Ministro de Dilma, Pepe diz que vai priorizar orçamento e reforma política

Anunciado como novo ministro da Secretaria de Relações Institucionais no segundo mandato da presidente Dilma Rousseff, o deputado gaúcho Pepe Vargas (PT) afirmou nesta terça-feira (30) que vai priorizar a discussão sobre reforma política e tratar de questões relativas à lei orçamentária. Pepe disse ainda que pretende estreitar os laços com o Congresso e mostrar a importância das propostas do governo.

“Obviamente que a preocupação maior é estabelecer um diálogo claro com o Congresso Nacional, fazer as relações federativas com prefeituras e governos estaduais. Acho que tem algumas coisas que são imediatas, como a lei orçamentária, primeira grande prioridade, e todo o debate da reforma política que a sociedade vem cobrando”, declarou o novo ministro da presidente Dilma Rousseff em entrevista à Rádio Gaúcha.

Questionado sobre a autonomia que terá na função, Pepe minimizou o assunto. “Toda autonomia de ministro é relativa. O ministro tem autorização para trabalhar dentro do que a Presidência da República Estabelece. Ninguém tem autorização para acordos que não são prioridade de governo, Obviamente que terei minha autonomia, mas dentro dos parâmetros”, ponderou.

Pepe Vargas já fez parte do primeiro escalão do governo Dilma. Ele comandou o Ministério do Desenvolvimento Agrário de 2012 até 2014, quando se afastou do cargo para concorrer à reeleição como deputado federal no Rio Grande do Sul. Nas eleições deste ano, foi reeleito para o terceiro mandato consecutivo como deputado federal.

Como parlamentar, atua principalmente nas áreas de agricultura familiar, turismo, direitos dos aposentados e questões previdenciárias. Foi presidente da Frente Parlamentar Mista da Micro e Pequena Empresa no Congresso Nacional e também presidiu a comissão de Finanças e Tributação na Câmara dos Deputados.

Natural do município de Nova Petrópolis, no Rio Grande do Sul, Pepe Vargas, 56 anos, é formado em Medicina pela Universidade de Caxias do Sul. Filiado ao PT desde 1981, o novo ministro das Relações Institucionais iniciou sua vida política como militante no movimento estudantil.

Em 1988, elegeu-se vereador de Caxias do Sul. Nas eleições de 1994, foi eleito deputado estadual. Após dois anos de mandato, se candidatou à prefeitura de Caxias do Sul e saiu vitorioso, sendo reeleito na eleição seguinte.

Além de Pepe Vargas, o Planalto confirmou a indicação do petista gaúcho Miguel Rossetto para a Secretaria-Geral.

Fonte: Portal G1

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *