Investigação sobre o assassinato de Marielle Franco aponta para envolvimento de milícias

Os assassinatos da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes podem ter envolvimento da milícia, afirmou o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, nesta segunda-feira (16). Os dois foram mortos em 14 de março, no Rio de Janeiro, quando o carro em que estavam foi alvejado 13 vezes.

“As investigações avançam. Estão partindo de um grande conjunto de hipóteses e afunilando. E uma das possibilidades que tem crescido é que seja um crime ligado às milícias”, afirmou Jungmann. O ministro garantiu que nenhuma hipótese será ignorada, inclusive a de envolvimento de vereadores. “Acho que não podemos descartar nada. Sobretudo se existem áudios, se existem informações que possam levar a qualquer responsabilização.”

Fonte: Agência Brasil

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *