Confiança do comércio tem a maior queda desde 2010

A confiança dos empresários do comércio segue em baixa e, em fevereiro, teve a maior queda mensal, que foi de 8,8%, desde o início da série histórica da Fundação Getulio Vargas (FGV), iniciada em março de 2010.

Após a quarta queda consecutiva, o Índice de Confiança do Comércio (ICOM) índice atingiu 97,9 pontos, menor nível da série histórica.

“A confiança recuou de forma intensa e disseminada entre os segmentos do comércio em fevereiro. O resultado retrata um setor insatisfeito com os níveis atuais de demanda e pessimista em relação às perspectivas de vendas e lucratividade nos próximos meses”, afirma Aloisio Campelo Jr., Superintendente Adjunto para Ciclos Econômicos da FGV/IBRE, em nota.

O resultado de fevereiro foi influenciado pela piora da percepção dos empresários em relação ao momento atual. O Índice da Situação Atual (ISA-COM), que havia avançado 11,2% em janeiro, recuou 14,4% este mês, chegando a 76,4 pontos, o menor nível da série. O Índice de Expecativas (IE-COM), por sua vez,  recuou 4,6%, chegando também ao mínimo histórico de 119,4 pontos.

O indicador que mede o otimismo com as vendas nos três meses seguintes exerceu maior influência na queda do IE-COM, ao recuar 6,2% em relação ao mês anterior, para 119,6 pontos, registrando o menor patamar da série histórica. Já o indicador que mede o grau de otimismo em relação à situação dos negócios nos seis meses seguintes caiu 2,9%, atingindo o mínimo histórico de 119,2 pontos.

Fonte: Portal G1

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *