem relatório favorável da senadora Marta Suplicy (PMDB-SP), possibilita a ampliação de prazo de bolsas de estudo ou pesquisa, concedidas por agências de fomento, que tenham duração mínima de 12 meses. A validade poderá ser estendida por até 120 dias.

O benefício poderá ser dado depois de comprovado o afastamento temporário da bolsista em virtude do parto, bem como a quem obtenha a guarda judicial para fins de adoção.

Aviação

Também consta da pauta de votações o projeto que fixa o limite de 12% para a alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre o combustível de aviação, utilizado em operações dentro do país de transporte aéreo regular, não regular e de serviços aéreos especializados.

O combustível é o item que tem maior mais influência no cálculo dos custos operacionais das companhias aéreas. Atualmente, essa alíquota varia de 12% a 25%, dependendo do estado onde ocorre o abastecimento.

O projeto original, do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), estabelece a alíquota máxima de 18% na cobrança pelos estados do ICMS sobre o querosene de aviação. Com as mudanças do relator, senador Telmário Mota (PTB-RR), o teto fica em 12% e a palavra “querosene” foi substituída por “combustível” de aviação.

A alteração, sugerida pelo senador Vicentinho Alves (PR-TO), beneficia as empresas de transporte aéreo regular e não regular que utilizam gasolina de aviação.

Jogos

A legalização dos jogos de azar e a reabertura dos cassinos no Brasil estão em análise na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), que tem reunião marcada para amanhã (22), a partir das 10h. O projeto, do senador Ciro Nogueira (PP-PI), autoriza a exploração de jogos online ou presenciais em todo o território nacional.

A proposta original foi alterada pelo relator, senador Benedito de Lira (PP-AL), transformando-se em um texto substitutivo, que foi apresentado aos integrantes da comissão na reunião do dia 8 deste mês. O processo de discussão e votação foi adiado para atender a um pedido de vista coletiva.

Pelo texto do relator, a regulamentação das apostas deverá contemplar jogo do bicho, bingo, videobingo e videojogo, cassinos em complexos integrados de lazer, apostas esportivas e não esportivas e cassinos online.

Fonte: Agencia Brasil

CNJ divulga metas para 2018 no Encontro Nacional do Judiciário

Termina hoje (21) no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) o 11º Encontro Nacional do Poder Judiciário, que tem como objetivo aprovar as metas estratégicas da Justiça para 2018. O encontro, que começou ontem, reúne integrantes da Rede de Governança Colaborativa do Poder Judiciário, dirigentes de tribunais superiores, responsáveis pela área de gestão estratégica e servidores da área de estatística.

A presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia, reabre os debates, às 9h, e participa da plenária final do encontro, às 16h30. Ontem, na abertura dos debates, ela destacou o alto índice de cumprimento das metas fixadas, fato que atribuiu à formulação de metas com a participação efetiva de magistrados das diversas instâncias, que também levam em consideração as demandas dos cidadãos.

Nesta terça-feira, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) divulgará as metas do Poder Judiciário para 2018 e a lista dos tribunais que investem na excelência da gestão da informação.

Fonte: Agência Brasil

Justiça põe empresas brasileiras em investigação sobre supostas propinas no Peru

Um tribunal do Peru declarou válido, nessa segunda-feira (20), o pedido de incorporar, como “terceiro civil responsável”, as empresas brasileiras Camargo Corrêa, Andrade Gutierrez e Queiroz Galvão na investigação sobre a suposta concessão ilícita do trecho 4 da Estrada Interoceânica Sul. A informação é da Agência EFE.

A decisão foi tomada pelo juiz Richard Concepción, do Primeiro Tribunal de Investigação Preparatória Nacional, após avaliar, em audiência pública, a solicitação da Procuradoria do caso Odebrecht e a postura das companhias, informou o Poder Judiciário em comunicado.

A Procuradoria afirmou que as empresas se uniram para formar a Intersur Concessões e, mediante propinas acertadas entre seus diretores, obter a licitação do trecho 4 da Estrada Interoceânica Sul, durante o governo de Alejandro Toledo.

Foi considerado como prova pela Procuradoria a existência de e-mails apreendidos do diretor da Intersur, Marcos de Moura Wanderley, onde supostamente faz referência às propinas.

Além disso, foi mencionada a existência de depósitos em contas de Josef Maiman, um empresário peruano-israelense considerado testa-de-ferro de Toledo, de uma empresa vinculada às companhias brasileiras.

A defesa das empresas considerou que a Procuradoria não tinha legitimidade para apresentar o pedido e negou a existência dos e-mails com base em uma suposta perícia solicitada pelos investigados, mas os argumentos foram desprezados pelo juiz.

No Peru, o caso Odebrecht está focado em rastrear os US$ 29 milhões que a construtora brasileira admitiu, na Justiça americana, ter pago em propinas para funcionários em troca da concessão de milionárias obras entre os anos de 2005 e 2014.

Fonte: Agência Brasil

umento de empregos em outubro foi puxado por comércio, indústria e serviços

O aumento do número de empregos formais em outubro foi puxado pelos setores de comércio, indústria de transformação e serviços. De acordo com números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados ontem (20) pelo Ministério do Trabalho, 76.599 vagas foram criadas no mês passado. O resultado de outubro é o melhor do ano até agora.

O comércio foi o setor que mais se expandiu no último mês, com 37.321 novos empregos formais, dos quais 30.187 no comércio varejista.

A indústria de transformação teve o segundo melhor desempenho, com 33,2 mil novos postos de trabalho, graças sobretudo ao desemprenho da indústria de produtos alimentícios, que abriu 20.565 vagas.

Já o setor de serviços criou 15.915 vagas de emprego formal em outubro.

No acumulado do ano, o saldo de empregos chega a 302.189 novas vagas, crescimento de 0,79% em relação ao mesmo período de 2016. Para o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, os resultados de outubro do Caged indicam consolidação da recuperação econômica. “Mostra que as politicas adotadas pelo governo estavam corretas”, destacou.

Reforma trabalhista

Segundo Nogueira, a entrada em vigor da nova legislação trabalhista vai influir positivamente no mercado de trabalho formal do país. “Em que pese os 45 milhões de trabalhadores na informalidade, nós temos a convicção de que só os contratos nas novas modalidades, como a jornada parcial, jornada de trabalho intermitente e teletrabalho, teremos mais 2 milhões de empregos novos.”

De acordo com o ministro, os empregos com jornada intermitente, por exemplo, devem surgir em setores de serviço como bares e restaurantes e de Tecnologia da Informação (TI).

Em relação à contagem dos empregos formais com jornada intermitente, uma vez que o trabalhador poderá ter mais de um contrato, Nogueira disse que a regra será “um trabalhador, uma vaga [computada pelo Caged]”.

Para se adaptar às novas modalidades de contratação, o sistema de dados do Caged passará a incluir informações sobre salário/hora/atividade.

Nogueira reconheceu que o trabalhador intermitente ainda não pode ser contado na série histórica do Caged, e disse que, em dezembro, quando forem incluídas as modalidades criadas pela nova lei trabalhista, a divulgação dos números do cadastro será feita separadamente.

Fonte: Agência Brasil

Podemos anuncia desfiliação de deputado cotado para Ministério das Cidades

O deputado Alexandre Baldy (GO), cotado para assumir o Ministério das Cidades em substituição ao deputado Bruno Araújo (PSDB-PE), que deixou a pasta na semana passada, deverá deixar o Podemos e se filiar provavelmente ao PP. Nesta segunda-feira (20), por meio de nota, a presidente do Podemos, deputada Renata Abreu (SP), anunciou que está desligando o deputado Baldy dos quadros do partido. Ainda não há pronunciamento do Palácio do Planalto confirmando a ida do deputado para o ministério do governo Temer.

Em nota, a presidente Renata Abreu anunciou a desfiliação de Baldy e falou da posição de independência do partido em relação ao governo. “O Podemos anuncia a saída, do partido, do deputado Alexandre Baldy, que assumirá pasta no governo do presidente Michel Temer. O ingresso no ministério é incompatível com a posição de independência do Podemos em relação ao governo federal e com o projeto político que propõe uma alternativa para o país, com a pré-candidatura de Alvaro Dias à Presidência. Por isso, o partido já trata de sua imediata desfiliação, desejando boa sorte ao parlamentar”.

De acordo com a assessoria, o deputado Alexandre Baldy estava propenso a oficializar sua desfiliação do Podemos já nesta segunda-feira. Desde a votação da primeira denúncia contra o presidente Michel Temer na Câmara dos Deputados, no início de agosto, quando votou a favor de Temer, Baldy vinha se preparando para deixar o partido. Por ocasião da votação da denúncia, o parlamentar goiano foi afastado da liderança do partido na Câmara pela presidente Renata Abreu.

O afastamento da liderança se deu por ele ter votado a favor do parecer da Comissão de Constituição e Justiça da Casa, que recomendava contrariamente à admissibilidade da denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o presidente Michel Temer. Na ocasião, dos 14 deputados do Podemos, nove contrariaram a Executiva Nacional e votaram a favor do parecer da CCJ e cinco votaram contra. O parecer foi aprovado por 263 votos contra 227.

Fonte: Agência Brasil

Rodrigo Maia diz que reforma da Previdência é a salvação do Brasil

Em almoço em Porto Alegre com deputados da bancada gaúcha, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse hoje (20)  que a reforma da Previdência não pode ficar para mais tarde. 

“Tem alguns temas que, em determinado momento, não podem mais fazer parte da briga política. A reforma da Previdência não é de direita nem de esquerda. Ela é a salvação do nosso Brasil. Se nós não fizermos a reforma da Previdência, ela será feita da forma mais injusta”, acrescentou.

De acordo com o deputado, o sistema previdenciário atual é injusto, porque penaliza os mais pobres. Segundo Rodrigo Maia, enquanto quem ganha mais consegue se aposentar com pouco mais de 50 anos, os mais humildes só conseguem parar de trabalhar depois dos 60 anos, em média. Para Maia, a reforma da Previdência não é mais uma questão política.

“Se quisermos projetar o Brasil para 20 anos, ou vamos enfrentar desafios que geram mais desgaste – e a Previdência é o número um – ou todos aqueles que vão para a eleição no próximo ano estarão mentindo”, afirmou Maia.

Conforme o presidente da Câmara, o debate parlamentar sobre a permissão para exploração de jogos de azar, como os cassinos, pode ser positivo, mas, mesmo que seja aprovado, não resolverá o déficit da Previdência por muito tempo.

“A legalização do jogo pode ter um papel importante na geração de empregos, mas não adianta falarmos dessa receita, porque, em dois ou três anos, a Previdência a retira da segurança dos estados brasileiros.

Rodrigo Maia destacou que a legislação trabalhista brasileira é um grande exemplo disso. “Eram leis que, em tese, protegiam, mas deixaram o Brasil com 14 milhões de desempregados e milhões de empregos precários. Essa é a realidade da antiga lei trabalhista. Conseguimos algum avanço na Câmara em 2017.”

O presidente da Câmara adiantou que ele, o presidente Michel Temer e a base aliada se reunirão nesta quarta-feira (22), no Palácio da Alvorada, para discutir a votação da reforma da Previdência. 

Fonte: Agência Brasil

Apesar de interdição na BR-101, obras seguem sem prazo para início na Grande Natal

Ainda não existe prazo estipulado para o início das obras de construção de um viaduto e uma trincheira no trecho de 1,6 quilômetros da BR-101 que foi interditado no último sábado (18) na altura de Nova Parnamirim, na Grande Natal. Após fechar as seis vias da rodovia, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) resolveu suspender o início das obras para aguardar uma decisão judicial quanto a uma ação popular aberta por um advogado contra a construção. O tráfego de veículos ocorre pelas vias marginais.

Durante o final de semana e nesta segunda-feira (20), máquinas, tratores e operários foram vistos no canteiro de obras montado em plena rodovia, porém, de acordo com Thatiana Queiroga, coordenadora de Engenharia do órgão, a equipe estava apenas preparando o canteiro de obras e concluindo a instalação de alguns tapumes. “A gente vai esperar um posicionamento da Justiça para evitar um possível prejuízo ao erário público”, considerou.

A espera deve refletir em atraso no cronograma da obra. Prevista inicalmente para seis meses, a interdição pode durar mais. Notificado da ação ainda na semana passada, o Dnit entregou o parecer técnico sobre as alegações do processo à procuradoria federal no final da tarde desta segunda-feira (20). Os órgãos do governo federal devem apresentar resposta à Justiça até a próxima quarta-feira (22).

O advogado Roberto Targino foi o autor da ação popular contra a construção de um viaduto e uma trincheira que servirão de acesso às avenidas Abel Cabral e Maria Lacerda, respectivamente, no bairro Nova Parnamirim. Proprietário de um apartamento próximo à BR-101, no bairro, ele alega que o Dnit não apresentou estudo de impacto de vizinhança – documento que é exigido para este tipo de obra.

“As licenças das obras estão vencidas, e não ainda não foram renovadas justamente por causa desses estudos pendentes. O engarrafamento que foi visto no sábado também é reflexo da ausência de todo um estudo prévio, na região”, argumentou, em entrevista ao G1.

Para o advogado, também faltou consulta à comunidade e aos comerciantes locais, que terão imóveis desvalorizados no entorno da obra. Ele também considerou que especialistas em mobilidade urbana não recomendam mais a construção de viadutos e que a obra é desnecessária.

“Eles dizem que a obra é para reduzir os engarrafamentos na entrada para as avenidas, mas o problema não está na BR, está nas avenidas, que afunilam e têm muitos semáforos. Esse viaduto não vai resolver o problema e vai apenas transferir o engarrafamento para as marginais”, consideou.

Questionado sobre a realização dos estudos de impacto da obra, o Dnit afirmou que deverá se pronunciar nos autos do processo.

Fonte: Portal G1

Banco Mundial lança relatório sobre eficiência do gasto público no Brasil

O Banco Mundial lança hoje (21) em Brasília o relatório Um ajuste justo: análise da eficiência e equidade do gasto público no Brasil. Será das 9h30 às 12h no auditório do Ministério da Fazenda.

Participam da apresentação do documento e dos debates que ocorrerão em seguida os ministros da Fazenda, Henrique Meirelles, e do Planejamento, Dyogo Oliveira.

O economista-chefe do Banco Mundial para o Brasil e autor do estudo, Antônio Nucifora, fará a apresentação do relatório. A sessão será seguida de entrevista coletiva.

Fonte: Agência Brasil

Nova fase da Lava Jato investiga corrupção na Transpetro; alvo é um ex-gerente

A Polícia Federal (PF) cumpre hoje (21) oito mandados de busca e apreensão, cinco de condução coercitiva e um de prisão temporária na 47ª fase da Lava Jato, chamada de Operação Sothis. Um dos alvos da ação é um ex-gerente da Transpetro, subsidiária da Petrobras, seus parentes e intermediários.

De acordo com o Ministério Publico Federal (MPF) no Paraná, eles são suspeitos de operacionalizar o recebimento de R$ 7 milhões de propinas pagas por empresa de engenharia, entre setembro de 2009 e março de 2014. As ações ocorrem em vários estados.

Segundo as investigações, o ex-gerente teria pedido, inicialmente, o pagamento de 1% do valor dos contratos da empresa com a Transpetro como propina, entretanto o acerto final ficou em 0,5%. “Esse valor foi pago mensalmente em benefício do Partido dos Trabalhadores (PT), de modo independente dos pagamentos feitos pela mesma empresa a pedido da presidência da Transpetro, e que eram redirecionados ao PMDB. O ex-gerente se desligou da subsidiária da Petrobras recentemente”, diz a nota divulgada pelo MPF .

A procuradora da República Jerusa Burmann Viecili disse que “nesse caso houve um dos esquemas mais rudimentares de lavagem de dinheiro da Lava Jato. A propina saía da conta bancária da empresa de engenharia para a conta bancária de empresa do filho, sem qualquer contrato ou justificativa para o repasse do dinheiro”.

Segundo a procuradora, além disso, estão sendo investigados contratos entre a empresa do filho, controlada de fato pelo ex-gerente, e a Transpetro, “o que pode indicar a inexistência ou falha grave de mecanismos de compliance”.

De acordo com a PF, o nome da operação é uma referência a uma das empresas investigadas, a Sirius. A estrela Sirius era chamada pelos egípcios de Sothis.

Fonte: Agência Brasil

Presídios terão banco de dados sobre situação de detentos

Um sistema desenvolvido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) vai reunir as informações processuais e pessoais de todos os presos sob custódia, permitindo que o cidadão saiba precisamente quantos presos o país tem, onde eles estão e por que motivo estão encarcerados.

É o Banco Nacional de Monitoramento de Prisões (BNMP), apresentado nessa segunda-feira (20) pela presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia.

O sistema já foi implantado em Roraima, onde 100% dos custodiados pelo Estado estão incluídos no cadastro.

De acordo com a ministra, a plataforma será estendida no dia 6 de dezembro aos estados de São Paulo e Santa Catarina e, até abril de 2018, às demais unidades federativas.

Carmém Lúcia anunciou ainda um termo de cooperação firmado entre o CNJ e o Ministério da Educação para a implantação de 40 bibliotecas em penitenciárias do país.

Segundo ela, a intenção é garantir os direitos humanos e a possibilidades de remissão de pena, pela leitura.

Fonte: Agência Brasil

Governo do RN não pode sacar dinheiro do fundo previdenciário, informa banco

O Instituto Previdenciário do Rio Grande do Norte (Ipern) não pode sacar os recursos do Fundo Financeiro do Estado (Funfirn) para pagar salários de aposentados e pensionistas. A informação foi repassada oficialmente pela gerência geral do Banco do Brasil aos representantes do Estado e confirmada ao G1 pelo procurador-geral adjunto do Estado, João Carlos Coque. O governo queria usar o dinheiro para liberar recursos e pagar os duodécimos dos poderes estaduais, que estão atrasados.

De acordo com o procurador, o banco informou que os recursos não podem ser sacados até o prazo final das aplicações financeiras em que foram depositados. Elas acabarão entre 2019 e 2021. Ao todo, o fundo conta atualmente com R$ 321 milhões. “Não pode ser usado nada, à exceção de um valor bem pequeno, que não resolve o problema do Estado”, afirmou Coque.

Em acordo fechado semana passada na Justiça, com o Ministério Público, o goveno do estado previa usar o dinheiro do fundo previdenciário para pagar os vencimentos dos aposentados e pensionistas em novembro e dezembro e, desta forma, desafogar a Fonte 100 (fonte financeira de onde o estado tira dinheiro para pagar salários e outras despesas) para repassar os duodécimos dos poderes estaduais. Os valores, que são repassados mensalmente a instituições como o Tribunal de Justiça, Assembleia Legislativa, Ministério Público e Tribunal de Contas estão atrasados. Os poderes entraram com ação no TJRN.

Questionado pelo G1, o procurador-geral adjunto explicou que, diante da negativa do banco, não há muito o que ser feito do ponto de vista judicial, e que o Estado terá que buscar uma solução financeira para a falta de recursos. “Hoje a situação é muito menos jurídica que financeira”, argumentou o procurador, ressaltando que a procuradoria sempre está à disposição do governo para buscar as melhores soluções no campo da Justiça. O procurador ressaltou que o acordo da semana passada não previa o saque, mas sim um estudo para avaliar a possibilidade de sacar.

 

Após o acordo, a 60ª Promotoria do Patrimônio Público entrou com uma ação cautelar na Justiça para impedir que o Ipern sacasse o dinheiro sem antes receber garantia de que o Estado não teria que pagar multa por sacar os recursos fora do prazo das aplicações. De acordo com o promotor Afonso de Ligório Bezerra Júnior, o Estado poderia perder até R$ 80 milhões. Ele também considerou que o instituto não participou do acordo e que o saque não foi aprovado por meio de projeto de lei submetido à Assembleia Legislativa do Estado.

História do Funfirn

2003 – Como em todo o Brasil, a previdência estadual do Rio Grande do Norte funcionava em modelo de repartição simples. Isso significa que os servidores da ativa, que estão contribuindo com a previdência, pagam o salário daquele que já está aposentado. Porém, a partir deste ano, foi criado um fundo previdenciário para os novos servidores, em um modelo de capitalização. As contribuições dos servidores da ativa que entrassem a partir de 2003 iriam ser colocadas em aplicações financeiras para pagar a aposentadoria deles mesmos no futuro. O governo passou a arcar com o déficit do sistema anterior. O objetivo era acabar, em longo prazo, com o déficit previdenciário, previsto com a redução do número de servidores no estado e a aposentadoria dos antigos.

2014 – Já no final do seu mandato, a então governadora Rosalba Ciarlini (DEM) consegue aprovar na ALRN um projeto que unifica o fundo antigo (deficitário) com o novo fundo previdenciário (superavitário, com cerca de R$ 973 milhões). No mesmo dia em que a lei foi aprovada, os saques começaram. Somente em dezembro de 2014, foram sacados R$ 234.157.275,33.

Antes da aprovação da Justiça, o TJRN havia negado o pedido do governo para fazer saques no fundo. À época, o então presidente do Tribunal, desembargador Cláudio Santos, considerou a medida como “irresponsabilidade” dos gestores.

2015 – Ainda no primeiro ano de gestão, a equipe econômica do governador Robinson Faria (PSD) sacou mais R$ 589.157.572,32 para pagar aposentados e pensionistas, deixando a folha salarial em dia.

2016 – A Assembleia aprovou uma lei que estabeleceu um prazo de 20 anos, que começarão a ser contados em 2020, para o Estado devolver esses recursos sacados do Funfir. No texto da lei, porém, os deputados também autorizaram o Estado a sacar recursos em 2017, quando acabaria o período de aplicação deles no mercado financeiro.

Maio de 2017 – Ao fim do prazo da primeira aplicação, o estado sacou R$ 61.600.000,00.

Agosto de 2017 – Já em agosto, foram tirados mais R$ 28.000.000,00. Após esse saque, o TCE determinou a devolução dos recursos. Ao todo, desde 2014, foram sacados R$ 912.915.144,65.

Novembro de 2017 – Com dificuldade de pagar salários e atrasos nos repasses dos duodécimos, governo fecha acordo para tentar usar recursos que ainda estão aplicados. A multa para retirada fora do tempo é estimada em R$ 80 milhões. O valor total é de R$ 321.377.459,67 – soma das contribuições e o próprio retorno financeiro das aplicações. O Tribunal de Contas do Estado mantém o posicionamento contrário ao saque. A Promotoria de Patrimônio Público do MP também entra com ação cautelar para impedir o saque.

Fonte: Portal G1

Com a saída de Michelle Bachelet no Chile, América Latina fica sem nenhuma presidente mulher

A eleição presidencial deste domingo (19) no Chile, que definiu Sebastián Piñera, de centro-direita, e o senador de centro-esquerda Alejandro Guillier, no segundo turno, torna iminente algo que há anos não se via na América Latina: a ausência total de presidentes mulheres.

Independente do vencedor, Michelle Bachelet sairá de cena como a última presidente mulher da região.

A mudança é um revés para a representatividade feminina na região, que dois anos atrás tinha simultaneamente três líderes femininas: Bachelet no Chile (2006-2010 e 2014-2017), Cristina Kirchner na Argentina (2007-2015) e Dilma Rousseff no Brasil (2011-2016).

Desde 1974, quando Isabelita Perón foi eleita na Argentina, o continente teve 11 mulheres presidentes, sendo 8 eleitas (veja no quadro abaixo) e 3 interinas.

Especialistas ouvidos pelo G1 indicam que uma América Latina governada apenas por homens não representa as mulheres da região, que em média são metade da população, e reflete um problema mundial que não é novidade: a desigualdade de gênero na política.

O momento coincide com a chegada de novos governos mais conservadores do que os da chamada “onda rosa”, quando candidatos ligados a partidos de centro-esquerda foram eleitos no início dos anos 2000. As posses de Maurício Macri, em 2015, na Argentina, e Pedro Pablo Kuczynski, no ano passado, no Peru, são exemplo disso.

Para a diretora da ONU Mulheres para a América Latina e Caribe, Luiza Carvalho, os partidos da região “têm demonstrado pouca habilidade em fazer apostas em candidaturas de mulheres”. Além disso, segundo explica, a recente tendência eleitoral latino-americana aponta para a escolha de candidatos ligados a uma elite empresarial, outro âmbito em que as mulheres ainda são minoria.

“A trajetória dos líderes na Europa está muito vinculada à sua vida partidária. Há um crescimento dentro do espaço político. O que estamos vendo aqui na América Latina, nessa saída das mulheres e a chegada de homens, é uma vinculação com uma elite empresarial. Normalmente as mulheres têm dificuldade para serem líderes dentro da sua classe empresarial”, diz ao G1.

Ainda que houvesse duas mulheres competindo nas eleições chilenas – Beatriz Sánchez, do Frente Amplio (FA), de esquerda, e Carolina Goic, do oficialista Partido Democrático Cristiano -, o cientista político e professor da Universidade de Santiago Marcelo Mella diz que só é possível atingir a igualdade de gênero na política com reformas estruturais nos partidos.

“No caso do Chile, os partidos estão estabelecendo códigos de boas práticas no sentido de apoiar uma maior inclusão de representação de mulheres nos cargos de direção e na nomeação a candidatos ao Congresso. Mas a verdade é que ainda há uma grande brecha entre homens e mulheres, para que compitam em iguais condições, e isso não vai se resolver até que existam políticas públicas que permitam resolver questões estruturais”, diz o professor.

Obstáculos

Alguns dos principais obstáculos institucionais para que uma mulher consiga se candidatar e eleger na América Latina são o acesso mais difícil a financiamento de campanha e às estruturas internas dos partidos, explica a pesquisadora do Grupo de Estudos de Gênero e Política da Universidade de São Paulo (USP), Beatriz Rodrigues Sanchez.

Para a eleição de cargos legislativos, outro fator agravante do ponto de vista da representação igualitária é o sistema de lista aberta, em que os candidatos competem individualmente, como ocorre no Brasil. “Os países em que a representação política das mulheres é maior adotam um sistema eleitoral de lista fechada, com alternância de gênero. O eleitor vota nessa lista, e não nos candidatos”, afirma.

 Na América Latina, alguns dos países que adotam a lista fechada são a Argentina, Costa Rica, Colômbia, Paraguai e Uruguai.

Avanço no Legislativo

Apesar da ausência de presidentes mulheres na região, a representação feminina tem avançado nos cargos legislativos. O porcentual de mulheres nos Congressos nas Américas saltou de 20,6% em 2008 para 28,1% em 2017, segundo dados da ONU Mulheres. O índice deste ano está acima da média mundial (23,3%) e perde apenas para a participação feminina no legislativo dos países nórdicos, que é de 41,7%.

No Brasil, o índice de representação feminina na Câmara dos Deputados é de 10,7% e no Senado 14,8%. O país é um dos piores da América Latina neste quesito, ficando à frente apenas do Belize e do Haiti.

Para avançar neste campo, muitos países da região aprovaram lei de cotas para candidatura de mulheres a cargos legislativos e no caso de cinco deles – Bolívia, Equador, Costa Rica, Nicarágua e México – a taxa tem que ser de 50%.

“É certo que na maior parte dos países a discussão sobre paridade de gênero nos cargos de representação pública está instalada e é um processo sem volta”, afirma o professor da Universidade de Santiago, Marcelo Mella.

Fonte: Portal G1

Emmy Internacional: Globo tem 6 indicados na premiação desta segunda-feira

A Globo concorre com seis indicados em cinco categorias no prêmio Emmy Internacional, considerado o Oscar da TV mundial. No total, são 44 indicados de 18 países entre as 11 categorias. A premiação é nesta segunda-feira (20), em Nova York.

Adriana Esteves vai concorrer como Melhor Atriz por seu trabalho na série “Justiça”, na qual interpretou Fátima. “Justiça”, de Manuela Dias e direção artística de José Luiz Villamarim, aparece também na disputa pelo prêmio de Melhor Série Dramática.

O programa “Tá no Ar” concorre como Melhor Comédia. A redação da atração tem entre seus nomes os atores Marcius Melhem e Marcelo Adnet. Já “Alemão” disputa para Melhor Filme/Minissérie para TV.

Entre os quatro indicados para categoria Telenovela, duas são da Globo: “Totalmente Demais” – escrita por Rosane Svartman e Pailo Halm – e “Velho Chico” – de Benedito Ruy Barbosa.

O Brasil concorre em outras três categorias. “Porta dos Fundos” tenta o prêmio de Melhor Programa Artístico; e “Crime Time” (Studio + / John Doe Productions / 22H22) concorre a Melhor Série de Curta Duração. Julio Andrade pode levar o prêmio de Melhor Ator por “Um Contra Todos”.

Veja a lista dos indicados nas categorias em que o Brasil concorre:

Atriz

  • Adriana Esteves em “Justiça” – Brasil
  • Anna Friel em “Marcella” – Reino Unido
  • Sonja Gerhardt em “Ku’damm 56” – Alemanha
  • Thuso Mbedu em “Is’thunzi” – África do Sul

Comédia

  • “Alan Partridge’s Scissored Isle” – Reino Unido
  • “Callboys” – Bélgica
  • “Rakugo The Movie” – Japão
  • “Tá No Ar: a TV na TV” – Brazil

Série Dramática

  • “Justiça” – Brasil
  • “Mammon II” – Noruega
  • “Moribito: Guardian of the Spirit” – Japão
  • “Wanted” – Austrália

Telenovela

  • “30 Vies – Isabelle Cousineau” – Canadá
  • “Kara Sevda” – Turquia
  • “Totalmente Demais” – Brasil
  • “Velho Chico” – Brasil

Melhor Filme/Minissérie para TV

  • “Alemão” – Brasil
  • “Ne m’abandonne pas” – França
  • “Reg” – Reino Unido
  • “Tokyo Trial” – Japão

Série de curta duração

  • “Ahi Afuera” – Argentina
  • “The Amazing Gayl Pile” – Canadá
  • “Crime Time” – Brasil
  • “Familie Braun” – Alemanha

Programa Artístico

  • “Hip-Hop Evolution – The Foundation” – Canadá
  • “Never-Ending Man: Hayao Miyazaki” – Japão
  • “Portátil (Porta dos Fundos)” – Brasil
  • “Robin de Puy – Ik ben het allemaal zelf” – Holanda

Ator

  • Julio Andrade em “Um Contra Todos” – Brasil
  • Kenneth Branagh em “Wallander” – Reino Unido
  • Zanjoe Marudo em “Maalaala Mo Kaya” – Filipinas
  • Kad Merad em “Baron Noir” – França

Fonte: Portal G1

Única mulher a bordo do submarino argentino desaparecido é oficial pioneira

Única mulher ocupante do submarino militar argentino desaparecido com 44 tripulantes no Atlântico Sul, Eliana María Krawczyk, de 35 anos, é descrita pela imprensa local como primeira oficial submarinista do país e da América do Sul. Ela ocupa o cargo de chefe de armas do ARA San Juan, que perdeu contato com a terra na sexta-feira (17).

Eliana nasceu em Oberá, na província de Misiones, no nordeste do país, e só conheceu o mar aos 21 anos de idade, destaca o perfil do jornal “Clarín”. Após se formar no ensino médio, ela se matriculou na Universidade de Misiones para fazer faculdade de Engenharia Industrial.

Duas tragédias familiares levaram Eliana a desistir do curso: a morte de um irmão, em um acidente de trânsito, e a morte da mãe, em decorrência de um problema cardíaco.

Em um perfil publicado em 2015 na revista “Viva”, que circula nas edições de domingo do “Clarín”, ela se lembrou da ocasião em que pensou, pela primeira vez, em começar uma nova carreira:

“Um dia, pela internet, achei um aviso da marinha convocando jovens. Fui correndo a Posadas [capital de Misiones] e me inscrevi. Larguei tudo e viajei para a Escola Naval Militar de Ensenada [cidade no litoral]. Levei uma foto de mamãe na carteira”.

O jornal informa ainda que, em 2009, Eliana passou a oficial e, três anos mais tarde, se inscreveu para a Escola de Submarinos e Mergulho. Formou-se em dezembro de 2012, tornando-se então a primeira oficial submarinista do país.

“A rainha dos mares”. É este o apelido que o pai de Eliana María Krawczyk deu à filha, segundo jornal “La Nacion”. Falando sobre o gosto da jovem pela profissão, um parente disse à publicação: “Talvez haja alguns genes dos avós, que vieram da Europa em um barco. Não sei, é uma paixão inexplicável”.

Também chamada de “estrelinha” no círculo familiar, por ser a mais nova da família, Eliana é citada com carinho pelos colegas do curso na Escola de Submarinos e Mergulho. Eles enviaram aos irmãos da jovem a seguinte mensagem:

“Todos nós estamos unicos por ela, como sempre, adoramos a Eli como pessoa: profissional, amiga e melhor companheira. Estamos fazendo tudo para voltarmos a nos comunicar com o submarino e temos fé de que tudo vai terminar bem. A família de Eli é nossa família”.

Na noite de sábado (18), o Ministério da Defesa da Argentina informou que foram detectadas sete chamadas de satélite que supõe serem do ARA San Juan.

O submarino manteve contato com a base pela última vez na manhã de quarta-feira (15), quando estava no sul do Mar Argentino, a 432 quilômetros da costa patagônica do país.

A principal hipótese é que teria acontecido um problema no equipamento de comunicação do ARA San Juan. Segundo o protocolo, em caso de falha nesse equipamento, o submarino deve subir à superfície para viabilizar o contato visual.

O presidente da Argentina, Mauricio Macri, afirmou que o governo está empenhado em usar todos os recursos internacionais para encontrar o submarino o quanto antes.

O porta-voz da Marinha Enrique Balbi explicou que, além dos recursos aéreos e marítimos da Argentina, uma aeronave da agência aeroespacial norte-americana NASA sobrevoou parte do Atlântico Sul onde o submarino estaria.

Na América do Sul, os governos do Brasil, Chile, Uruguai e Peru ofereceram assistência. O Reino Unido ofereceu suporte logístico. A África do Sul também ofereceu apoio.

O Brasil enviou três navios da Marinha e disponibilizou dois aviões da Força Aérea Brasileira (FAB).

Fonte: Portal G1

Receita passa a exigir CPF de dependentes a partir de 8 anos no Imposto de Renda

Receita Federal publicou uma instrução normativa no Diário Oficial nesta segunda-feira (20) reduzindo para 8 anos a idade mínima para apresentar o CPF (Cadastro de Pessoas Físicas) de pessoas declaradas como dependentes no Imposto de Renda.

A mudança já passa a valer a partir da próxima declaração (ano base 2017).

A partir da declaração de 2019 (ano base 2018), estarão obrigadas a se inscrever no CPF todas as pessoas físicas que constem como dependentes na declaração do Imposto de Renda, independentemente da idade, informou o Fisco.

Em fevereiro, a idade mínima fixada pelo governo para a apresentação obrigatória do documento na declaração havia sido reduzida de 14 para 12 anos.

Por nota, a Receita informou que a redução da idade visa evitar que a declaração caia na malha fina, “possibilitando maior rapidez na restituição do crédito tributário”.

Fonte: Portal G1

Veteranos de guerra pedem a zimbabuanos que saiam às ruas contra Mugabe

A influente Associação Nacional de Veteranos da Guerra de Libertação do Zimbábue (ZNLWA, na sigla em inglês) convocou a população a sair às ruas para mostrar sua rejeição a Robert Mugabe, cuja presidência “está acabada”.

“O imperador está nu”, disse o líder do agrupamento, Christopher Mutsvangwa, em entrevista coletiva em Harare, a capital do país.

Para os veteranos, o discurso pronunciado ontem (19) por Mugabe, que contra todas as expectativas se recusou a renunciar, foi um “desgosto” para a nação e um motivo de “indignação” para o mundo inteiro.

“Sua presidência está acabada, senhor Mugabe. Está terminada, já não existe”, declarou Mutsvangwa, em um tom ainda mais firme do que o usado na sexta-feira passada (para dar as costas ao líder, de quem tradicionalmente tinha sido aliado. “Não vamos deixar Harare até que ele se vá. A mensagem é clara”, acrescentou.

Mutsvangwa disse ainda que a iniciativa para pôr fim à presidência de Mugabe, que está no poder desde 1980, é uma questão política e da sociedade, não dos militares.

Enquanto o Parlamento segue suas próprias vias, em alusão a uma possível moção de censura, Mutzvangwa considerou que há “outros caminhos” e, nesse sentido, os veteranos de guerra convocam o povo a voltar às ruas, como no sábado passado.

Segundo Mutsvangwa, o povo zimbabuano suportou muito sofrimento e Mugabe ignorou, porque está mais preocupado em agradar sua mulher, Grace Mugabe.

“As duas principais agências, que deveriam ter interrompido essa situação, estavam fortemente infiltradas pelo G40 (facção do oficialismo alinhada com as aspirações de poder de Grace Mugabe)”, destacou o veterano, em referência à polícia e aos serviços de Inteligência.

Isso não deixou outra alternativa às Forças Armadas, segundo Mutsvangwa, do que tomar a iniciativa para corrigir a situação.

“O mundo inteiro viu que isso não é um golpe”, frisou, pedindo em seguida aos líderes da região, como o presidente sul-africano, Jacob Zuma, que entenda a situação desse modo.

Fonte: Agência Brasil

Segundo turno das eleições no Chile, em dezembro, será entre Piñera e Guillier

O empresário Sebastián Piñera, de centro-direita, venceu o primeiro turno das eleições presidenciais do Chile – mas terá que disputar o segundo turno, no dia 19 de dezembro, com o senador socialista Alejandro Guillier, candidato da presidente Michelle Bachelet. O desafio para ambos será conseguir, em um mês, o apoio dos eleitores dos outros seis candidatos que ficaram fora da corrida.

Piñera, de 67 anos, foi presidente do Chile de 2010 a 2014  e esperava assegurar seu segundo mandato na eleição de domingo (19) com a metade mais um dos votos. Ele obteve 37% – menos que os 45% previstos por algumas pesquisas de opinião. Guillier, que promete aprofundar as reformas e conquistas sociais de Bachelet, ficou em segundo lugar com 23% dos votos. Mas a grande surpresa foi o bom desempenho da terceira colocada, Beatriz Sanchez. Candidata da coligação de partidos esquerdistas, formada recentemente, ela obteve 20% dos votos, quase empatando com Guillier.

No discurso de agradecimento Piñera fez um chamado aos eleitores, apelando à desilusão dos simpatizantes da coligação de centro-esquerda, que desde o fim da ditadura de Augusto Pinochet (1973-1990) elegeu todos os governos, com exceção de um: o do próprio Piñera. Este ano foi o primeiro, em 27 anos de democracia, em que a frente enfrentou uma eleição dividida.

Piñera comparou os resultados desse domingo aos de 2009, quando obteve 44%  no primeiro turno e saiu vitorioso no segundo. Ele se posicionou como o candidato da mudança, que vai tirar o Chile da “estagnação” econômica dos últimos anos. A popularidade de Bachelet foi afetada pela queda do preço do cobre, principal produto de exportação chileno. Ela termina seu segundo mandato em março, tendo promovido reformas tributária e educativa, cobrando mais impostos das grandes empresas e ampliando o acesso dos estudantes chilenos à educação universitária gratuita. Apesar das políticas para reduzir a desigualdade, o governo dela foi marcado pela desaceleração da economia.

O primeiro passo de Piñera foi garantir os votos de José Antonio Kast – o único candidato que, além dele, representa a direita.  Kast, que defende os valores da “familia militar”, ficou em quarto lugar, com 8% dos votos.

Uma hora depois de anunciados os resultados, os dois se reuniram e Kast prometeu apoio incondicional a Piñera. Mas a aprovação de Kast pode afugentar muitos eleitores centristas. Na campanha, ele disse que o ditador Augusto Pinochet, (considerado responsável pela morte de 3 mil pessoas) foi um dos “melhores governantes chilenos” e que, se estivesse vivo, teria votado com ele.

Apesar de a maioria dos candidatos ser de centro-esquerda, seus eleitores não necessariamente apoiarão Guillier. Na campanha, Beatriz Sanchez, que lidera a antiga coalizão de centro-esquerda, se diferenciou do candidato de Bachelet, por considerar as reformas do governo insuficientes. No domingo, ela  evitou apoiar o segundo colocado, mas criticou as pesquisas de opinião, que só lhe davam 14%, sugerindo que se tivessem refletido seu verdadeiro desempenho, poderia ter chegado ao segundo turno.

Ontem, também foram eleitos 155 deputados e 23 senadores. Chile Vamos, a coligação que apoia Piñera, e a recém-criada Frente Ampla, de Beatriz Sanchez, foram os que mais aumentaram a participação no Congresso. Segundo os analistas políticos, é difícil prever os resultados do segundo turno – especialmente porque as pesquisas de opinião falharam e os votos dos “indecisos” supreenderam.

Desde 2012, o voto deixou de ser obrigatório no Chile.

Fonte: Agência Brasil

Aumento de arrecadação e eficiência nos gastos permitem liberação de R$ 7,51 bi do orçamento

Com aumento na arrecadação e com a eficiência nos gastos públicos, o governo vai liberar R$ 7,51 bilhões, antes bloqueados, no orçamento federal deste ano. Anunciada, nesta sexta-feira (17), pelo Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, a decisão permite que os órgãos do poder público atendam à população e melhorem os serviços públicos.

“Nós vamos privilegiar o atendimento das necessidades de funcionamento dos órgãos e do pagamento de obras em andamento”, afirmou o ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Dyogo Oliveira. “A situação da maioria dos órgãos é de realmente um aperto orçamentário muito duro”, completou.

Para chegar a essa liberação de recursos, houve um aumento de R$ 4,97 bilhões no lado das receitas líquidas. Boa parte do valor vem dos leilões de hidrelétricas e de petróleo (+R$ 2,61 bilhões) e da devolução de precatórios – valores judiciais ociosos que retornam aos cofres –  na ordem de R$ 2,71 bilhões.

Além do aumento na arrecadação, o ministério prevê uma redução dos gastos de R$ 2,53 bilhões, causada por menores gastos com seguro-desemprego e abono salarial. Com isso, o contingenciamento de despesas deste ano caiu de R$ 32,2 bilhões para cerca de R$ 24,7 bilhões.

De acordo com Oliveira, a distribuição desses recursos aos órgãos governamentais será detalhada na próxima semana. Os valores estavam contingenciados e serão desbloqueados por meio de decreto na próxima semana.

O que isso significa?

Dentro do esforço de sanar o rombo nas contas públicas, o Governo do Brasil precisa cortar gastos e evitar o aumento das despesas. No entanto, quando se congela parte do orçamento federal, alguns gastos feitos pelos órgãos são afetados. A meta fiscal para este ano é um déficit de R$ 159 bilhões.

Para o ministro Dyogo Oliveira, a situação das contas ainda é grave, mas a liberação anunciada hoje poderá dar seguimento ao funcionamento dos serviços nos órgãos públicos.

Fonte: Governo do Brasil, com informações do Ministério do Planejamento

Rombo da Previdência é “extremamente grave”, diz ministro do Planejamento

O ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Dyogo Oliveira, classificou, nesta sexta-feira (17), o rombo da Previdência Social como “extremamente grave”, e defendeu a aprovação da reforma previdenciária para evitar riscos à economia brasileira. 

“[A previdência] está caminhando para um déficit no ano que vem de quase R$ 200 bilhões”, afirmou ele, ao divulgar um documento bimestral de avaliação de receitas e despesas orçamentárias. “É uma situação extremamente grave que coloca em risco toda a economia do País”, completou.

Na avaliação dele, além dos danos econômicos, o aumento e o colapso do sistema previdenciário teriam efeitos negativos, em especial paras camadas mais carentes da sociedade. “Coloca em risco especialmente as pessoas mais pobres”, disse o ministro.

Dyogo pediu sabedoria na avaliação da proposta do Governo do Brasil, a qual avaliou como “suave”, pois prevê regras de transição para quem está prestes a se aposentar e também mantém direitos adquiridos.

Atualmente em análise da Câmara dos Deputados, a reforma da Previdência é considerada essencial para evitar um colapso das contas públicas no futuro. Ela prevê a adoção de uma idade mínima de 65 anos para homens e 62 anos para mulheres acessarem o benefício e impedir um crescimento ainda maior do déficit previdenciário.

Fonte: Governo do Brasil

Tratamento de Parkinson no SUS terá dois novos remédios

O tratamento de Parkinson no Sistema Único de Saúde (SUS) agora conta com dois novos medicamentos. Com investimento total de R$ 17,91 milhões, a Rasagilina (1 mg) e a Clozapina (25 mg e 100 mg) trarão mais qualidade de vida aos pacientes com a doença, que afeta cerca de 200 mil pessoas em todo o Brasil.

Segundo o Ministério da Saúde, a Rasagilina estará disponível até o fim de fevereiro nas unidades de saúde. A substância é voltada para pacientes que iniciaram o tratamento na fase inicial da doença. Já a Clozapina, que já era oferecida no SUS para tratamento de transtorno bipolar e esquizofrenia, agora poderá ser usada também por pacientes com Parkinson que apresentam sintomas psicóticos.

A Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS (Conitec), com base em solicitação da Secretaria de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, aprovou a oferta dos remédios. Em 9 de novembro, foi publicada a portaria que renovou o Protocolo de Tratamento para Parkinson no Diário Oficial da União. O documento foi criado em 2002 e descreve os principais sinais e sintomas da doença, determinando ainda o tratamento.

Tratamentos

Cerca de 1% da população mundial possui Parkinson, informa a Organização Mundial de Saúde (OMS). A doença neurodegenerativa provoca, em geral, problemas motores, como tremor, rigidez muscular, bradicinesia (lentidão na resposta) e alterações posturais, e ainda sintomas psicóticos à medida que a doença progride, processo que costuma ser lento.

Além dos remédios, estão disponíveis no SUS procedimentos de estímulo cerebral, como implantes de eletrodo e de gerador de pulsos. Existem 27 estabelecimentos que realizam neurocirurgia funcional estereotáxica 105/008, método minimamente invasivo de cirurgia cerebral, pelo Ministério da Saúde: dois habilitados como Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Neurologia/Neurocirurgia e 25 habilitados como Centro de Referência de Alta Complexidade em Neurologia/Neurocirurgia.

Os pacientes do SUS já tinham acesso a sete medicamentos para tratar a doença: Pramipexol; Amantadina; Bromocriptina; Entacapona; Selegilina; Tolcapona e Triexifenidil. Três outras substâncias, Levodopa+Carbidopa, Biperideno e Levodopa, podem ser compradas com até 90% de desconto no Programa Farmácia Popular.

Fonte: Governo do Brasil, com informações do Ministério da Saúde

‘Prévia’ do PIB do BC indica alta de 0,58% para a economia no 3º trimestre

A economia brasileira não só manteve a trajetória de crescimento no terceiro trimestre deste ano como também registrou aceleração do seu ritmo, segundo indicam números do Índice de Atividade Econômica (IBC-Br), divulgado pelo Banco Central nesta segunda-feira (20).

Entre julho e setembro, o índice apresentou alta de 0,58% quando comparado com o segundo trimestre de 2017 (abril a junho). O resultado foi calculado após ajuste sazonal, uma espécie de “compensação” para comparar períodos diferentes de um ano.

Esse foi o terceiro trimestre consecutivo de expansão do indicador. Dados revisados pela autoridade monetária apontam para uma alta de 1,1% no primeiro trimestre e de 0,39% entre abril e junho deste ano – sempre na comparação com os trimestres anteriores.

O IBC-BR é um indicador criado para tentar antecipar o resultado do Produto Interno Bruto (PIB), que é calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os números oficiais do PIB do terceiro trimestre serão divulgados no dia 1º de dezembro.

O Produto Interno Bruto é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país e serve para medir a evolução da economia. Em 2015, o PIB teve uma retração de 3,8% e, no ano passado, a economia registrou um encolhimento de 3,6%.

Previsões para 2017

Para 2017, a previsão de analistas do mercado financeiro é de alta do PIB de 0,73%, mas o Banco Central estima uma expansão um pouco menor da economia neste ano, da ordem de 0,7%. Já o Ministério do Planejamento prevê uma alta menor, de 0,5% para o PIB em 2017.

Para tentar reaquecer a economia, o governo Michel Temer tem anunciado medidas como a liberação de saques das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e do PIS/Pase para idosos.

Além disso, o Banco Central vem reduzindo a taxa Selic, que hoje está em 7,5% ao ano – perto da mínima histórica de 7% ao ano . A queda da Selic deve se traduzir em juros mais baixos nos empréstimos bancários, o que também contribui para estimular a economia.

Mês de setembro, parcial do ano e doze meses

Os dados do BC mostram que, somente em setembro, o IBC-Br registrou crescimento de 0,40%, na comparação com agosto (quando houve uma queda de 0,37% frente a julho). Neste caso, a comparação foi feita após ajuste sazonal, considerada mais apropriada por analistas. Sem ajuste, houve uma queda de 3,46% no IBC-Br em setembro deste ano.

De acordo com informações da autoridade monetária, o IBC-Br registrou crescimento em seis dos nove primeiros meses deste ano. Houve alta em janeiro (+0,47%), fevereiro (+1,33%) e abril (+0,20%), junho (+0,51%), julho (+0,42%) e setembro (+0,40%), mas recuo em março (-0,43%), maio (-0,19%) e agosto deste ano, quando caiu 0,37%.

Já no acumulado dos nove primeiros meses de 2017, ainda segundo números do BC, o indicador do nível de atividade registrou alta de 0,43%. A comparação foi feita sem ajuste sazonal, pois considera períodos iguais de tempo. Dessazonalizado, o indicador avançou 0,61%.

Na parcial de 12 meses até setembro, entretanto, a prévia do PIB do Banco Central registrou queda de 0,42%, considerando os ajustes sazonais. Sem ajuste, a queda é de 0,65%.

O que é o IBC-Br?

Embora o cálculo seja um pouco diferente, o IBC-Br foi criado para tentar ser um “antecedente” do PIB. O índice do BC incorpora estimativas para a agropecuária, a indústria e o setor de serviços, além dos impostos. Os resultados do IBC-Br, porém, nem sempre mostraram proximidade com os dados oficiais do PIB, divulgados pelo IBGE.

O indicador é uma das ferramentas usadas pelo BC para definir a taxa básica de juros (Selic) do país. O crescimento ou desaceleração da economia influenciam na inflação, que o Banco Central busca controlar por meio da taxa Selic.

Para 2017 e 2018, a meta central de inflação é de 4,5%, com um intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para mais ou para menos. Desse modo, o IPCA, considerado a inflação oficial do país e medida pelo IBGE, pode ficar entre 3% e 6%, sem que a meta seja formalmente descumprida.

Neste ano, por conta da demora na retomada do nível de atividade, o mercado financeiro, e também a autoridade monetária, acreditam que a inflação oficial ficará abaixo da meta central de 4,5% – algo que não acontece desde 2009.

Fonte: Portal G1

Criada após naufrágio de navio negreiro, comunidade quilombola resgata raízes culturais no RN

Localizada ao lado da paradisíaca praia da Pipa, em Tibau do Sul, no litoral potiguar, a comunidade quilombola Sibaúma desenvolve atividades para preservar a cultura afro-brasileira no Rio Grande do Norte, através do coco de zambê e da capoeira. O grupo comemora o Dia Nacional da Consciência Negra, nesta segunda-feira (20).

Sérgio Caetano, de 39 anos, é representante social e comunitário do local. De acordo com ele, a história de Sibaúma teve início há mais de 400 anos, quando um navio negreiro naufragou e parte da tripulação conseguiu sobreviver e chegar à costa potiguar. Essa história vem sendo contada ao longo das gerações, e os registros, feitos pela sua avó, foram publicados em uma revista em 1969.

Ainda de acordo com o líder comunitário, no início, o local teve o nome de Libaúma e depois passou a se chamar Sobaúma, até chegar à atual Sibaúma. A comunidade conta com cerca de 900 habitantes e foi oficialmente reconhecida como quilombola em 2005, pela Fundação Palmares.

Diversas atividades são desenvolvidas a fim de preservar a cultura do local, como a prática da capoeira entre os moradores da comunidade, promovida pelo grupo Herdeiros de Zumbi. Além disso, existe o Coco de Zambê Tambô Pau Furado, que resgata uma brincadeira herdada pelos antigos escravos através dos batuques de tambores. Nela, são entoados cantos improvisados e danças ritmadas, geralmente de baixo de uma árvore.

Com rica beleza natural e localizada ao lado de praias famosas, como Pipa, a comunidade tem um grande potencial turístico, reconhecido pelos próprios moradores. Mas Sérgio revela que a luta da comunidade é por um desenvolvimento turístico com responsabilidade, preservando a cultura, a história e os costumes locais.

Desse modo, João Maria, morador do quilombo, criou uma das únicas barracas de comidas e bebidas da praia, que tem como nome Tempero Quilombola. “Vivemos em uma praia turística, temos que conciliar nossa história com o turismo”, argumenta.

A pesca artesanal é um dos destaques da economia local. Diversos pescadores ficam em grupos na beira do mar. Quando identificam o cardume se aproximando, lançam a rede e buscam os peixes, que servem para o próprio consumo e venda na região.

Dia da Consciência Negra

O Dia Nacional da Consciência Negra é celebrado nesta segunda-feira, 20 de novembro, e foi instituído oficialmente no ano de 2011. A data relembra a morte de Zumbi (1655 – 1695), o último líder do Quilombo dos Palmares, no atual estado de Alagoas, um dos mais importantes do período colonial no país.

E no quilombo de Sibaúma, os festejos em alusão à data terão início a partir das 16h desta segunda, com grupos potiguares de percussão, capoeira e dança, além de exposição de artesanato.

Fonte: Portal G1

Morre, aos 83 anos, o assassino em série Charles Manson

O assassino em série Charles Manson, um dos criminosos mais famosos do século 20, morreu nesta segunda-feira (20), aos 83 anos, em um hospital da Califórnia, informou a irmã de uma de suas vítimas ao portal TMZ.

Manson abalou os Estados Unidos (EUA) em agosto de 1969 com uma onda de violência, na qual ele e seus seguidores, fãs de uma seita e conhecidos como “a família Manson”, mataram sete pessoas para provocar uma guerra racial.

Os crimes comoveram a sociedade americana e marcaram simbolicamente um ponto na contracultura dos anos 60 e do movimento hippie.

Entre os assassinados está a atriz Sharon Tate, que estava prestes a dar à luz o primeiro filho, fruto de sua relação com o diretor Roman Polanski.

Os assassinos usaram o sangue de suas vítimas para escrever mensagens nas paredes, enquanto seguiam as instruções que acreditavam escutar na canção Helter Skelter, dos Beatles.

Manson somava centenas de sanções por mau comportamento na prisão, onde também gravou uma tatuagem em forma de uma suástica.

O assassino em série morreu em um hospital da cidade de Bakersfield, disse à TMZ a irmã de Sharon Tate, após receber um telefonema de oficiais de Corcoran State, a prisão onde estava Manson, condenado em 1971 pelo seu papel na organização e no planejamento dos assassinatos cometidos por seus seguidores.

Manson foi condenado a morrer na câmara de gás em 1971. A pena capital foi transformada para prisão perpétua depois que os tribunais declararam inconstitucional punir com a morte os detentos no estado da Califórnia.

Após sete anos de prisão, ele foi declarado em condições de obter a liberdade condicional, que foi repetidamente negada sob a alegação de que era um preso ainda muito perigoso.

Nos últimos 20 anos, Manson sempre se negou a comparecer às suas audiências para liberdade condicional. Em entrevista à revista Vanity Fair, em 2011, se descreveu como um homem “mesquinho, sujo, fugitivo e ruim”, acrescentando que foi condenado por “ser a vontade de Deus”.

Em reportagem publicada em 1970 pela revista Rolling Stone, sobre os assassinatos feitos pela “família”, foi considerado “o homem vivo mais perigoso do mundo”.

Leslie Van Houten, o membro mais jovem do clã, explicou que Manson havia feito neles “lavagem cerebral” com sexo, LSD, leituras constantes de passagens da Bíblia, repetidas escutas do disco “White Album”, dos Beatles, e outros textos sobre o seu desejo de lançar uma revolução.

Fonte: Agência Brasil

Anvisa autoriza registro de genérico contra câncer de próstata

Os pacientes que enfrentam o câncer de próstata poderão contar com mais uma alternativa de tratamento: na próxima segunda-feira (20), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) vai liberar o registro de um medicamento genérico para tratar a doença.

O acetato de abiraterona é indicado para casos em que a doença já se espalhou e persiste. A indicação é que ele seja utilizado combinado com outros remédios, como o prednisona ou prednisolona.

Com a medida, o custo do tratamento devem ser reduzidos, já que os genérios são cerca de 35% mais baratos.

A evolução da doença é impulsionada pela produção anormal de hormônios sexuais. Por isso, uma enzima presente no remédio inibe exatamente a produção desses hormônios para combater a doença.

Fonte: Governo do Brasil, com informações da Anvisa

 

Segundo turno das eleições no Chile, em dezembro, será entre Piñera e Guillier

O empresário Sebastián Piñera, de centro-direita, venceu o primeiro turno das eleições presidenciais do Chile – mas terá que disputar o segundo turno, no dia 19 de dezembro, com o senador socialista Alejandro Guillier, candidato da presidente Michelle Bachelet. O desafio para ambos será conseguir, em um mês, o apoio dos eleitores dos outros seis candidatos que ficaram fora da corrida.

Piñera, de 67 anos, foi presidente do Chile de 2010 a 2014  e esperava assegurar seu segundo mandato na eleição de domingo (19) com a metade mais um dos votos. Ele obteve 37% – menos que os 45% previstos por algumas pesquisas de opinião. Guillier, que promete aprofundar as reformas e conquistas sociais de Bachelet, ficou em segundo lugar com 23% dos votos. Mas a grande surpresa foi o bom desempenho da terceira colocada, Beatriz Sanchez. Candidata da coligação de partidos esquerdistas, formada recentemente, ela obteve 20% dos votos, quase empatando com Guillier.

No discurso de agradecimento Piñera fez um chamado aos eleitores, apelando à desilusão dos simpatizantes da coligação de centro-esquerda, que desde o fim da ditadura de Augusto Pinochet (1973-1990) elegeu todos os governos, com exceção de um: o do próprio Piñera. Este ano foi o primeiro, em 27 anos de democracia, em que a frente enfrentou uma eleição dividida.

Piñera comparou os resultados desse domingo aos de 2009, quando obteve 44%  no primeiro turno e saiu vitorioso no segundo. Ele se posicionou como o candidato da mudança, que vai tirar o Chile da “estagnação” econômica dos últimos anos. A popularidade de Bachelet foi afetada pela queda do preço do petróleo, principal produto de exportação chileno. Ela termina seu segundo mandato em março, tendo promovido reformas tributária e educativa, cobrando mais impostos das grandes empresas e ampliando o acesso dos estudantes chilenos à educação universitária gratuita. Apesar das políticas para reduzir a desigualdade, o governo dela foi marcado pela desaceleração da economia.

O primeiro passo de Piñera foi garantir os votos de José Antonio Kast – o único candidato que, além dele, representa a direita.  Kast, que defende os valores da “familia militar”, ficou em quarto lugar, com 8% dos votos.

Fonte: Agência Brasil

70% dos servidores devem trabalhar durante greve da Saúde no RN, determina TJRN

O Sindicato dos Servidores da Saúde do Rio Grande do Norte deverá manter pelo menos 70% dos servidores trabalhando durante a greve da categoria iniciada na última segunda-feira (13), em todo o estado. A decisão do desembargador Amaury Moura Sobrinho, do Tribunal de Justiça do RN, foi tomada neste sábado (18), durante o plantão judicial.

A determinação atendeu parcialmente um pedido do governo, que havia solicitado por meio da Procuradoria Geral do Estado a declaração de ilegalidade do movimento grevista. Apesar de não atender ao pedido de ilegalidade, o desembargador decidiu que o sindicato deve garantir um contingente de 70% dos servidores em todas as unidades de atendimento de saúde, em todas as especialidades.

Em caso de descumprimento, ainda de acordo com a decisão, o sindicato terá que pagar multa de R$ 25 mil por dia. O objetivo, de acordo com o desembargador, é garantir “a continuidade da prestação desse serviço público essencial”.

De acordo com o Sindsaúde, 13 mil servidores, além dos médicos que atuam nas unidades estaduais de saúde, entraram em greve na última segunda-feira (13). Manifestações foram realizadas ao longo da semana, em conjunto com outras categorias, em frente à sede do governo estadual, no Centro Administrativo, em Natal.

No entanto, a direção do Sindsaúde informou que a paralisação não atinge os serviços de urgência e emergência nos hospitais potiguares. Ficaram suspensas, por exemplo, marcações de exames ambulatoriais e consultas que não se encaixam em urgência e emergência.

A pauta dos servidores é a regularização do pagamento dos salários, que estão sendo depositados com vários dias de atrasos, há cerca de 20 meses. Somente no início de novembro, por exemplo, o Estado concluiu a folha do mês de setembro deste ano.

“As pessoas estão endividadas. A gente chegou ao limite, a um ultimo ponto. Nós não temos interesse em greve, mas o governo não nos deu outra opção”, afirmou Manoel Egídio da Silva Júnior, diretor do sindicato da Saúde, durante a deflagração da greve. Ele também reclamou da priorização do pagamento de algumas categorias em detrimento de outras.

Fonte: Portal G1

Incra reconhece famílias quilombolas de comunidade em Sergipe

O Dia da Consciência Negra, comemorado hoje (20) em todo o país, em alguns estados, inclusive, com feriado, será de festa para 185 famílias da comunidade Mocambo, no município de Porto da Folha, em Sergipe.

Hoje (20), portaria do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária, publicada no Diário Oficial da União, reconhece as famílias como pertencentes ao Território Quilombola Mocambo.

De acordo com a portaria, o reconhecimento permite que elas tenham acesso às políticas do Plano Nacional de Reforma Agrária (PNRA), que prevê “melhor distribuição de terra mediante modificações no regime de posse e uso, a fim de atender aos princípios de justiça social, desenvolvimento rural sustentável, aumento de produção e promoção social, conforme preconiza o PNRA”.

Fonte: Agência Brasil

Novo diretor-geral da Polícia Federal toma posse hoje

O delegado Fernando Segóvia toma posse hoje (20) como novo diretor-geral da Polícia Federal (PF).  A solenidade será às 10h30, no Ministério da Justiça. O presidente Michel Temer deve participar da cerimônia. junto com ministros e parlamentares. Segovia substituirá o atual diretor-geral, Leandro Daiello.

Formado em direito pela Universidade de Brasília UnB), Segóvia está há 22 anos na Polícia Federal. Foi superintendente regional no Maranhão e adido policial na África do Sul. Em boa parte de sua carreira, exerceu funções de inteligência nas fronteiras do Brasil.

Leandro Daiello estava no cargo desde 2011, nomeado na gestão do então ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e já havia manifestado interesse em deixar o cargo.

Fonte: Agência Brasil

Capitão da PM e policial civil trocam tiros durante briga de bar na Zona Sul de Natal

Uma briga acabou com dois policiais baleados na Zona Sul de Natal, durante a noite deste sábado (18). Um capitão da Polícia Militar e um agente da Polícia Civil trocaram tiros em frente a um bar localizado na rua Xavier da Silveira, no Conjunto Morro Branco, após uma confusão iniciada dentro do estabelecimento. Os dois foram socorridos ao Pronto Socorro Clóvis Sarinho, na Zona Leste.

Segundo o 5º Batalhão da Polícia Militar, ainda não se sabe o motivo do tiroteio, mas ele teria começado a partir de uma briga envolvendo uma terceira pessoa. Os policiais envolvidos foram identificados como o capitão PM Andrey Jackson e o agente da Polícia Civil Adorian Silva.

De acordo com a PM, o capitão foi atingido no pescoço, no braço e no abdômen, mas não corre risco de morte. Já o agente foi ferido com tiros no peito e tem um quadro médico mais delicado.

As armas dos dois policiais foram apreendidas pela Polícia Civil, que já ouviu a versão do capitão da PM. As informações preliminares dão conta que os dois haviam se desentendido em outro lugar e o capitão parou para lanchar no bar, onde o policial civil já teria chegado atirando. Os investigadores ainda vão pegar o depoimento do policial civil, quando ele estiver mais estável.

Fonte: Portal G1

Vamos cumprir nossas metas do clima sem comprometer desenvolvimento, diz Sarney Filho na Alemanha

O atual ministro do Meio Ambiente, José Sarney Filho (PV-MA), disse que o Brasil irá cumprir suas metas relacionadas à agenda de diminuição da temperatura do planeta, sem o comprometimento do desenvolvimento econômico e com a abertura de novas oportunidades de negócio.

Sarney filho foi o segundo a discursar na COP 23, a conferência do Clima da Organização das Nações Unidas na ultima quinta-feira (16), logo após Oppa Charm Muchinguru, a ministra do Meio Ambiente do Zimbábue. A COP 23 ocorre desde o dia 6 de novembro, em Bonn, na Alemanha.

O ministro, no entanto, citou ações concretas para atingir as metas. No setor de energia, o ministro disse que o país vai ampliar os leilões para fomentar o surgimento de fontes de energia renováveis de geração elétrico. Na agropecuária, o Brasil se comprometeu com a restauração de 15 milhões de hectares de pastagens degradadas até 2030.

Sarney Filho citou ainda o investimento do país em biocombustíveis e mencionou o RenovaBio, projeto de lei protocolado na ultima quarta-feira (15) na Câmara Federal. O projeto possui meta de redução de poluentes e prevê taxas maiores de adição de etanol à gasolina e de biodiesel ao diesel.

O ministro citou esforços recentes com a redução do desmatamento. “No setor florestal, reduzimos as taxas de desmatamento que estavam saindo do controle”, disse. “Nosso país teve algumas notícias muito relevantes nessa agenda, como a redução global do desmatamento em 28%, com redução de 60% na área mais crítica da Amazônia”, afirmou.

O país também se comprometeu a restaurar 12 milhões de hectares de floresta. “Vamos oferecer a populações que vivem na floresta alternativas de ações econômicas que visem o meio ambiente”, disse. Sarney filho também citou o Plano Nacional de Recuperação da Vegetação Nativa, decreto assinado em janeiro de 2017 que estabelece políticas para a recuperação das florestas e estabelece a meta de 12 milhões de recuperação.

Sarney Filho também ressaltou o compromisso do Brasil de reduzir em 37% os gases causadores do efeito estufa em 2025 e em 43% até 2030. “

O ministro também mencionou a necessidade de investimentos e de recursos financeiros para que as metas sejam alcançadas.

O Brasil também se colocou à disposição para sediar a COP 25, conferência do Clima da ONU que deve ocorrer em algum país latino-americano.

A ambição da COP 23

A conferência do clima da ONU é presidida pelas ilhas Fiji e tem por objetivo estabelecer metas mais ambiciosas para conter o aumento da temperatura do planeta.

Na ultima quarta-feira (15), a chanceler alemã Angela Merkel também discursou no evento e afirmou que é preciso fazer mais para conter o aquecimento global. Ela disse que as metas acordadas em Paris, em 2015, conhecida como Acordo de Paris, são insuficientes.

Em Paris, 195 países se comprometeram a diminuir a emissão de gases do efeito estufa para que a temperatura do planeta não aumente mais que 2ºC em 2030. O compromisso também prevê que esforços sejam feitos para que esse aumento seja menor que 1,5ºC.

Fonte: Portal G1

Que países fazem mais pelo clima global?

Muitos países estão exibindo na conferência COP23, em Bonn, os seus sucessos no combate à mudança do clima global. Mas isso faz com que sejam mais verdes?

O Índice de Desempenho na Mudança Climática (CCPI, na sigla em inglês) 2017, divulgado nesta quarta-feira (15), lista 56 nações e a União Europeia de acordo com suas emissões de gases-estufa, desenvolvimento de energias renováveis, uso energético e política para o clima. O relatório é publicado pela ONG ambiental alemã Germanwatch e a rede Climate Action Network.

Suécia, Lituânia e Marrocos obtiveram as melhores cotações, cabendo as piores a Coreia do Sul, Irã e Arábia Saudita. Como no ano anterior, a Alemanha teve uma colocação relativamente modesta, em 22º lugar, especialmente devido a seu uso maciço de carvão mineral.

Outros países desenvolvidos, como Canadá, EUA e Japão, aparecem entre os dez últimos colocados.

O Brasil é 19º – o primeiro país na categoria desempenho mediano. O relatório atribui o posicionamento ao uso de energia hidroelétrica, que ajuda a limpar o mix energético nacional. Porém, o texto destaca que nos últimos cinco anos o país fez muito pouco para cortar suas emissões.

Ninguém é “muito bom”

A boa notícia é que o crescimento médio das emissões de CO2 caiu, em relação ao CCPI 2016. Por outro lado, nenhum país se comportou de modo a merecer o predicado “muito bom”.

Apesar de a Suécia liderar a lista, graças a uma queda das emissões e alta percentagem de fontes renováveis em sua matriz energética, ainda lhe falta ambição. Segundo os autores do relatório, as metas do país escandinavo para a energia renovável até 2030 não bastarão para manter o aquecimento global abaixo de 2ºC em relação à era pré-industrial.

Marrocos, por sua vez, está em ascensão, tendo promovido intensamente a transição para a energia renovável, que agora está implementando. A previsão é que nos próximos anos a nação norte-africana alcançará rankings ainda mais altos.

Fórmula de sucesso do Reino Unido

O primeiro a ancorar a redução de emissões em sua legislação nacional foi o Reino Unido, em 2008. Isso ajudou o país a avançar, pois, pelo menos nesse aspecto, a política energética não está à mercê dos caprichos de quem quer que chefie o governo.

“Reduzimos as emissões carbônicas em 40% desde 1990, enquanto a economia cresceu 70%”, disse Nick Bridge, representante especial de Londres para a mudança climática. As taxas cobradas sobre o CO2 estiveram entre os principais motores do sucesso britânico.

 

“Fomos de 40% de carvão em nossa geração de eletricidade, cinco anos atrás, para quase nada”, acrescentou. No ano corrente, o país, que ocupa a 8ª colocação no CCPI, conseguiu ter até mesmo um dia de emissão zero. O bom desempenho se deve também à produção de energia eólica offshore, em que o Reino Unido é campeão mundial, e uma guinada em direção à economia circular.

No entanto, segundo o relatório apresentado na COP23, “as metas do país para 2030, em emissões e energia renovável, não são suficientemente ambiciosas para uma trajetória bem abaixo dos 2ºC”.

Alemanha e o carvão

Como coanfitriã da conferência internacional do clima, a Alemanha desfila seu inventário de fontes de energia limpa. Na prática, porém, o país segue sendo um dos dez maiores emissores do mundo, estando ameaçado de descumprir suas metas climáticas.

 Embora os alemães se comprometam a reduzir em 40% seus gases-estufa até 2020, as medidas atualmente adotadas só bastarão para uma redução de cerca de 30%. Uma enorme indústria de linhita e o setor de transporte são os maiores obstáculos ambientais do país.

“O carvão não tem futuro, o mundo está se afastando dele. A Alemanha tem que seguir a tendência”, apelou Eberhard Brandes, da WWF Germany. “Senão, nós nem seremos um modelo a ser seguido, nem vamos cumprir nossos compromissos internacionais.”

Gás na Rússia, atraso na Coreia do Sul

Os autores do Índice de Desempenho situam a Rússia entre os últimos da lista climática, devido a suas emissões elevadas e pouco uso de energias renováveis. O país possui a maior reserva de gás natural do mundo, assim como algumas das maiores de carvão e petróleo.

Esse fato não impediu Alexey Kulapin, diretor do Departamento Estatal de Política de Energia em Moscou, de afirmar, numa coletiva de imprensa na COP23, que o sistema russo é um dos mais verdes do planeta.

“O gás natural responde por mais da metade das fontes energéticas da Rússia, e todos sabem que gás é uma das fontes mais ecológicas”, insistiu. Segundo os especialistas, o país carece de ambição na política climática doméstica e tem um longo caminho a percorrer, até melhorar sua colocação no CCPI.

Com um emprego extremamente reduzido de fontes renováveis, a Coreia do Sul consta em antepenúltimo lugar na lista. “Temos que incrementar nossas energias renováveis, mas com sabedoria”, explicou Yoo Young-sook, diretora da ONG The Climate Change Center.

Ela teme que um abandono drástico da energia nuclear só acarretará o aumento das emissões de combustíveis fósseis: para seu país, as fontes renováveis ainda são coisa do futuro, reconhece a ex-ministra do Meio Ambiente da Coreia do Sul.

Fonte: Portal G1

O vilarejo transferido morro acima por causa da elevação do nível do mar

Uma lágrima escorre do rosto de Simione Botu, líder do clã de Vinidogola, em Fiji.

Ele e todos os moradores do vilarejo foram obrigados a se mudar para uma área mais elevada, distante 2 km de onde diferentes gerações viveram, para não serem levados pela maré.

“Mudança do clima é ruim para tudo”, lamenta.

Assista ao vídeo.

Assim como Vinidogola, outros 67 vilarejos de Fiji estão ameaçados pela elevação do nível do mar. Até o momento, quatro já foram transferidos para regiões mais altas.

O país preside a conferência das Organizações das Nações Unidas (ONU) sobre Alterações Climáticas, que acontece em Bonn, na Alemanha.

Fiji também foi a primeira nação a ratificar o Acordo de Paris, tratado assinado por 195 países para reduzir a emissão de gases de efeito estufa.

Com suas 332 ilhas, o país se comprometeu a gerar 100% de eletricidade a partir de fontes renováveis até 2030.

Lutar contra as mudanças climáticas transformou-se em uma das prioridades do arquipélago na Oceania, que vive sob a ameaça de sofrer com inundações em grande escala e severas tempestades tropicais e alterações.

“A gente fica assustado porque a gente não sabe. Talvez… às vezes a gente está dormindo e, no meio da noite, vai ser lavado pela maré forte”, diz Simione Botu Jr, uma das pessoas que saíram de casa e foram removidas para uma área mais elevada.

Os moradores de Vinidogola deixaram para trás os túmulos do parentes e amigos. Muitos preferem nem visitar a antiga vila, por causa da memória afetiva. “Ainda sentimos dor”, diz Botu Jr.

“Lembro dos meus pais, que agora estão mortos. Eles foram enterrados no lugar da antiga vila. Quando eu penso, eu choro”, afirma Mereani Beru, que também foi removida morro acima para fugir da zona de risco de inundações.

Fonte: Portal G1

China bate recorde mundial com 889 fantasiados de girassóis

A China bateu um recorde mundial ao reunir o maior número de pessoas fantasiadas de girrasol: 889.

O recorde, estabelecido em Guangzhou, Guangdong, foi comprovado pelo Livro Guinness e anunciado nesta quarta (15).

O recorde anterior, de 748 pessoas, era alemão, de 2015.

O evento foi organizado por uma imobiliária, com o objetivo de valorizar a região e estimular os moradores a fazer atividades ao ar livre.

China bate recorde mundial com 889 fantasiados de girassóis (Foto: Livro Guinness de Recordes)

Fonte: Portal G1

Ladrão distribui donuts a fregueses em assalto a confeitaria nos EUA

Um assaltante distribuiu donuts a clientes de uma confeitaria durante um assalto no estado americano do Texas. A cena foi flagrada pelas câmeras de segurança.

O assalto, na loja Shipley Do-Nuts, em Houston, ocorreu no ultimo dia 6.

As imagens mostram três homens, com os rostos cobertos, entrando na loja. Um deles mostra uma arma e pede o dinheiro do caixa. Outro pega os celulares dos fregueses que estavam no balcão.

Um deles pula o balcão, pega alguns donuts e distribui aos fregueses.

Fonte: Portal G1

Número de nascimentos no Brasil cai pela 1ª vez desde 2010, aponta IBGE

O número de nascimentos registrados no Brasil caiu pela 1ª vez desde 2010, segundo as estatísticas do Registro Civil 2016, divulgadas na ultima terça-feira (14) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O levantamento mostra que no ano passado também houve queda no número de casamentos, ao passo que o de divórcios aumentou.

Em 2016, foram registrados 2,79 milhões nascimentos no Brasil, o que representa uma queda 5,1%, ou 151 mil nascimentos a menos, na comparação com 2015.

Apesar do país já ter registrado queda no número de nascimentos em anos anteriores, o percentual de 2016 ficou bem acima. Em 2010, houve recuo de 0,2% em relação ao ano anterior. Em 2009, a queda foi de 1,3%. Em 2006 e 2007, foram verificadas retrações de 2,6% e 1,7%, respectivamente.

A região com maior queda nos nascimentos em 2016 foi o Centro-Oeste (-5,6%) e o Sul, com menor queda, de 3,8%. No Nordeste e no Sudeste, o recuo foi de 5,5%, e no Sul, de 3,8%.

Roraima foi o único estado a registrar mais nascimentos, com alta de 3,9%. Pernambuco registrou a maior queda (-10%), seguido por Tocantins (-8%), Sergipe (-7,5%) e Rio Grande do Norte (-7%). Em São Paulo, houve recuo de 5,1% e, no Rio de Janeiro, queda de -6,5%.

Embora a pesquisa do IBGE seja apenas numérica, sem apontar as possíveis causas, a queda dos nascimentos em 2016 aconteceram em meio à pior recessão da história do Brasil e em um período em que houve uma epidemia de zika, que pode provocar microcefalia em bebês. Pernambuco foi o primeiro estado onde o aumento dos casos de zika chamou a atenção das autoridades de saúde.

A região Norte teve a maior concentração de nascimentos no grupo de mães de 20 a 24 anos (29,6%). Por outro lado, as regiões Sul e Sudeste têm perfil de mães com idade mais avançada. Nessas regiões, o maior percentual de nascimentos ocorre entre as mulheres de 25-29 anos (24,7% no Sul e 24,3% no Sudeste), 20-24 anos (23,5% em ambas) e 30-34 anos (22,1% em ambas).

Casamentos caem 3,7%

Já o número de casamentos no país caiu 3,7% no ano passado, segundo o IBGE. A redução foi observada tanto nos casamentos entre cônjuges de sexos diferentes quanto para os cônjuges do mesmo sexo, com exceção das Regiões Sudeste e Centro-Oeste que apresentaram aumento nos registros de casamento gay.

Foram registrados 1.095.535 casamentos civis em 2016 em todo o país. As uniões entre pessoas de sexos diferentes caíram 3,7%, enquanto as entre pessoas do mesmo sexo recuaram 4,6%, representando 0,49% do total de casamentos registrados, revertendo tendência verificada no ano anterior. Em 2015, o casamento gay cresceu 5 vezes mais que entre homem e mulher.

Piauí foi o estado que registrou a maior queda no número de casamentos (-13,2%), seguido por Alagoas (-12,53%), Paraíba (-11,31%) e Roraima (-10%). Na outra ponta, o Amapá foi o destaque com aumento de 20% no número de casamentos registrados. Em São Paulo, houve queda de 2,9% e, no Rio de Janeiro, recuo de 0,10%.

Divórcios e guarda compartilhada crescem

Em 2016, o número de divórcios concedidos em 1ª instância ou por escrituras extrajudiciais aumentou 4,7% em relação a 2015, totalizando 344.526 registros, segundo o IBGE.

Em média, o homem se divorciam aos 43 anos, e a mulher aos 40. No Brasil, o tempo médio entre a data do casamento e a data da sentença ou escritura do divórcio é de 15 anos.

Segundo o IBGE, é maior proporção dos divórcios ocorreu em famílias constituídas somente com filhos menores de idade (47,5%) e em famílias sem filhos (27,2%).

A guarda dos filhos menores segue predominantemente com a mãe, mas a fatia caiu de 78,8% em 2015 para 74,4% em 2016. Já a guarda compartilhada aumentou de 12,9% em 2015 para 16,9% em 2016.

Mortalidade até os 14 anos cai

A pesquisa do IBGE mostra ainda que caiu a mortalidade até os 14 anos de idade, ao passo que aumentou o número de óbitos nas idades mais avançadas, em especial acima dos 50 anos, um reflexo do envelhecimento populacional.

Em 2016, um homem de 20 anos tinha onze vezes mais chance de não completar os 25 anos do que uma mulher, segundo o IBGE.

No grupo de homens de 15 a 24 anos, estados como São Paulo, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rondônia, Distrito Federal, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Pernambuco e Minas Gerais conseguiram reduzir a quantidade de óbitos por causas externas, estatística que inclui as vítimas da violência. Por outro lado, houve aumento em estados como a Bahia, Sergipe e Piauí.

Fonte: Portal G1

HIIT: Treino de alta intensidade deve continuar o preferido em 2018; confira tendências

O treino HIIT (Treino Intervalado de Alta Intensidade, na sigla em inglês) continua liderando a lista das atividades físicas preferidas para 2018, de acordo com o Colégio Americano de Medicina Esportiva. Realizados em menos de 30 minutos, com pouco intervalo entre uma série de exercícios e outra, o treino tem feito sucesso entre aqueles sem tempo para a malhação.

Para chegar aos dados, a instituição americana entrevistou 4 mil profissionais de atividade física e os resultados foram publicados na edição de novembro e dezembro da “ACM’s Health & Fitness Jounal”. A lista é publicada há 12 anos e, desde 2014, o treino HIIT figura entre os três primeiros — apesar dos entrevistados também manifestarem preocupações com riscos mais altos de lesão associados à prática. Confira mais detalhes no vídeo abaixo:

Já entre as outras tendências da lista, o uso de tecnologia e treinamentos sem equipamentos ganharam força — embora o treino de musculação nas academias ainda continue muito popular. Desde que a lista foi publicada em 2006, a prática figura entre as 10 primeiras modalidades.

Ganham espaço também os treinos individualizados focados no envelhecimento saudável. Outras tendências que crescem, mas não constam entre as 10 primeiras, são a inclusão de exercícios físicos em programas de tratamentos médicos (como para a reversão de sintomas da diabetes tipo 2).

Também o treinamento em circuito continua forte e cresce a procura pelo treino do CORE, expressão corrente entre profissionais que remete à ativação dos músculos necessários ao equilíbrio e à boa postura (os da região abdominal e lombar, por exemplo).

Abaixo, confira as 10 principais tendências para 2018, segundo o Colégio Americano de Medicina Esportiva:

  1. Treinamento Intervalado de Alta Intensidade (HIIT): O treino HIIT envolve atividades intensas, seguidos de um curto período de repouso. São realizados em menos de 30 minutos, mas há modalidades de 15 minutos e até de 7.
  2. Treinamento em grupo: Projetados para serem motivadores e eficazes, os exercícios em grupo são populares em pessoas com diferentes níveis de aptidão física e vão continuar fortes em 2018.
  3. Uso da tecnologia: A categoria inclui a popularidade de relógios inteligentes e monitores de frequencia cardíaca.
  4. Treinamento com o peso do corpo: O treinamento usa equipamentos mínimos, o que o torna mais acessível e adaptado a diferentes lugares e ocasiões.
  5. Treinamento de força (musculação): O treinamento de força continua a ser essencial e popular — e é uma parte importante de um treinamento completo, junto com o exercício aeróbico e exercícios de flexibilidade.
  6. Profissionais preparados: Dada a grande distribuição de profissionais no mercado, está crescendo a procura por profissionais mais qualificados e certificados, segundo a associação.
  7. Yoga: Com uma série de posturas corporais específicas, o Yoga conta com muitas segmentações famosas e populares, que incluem Power Yoga, Hatha Yoga, Yogalates, Bikram, Ashtanga, Vinyasa, Kripalu, Anurara, Kundalini, Sivananda e outros.
  8. Treinamento com personal training: Cada vez mais estudantes se especializam em atendimento individual, inclusive com exercícios focados em questões de saúde, o que tem aumentado a procura por esses profissionais.
  9. Programas de aptidão física para adultos mais velhos: Cresce também a procura por adultos que estão buscando o envelhecimento saudável. Eles contratam profissionais para programas específicos.
  10. Treino funcional: A modalidade inclui o treinamento de força para melhorar o equilíbrio e as atividades da vida diária. Os programas de fitness funcional e especiais para adultos mais velhos estão intimamente relacionados, segundo o Colégio Americano de Medicina Esportiva.

Fonte: Portal G1

A relação entre a qualidade da alimentação e a quantidade de alimentos ingeridos

Bem Estar da ultima segunda-feira (13) falou sobre densidade calórica. Por que as 100 calorias de um bolo de chocolate não são iguais a 100 calorias de um filé de frango? Quem explicou foi a nutricionista Roberta Lara. A endocrinologista Cintia Cercato falou sobre a importância da consciência na hora da alimentação.

Existe uma relação entre a qualidade da alimentação e a quantidade de alimentos ingeridos. A densidade nutritiva refere-se à composição de determinado alimento, que inclui carga de vitaminas, minerais, fitoquímicos que ele fornece, e os benefícios que os nutrientes promovem ao organismo.

Já a densidade enérgica refere-se à quantidade de calorias por volume de alimento. Não relaciona a fonte de calorias com a qualidade nutricional. Um alimento pode ter a mesma concentração calórica de outro, entretanto, pode não fornecer nutrientes necessários para o equilíbrio do corpo, e vice-versa.

As especialistas deram exemplos no programa. Um café da manhã com uma fatia de pão 100% integral com fibras, um ovo mexido com tomate e ervas desidratadas e um copo de vitamina de cacau com banana e leite desnatado tem cerca de 380 calorias. Já um café da manhã com pão francês com manteiga e vitamina de leite integral com achocolatado tem mais ou menos a mesma caloria: 391.

Contudo, o primeiro café da manhã é balanceado. Tem fibras e vitaminas que auxiliam no funcionamento intestinal, antioxidantes, cálcio. Já o segundo tem uma qualidade nutricional inferior. A combinação pode comprometer a saúde se for consumida regularmente.

É preciso observar os valores calóricos e também a densidade nutritiva. Quando consumimos concentrações maiores de nutrientes adequados, apresentamos maior saciedade também, em comparação com uma dieta com alta densidade energética.

Governo britânico tramita 313 projetos relacionados com Brexit

 O Governo do Reino Unido tramita 313 projetos e mil normativas relacionadas com o processo de saída da União Europeia (UE), o Brexit, revelou nesta sexta-feira (17) o Escritório Nacional de Auditoria (NAU, na sigla em inglês). A informação é da Agência EFE.

A NAU afirmou que o Ministério para a saída da UE, liderado por David Davis, identificou essas 313 “linhas de trabalho individual” e entre 800 e 1 mil peças de “legislação complementar”.

As tarefas incluem redigir novas normativas, assegurar que existem substitutos para os organismos reguladores atuais e impulsionar a aplicação de novos acordos comerciais, segundo a organização.

A maioria destes projetos são para o Ministério de Empresas, Energia e Estratégia Industrial, com 69 iniciativas em andamento, enquanto o Ministério de Meio ambiente, Alimentação e Assuntos Rurais se ocupa de 43, de acordo com os últimos dados.

A NAU explicou que o alcance e a dificuldade das tarefas varia, mas em muitos casos requerem formulações e redações de minutas de legislação, além de consultas às autonomias e ao setor privado.

Os ministérios, acrescentou o escritório, devem se preparar tanto para um desenlace negociado com a UE como para a possibilidade de que as conversas terminem sem um acordo. 

A presidente da comissão parlamentar de Contas Públicas, Meg Hillier, disse que o relatório do Escritório de auditoria “traz a questão de se os ministérios poderão encarar uma tarefa de tal magnitude”. 

“Este documento deixa claro o desafio que representa para os funcionários a coordenação do Brexit”, afirmou a deputada, ressaltando o risco de que “qualquer assunto que não esteja relacionado” com a saída da UE “seja abandonado”.

Fonte: Agência Brasil

Mugabe preside ato em sua primeira aparição pública após golpe militar

O presidente do Zimbábue, Robert Mugabe, presidiu uma cerimônia de graduação em uma universidade da capital, Harare, sua primeira aparição pública depois do golpe das Forças Armadas contra o governo, apesar de os militares manterem o controle do país.

Segundo o portal local News Day, o ato oficial, na Universidade Aberta do Zimbábue, estava programado na agenda de Mugabe com antecedência. O presidente, de 93 anos, compareceu ao local sob vigilância e sem a companhia da mulher, Grace Mugabe.

O ministro da Educação, Jonathan Moyo, que, segundo a imprensa local, continua detido, também não apareceu para a cerimônia.

Esta manhã, os militares asseguraram, por meio do jornal The Herald (um dos meios de imprensa públicos do Zimbábue, controlado pelas Forças Armadas), que houve progressos significativos na busca de uma saída para a crise, graças às negociações entre as duas partes.

Concretamente, os militares afirmaram que houve avanços em seu objetivo de eliminar os “criminosos do entorno de Mugabe” e de levar alguns deles à Justiça, embora sem detalhar os nomes.

O presidente, que permanece em prisão domiciliar, e os altos comandantes das Forças Armadas zimbabuanos tiveram ontem (16) uma reunião na sede da Presidência, com a mediação de um sacerdote e de enviados do governo da África do Sul.

Os militares tomaram o controle do país na noite de terça (14) para quarta-feira. Em mensagem transmitida de madrugada na televisão nacional, eles explicaram que não se tratava de um golpe contra o presidente, mas de uma operação contra “criminosos” do seu entorno.

Fonte: Agência Brasil

Produção de soros para picada de cobras ganha novas regras

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) elaborou a primeira resolução a tratar especificamente da fabricação e registro de soros utilizados no tratamento de picadas de cobra e de escorpião, a RDC 187/2017.

Os medicamentos são fabricados com o plasma (sangue) de outros animais, processo muito distinto de outros produtos biológicos. Por isso, a Vigilância Sanitária elaborou regras específicas. Como há dificuldade de se elaborar estudos clínicos para os soros, a nova norma trouxe critérios mais flexíveis para comprovar a eficácia e segurança deles.

Os soros hiperimunes mais conhecidos são o antiofídico, contra veneno de cobra, antirrábico, contra a raiva, e o antiescorpiano, contra picada de escorpião. O antídoto para o veneno de cobra é fabricado por meio da injeção do veneno em outro animal, como um cavalo, e coleta do sangue dele, que será processado e dará origem ao soro. 

Segundo a Anvisa, há 31 soros registrados atualmente no Brasil, elaborados por laboratórios públicos: Funed (MG), Instituto Butantan (SP), Instituto Vital Brasil (RJ) e o Centro de Produção e Pesquisa de Imunobiológicos (CPPI-PR).

Fonte: Governo do Brasil, com informações da Anvisa

CNH eletrônica começa a ser implantada no Distrito Federal

A Carteira Nacional de Habilitação Eletrônica (CNH-e) começa a valer, em dezembro, no Distrito Federal. A tecnologia, que já foi implementada em Goiás, vai facilitar a vida dos motoristas brasilienses, que podem apresentar o documento digital em vez da CNH impressa.

“As novas tecnologias vieram para facilitar o dia a dia dos brasileiros. Com a CNH-e não só o universo do trânsito passa a ganhar, mas toda a sociedade, já que o documento é um dos mais utilizados na identificação dos brasileiros”, explicou o diretor do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), Elmer Vicenzi.

O documento digital tem a mesma validade do documento físico e pode ser acessado pelo celular. O arquivo será protegido por um PIN, para dar mais segurança aos dados dos condutores. Em fevereiro de 2018, todos os condutores do País terão acesso ao novo modelo. 

“O QR Code é gerado por um algoritmo de propriedade do governo, não é qualquer pessoa que poderá gerá-lo. Toda vez que for exibir a carteira, precisará digitar a senha de quatro dígitos. Se ela perder o celular, ninguém poderá acessar no lugar dela e ela poderá fazer o bloqueio por meio do portal de serviços do Denatran”, ressaltou Vicenzi.

No próximo mês, o aplicativo da (CNH-e) poderá ser baixado para os sistemas iOS e Android. Para utilizá-lo, é preciso que a CNH física tenha um QR Code. Quem não tiver o código, precisa retirá-lo em uma das agências do Detran para evitar fraudes.

Fonte: Governo do Brasil, com informações do Ministério das Cidades

Começa a segunda etapa de pagamento do PIS-Pasep a idosos

Os aposentados com valores nas contas do PIS-Pasep na Caixa e no Banco do Brasil (BB) podem sacar a partir de hoje (17). É a segunda etapa do calendário de pagamento, divulgado em setembro por esses bancos.

Na última terça-feira (14),  417 mil aposentados, correntistas do BB e da Caixa, foram beneficiados com o crédito em conta, representando pagamentos no valor de R$ 446 milhões.

Os pagamentos começaram em outubro. Na primeira fase, homens e mulheres com mais de 70 anos foram beneficiados. Para aqueles que ainda não sacaram, não há data limite para retirar o dinheiro, os recursos continuarão no fundo à disposição dos correntistas.

Até quarta-feira (15), R$ 764 milhões já haviam sido pagos, beneficiando 693 mil pessoas.

Mais de R$ 9 bilhões, pertencentes a cotistas com mais de 70 anos – ou seus herdeiros, em caso de falecimento – continuam à disposição. Os bancos lembram que se a pessoa não puder comparecer à agência, por motivo de saúde por exemplo, o saque poderá ser feito por procuração.

Os cotistas do Pis-Pasep que têm contas na Caixa e no Banco do Brasil, mas que não receberam o crédito automático, devem procurar as agências para atualizar os cadastros. A falta do CPF, por exemplo, impede o depósito automático. Regularizando os dados cadastrais, o saque pode ser feito.

Tem direito às cotas o trabalhador cadastrado no Fundo entre 1971 e 04/10/88, que ainda não tenha sacado o saldo total da conta individual de participação. A MP 797/2017 alterou a idade para saques. Passaram a ter direito não apenas os trabalhadores com idade superior a 70 anos, mas também os aposentados e as mulheres com 62 anos ou mais e homens a partir de 65 anos.

Maiores informações podem ser obtidas nos sites da Caixa e do Banco do Brasil ou pelos telefones 0800 726 0207 (Caixa/Pis), 0800 729 0001 e 4004-0001 (BB/Pasep)

Papa Francisco diz que eutanásia é ilícita

O papa Francisco afirmou ontem (16) que a eutanásia é sempre ilícita, mas reconheceu como “moralmente lícito” renunciar ou suspender a aplicação de meios terapêuticos quando eles são eticamente desproporcionais.

Ele fez essas reflexões em carta enviada aos participantes do Encontro Regional Europeu da Associação Médica Mundial, que se realiza no Vaticano, organizado pela Pontifícia Academia para a Vida.

O papa citou a Declaração sobre a Eutanásia, de 5 de maio de 1980, afirmando que é “moralmente lícito renunciar à aplicação de meios terapêuticos ou suspendê-los, quando o seu emprego não corresponde àquele critério ético e humanista que será mais tarde após definido (como) proporcionalidade dos tratamentos”.

Essa escolha, justificou, “assume responsavelmente o limite da condição humana mortal, no momento em que reconhece não mais poder contrastá-lo, sem abrir justificativas à supressão do viver”

“Uma ação, portanto, que tem um significado ético completamente diferente da eutanásia, que permanece sempre ilícita, enquanto se propõe interromper a vida, buscando a morte”, completou.

Capacidade terapêutica

Na mensagem, o papa comemorou que a medicina conseguiu desenvolver uma maior capacidade terapêutica nos últimos anos, responsável por acabar com muitas doenças e prolongar a vida.

Francisco avaliou que, na hora de atender um paciente, é preciso avaliar a “efetiva proporcionalidade” dos tratamentos propostos na situação concreta, “tornando desejável renunciar a eles se tal proporcionalidade fosse reconhecida como ausente”.

O papa criticou a existência de uma desigualdade terapêutica cada vez maior, que, segundo ele, está presente “nos países mais ricos, onde o acesso aos tratamentos corre o risco de depender mais da disponibilidade econômica das pessoas do que das efetivas exigências de tratamentos”.

Fonte: Agência Brasil

Mais de 1,5 milhão de pessoas farão o Encceja neste domingo em todo o país

Mais de 1,5 milhão de pessoas que ainda não concluíram os cursos do ensino fundamental e médio terão neste domingo (19) mais uma oportunidade de atingir esse objetivo. O Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) 2017 será realizado em 564 municípios de todos os estados. De acordo com o Ministério da Educação, este ano serão 301.583 participantes do ensino fundamental e 1.272.279 do ensino médio. 

O exame será aplicado em dois turnos. De manhã, os portões serão abertos às 8h e fechados às 8h45, os testes começam às 9h e terminam às 13h, no horário de Brasília. Os candidatos do ensino fundamental farão provas de ciências naturais, história e geografia. Para o ensino médio, as provas serão de ciências da natureza e suas tecnologias,além de ciências humanas e suas tecnologias.

No turno da tarde, os portões abrirão às 14h e fecharão às 15h15. O exame começa às 15h30 e vai até as 20h30. Os candidatos do ensino fundamental farão as provas de língua portuguesa, língua estrangeira moderna, artes, educação física, matemática e redação. Para o ensino médio, haverá os testes de linguagens e códigos e suas tecnologias, redação e matemática e suas tecnologias.

De acordo com o MEC, as provas objetivas terão, cada uma, 30 questões de múltipla escolha. “Para obter o certificado ou a declaração de proficiência, o participante deve fazer, no mínimo, 100 dos 200 pontos possíveis em cada uma das áreas de conhecimento”.

“No caso de língua portuguesa, língua estrangeira moderna, artes e educação física, para candidatos do ensino fundamental e de linguagens e códigos e suas tecnologias, para ensino médio, é preciso obter, também, a proficiência em redação. Para isso, é necessário alcançar nota igual ou superior a 5 pontos, em uma escala que varia de 0 a 10”. Para obter o certificado ou a declaração de proficiência, o  candidato deve fazer, no mínimo, 100 dos 200 pontos possíveis em cada uma das áreas de conhecimento, diz o ministério.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais  (Inep) divulgou os locais de provas que podem ser acessados pelos candidatos no site do instituto.

Fonte: Agência Brasil

Estados Unidos alertam para risco de ataques terroristas na Europa

Os Estados Unidos emitiram um alerta de viagem no qual avisa a seus cidadãos que vivem na Europa ou a visitam sobre o risco “intensificado” de ataques terroristas no continente durante a temporada de fim de ano.

“Os recentes incidentes na França, Rússia, Suécia, Reino Unido, Espanha e Finlândia mostram que o Estado Islâmico (EI), Al Qaeda e suas filiais têm a capacidade de planejar e executar ataques terroristas na Europa”, diz o alerta de viagem, divulgado pelo Departamento de Estado americano.

A advertência não menciona a Espanha, nem faz referência aos atentados jihadistas de 17 de agosto em Barcelona e Cambrils, na Catalunha, que deixaram 16 mortos e mais de 100 feridos.

Além disso, o Departamento de Estado lembrou que, no ano passado, houve “ataques com muitas vítimas em um mercado de natal em Berlim, na Alemanha, e em uma casa noturna em Istambul, na Turquia, na passagem de ano.

“Embora os governos locais continuem com suas operações contra o terrorismo, o Departamento se mantém preocupado com a possibilidade de ataques terroristas no futuro”, acrescenta a nota.

“Os cidadãos americanos sempre deveriam estar em alerta diante da possibilidade de que simpatizantes de terroristas ou extremistas auto radicalizados possam realizar ataques sem aviso prévio”, afirma o alerta de viagem.

Alerta similar

Em novembro de 2016, o Departamento de Estado emitiu um alerta muito similar, na qual advertia também para o risco “acentuado” de atentados na Europa para as épocas festivas.

Este novo alerta de viagem, que ficará em vigor até 31 de janeiro de 2018, é mais um de uma série de advertências a respeito do risco de viajar à Europa que Washington começou a enviar regularmente a seus cidadãos a partir dos ataques terroristas em Paris, em 2015, e Bruxelas, em 2016.

A última dessas advertências, emitida em 31 de agosto, expressava um nível de alerta um pouco mais contido, ao assegurar que o risco de atentados “continuava” na Europa, em vez de usar, como agora, o adjetivo “intensificado”.

“Os extremistas continuam focando em lugares turísticos, centros de transporte, shoppings ou mercados, e edifícios governamentais como alvos viáveis”, afirma o novo alerta.

“Além disso, os hotéis, clubes, restaurantes, lugares de oração, parques, atos com grande número de pessoas, instituições de ensino, aeroportos e outros alvos continuam sendo locais prioritários para possíveis ataques”, acrescenta. As informações são da agência de notícias EFE.

O Departamento de Estado pede para que os cidadãos americanos fiquem atentos às informações dos consulados locais e lembra que os terroristas podem usar “várias táticas, incluindo armas de fogo, explosivos, o uso de veículos para atacar (multidões) e armas afiadas que são difíceis de serem detectadas antes de um ataque”.

Os EUA, por sua vez, continuarão “compartilhando informações” com seus parceiros europeus para ajudar a “desmantelar planos terroristas, identificar e adotar medidas contra possíveis agressores” e “fortalecer as defesas contra possíveis ameaças”, afirma o comunicado.

Fonte: Agência Brasil

Terremoto de 4,8 graus atinge Fukushima, no Japão, sem alerta de tsunami

Um terremoto de 4,8 graus de magnitude na escala Ritcher atingiu nesta sexta-feira (17, data local) a província de Fukushima, no Nordeste de Japão, sem que um alerta de tsunami fosse ativado, informou a Agência Meteorológica (JMA).

O tremor foi registrado às 10h02 (horário local, 23h02 de Brasília) e teve seu hipocentro a 50 quilômetros de profundidade no mar ao largo da costa de Fukushima, na ilha de Honshu – a maior do arquipélago japonês – e a cerca de 280 quilômetros de Tóquio.

O terremoto alcançou o nível 4 na escala japonesa fechada de 7 graus (centrada nas áreas afetadas em vez da intensidade do tremor) em Fukushima e de 2 nas províncias de Miyagi e Tochigi.

Por enquanto, as usinas nucleares da região não informaram se foi detectado algum problema causado pelo tremor.

Fukushima foi uma das regiões mais afetadas pelo forte terremoto de 9 graus na escala Ritcher e posterior tsunami ocorrido no dia 11 de março de 2011, que devastaram a costa do nordeste e deixaram mais de 18 mil mortos e desaparecidos.

O terremoto e tsunami provocaram, na usina nuclear de Fukushima, a pior catástrofe atômica desde Chernobyl, em 1986.

Fonte: Agência Brasil

Governo e oposição venezuelana concordam com pontos da agenda para diálogo

O governo da Venezuela e a oposição consideraram positiva a reunião que tiveram nessa quinta-feira (16), em Santo Domingo (República Dominicana), visando a elaborar a agenda do diálogo que seus representantes manterão nos dias 1º e 2 de dezembro, na capital dominicana, para discutir a crise no país. A informação é da Agência EFE.

Essa posição foi manifestada separadamente por Jorge Rodríguez, representante do presidente venezuelano, Nicolás Maduro, e o opositor Gustavo Velásquez, ao final da reunião, da qual também participaram o ministro das Relações Exteriores dominicano, Miguel Vargas, e o ex-presidente do governo da Espanha, José Luis Rodríguez Zapatero.

Rodríguez e Velásquez afirmaram que o encontro permitiu que as duas partes concordassem com os pontos da agenda para o diálogo e agradeceram ao presidente dominicano, Danilo Medina, pelo sucesso da negociação.

“Estamos muito perto de conseguir um acordo definitivo. Avançamos muito e não acho que vamos necessitar de mais quatro anos para conseguir um acordo de convivência”, disse Rodríguez, ao fim do encontro.

O vice-presidente de Comunicação da Venezuela afirmou que as discussões entre o governo e a oposição resultam num “esforço compartilhado” a favor da democracia, da paz e do bem-estar do país.

“O ponto principal das discussões é respeitar as garantias políticas e econômicas para as eleições na Venezuela no próximo ano, para parar a violência externa contra a o país”, disse o representante oficial. “Estamos saindo muito satisfeitos” da reunião, acrescentou.

Além disso, os dois grupos destacaram que o diálogo do início de dezembro, em Santo Domingo, será mantido com a participação dos chanceleres de seis “países amigos”, assim como Medina e Rodríguez Zapatero.

O México, Chile, a Nicarágua, o Paraguai e a Bolívia são as nações confirmadas para o diálogo. O sexto país será anunciado hoje pelo governo venezuelano.

Fonte: Agência Brasil

Operação da PF desmonta grupo criminoso que desviou dinheiro público no Maranhão

A Polícia Federal  (PF) deflagrou nesta manhã a 5ª fase da Operação Sermão aos Peixes, chamada de Pegadores, que apura indícios de desvio de recursos públicos federais, em contratos de gestão e termos de parceria entre o governo do Maranhão e organizações do terceiro setor.

Os policiais federais cumprem 45 mandados judiciais expedidos pela juíza Federal Paula Souza Moraes, da 1ª Vara Criminal Federal no Maranhão. São 17 de prisão temporária e 28 de busca e apreensão. As ações ocorrem nas cidades maranhenses de São Luís, Imperatriz e Amarante; e em Teresina, no Piauí.

A juíza federal Paula Souza Moraes determinou também o sequestro de bens dos suspeitos no valor de mais R$ 18 milhões. As prisões foram determinadas contra servidores da Secretaria de Estado da Saúde, diretores, tesoureiros e administradores das organizações sociais, empresários de empresas de fachada e pessoas responsáveis pelo pagamento de propina a servidores públicos.

Operação Sermão aos Peixes

De acordo com a PF, durante as investigações da Operação Sermão aos Peixes, deflagrada a partir de inquérito policial aberto em julho de 2015, foram levantados indícios de que servidores públicos, que exerciam funções de comando na Secretaria de Estado da Saúde, “tinham montado um esquema de desvio de verbas e fraudes na contratação e pagamento de pessoal”.

As investigações constataram que os beneficiários do esquema eram pessoas indicadas por agentes políticos: parentes, correligionários de partidos políticos, namoradas e companheiras de gestores públicos e de diretores das organizações sociais. “Foram encontrados indícios da existência de cerca de 400 pessoas que teriam sido incluídas indevidamente nas folhas de pagamentos dos hospitais estaduais, sem que prestassem qualquer tipo de serviços às unidades hospitalares”.

O montante dos recursos públicos federais desviados passa de R$ 18,3 milhões. Mas pode aumentar, pois as investigações buscam comprovar que um crime continuou a ocorrer este ano, mesmo após a deflagração de outras fases da Operação Sermão aos Peixes, diz a PF, em nota.

O nome da operação é referência a um trecho do sermão do Padre Antônio Vieira (1654), que ficou conhecido como o Sermão aos Peixes, no qual o padre toma vários peixes como símbolo dos vícios e corrupção da sociedade. Um dos peixes ele chamou de Pegador, que vive na dependência dos peixes grandes, numa correlação aos vícios do oportunismo.

Fonte: Agência Brasil

Polícia e MP fazem ação para prender 35 acusados de tráfico no Rio

A Polícia Civil e o Ministério Público (MP) do Rio de Janeiro fazem hoje (16) uma operação para cumprir 35 mandados de prisão contra acusados de envolvimento com a venda de drogas ilícitas em Saquarema, na região dos lagos fluminense. Também estão sendo cumpridos 26 mandados de busca e apreensão.

Segundo o MP, mesmo presos, dois denunciados à Justiça continuavam controlando as ações do grupo criminoso no município. Diego Teixeira Martini de Castro Ferreira, conhecido como Maradona, e Maycon Pereira Carneiro Barbosa, o Maikinho, compravam drogas e armas para a venda em Saquarema.

Eles são acusados de financiarem a operacionalização da venda de drogas e o pagamento aos integrantes da organização criminosa. Durante as investigações, segundo o MP, foram inclusive captados diálogos entre os integrantes da quadrilha em que ameaçavam de morte integrantes de grupos rivais.

Os acusados respondem por crimes como tráfico de drogas, associação para o tráfico e porte ilegal de arma de fogo.

Fonte: Agência Brasil

Carcaça de baleia é retirada da Praia de Ipanema, no Rio

A carcaça da baleia jubarte que encalhou na Praia de Ipanema, na zona sul da cidade do Rio de Janeiro, foi retirada do local por volta das 23h de ontem (15). Segundo informações da companhia municipal de limpeza Comlurb, o trabalho durou cerca de três horas e envolveu três escavadeiras hidráulicas.

Cerca de 50 profissionais ajudaram na remoção da carcaça, entre garis, agentes de trânsito, guardas municipais, bombeiros e funcionários da Defesa Civil. A baleia era um macho de 26 toneladas e 14 metros de comprimento e já estava morta quando encalhou na areia da praia, na manhã de ontem.

Ainda de acordo com a Comlurb, a carcaça foi transportada para o Centro de Tratamento de Resíduos, em Seropédica, na Baixada Fluminense. A Ciclus, concessionária que administra o aterro bioenergético, enterrará a baleia em local reservado.

O gás gerado na decomposição da carcaça será coletado e utilizado para a geração de energia limpa e créditos de carbono. A Comlurb acredita que, em um ano, o esqueleto poderá ser desenterrado para estudos.

Depois da remoção, foram feitas a limpeza da areia e a lavagem do calçadão e da pista, com inibidor de odores.

Fonte: Agência Brasil

Coreia do Sul diz que EUA não podem atacar Coreia do Norte sem consentimento

O presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, não deve “sob nenhuma circunstância” adotar ações militares contra a Coreia do Norte sem o consentimento da Coreia do Sul, disse a líder do partido governista sul-coreano, Choo Mi-ae, nessa quarta-feira (15).

“O presidente Trump frequentemente enfatiza que coloca todas as opções sobre a mesa”, disse Choo a um centro de estudos de Washington. “Nós queremos garantir que essa opção de outra guerra não seja colocada sobre a mesa. Sob nenhuma circunstância o governo dos EUA deve avançar e explorar uma opção militar sem o consentimento da Coreia do Sul. Precisamos buscar uma solução pacífica para a questão em qualquer maneira que nos esteja disponível”.

Os comentários de Choo, que deve se encontrar com autoridades do governo Trump em Washington, mostram a preocupação sul-coreana de que qualquer ataque dos EUA contra os programas nuclear e de míssil da Coreia do Norte pode provocar retaliações devastadoras por parte de Pyongyang (a capital norte-coreana) contra Seul.

Fonte: Agência Brasil

Corinthians vence Flu por 3×1 e é campeão brasileiro pela sétima vez

O Corinthians venceu o Fluminense por 3×1, ontem, em São Paulo, e conquistou, antecipadamente, pela sétima vez, o Campeonato Brasileiro da série A.

O jogo foi bem movimentado e logo no primeiro minuto o Flu abriu o placar com um gol de Henrique. A partir daí, o time paulista começou a pressionar a equipe carioca, mas o primeiro tempo terminou com a vantagem tricolor.

Na etapa final, logo no primeiro minuto, Jô empatou: 1×1. Depois, com gols de Jô e Jadson, o Corinthians consolidou sua vitória e o título numa noite de festa no estádio Itaquera.

O Corinthians liderou o campeonato desde a quinta rodada. Para muitos, é a melhor equipe da competição. Sua torcida fez festa nas ruas de São Paulo durante toda a madrugada.

Com a derrota, o Fluminense segue ameaçado de rebaixamento.

Outros resultados de ontem

Vasco 1×1 Atlético Mineiro

Grêmio 1×0 São Paulo

Cruzeiro 2×2 Avaí

Fonte: Agência Brasil

Comunidade gay da Austrália comemora votação a favor de casamento homossexual

Os australianos votaram majoritariamente a favor do casamento entre pessoas do mesmo sexo, abrindo caminho para a aprovação de uma lei até o fim deste ano. A decisão foi comemorada nessa quarta-feira (15) pela comunidade gay, com pessoas usando vestidos de casamento e ternos com lantejoulas e declarando “nosso amor é verdadeiro”.

A Austrália se tornará a 26ª nação a formalizar esse tipo de união se a legislação for aprovada no Parlamento,. A decisão é esperada, apesar de algumas manifestações contrárias da ala conservadora do governo.

Milhares de pessoas reunidas em um parque de Sydney se abraçaram e choraram quando o estatístico-chefe do país revelou, ao vivo em um telão, que 61,6% dos eleitores consultados aprovaram a igualdade de matrimônio e que 38,4% se manifestaram contrários à medida.

Ian Thorpe, nadador olímpico australiano que assumiu ser gay há três anos, disse que o resultado foi um grande alívio. “Significa que o que você sente por outra pessoa, quem quer que seja, é igual”, disse Thorpe aos repórteres durante as comemorações em Sydney.

A votação voluntária não tem aplicação obrigatória, mas o primeiro-ministro Malcolm Turnbull disse imediatamente que cumprirá a promessa de apresentar um projeto de lei ao Parlamento, com o objetivo de aprovar a lei até o Natal.

Turnbull minimizou o temor de uma divisão em seu governo de coalizão, em reação à iniciativa, devido ao fato de a facção conservadora estar pressionando por emendas para proteger liberdades religiosas que discriminam casais homossexuais.

“É inequívoco, é esmagador. Eles falaram aos milhões e votaram majoritariamente no sim pela igualdade de matrimônio”, afirmou Turnbull aos repórteres em Canberra, após o anúncio dos resultados.”Eles votaram sim pela justiça, sim pelo comprometimento, sim pelo amor”.

Um projeto de lei de igualdade matrimonial foi apresentado ao Parlamento no fim dessa quarta-feira (pelo horário local).

O resultado simboliza um divisor de águas para os direitos gays na Austrália, onde o envolvimento em atividades homossexuais era ilegal em alguns estados até 1997.

Quase 80% dos eleitores registrados participaram da sondagem – um comparecimento maior do que o do Brexit, como é conhecido o processo de separação do Reino Unido da União Europeia, e do que o do referendo sobre casamento homossexual da Irlanda.

“Gostei de ver, Austrália”, tuitou a apresentadora norte-americana Ellen DeGeneres, que é casada com a atriz australiana Portia de Rossi, nos Estados Unidos.

Fonte: Agência Brasil

Inflação pelo Índice Geral de Preços cai de 0,49% para 0,24%

O Índice Geral de Preços–10 (IGP-10) teve uma inflação de 0,24% em novembro em todo o país. A taxa é inferior ao percentual de outubro (0,49%), mas superior ao de novembro do ano passado (0,06%).

Segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV), o IGP-10 acumula deflações (quedas de preços) de 1,31% no ano e de 1,11% no período de 12 meses.

Os preços no atacado, medidos pelo Índice de Preços ao Produtor Amplo, tiveram inflação de 0,21% em novembro, enquanto os preços no varejo, apurados pelo Índice de Preços ao Consumidor, acusaram taxa de 0,32% no mês. O terceiro subíndice que compõe o IGP-10, o Índice Nacional de Custo da Construção, registrou inflação de 0,30%.

O IGP-10 é calculado com base em preços coletados entre os dias 11 do mês anterior e 10 do mês de referência.

Fonte: Agência Brasil

Progredir oferece 447 mil vagas em cursos para beneficiários do Bolsa Família

Beneficiários do Bolsa Família e pessoas inscritas no Cadastro Único têm uma nova oportunidade para se qualificar profissionalmente. O Ministério do Desenvolvimento Social reabriu, na ultima terça-feira (14), as inscrições para os cursos de capacitação do Plano Progredir.

Os interessados devem ter mais de 15 anos de idade e se cadastrar no portal do ministério. Terminado o cadastro, já é possível fazer a pré-matrícula em um curso. São mais de 447 mil vagas em mais de 60 cursos oferecidos pelo Pronatec Oferta Voluntária. O prazo para as inscrições vai até o próximo dia 30.

As aulas estarão disponíveis na plataforma a partir de 11 de novembro e devem ser concluídas pelos alunos até o fim de abril. A oferta é uma parceria entre os ministérios do Desenvolvimento Social (MDS) e da Educação (MEC).

Plano

O Plano Progredir reúne qualificação profissional, apoio ao empreendedorismo e encaminhamento ao mercado de trabalho. Além dos cursos do Pronatec Oferta Voluntária, a estratégia oferece assistência técnica para autônomos, ações de inclusão digital e educação financeira. Também serão ofertados até R$ 3 bilhões anuais em microcrédito, por meio de parcerias com instituições financeiras, para fortalecer pequenos negócios.

Fonte: Governo do Brasil, com informações do Ministério do Desenvolvimento Social 

Petrobras: produção de petróleo e gás atinge 2,77 milhões de barris por dia

A Petrobras produziu 2,77 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed) de petróleo e gás natural em outubro. Segundo informações divulgadas pela empresa, 2,67 milhões foram produzidos no Brasil e 104 mil no exterior.

No Brasil, a produção média de petróleo foi de 2,16 milhões de barris por dia (bpd). A de gás natural, por sua vez, foi de 80,3 milhões de metros cúbicos por dia, o que representa uma diminuição de 1,5% em relação a setembro. A Petrobras explicou que essa redução ocorreu devido às paradas para manutenção das plataformas Cidade de Anchieta e Cidade de Caraguatatuba.

Já a produção de petróleo e gás natural na camada pré-sal operada pela Petrobras foi de 1,63 milhão de barris óleo equivalente por dia, volume 2,9% abaixo do mês anterior. Essa queda também deveu-se às paradas para manutenção das mesmas plataformas.

Fonte: Governo do Brasil, com informações da Agência Brasil 

Mega-Sena pode pagar hoje R$ 29 milhões a quem acertar as seis dezenas

O prêmio principal da Mega-Sena poderá pagar hoje (16) R$ 29 milhões a quem acertar as seis dezenas do concurso 1.988.

Por causa do feriado da Proclamação da República nessa quarta-feira (15), o sorteio foi transferido para hoje, às 20h, horário de Brasília.

De acordo com a Caixa, aplicado na poupança o prêmio renderia cerca de R$ 136 mil por mês.

Fonte: Agência Brasil

Inundações-relâmpago matam ao menos 15 pessoas perto de Atenas

Pelo menos 15 pessoas morreram em inundações-relâmpago na Grécia nessa quarta-feira (15). O incidente foi o que mais causou mortes nos últimos anos, quando uma onda de lama vermelha varreu cidades a oeste da capital Atenas, depois de chuvas pesadas, disseram autoridades. A informação é da Agência Reuters.

Chuvas torrenciais desse tipo são incomuns no país, cuja infraestrutura deficiente pode deixar os cidadãos vulneráveis a enchentes.

O dilúvio desencadeado da noite para o dia transformou ruas das cidades industriais de Nea Peramos e Mandra, cerca de 27 quilômetros a oeste de Atenas, em rios velozes e deixou dezenas de pessoas presas em suas casas ou carros.

Alguns moradores foram obrigados a subir em telhados e sacadas, enquanto carros eram lançados contra varandas ou virados de lado. Doze pessoas foram resgatadas de um ônibus em uma ponte.

“Este é um desastre bíblico”, disse Yianna Krikouki, prefeito de Mandra, à emissora estatal ERT. “Tudo se foi”.

Veículos pesados, um ônibus e carros ficaram presos debaixo de mais de um metro de água em uma via expressa próxima. A força da água rompeu muros e invadiu estradas.

“As paredes ruíram, os carros foram arrastados e quebraram tudo aqui. Não sobrou nada”, disse a moradora de Mandra Marina Kolia. “A água está em todos os lugares da casa”.

Fonte: Agência Brasil

Presidente peruano nega acusações de ter trabalhado para a Odebrecht

O presidente do Peru, Pedro Pablo Kuczynski, garantiu nessa quarta-feira (15) que é falsa a acusação de que a construtora brasileira Odebrecht, envolvida em escândalos de corrupção na América Latina, o contratou como consultor financeiro há uma década.

Em breve mensagem pela televisão, ele negou ter recebido dinheiro da Odebrecht em suas campanhas para as eleições presidenciais de 2011 e 2016.

O maior jornal do Peru, El Comercio, informou na segunda-feira (13) que o ex-presidente da empresa brasileira Marcelo Odebrecht acusou Kuczynski de ter trabalhado para a construtora após o governo de Alejandro Toledo (2001 a 2006), quando Kuczynski foi um dos ministros da Economia.

De acordo com o jornal, Marcelo Odebrecht, que foi interrogado por promotores peruanos no Brasil, destacou que a empresa havia financiado campanhas de candidatos presidenciais peruanos.

“Afirma que depois de ter sido ministro, me contratou como consultor financeiro de tal empresa. Essa suposta afirmação também é falsa”, disse Kuczynski. “Não recebi nenhum repasse de tal empresa em nenhuma de minhas campanhas eleitorais”, acrescentou o presidente peruano, de 79 anos.

A Reuters não conseguiu confirmar o que Marcelo Odebrecht disse a promotores peruanos em Curitiba.

“Como chefe de Estado, apoio a luta contra a corrupção em todos os níveis”, afirmou Kuczynski. “É fundamental que todos lutem contra a corrupção, essa luta tem meu compromisso”.

Kuczunski, que assumiu em julho do ano passado para um mandato de cinco anos, rejeitou qualquer vínculo profissional com a Odebrecht, no âmbito de uma investigação feita pelo Congresso, dominado pela oposição.

Fonte: Agência Brasil

Atirador da Califórnia matou a mulher antes de tiroteio

A polícia revelou a identidade do autor dos disparos feitos nessa terça-feira (14) na Califórnia, em Rancho Tehama, a 190 quilômetros de Sacramento. Kevin Neal, 43 anos, foi morto pela polícia após disparos que causaram quatro mortes e deixaram dez feridos, entre eles sete crianças. Em entrevista hoje (15), a polícia informou que ele matou e escondeu o corpo da própria mulher antes de sair atirando em localidades diferentes.

A polícia continua a trabalhar com a hipótese de que uma briga com vizinhos teria desencadeado a reação de Kevin Neal em executar o tiroteio. Antes de atirar, ele também teria esfaqueado um vizinho.

O corpo da mulher dele foi encontrado escondido sob tábuas no quintal da casa. A polícia disse acreditar que Kevin Neal atirou e matou a mulher na segunda-feira (13), na noite anterior ao tiroteio.

No entanto, o motivo dos disparos em sete lugares diferentes, incluindo uma escola de ensino fundamental, ainda não está claro. Para os policiais, ele tinha um desejo de matar pessoas, tantas quanto  pudesse.

Registros judiciais mostram que  Kevin Neal foi acusado de disparar ilegalmente uma arma e já foi acusado por dois crimes e duas contravenções. Ex-colegas de trabalho disseram que ele não era violento,  mas tinha um comportamento estranho, além da fascinação por armas de fogo.

Fonte: Agência Brasil

Receita paga hoje o sexto lote de restituição do Imposto de Renda 2017

A Receita Federal paga hoje (16) o sexto lote de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) 2017. O lote contempla 2.358.433 contribuintes, totalizando mais de R$ 2,8 bilhões. O lote multiexercício inclui restituições residuais do período de 2008 a 2016.

O crédito bancário chega a R$ 3 bilhões. Desse total, R$ 107,844 milhões referem-se aos contribuintes com prioridade: 26.209 idosos e 3.354 pessoas com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave.

Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita na internet, ou ligar para o Receitafone 146. Na consulta à página da Receita, serviço e-CAC, é possível acessar o extrato da declaração e ver se há inconsistências de dados identificadas pelo processamento. Nessa hipótese, o contribuinte pode avaliar as inconsistências e fazer a autorregularização, mediante a entrega de declaração retificadora.

A Receita disponibiliza ainda aplicativo para tablets e smartphones, que facilita a consulta às declarações do IR e à situação cadastral no CPF.

A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá fazer requerimento pela internet, mediante o Formulário Eletrônico – Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da Declaração do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física.

Caso o valor não seja creditado, o contribuinte poderá contactar pessoalmente qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento por meio do telefone 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.

Fonte: Agência Brasil

PM apreende 377 quilos de maconha na Zona Oeste de Natal

A polícia apreendeu 377 quilos de maconha na carroceria de uma caminhonete no bairro Cidade da Esperança, Zona Oeste de Natal. A apreensão aconteceu na ultima terça-feira (14) e a droga foi encaminhada para a Delegacia Especializada de Narcóticos (Denarc).

Policiais militares do 9º Batalhão realizavam um patrulhamento de rotina quando encontraram a maconha. De acordo com a PM, a droga estava na carroceria de uma Hillux, parada na rua. Os policiais chegaram até o veículo depois de sentir o cheiro da maconha saindo de dentro do carro.

Ninguém foi encontrado no interior da Hillux. A polícia segue à procura dos donos da droga. A apreensão foi a maior registrada em Natal em 2017.

Fonte: Portal G1

Lei Orçamentária é aprovada em primeira discussão na Câmara de Natal

Foi aprovada em primeira votação na Câmara Municipal de Natal, na ultima terça-feira (14), o projeto de Lei Orçamentária Anual (LOA) referente ao exercício financeiro de 2018. O dispositivo estima a receita e fixa a despesa do Município para o ano seguinte. Agora, os parlamentares começarão a discutir as emendas a serem encartadas.

O objetivo é identificar onde é possível mexer no orçamento e as prioridades da Administração. Via de regra, a Comissão de Finanças irá enviar as emendas admitidas à Prefeitura para a discussão dos textos. Em seguida, serão escolhidas as consensuais, normalmente aprovadas em bloco por unanimidade, e as não consensuais, apreciadas individualmente pelo plenário.

“O Legislativo, durante sessão ordinária, deu parecer favorável para a peça orçamentária enviada pelo Executivo. Caberá a este parlamento quantificar os valores que serão destinados para as ações da Prefeitura no próximo ano. Trata-se, portanto, de uma matéria de extrema importância, que deve ser apreciada com responsabilidade e espírito público”, destacou o presidente da Casa, vereador Ney Lopes Júnior (PSD).

A líder da bancada governista, vereadora Nina Souza (PEN), disse estar satisfeita com a aprovação do documento.

“Em consonância com o regimento, a LOA 2018 fica sobrestada por duas sessões ordinárias para que os vereadores possam encartar as devidas emendas; após o encarte a Comissão de Finanças recebe este conjunto de emendas e emite seu parecer para depois ir à segunda discussão. No entanto, entre o parecer da Comissão de Finanças e a ida para a segunda discussão, vamos realizar algumas reuniões com o governo para definirmos as emendas consensuais. Isso é bom porque distensiona o debate e oferece celeridade ao processo”, explicou.

Fonte: Portal G1

Imunidade adquirida na dengue ajuda a proteger contra o zika, diz estudo

Estudo publicado na “Nature Communications” na ultima segunda-feira (13) mostra que a imunidade adquirida após uma infecção pelo vírus da dengue pode ajudar a proteger contra o vírus da zika.

Em testes em camundongos, o estudo identificou que cobaias imunes à dengue também desenvolveram proteção cruzada contra o zika. Depois, pesquisadores identificaram também que tipos especificos de células de defesa — os linfócitos T CD8 — têm ação combinada contra os dois vírus.

O trabalho teve como primeiro autor Jinsheng Wen, do Instituto de Arboviroses da Universidade de Wenzhou, na China. Wen também é colaborador no Instituto La Jolla de Alergia e Imunologia, na Califórnia (EUA).

Os achados são particularmente importantes para a tentativa do desenvolvimento de uma vacina contra o zika e a dengue em todo o mundo.

Uma segunda importância do estudo é que ele indica preliminarmente que a dengue não aumenta a gravidade de infecções por zika — uma possível interação entre infecções cruzadas foi uma das muitas hipóteses levantadas durante o início da epidemia por zika no Brasil.

Agora, após o avanço do conhecimento científico, a ideia é outra: talvez seja justamente uma infecção prévia da dengue que impede o zika de ter consequências mais graves, como as anomalias em bebês.

Cérebro apresentava menos cópias do vírus

Pesquisadores fizeram um estudo do tipo controle para testar a possível imunidade “cruzada” entre os dois vírus.

Primeiro, infectaram camundongos com o vírus da dengue. As cobaias ficaram doentes, mas se recuperaram da infecção — o que demonstra que adquiriram imunidade.

Após a recuperação, animais foram infectados novamente com o vírus da zika. Também um outro grupo, não infectado anteriormente com o vírus da dengue, foi alvo da infecção pelo zika.

Nos resultados, o grupo anteriormente infectado com dengue apresentou carga reduzida de zika no sangue, nos tecidos e no cérebro.

A descoberta dos testes indica preliminarmente, assim, que a defesa adquirida contra a dengue pode ajudar a mitificar os efeitos neurológicos advindos do zika — já que menos cópias do vírus foram identificadas no cérebro.

Vacina deve ter por alvo dois tipos de célula de defesa

Um outro resultado importante da pesquisa é a descoberta da ação dos linfócitos T CD8 na imunidade contra os dois vírus. Isso porque a maioria das vacinas em andamento tem atuação somente contra os linfócitos B.

As células de defesa do tipo B são as que produzem anticorpos após o contato com uma infecção. Essa ação tem por vistas o sistema imune adaptativo: aquele que desenvolve imunidade com vistas a um ataque futuro.

Já as células do tipo T, além de focar infecções futuras, têm uma ação direta sobre o invasor — sem necessariamente o envolvimento de um anticorpo.

No caso do estudo, cientistas demonstraram que é o linfócito T CD8 que tem ação conjunta. O CD8 é um tipo de proteína que aparece na superfície da célula. Ele tem a função de se ligar a outras proteínas que estão na superfícies de vírus — num mecanismo chave-fechadura que facilita a destruição dos patógenos.

Jinsheng Wen, primeiro autor do estudo, pontua que foi observada a ação dos dois tipos de célula na proteção. Segundo ele, as vacinas em andamento devem ter por alvo uma ação conjunta entre linfócitos B e T.

Fonte: Portal G1

Por que é tão difícil prever um grande terremoto como o que atingiu a fronteira Irã-Iraque?

Todo ano são registrados oficialmente mais de 200 mil terremotos em nosso planeta, apesar de milhões deles ocorrerem.

Muitos passam ao largo dos registros oficiais porque são demasiadamente leves para que possamos senti-los ou porque acontecem em zonas remotas que não são monitoradas pelas autoridades.

Outros, como o de magnitude 7,3 que atingiu a fronteira do Irã e do Iraque na noite deste domingo (12), causam morte de centenas de pessoas e derrubam prédios inteiros.

Construir casas e edifícios à prova de terremotos é, evidentemente, a melhor estratégia para evitar tanto perdas humanas quanto materiais.

Mas seria possível evacuar com antecedência as zonas que serão afetadas – como acontece durante a passagem de um furacão, por exemplo?

A resposta é não. Isso porque é impossível prever quando um terremoto vai acontecer – salvo por alguns minutos.

Lei física

A razão é que a maioria dos terremotos ocorre pela liberação repentina de uma grande tensão na crosta terrestre.

Essa tensão vai se acumulando gradualmente devido aos movimentos das placas tectônicas, normalmente ao longo de uma falha geológica, explica o site da British Geological Survey.

Por isso, é impossível prever quando os terremotos vão ocorrer, “basicamente pela forma como essa energia é liberada”, afirma à BBC Mundo, o serviço em espanhol da BBC, Richard Luckett, sismólogo da instituição.

“Sabemos que a tensão está sendo acumulada nas grandes falhas e sabemos onde elas estão, mas não temos como saber quando essa energia vai ser liberada”, diz.

Luckett recorre ao exemplo que normalmente usa para explicar o fenômeno às crianças.

“Se você puser um tijolo sobre uma folha de lixa e lentamente retirá-la com uma mola, o tijolo vai se mover. Você pode repetir esse experimento dez vezes: embora aplique todas as vezes a mesma força, verá que o tijolo vai se movimentar repentinamente depois de diferentes intervalos de tempo”, diz Luckett.

“Em termos físicos, é completamente imprevisível”, acrescenta.

No caso do terremoto que atingiu o México em setembro e matou mais de 350 pessoas, o especialista diz que a placa sobre a qual o país está situado – a norte-americana – se move em direção ao oeste na proporção de mais de sete centímetros por ano.

O que especialistas podem saber é onde há probabilidade de ocorrer um terremoto de grande intensidade, “já que eles têm relação com o tamanho da falha”, esclarece Luckett.

A falha vinculada ao terremoto de terça-feira, por exemplo, é grande: tem cerca de 50 km de distância.

Mesmo assim, isso não contribui para prever qual será a intensidade de um terremoto, já que a pressão pode ser liberada em uma série de pequenos tremores ou em um grande e único abalo.

Sinais?

Mas há outros sinais a que devemos ficar atentos? Talvez uma mudança no clima ou comportamento dos animais que podem nos ajudar a prever um terremoto?

Acredita-se que os animais possam sentir as primeiras ondas que são geradas pelo terremoto – e que nós não percebemos.

“Os terremotos não tem nada a ver com o estado do tempo e certamente não há uma ligação com as mudanças climáticas”, esclarece o especialista.

“São sistemas completamente diferentes”, acrescenta.

Mas, segundo ele, o caso dos animais é interessante.

Há uma série de estudos sobre como alguns bichos exibem um comportamento distinto ante a iminência de um terremoto.

Diz-se, por exemplo, que os cachorros latem mais ou que os animais geralmente fazem mais barulho.

Segundo Luckett, “quando um forte terremoto acontece, provoca ondas distintas que viajam através da terra. As primeiras são muitos pequenas, não causam dano, e muitas vezes em sequer percebemos”, explica.

“Mas os animais sim”, ressalva.

Ainda assim, eles não ajudam a prever um terremoto.

“Eles nos avisam do perigo um pouco antes (o tempo depende do intervalo entre as ondas pequenas e as grandes), da mesma forma que os alarmes”, explica.

“Neste sentido, os dispositivos são mais sensíveis que os animais”, completa.

Luckett diz não acreditar que será possível prever terremotos.

“O que poderemos fazer é aprimorar nossas formas de detectá-los.”

*A reportagem original foi publicada em setembro e atualizada em 13 de novembro, após o terremoto que atingiu a fronteira entre Irã e Iraque

Fonte: Portal G1

China e Taiwan desenvolvem satélite para prever terremotos

Apesar do seu tradicional confronto político, China e Taiwan fecharam um acordo para cooperar em um satélite de detecção de ondas eletromagnéticas que possa prever terremotos. A previsão é que o satélite seja lançado no próximo ano. As informações foram publicadas neste domingo (12) no jornal de Hong Kong “South China Morning Post”.

Alguns terremotos geram anomalias eletromagnéticas antes de ocorrer e este projeto tentará detectar esses fenômenos para tentar prevê-los. Os tremores afetam com regularidade e gravidade tanto a China quanto Taiwan.

Esta cooperação entre Pequim e Taipé é um marco, mais ainda levando em conta a atual má relação política após a chegada ao poder no ano passado da atual presidente taiuanesa, Tsai Ing-wen.

Após a chegada da presidente, que vem de um partido com tendência separatista, a China congelou boa parte das relações com o território.

“Esta é a primeira vez. Nunca ouvi de uma cooperação com Taiwan de qualquer tipo neste campo. Esse tipo de dado é normalmente secreto”, afirmou ao jornal Li Zaoshe, pesquisador da Academia de Ciências da China, em Pequim.

O segredo ocorre nesses casos porque os satélites podem ter um importante uso militar, como a localização de estações de radar ou centros de lançamento de mísseis.

Fonte: Portal G1

Sete mulheres pioneiras na ciência

Quantas mulheres cientistas você consegue citar de cabeça?

Em geral, símbolos da ciência costumam ser do sexo masculino, o que não faz justiça a diversas pioneiras que merecem ser lembradas, celebradas e estudadas.

A série #100Mulheres, da BBC, listou algumas mulheres que fizeram – e ainda estão fazendo – história no campo científico.

Marie Curie: primeira pessoa a conquistar dois Prêmios Nobel

A polonesa Marie Curie (1867-1934), que ganhou fama internacional com seus estudos sobre radioatividade, foi a primeira pessoa a conquistar o Prêmio Nobel em dois campos diferentes da ciência.

Em julho de 1898, ela anunciou, juntamente com o marido, Pierre Curie, a descoberta de um novo elemento químico, o polônio – que recebeu esse nome em homenagem ao seu país de origem. No mesmo ano, os dois descobriram o rádio.

Em 1903, Marie Curie ganhou o Prêmio Nobel de Física ao lado do marido e de Henri Becquerel. Oito anos depois, conquistou o segundo Nobel – desta vez, de Química.

Caçula da família, Curie nasceu em Varsóvia, na Polônia. E trabalhou desde cedo para conseguir pagar os estudos. O esforço foi recompensado – ela conseguiu terminar um mestrado em física e outro em matemática, um na sequência do outro.

Após a morte do marido, em um acidente em 1906, Curie assumiu o posto dele como professora – e tornou-se a primeira a mulher a lecionar na Universidade Sorbonne, em Paris.

A cientista morreu, aos 66 anos, vítima de leucemia, causada pela exposição prolongada à radiação durante sua pesquisa.

Peggy Whitson: primeira mulher a comandar a Estação Espacial Internacional

Enquanto a americana Peggy Whitson cursava o último ano do ensino médio, a Nasa selecionava suas primeiras astronautas mulheres. E o que a princípio era um sonho, inspirado nas transmissões do homem pisando na Lua, começava a ganhar contornos de realidade.

Criada em uma comunidade rural do Estado de Iowa, Whitson não sabia exatamente como realizar o sonho de se tornar astronauta, mas seguiu sua paixão pela química e biologia para obter um doutorado.

 Peggy Whitson comandou uma missão pela Estação Espacial Internacional em 2005 (Foto: NASA)

Cientistas costumam ser minoria em equipes de astronautas, geralmente formadas por militares. Mas, em 1996, Whitson foi selecionada como candidata a astronauta.

A americana, que fez seu primeiro voo para a Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês) em 2002, se tornou a primeira cientista a comandar a ISS.

Whitson encontrou na Estação Espacial Internacional um ambiente de pesquisa único. Realizou diversos experimentos – de testes voltados à agricultura até potenciais tratamentos para o câncer e dinâmica de fluidos.

“Eu amo a variedade de pesquisas que estamos conduzindo no espaço. Vai nos ajudar no futuro, quando realmente conseguirmos sair e explorar lugares mais distantes – dentro do nosso Sistema Solar e até mesmo além dele”, afirmou à BBC.

Marie Tharp: mapeou o fundo do oceano

Em 1953, Marie Tharp (1920-2006) se tornou a primeira cientista a mapear o fundo do Oceano Atlântico.

Geóloga e cartógrafa oceanógrafa, Tharp deu uma importante contribuição à ciência ao descobrir o Vale do Rift ou Vale da Grande Fenda (complexo de falhas tectônicas causadas pela separação das placas africana e arábica) – que comprovou a teoria das placas tectônicas.

Inicialmente, a descoberta de Tharp não foi levada a sério, nem mesmo por seu parceiro de pesquisa, Bruce Heezen.

Como a presença de mulheres em navios de pesquisa era proibida, ela desenhou os mapas com os dados que Heezen coletava nas expedições.

Apesar das contribuições revolucionárias, o nome de Tharp permanece quase no anonimato – enquanto Heezen recebe sozinho o crédito de grande parte do trabalho que realizaram juntos. Ela sabia que ficaria em segundo plano, mas descarta qualquer tipo de ressentimento e destaca a importância de documentar a cordilheira meso-atlântica.

“Você só pode fazer isso uma vez. Não dá para encontrar nada maior que isso, pelo menos não nesse planeta”, afirmou.

Wanda Diaz-Merced: tornou a astronomia acessível

A astrofísica Wanda Diaz-Merced começou a apresentar problemas de visão quando ainda era estudante na Universidade de Porto Rico.

A retinopatia diabética (complicação da diabetes que causa cegueira) comprometeria totalmente sua visão em pouco tempo, mas ela estava determinada a não mudar os rumos de sua carreira.

Um estágio na Nasa deu a Diaz-Merced a oportunidade de trabalhar com um método chamado “sonificação de dados”. Por meio dessa técnica, as informações enviadas pelos satélites eram traduzidas em ondas sonoras – em vez de gráficos visuais, formato usado normalmente pelos astrônomos.

Diaz-Merced continuou desenvolvendo o software, permitindo que astrofísicos interpretem os dados com mais precisão e tornando essa área acessível a uma série de pesquisadores excluídos no passado.

Ela trabalha atualmente no Departamento de Astronomia para Desenvolvimento da África do Sul, abrindo espaço na ciência para uma geração de estudantes cegos.

“Para esse campo da astronomia, que eu amo tanto, não quero ver nenhuma segregação. Quero que as pessoas tenham oportunidades iguais para mostrar seu talento”, disse à BBC.

Quarraisha Abdool Karim: inovação na prevenção da Aids

Quarraisha Abdool Karim, epidemiologista especializada em doenças infecciosas, passou mais de 25 anos estudando como o vírus HIV, causador da Aids, se espalhou na África do Sul, e seu impacto nas mulheres.

Em 2013, Karim ganhou a Ordem de Mapungubwe, maior honra da África do Sul, por suas contribuições inovadoras.

Ela trabalhou de perto com mulheres de todas as comunidades sul-africanas para realizar testes de prevenção do HIV.

Atualmente, Karim é diretora científica da Caprisa, centro de investigação da Aids na África do Sul, e atua como conselheira das agências da ONU.

Soyeon Yi: primeira astronauta da Coreia do Sul

Em 2008, Soyeon Yi fez história ao se tornar a primeira astronauta da Coreia do Sul, tendo competido com outras 36 mil candidatas pela vaga.

“Não é comum ser a primeira na história entre as mulheres”, diz Yi, confiante de que seu sucesso pode inspirar outras mulheres a entrar para o mundo da ciência.

Quando olhou para baixo e viu a Terra do espaço, ela conta que se sentiu muito grata pelas oportunidades que teve na vida e pela “linda dádiva” que é nosso planeta.

Rajaa Cherkaoui El Moursli: papel-chave na descoberta do Bóson de Higgs

Na infância, a física nuclear Rajaa Cherkaoui El Moursli leu a biografia de Marie Curie diversas vezes – as conquistas da polonesa inspiraram a jovem marroquina ao longo de sua educação.

Mas El Moursli teve que superar diversos obstáculos para seguir carreira na ciência.

“O primeiro desafio foi convencer meu pai a me deixar ir para a França, para Grenoble, fazer faculdade”, relembra.

“Naquela época, a sociedade marroquina ainda era muito conservadora e a maioria das meninas não podia deixar o país antes de casar.”

El Moursli ganhou prêmios por seu papel na descoberta (e prova) da existência do Bóson de Higgs, a partícula responsável pela criação da massa no universo.

Ela também é responsável pelo primeiro mestrado em física médica no Marrocos.

Fonte: Portal G1

Vendas do comércio crescem 0,5%, diz pesquisa do IBGE

De agosto para setembro, as vendas do comércio varejista cresceram 0,5% no país. De julho para agosto, o comércio havia recuado 0,4%. Os dados da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC) foram divulgados hoje (14), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O comércio também teve altas de 0,1% na média móvel trimestral, de 6,4% na comparação com setembro de 2016 e de 1,3% no acumulado de 2017. Em 12 meses, no entanto, o volume de vendas apresenta uma queda acumulada de 0,6%.

De setembro para outubro, houve crescimento em cinco dos oito segmentos pesquisados pelo IBGE, com destaque para os artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos e de perfumaria (4,3%).

Também tiveram alta os setores de outros artigos de uso pessoal e doméstico (2,9%), supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (1%), equipamento e material para escritório, informática e comunicação (0,9%) e tecidos, vestuário e calçados (0,2%).

Três atividades acusaram queda no volume de vendas: combustíveis e lubrificantes (-0,7%), móveis e eletrodomésticos (-0,7%) e livros, jornais, revistas e papelaria (-3,4%).

Considerando-se também os setores de materiais de construção e de venda de peças e veículos, o chamado varejo ampliado, o volume de vendas teve alta de 1% na comparação com agosto deste ano. As vendas de materiais de construção avançaram 0,5%, enquanto os veículos, motos e peças recuaram 0,4%.

O varejo ampliado teve ainda altas de 0,5% na média móvel trimestral, de 9,3% na comparação com setembro de 2016 e de 2,7% no acumulado do ano. No acumulado de 12 meses, no entanto, o varejo ampliado recuou 0,1%.

Receita nominal

A receita nominal do comércio varejista teve avanços nas comparações com agosto (1,1%), com setembro de 2016 (4,5%), na média móvel trimestral (0,4%), no acumulado do ano (2%) e no acumulado de 12 meses (2,2%).

A receita nominal do varejo ampliado também anotou avanços em todos os tipos de comparação: de agosto para setembro (1,3%), em relação a setembro de 2016 (7%), na média móvel trimestral (0,6%), no acumulado do ano (2,8%) e no acumulado de 12 meses (1,8%).

Fonte: Agência Brasil

PSDB inicia desembarque e acelera reforma ministerial

O ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB), pediu demissão do cargo nesta segunda-feira, 13, pouco antes de participar de uma cerimônia, no Palácio do Planalto, preparada para ser uma “agenda positiva” do governo.

O movimento do primeiro tucano a deixar a equipe deflagrou a reforma ministerial planejada pelo presidente Michel Temer para obter apoio político no Congresso e conseguir aprovar as mudanças na Previdência.

Em carta dirigida a Temer, que foi pego de surpresa, Araújo mencionou indiretamente o racha interno vivido pelo PSDB. Disse que não tinha mais o aval do partido para continuar no comando da pasta.

“Agradeço a confiança do meu partido, no qual exerci toda a minha vida pública, e já não há mais nele apoio no tamanho que permita seguir nessa tarefa”, escreveu.

Quatro horas depois, a Secretaria de Comunicação Social da Presidência divulgou nota confirmando que “o presidente dará início agora a uma reforma ministerial que estará concluída até meados de dezembro”.

Araújo conversou com Temer pouco antes de acompanhá-lo na entrega do Cartão Reforma. Já estava demissionário quando participou da cerimônia. Moradores de Caruaru, em Pernambuco – reduto eleitoral do ex-ministro – receberam o cartão. Ali, o tucano chegou a usar verbos no passado sobre o período em que comandou a pasta das Cidades, mas ninguém na plateia percebeu que ele estava de malas prontas para deixar a Esplanada.

Deputado licenciado, Araújo disse ao Estado que não havia mais “clima” para permanecer no ministério porque o PSDB não lhe dava respaldo para isso. “Agora, vou me dedicar a trabalhar pela unidade do PSDB”, afirmou ele, que não quis confirmar se será candidato ao governo de Pernambuco, em 2018. “Vou retomar o meu mandato na Câmara e construir alianças para o ano que vem.”

A saída do ministro das Cidades – uma das pastas mais cobiçadas da Esplanada – escancara a crise na coalizão governista. O Centrão pressiona Temer para tirar todos os tucanos do primeiro escalão, se quiser aprovar a reforma da Previdência. Formado por partidos como PP, PR, PSD e PTB, o bloco ameaça paralisar outras votações na Câmara, caso não seja atendido.

Sem Cidades, o PSDB ainda tem três ministérios (Secretaria de Governo, Relações Exteriores e Direitos Humanos). A tendência é de que a pasta antes ocupada por Araújo seja entregue ao PP, justamente o partido que mais fez ameaças a Temer.

Cota

No Planalto, auxiliares de Temer afirmam que a ministra dos Direitos Humanos, Luislinda Valois, também deve deixar o cargo. Ela esteve ontem com o presidente em evento no Rio.

Temer pretende manter, em sua cota pessoal, o chanceler Aloysio Nunes Ferreira – que será candidato à reeleição ao Senado – e Antônio Imbassahy, titular da Secretaria de Governo. Mas Imbassahy deve ser deslocado para outra pasta, porque o Centrão cobra mudança na articulação política do Planalto com o Congresso.

Dos atuais 28 ministros, pelo menos 17 pretendem disputar as eleições de 2018 e terão de deixar os cargos até abril. A intenção do presidente, porém, é de que os candidatos saiam ainda neste ano para que os novos já assumam com o orçamento de 2018.

“Todos os ministros que forem disputar as eleições estarão sujeitos à reforma até dezembro”, afirmou o deputado Baleia Rossi (SP), líder do PMDB na Câmara, que esteve ontem com Temer. O presidente já marcou uma série de reuniões para tratar do assunto.

O presidente também não quer ficar a reboque do PSDB, que em 9 de dezembro fará convenção e deve anunciar o rompimento com o governo. O presidente licenciado do partido, senador Aécio Neves (MG), admitiu no sábado que os tucanos deixarão o Executivo.

“Vamos sair do governo pela porta da frente, da mesma forma que entramos”, disse. Temer vai aproveitar a demissão de Araújo para começar a fazer as trocas na equipe. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Fonte: Exame Abril

PF analisará documentos antes de questionar Temer em inquérito

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Roberto Barroso autorizou a Polícia Federal a analisar novos documentos antes de fazer questionamentos ao presidente Michel Temer no inquérito em que ele é investigado por suspeita de corrupção passiva e lavagem de dinheiro na edição de um decreto deste ano que mudou regras do sistema portuário.

Barroso já tinha permitido no mês passado que a PF fizesse perguntas a Temer na apuração. A defesa do presidente havia informado ao STF que o presidente iria responder por escrito em depoimento requerido pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge.

A investigação sobre os portos é a única a que Temer responde no exercício do cargo, após a rejeição pela Câmara dos Deputados de duas denúncias contra o presidente apresentadas pelo ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot.

No final de junho, no mesmo dia em que ofereceu a primeira denúncia contra Temer por corrupção passiva, Janot pediu a abertura de um novo inquérito contra o presidente e seu ex-assessor Rodrigo Rocha Loures para investigar a suspeita de pagamento de propina a ambos para edição do decreto dos portos que interessava à empresas Rodrimar.

No despacho mais recente, de segunda-feira, o ministro do Supremo autorizou novas diligências requeridas pela PF, tais como a obtenção de registro de doações eleitorais da empresa Rodrimar para Temer e para o PMDB nas últimas eleições, registros de entrada no Palácio do Planalto de executivos da empresa e documentos que mostram o processo de aprovação do decreto dentro do governo.

Temer e os demais envolvidos negam irregularidades na edição do decreto.

Fonte: Exame Abril